Login Fórum Exploração Suportes&Res Fundamentos Notícias Dados MetaStock Cursos
IBOV DJIA INDFUT ITUB4 VALE3 BBDC4 ABEV3 PETR4 ITSA4 SULA11 SAPR4 MRVE3 ABCB4 ALUP11 SBSP3 CPLE6
Para assinar um de nossos boletins basta clicar aqui


IBOV - Gráficos e análise técnica projecao.com
IBOV: Ibovespa Nominal
Suportes   75895   75127   74196   73020   72840   72617   70134
Resistências   78892   79690   80524   80804   80872   81391   83830
Data Última Abertura Máxima Mínima PMédio
16/07/2018 - 17:52 76652 76587 76924 76129 76452

Real: O índice fechou relativamente estável. Repor o HEDGE (posições de proteção no mercado de derivativos) liquidado se a linha -D- (Valor: 72498. Stop: 70670) for quebrada para baixo.

Dólar: O mercado encerrou relativamente estável próximo da linha -C- no dia. O ponto de liquidação de mais 1/3 das posições de proteção deve ocorrer com a quebra da linha -C- (Valor: 19844. Start: 20318) e do restante se for rompida a linha -A- (Valor: 22578. Start: 23051), visto que 1/3 do HEDGE já foi liquidado. Repor se o suporte a 18800 pontos (Stop: 18326) for rompido.

Cuidado ao adquirir ações de empresas endividadas em moeda estrangeira, EVITE, principalmente se sua receita não é fortemente atrelada ao dólar.

Caso você queira contribuir com o desenvolvimento e manutenção de nosso fórum, entre no endereço abaixo e escolha um valor a partir de R$ 1,00 / mês.
http://www.projecao.com/apoia-se.htm


BANCOS e CARTÕES - Comunicando.

"O Santander, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil são as instituições que aparecem na liderança do mais recente Ranking de Instituições por Índice de Reclamações, divulgado nesta segunda-feira (16) pelo Banco Central. No topo do ranking, referente ao segundo trimestre de 2018, está o Santander, com índice de reclamações de 38,14. Nesta lista, são consideradas as instituições com mais de 4 milhões de clientes." (Fonte: Infomoney)


MOEDAS - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 1,435 bilhão na segunda semana de julho (de 9 a 15). O mês de julho acumula superávit de US$ 2,457 bilhões até dia 15, abaixo 60,9% do registrado em todo o mês de julho de 2017, quando o resultado foi positivo em US$ 6,285 bilhões. No ano, o superávit comercial acumulado é de US$ 32,389 bilhões, queda de 16% em relação ao mesmo período de 2017. " (Fonte: IstoÉ)


MOEDAS - Comunicando.

"A semana começa em tom de recuperação para as criptomoedas, que sobem forte nesta segunda-feira (16) após o jornal britânico Financial News informar que a maior gestora do mundo, a BlackRock, criou um grupo de trabalho para explorar formas de aproveitar o mercado de moedas digitais e o blockchain." (Fonte: Infomoney)


BRASIL - Comunicando.

"O Fundo Monetário Internacional (FMI) manteve nesta segunda-feira (16) sua previsão sobre o crescimento da economia mundial neste ano em 3,9%, mas alertou para os efeitos de uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. No caso do Brasil, ele assinala que as perspectivas de crescimento são “pouco inspiradoras”. Para 2018, o FMI espera para o Brasil um crescimento de 1,8% do Produto Interno Bruto (PIB), uma redução de meio ponto em relação à estimativa de abril." (Fonte: IstoÉ)


BRASIL - Comunicando.

"O Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo, amanheceu mais movimentado do que de costume nesta segunda-feira (16). Retrato do desemprego que atingia 13,2 milhões de brasileiros no trimestre encerrado em maio.

A multidão se aglomerou desde cedo nas imediações do Secsp (Sindicato dos Comerciários de São Paulo) em busca de uma das 1.800 vagas formais oferecidas em mutirão realizado pela entidade em parceria com empresas." (Fonte: Folha)


BANCOS e CARTÕES - Pelo que eu estou entendendo, o desemprego está bastante elevado e isso se mantém por um prazo longo, sendo que a inflação (custos) está subindo e pelo visto a inadimplência também está em alta. CUIDADO.

"A inadimplência em todo o país atingiu 63,6 milhões de consumidores – 42% da população adulta brasileira -, ao final do primeiro semestre deste ano, de acordo com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O dado leva em conta brasileiros com o CPF restrito pelo atraso no pagamento de contas.

Em junho, houve crescimento de 4,07% na comparação com o mesmo período do ano passado – o último recuo da inadimplência foi registrado em novembro de 2017 (0,89%). Na comparação entre maio e junho, houve alta de 0,61%, a maior variação positiva desde março deste ano." (Fonte: Exame)


FOCUS - Comunicando.

"A mediana das projeções dos economistas do mercado para a inflação oficial em 2018 recuou de 4,17% para 4,15%.A mediana das projeções do mercado para o crescimento da economia em 2018 saiu de 1,53% para 1,50%. Para 2019, a previsão continua sendo de 2,50% pela terceira semana seguida. Os economistas do mercado decidiram elevar suas apostas para o dólar no fim de 2019, de R$ 3,60 para R$ 3,68, segundo a mediana das estimativas na pesquisa Focus. Para o fim deste ano, a previsão continua em R$ 3,70." (Fonte: Valor Econômico)



Análise confeccionada para o dia 17/07/2018



Gráfico Diário em Real de IBOV

(Clique na imagem para amplia-la ou reduzi-la, linhas e estudos atualizados quinzenalmente)



Gráfico Diário em Dólar de IBOV

(Clique na imagem para amplia-la ou reduzi-la, linhas e estudos atualizados quinzenalmente)



Analista Responsável: Ricardo Borges Mestre em Economia Empresarial pela UCAM, MBA em Marketing pela FGV, Graduado em Economia pela UCAM, tendo participado, em 2009 na Columbia University of New York, das palestras sobre "Managing Macroeconomic Risk in Emerging Markets", ex-consultor (2003) e analista de mercado (2008) credenciado pela CVM, tendo certificado CNPI desde maio/2008 e passado nas provas CB, CG1, CG2 e CG3, sócio fundador da ANAT, membro da APIMEC, exercendo a profissão de consultor em renda variável desde 1988, operador de mesa de renda variável desde 1992 e diretor da Projeção Consultoria Financeira Ltda. desde 1992, ministra aulas voltadas para investidores e trader's desde 2000 (introdutório, análise técnica, análise fundamentalista e derivativos).

Aviso: Aviso: O analista declara: I. que suas recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, e que foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à instituição à qual está vinculado;

O analista, avisa a todos que aplicações em mercados de ações, commodities e seus derivativos tem um elevado risco, portanto o presente relatório é distribuído com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer instrumento financeiro, bem como sugestão de investimento.

As opiniões contidas neste relatório foram elaboradas de forma independente, baseadas em estudos gráficos, estatísticos, matemáticos, julgamentos, expectativas, estimativas, notícias e etc e, portanto, estão sujeitas a erros e mudança e impossibilitando garantir que sejam precisas, corretas e completas.

É de exclusiva e total responsabilidade do usuário/investidor a utilização das informações contidas neste relatório bem como a estratégia de investimentos e, dessa forma, o usuário/investidor não poderá pleitear qualquer tipo de indenização por parte do analista. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data de sua publicação porém, o Analista se reserva o direito de, a qualquer tempo e sem aviso prévio, alterar estas informações.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.

Repetindo e lembrando: o analista não se compromete que os investidores obtenham lucro, nem terá qualquer responsabilidade em caso de perdas, diretas ou indiretas, como conseqüência do uso deste documento. As informações contidas neste relatório podem não ser apropriadas para o perfil de investimento do destinatário. Os investimentos envolvem riscos e os investidores devem ter prudência ao tomar suas decisões pessoais e não devem substituir seus próprios julgamentos por aqueles previstos nesse documento..

Esse relatório não pode ser reproduzido ou redistribuído a qualquer pessoa, no todo ou em parte, para qualquer propósito, sem a prévia autorização por escrito da projecao.com, e esta não se responsabiliza pela atuação contrária ao aqui disposto por parte de terceiros.





BRASIL - (16/07/2018) - Comunicando.

"Após subir 0,50% em abril (dado já revisado), a economia brasileira registrou forte retração em maio de 2018, em função da greve dos caminhoneiros. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) teve baixa de 3,34% em maio ante abril, na série com ajuste sazonal, informou nesta segunda-feira, 16, a instituição." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ibc-br-cai-334-em-maio-ante-abril-com-ajuste-revela-bc/







JUROS e INFLAÇÃO - (16/07/2018) - Comunicando.

"Passados os efeitos da greve dos caminhoneiros sobre os preços, o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) desacelerou a alta a 0,93 por cento em julho, de 1,86 por cento em junho. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1K61F9-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (16/07/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) avançou 0,67 por cento na segunda quadrissemana de julho, depois de subir 1,01 por cento na primeira prévia do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

O resultado teve como principal contribuição o movimento do grupo Alimentação, cuja alta desacelerou no período a 0,36 por cento, de 1,17 por cento na primeira quadrissemana de julho." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1K61BA-OBRBS







BRASIL - (13/07/2018) - Comunicando.

"O governo vai reduzir sua previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) deste ano a 1,6 por cento, afirmou uma fonte da equipe econômica à Reuters nesta quinta-feira, em meio ao cenário de menor confiança dos agentes econômicos e fortes impactos negativos da greve dos caminhoneiros." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1K22AU-OBRBS







BRASIL - (12/07/2018) - Cuidado.

"Deputados e senadores estão aprovando uma série de projetos que aumentam gastos ou abrem mão de receitas para beneficiar setores específicos, cujo impacto pode ultrapassar os R$ 100 bilhões nas contas públicas nos próximos anos. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,impacto-fiscal-de-pauta-bomba-do-congresso-ja-supera-os-r-100-bi,70002399220







CUIDADO - (12/07/2018) - Pelo visto a guerra comerciar EUA X China se intensifica.

"A Vale registrou um dia de queda em meio ao novo capítulo da guerra comercial entre EUA e China. Ontem, os EUA anunciaram tarifas adicionais sobre US$ 200 bilhões em produtos da China, abrangendo 6031 itens de produtos agrícolas, minerais e do setor de construção. Já a China declarou que a nova ameaça americana é totalmente inaceitável e que irá tomar providências sobre isso. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7512667/suzano-sobe-com-dolar-petrobras-cai-com-derrocada-petroleo-embraer







JUROS e INFLAÇÃO - (12/07/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo desacelerou a alta a 0,63 por cento na primeira quadrissemana de julho, ante 1,01 por cento em junho, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1K11B2-OBRBS







MOEDAS - (10/07/2018) - EVITE ser sócio de empresas que tenham elevados custos em moeda estrangeira como as aéreas e empresas que tenham dívida em dólar, principalmente se a receita é em real.

"BTG, XP, Itaú, SPX, UBS, Credit Suisse… A grande maioria do mercado financeiro está apostando que a partir de 15 de agosto, quando finda o prazo para homologação das candidaturas à Presidência no TSE, o cenário será de stress elevado. A expectativa majoritária é que Lula seja confirmado como inelegível e, então, indique seu substituto com a “faca entre os dentes”. Ou seja: empurre para cima do seu escolhido um discurso anti-mercado do tamanho do seu incômodo.

O grau de tensão dependerá de quem for o candidato de Lula. Por exemplo: se for Fernando Haddad, estaria de bom tamanho um dólar entre R$ 3,80 e R$ 4,50 no período que vai até as eleições; se for Ciro Gomes, que já encarna o discurso anti-mercado, o dólar pode ir até R$ 5,50. Segundo estimativas do fundador da gestora SPX, Rodrigo Xavier, em conferência no BTG, o dólar circulará na faixa de R$ 4,90 a R$ 5,30. As projeções de Xavier são puxadas e estão longe de serem sancionadas pelas instituições que participam do Focus. No boletim de 25 de junho, a mediana do dólar em 2018 subiu um tiquinho, de R$ 3,63 para R$ 3,65." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://relatorioreservado.com.br/mesmo-fora-da-jogada-lula-vai-chutar-o-dolar-por-cima-da-arquibancada/







FOCUS - (10/07/2018) - Comunicando.

"A expectativa de alta para o PIB este ano passou de 1,55% para 1,53%, conforme o Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 9, pelo Banco Central. Há quatro semanas, a estimativa era de crescimento de 1,94%. Para 2019, o mercado manteve a previsão de alta do PIB de 2,50%, ante 2,80% de quatro semanas atrás.

No fim de junho, o BC reduziu sua projeção para o PIB em 2018, de 2,6% para 1,6%. A instituição atribuiu a mudança na estimativa à frustração com a economia no início do ano.

No relatório Focus desta segunda-feira, a projeção para a produção industrial de 2018 passou de alta de 3,17% para avanço de 2,65%. Há um mês, estava em 3,51%. No caso de 2019, a estimativa de crescimento da produção industrial foi de 3,10% para 3,05%, ante 3,20% verificados quatro semanas antes.

A pesquisa mostrou ainda que a projeção para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB para 2018 foi de 55,00% para 54,95%. Há um mês, estava em 55,00%. Para 2019, a expectativa permaneceu em 58,00%, ante 57,05% de um mês atrás." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7507449/economistas-reduzem-projecao-pib-elevam-ipca-para-revela-focus







JUROS e INFLAÇÃO - (10/07/2018) - Comunicando.

" O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 1,01 por cento na primeira quadrissemana de julho contra alta de 1,19 por cento em junho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JZ1AU-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (10/07/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 1,7% no acumulado do primeiro semestre de 2018, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC divulgados nesta sexta-feira. Na comparação mensal com ajuste sazonal, junho apresentou variação negativa de 4,5% frente a maio. Já quando comparado com o mesmo mês de 2017, o indicador evoluiu 4,5%. No acumulado em 12 meses (julho de 2017 até junho de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), houve redução de 3,8%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.valor.com.br/brasil/5643353/inadimplencia-do-consumidor-cai-17-no-semestre-diz-boa-vista-scpc







JUROS e INFLAÇÃO - (09/07/2018) - Comunicando.

" O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 1,01 por cento na primeira quadrissemana de julho contra alta de 1,19 por cento em junho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JZ1AU-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (09/07/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 1,7% no acumulado do primeiro semestre de 2018, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC divulgados nesta sexta-feira. Na comparação mensal com ajuste sazonal, junho apresentou variação negativa de 4,5% frente a maio. Já quando comparado com o mesmo mês de 2017, o indicador evoluiu 4,5%. No acumulado em 12 meses (julho de 2017 até junho de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), houve redução de 3,8%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.valor.com.br/brasil/5643353/inadimplencia-do-consumidor-cai-17-no-semestre-diz-boa-vista-scpc







JUROS e INFLAÇÃO - (06/07/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,26 por cento em junho, após alta de 0,40 por cento no mês anterior, como consequência da greve dos caminhoneiros, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

No acumulado de 12 meses até junho, o IPCA teve alta de 4,39 por cento, contra alta 2,86 por cento do mês anterior." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JW1PT-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (06/07/2018) - Comunicando.

"A GP vai entrar na briga das fintechs. Segundo o RR apurou, a gestora está negociando a compra de um startup da área financeira nos Estados Unidos especializada em pagamentos digitais. O próximo ato será trazer o negócio para o Brasil." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://relatorioreservado.com.br/a-fintech-da-gp/







BANCOS e CARTÕES - (06/07/2018) - Os bancos estão sendo cercados e pressionados. A concorrência deve aumentar e a lucratividade do setor deve se reduzir no longo prazo.

"O Ministério da Fazenda vê indícios de que o Bradesco tentou usar o Judiciário de má fé, numa tentativa de impor custos à fintech GuiaBolso, além de prejudicar seus próprios clientes, afirma um parecer divulgado por uma secretaria da pasta nesta quinta-feira (05).

A controvérsia tramita na 11ª Vara Cível de São Paulo, em um processo iniciado pelo Bradesco contra o acesso do GuiaBolso a dados de clientes protegidos por sigilo bancário e que também cobra que a fintech apague os dados já coletados.

O Bradesco questiona no Judiciário o acesso a dados de seus clientes pelo GuiaBolso, mas, segundo o parecer da Fazenda, a instituição não tem legitimidade para isso porque o próprio cliente assume a responsabilidade." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/bradesco-prejudicou-concorrencia-em-acao-contra-guiabolso-diz-fazenda/







ALERTA - (06/07/2018) - Comunicando.

"Após várias semanas de discussões e temores no mercado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou que a partir de meia-noite de quinta para sexta-feira (6) começa a valer as tarifas de US$ 34 bilhões para bens chineses, dando início assim à tão temida "guerra comercial". A China já havia informado que iria retaliar esta atitude e o risco é que daqui para frente ocorra uma grande disputa que pode prejudicar toda a economia mundial.

A partir de 00h01 de sexta-feira, as autoridades alfandegárias norte-americanas deverão começar a cobrar tarifas de 25% sobre as importações chinesas de mercadorias, de arados agrícolas a semicondutores e partes de aviões. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7506080/donald-trump-confirma-tarifas-inicio-guerra-comercial-com-china







BANCOS e CARTÕES - (06/07/2018) - Comunicando.

"A quantidade de famílias com dívidas recuou em junho ante maio, na terceira queda seguida, conforme a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quinta-feira, 5, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O porcentual de famílias com dívidas foi de 58,6% dos entrevistados em junho, ante 59,1% em maio. Houve redução também na comparação com junho de 2017, quando o indicador alcançou 59,4% do total de famílias.

A proporção das famílias que se declararam muito endividadas diminuiu em relação a maio, passando de 13,4% para 13,0% do total de famílias entrevistadas. Na comparação anual, a queda foi de 1,4 ponto porcentual." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/cnc-proporcao-de-familias-com-dividas-cai-de-591-em-maio-para-586-em-junho/







ALERTA - (05/07/2018) - É ruim... Vale a pena ler

"que o quadro da economia nacional precisa piorar mais para que haja maior apoio às reformas necessárias para ajustar as contas públicas."

"Sem ajuste fiscal, o Brasil dificilmente retomará um ciclo positivo de crescimento econômico. A afirmação, abraçada por boa parte dos economistas do país, é também defendida pelo diretor do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), Luiz Guilherme Schymura. Ele avalia, no entanto, que o quadro da economia nacional precisa piorar mais para que haja maior apoio às reformas necessárias para ajustar as contas públicas. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/para-o-brasil-fazer-ajuste-fiscal-situacao-vai-ter-que-piorar-diz-diretor-do-ibrefgv.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (05/07/2018) - Situação ficando difícil para os bancos.

"Mais de cem empresas exportadoras, representadas pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB) entraram na Justiça Federal de Brasília contra dez bancos que fariam parte do chamado cartel do câmbio, processo que está sendo investigado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Essa ação, denominada antecipação de provas, é a primeira parte de um processo que visa a cobrar perdas estimadas em mais de R$ 50 bilhões. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,cem-exportadores-enfrentam-dez-bancos-na-justica,70002387297







BANCOS e CARTÕES - (05/07/2018) - Setor bancário segue sendo pressionado por todos os lados para reduzir a sua rentabilidade.

"O relatório final da CPI dos cartões de crédito do Senado, apresentado nesta quarta-feira (4), propõe a criação de taxas que aumentam o custo ao consumidor que cair no rotativo do cartão de crédito ou no cheque especial." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/07/relatorio-de-cpi-dos-cartoes-propoe-criacao-de-taxa-para-rotativo-e-cheque-especial.shtml







INDÚSTRIA - (05/07/2018) - Comunicando.

"A produção da indústria de bens duráveis recuou 27,4% em maio, ante o mês anterior, a maior queda na série histórica do segmento, iniciada em fevereiro de 2002, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Perante maio de 2017, houve recuo de 11,9%.

O tombo em bens duráveis em maio foi disseminado entre os produtos que compõem essa categoria, com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias (-29,8%)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.valor.com.br/brasil/5637487/producao-de-bens-duraveis-cai-27-em-maio-maior-tombo-desde-2002







BRASIL - (05/07/2018) - Comunicando.

"O índice dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) consolidado do Brasil, que reúne os dados da indústria e do setor de serviços, caiu de 49,7 pontos em maio para 47,0 pontos em junho, conforme divulgou nesta quarta-feira, 4, a IHS Markit. O resultado representa a redução mais acentuada da atividade do setor privado em 16 meses e foi atribuído ao impacto da greve dos caminhoneiros. No mesmo período, o PMI de serviços recuou de 49,5 pontos para 47,0 pontos.

O indicador da indústria, publicado na segunda-feira, 2, apontou queda de 50,7 para 49,8 no segmento – indicando contração da atividade (abaixo do nível de 50 pontos) pela primeira vez desde março de 2017. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-consolidado-do-brasil-cai-de-497-pontos-em-maio-para-470-em-junho/







MOEDAS - (05/07/2018) - Comunicando.

"Depois de registrar entradas líquidas de US$ 1,753 bilhão em maio, o fluxo cambial do País registrou novo resultado positivo em junho, de US$ 3,710 bilhões, informou nesta quarta-feira, 4, o Banco Central. Foi o terceiro mês consecutivo de fluxo positivo. No canal financeiro, houve entrada líquida de dólares em junho, US$ 890 milhões. No comércio exterior, o saldo de junho ficou positivo em US$ 2,820 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/fluxo-cambial-total-de-junho-e-positivo-em-us-3710-bilhoes/







INDÚSTRIA - (04/07/2018) - Comunicando.

"Afetada pela greve dos caminhoneiros, a indústria brasileira recuou 10,9% no mês de maio, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta quarta-feira (4) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o órgão, a paralisação que durou 11 dias afetou o processo de produção de várias unidades produtivas no mês.

Esta foi a maior queda desde dezembro de 2008, quando a produção industrial caiu 11,2%. Foi também o segundo pior resultado da série histórica iniciada em 2002.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/producao-industrial-recua-109-em-maio-diz-ibge.ghtml







BRASIL - (04/07/2018) - Comunicando.

"A concessão da rodovia conhecida como Freeway, no Rio Grande do Sul, expirou pela segunda vez nesta terça-feira (3), mas dessa vez o contrato não foi prorrogado nem relicitado. A Triunfo Concepa foi responsável pela concessão por 20 anos, até julho de 2017, quando renovou o acordo por 12 meses. Neste ano, porém, decidiu devolver o contrato ao poder público.

Na rodovia gaúcha, a ANTT informa que a Concepa não aceitou a proposta do governo, que exigia redução dos pedágios para renovar o acordo neste ano. A concessionária afirma que não está se recusando a ficar com a concessão. Diz que apenas não aceitou continuar prestando os mesmos serviços com tarifa mais baixa, conforme a proposta recebida do TCU (Tribunal de Contas da União)." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/07/sem-refazer-licitacao-governo-do-rs-retoma-rodovia-privatizada-ha-21-anos.shtml







MOEDAS - (04/07/2018) - Comunicando.

"O Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC) informou nesta terça-feira (3) que a balança comercial registrou superávit de US$ 30 bilhões no primeiro semestre deste ano. O desempenho neste período é o segundo melhor da série histórica do MDIC, iniciada em 1989.

De acordo com o MDIC, a balança comercial registrou superávit de US$ 5,8 bilhões em junho deste ano. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/balanca-comercial-registra-superavit-de-r-30-bilhoes-no-primeiro-semestre-deste-ano.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (04/07/2018) - Comunicando.

"O prolongamento da crise obrigou muita gente a deixar de pagar o financiamento imobiliário e a inadimplência aumentou em 2018. Com estoques altos, nunca houve tantos leilões de imóveis retomados como agora. Mas os bancos enfrentam dificuldade para se livrar das propriedades, que pesam bastante em seu bolso, mesmo elas sendo oferecidas a preços bem abaixo de seu valor de mercado.

Segundo a CEF, a taxa de inadimplência no crédito imobiliário do banco passou de 2,2% em 2015 para 1,63% em 2016, e 1,37% no ano passado. Em 2018, apenas no primeiro trimestre, subiu para 1,93%. A Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) deve divulgar em breve o nível de calote no mercado como um todo, no primeiro semestre deste ano. O mercado espera por um aumento em relação ao último dado fornecido, de 1,5%, referente a 2017.

O site EXAME apurou que também houve aumento da inadimplência no crédito imobiliário dos bancos privados em 2018, mas, procurados, Itaú, Bradesco e Santander disseram que não divulgam esse número por ser “estratégico” ao negócio. " (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/calote-aumenta-e-bancos-sofrem-para-se-livrar-de-imoveis-retomados/







JUROS e INFLAÇÃO - (03/07/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo acelerou a alta a 1,01 por cento em junho de 0,19 por cento em maio pressionado pelos preços de alimentos e transportes como efeito da greve dos caminhoneiros." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JT14Z-OBRBS







INDÚSTRIA - (03/07/2018) - Comunicando.

"O IHS Markit informou que o PMI da indústria brasileira recuou a 49,8 em junho de 50,7 em maio, na primeira vez em que vai abaixo da marca de 50 que separa crescimento de contração desde março de 2017." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JS1HV-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (03/07/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 1,19 por cento em junho de 0,41 por cento em maio, pressionado pelos preços de alimentos e transportes na esteira da greve dos caminhoneiros no final de maio." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JS1AE-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (02/07/2018) - Comunicando.

"Com a entrada em vigor das novas regras para o uso do cheque especial, a partir de hoje (1º), a expectativa dos bancos é evitar o superendividamento de clientes do serviço e reduzir a inadimplência. Para especialistas ouvidos pela Agência Brasil, as medidas são bem-vindas, mas não atacam o problema estrutural do alto custo do crédito no país.

Para Newton Marques, a alta concentração do sistema bancário no país também dificulta uma redução efetiva nas taxas cobradas. “Além de uma ação mais efetiva do Banco Central em cima das escorchantes taxas de juros, seria fundamental abrir o mercado para a concorrência no setor de crédito, aí eu queria ver os bancos cobrarem tão caro para emprestar”, argumenta." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/mudancas-no-cheque-especial-nao-resolvem-alto-custo-do-credito/







BANCOS e CARTÕES - (02/07/2018) - E a concorrência segue aumentando no setor bancário, que, se a tendência for confirmada no próximo governo, fará com que os grandes bancos percam poder e sua lucratividade tanto pela receita com serviços, como pela com concessão de empréstimos, poderá ser reduzida.

"A partir deste domingo (1), o trabalhador poderá transferir seu salário automaticamente para uma conta não bancária. Antes, a operação só era permitida de banco para banco. A transferência não terá custo para o cliente.

Pela regra anterior, o empregado precisava procurar o banco de sua conta salário (onde o patrão deposita os vencimentos do empregado) para pedir a transferência do dinheiro para uma conta em outro banco. Agora, ele poderá fazer esse pedido na própria instituição para onde quer transferir o salário, inclusive para contas fora de bancos. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/portabilidade-do-salario-para-contas-de-fintechs-passa-a-valer-neste-domingo-entenda.ghtml







BRASIL - (02/07/2018) - Estrangeiros fugindo do Brasil?

"Segundo informou o Tesouro Nacional nesta sexta-feira, a participação dos investidores estrangeiros na dívida mobiliária recuou a 11,96 por cento em maio, ante 12,28 por cento em abril, indo a 427,36 bilhões de reais.

Os fundos de investimentos também reduziram sua fatia no estoque da dívida no período a 26,93 por cento do total, contra 27,29 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JP2OC-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (28/06/2018) - Inflação subiu bastante.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou de 1,38% em maio para 1,87% em junho, divulgou na manhã desta quinta-feira, 28, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Assim, o indicador saltou de 4,26% em 12 meses até o mês passado para 6,92% em junho. No ano, o acumulado registra elevação de 5,39% ante 3,45%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-sobe-187-em-junho-ante-138-em-maio-revela-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (28/06/2018) - Inadimplência aumentando.

"No mês passado, 5,5 milhões de companhias estavam na lista de inadimplentes, aponta a Serasa Experian, empresa especializada em informações financeiras. Esse é o maior número de empresas com pagamentos atrasados desde março de 2016, quando o levantamento começou a ser feito.

De janeiro a abril, 5,4 milhões de empresas mensalmente tinham dívidas em atraso. Em maio, mais 100 mil companhias engrossaram essa lista. Em comparação com o mesmo mês de 2017 houve um acréscimo de 400 mil empresas, um aumento de 7,8%. As dívidas com pagamento atrasado também cresceram 4,3% na comparação anual e atingiram R$ 124,3 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inadimplencia-de-empresas-cresce-com-a-greve/







BANCOS e CARTÕES - (28/06/2018) - Bancos pagarão a conta?

"Dois anos depois de entrar em recuperação judicial, a Sete Brasil apresentou ontem (terça-feira) na Justiça carioca um novo plano que prevê a venda de quatro sondas de exploração de petróleo por US$ 550 milhões. Se o plano for aprovado pelos credores, a empresa venderá todos os ativos que lhe sobraram e praticamente deixará de existir liquidando apenas 10% da dívida de R$ 18 bilhões que deixou com grandes bancos e investidores. A expectativa é de que a Sete se torne uma empresa para gerenciar passivos.

Os principais bancos credores são Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Santander e Bradesco. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/06/sete-brasil-deve-pagar-apenas-10-das-dividas.shtml







MOEDAS - (28/06/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial do ano até o dia 22 de junho ficou positivo em US$ 23,473 bilhões, informou nesta quarta-feira, 27, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 6,501 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 22 de junho foi de US$ 5,599 bilhões. No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 22 de junho ficou positivo em US$ 29,072 bilhões.

O País registra fluxo cambial positivo de US$ 4,657 bilhões em junho até o dia 22, informou o Banco Central. Em maio, houve entrada líquida de US$ 1,753 bilhão. O canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 2,532 bilhões no período. No comércio exterior, o saldo de junho até o dia 22 é positivo em US$ 2,125 bilhões." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7495167/entrada-dolares-supera-saida-473-ano-ate-junho







BRASIL - (28/06/2018) - Comunicando.

"A taxa de desemprego total na região metropolitana de São Paulo permaneceu relativamente estável em maio, ao passar de 17,5% em abril para 17,4%, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, divulgada nesta quarta-feira. A taxa de desemprego aberto passou de 14,5% para 14,4% e a de desemprego oculto não variou, permanecendo em 3%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5622697/desemprego-atinge-174-em-maio-na-regiao-metropolitana-de-sao-paulo







BRASIL - (27/06/2018) - Comunicando.

"A taxa de desemprego total na região metropolitana de São Paulo permaneceu relativamente estável em maio, ao passar de 17,5% em abril para 17,4%, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese, divulgada nesta quarta-feira. A taxa de desemprego aberto passou de 14,5% para 14,4% e a de desemprego oculto não variou, permanecendo em 3%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5622697/desemprego-atinge-174-em-maio-na-regiao-metropolitana-de-sao-paulo







INDÚSTRIA - (27/06/2018) - Comunicando.

"A greve dos caminhoneiros que parou o País por 11 dias em maio fez a indústria brasileira registrar o pior desempenho de sua história. A produção industrial despencou 13,4% no mês passado na comparação com abril, o que representa um impacto maior que o da crise financeira global, de 2008, quando a queda, em um único mês, foi de 11,2%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,greve-derruba-industria-e-setor-tem-o-pior-mes-da-historia-em-maio-diz-ipea,70002370790







INDÚSTRIA - (27/06/2018) - Comunicando.

"O setor de bens de capital metalmecânicos apurou receita líquida total de R$ 5,8 bilhões durante maio, informou nesta terça-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Essa cifra representou queda de 6,2% sobre o mesmo mês do ano passado e de 3,1% ante abril.

Os embarques, de US$ 519,7 milhões, encolheram 26,4% em comparação anual e 39,7% de um mês para o outro. No mercado interno, a receita líquida totalizou R$ 3,91 bilhões em maio, 2,4% acima de igual período de 2017 e aumento de 29% em relação a abril. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5620509/setor-de-maquinas-tem-queda-de-6-da-receita-em-maio-diz-associacao







JUROS e INFLAÇÃO - (27/06/2018) - Comunicando.

"A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) repetiu a mensagem já transmitida pelo comunicado da decisão da semana passada: o cenário ainda é favorável à manutenção dos juros, mas os riscos que se colocam no horizonte devem ser monitorados. Por isso, o Banco Central (BC) prefere não se comprometer com os próximos passos da política monetária, deixando em aberto a possibilidade de agir, caso seja necessário." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5619681/ata-confirma-cenario-de-selic-estavel-nos-proximos-meses







INDÚSTRIA - (26/06/2018) - Comunicando.

"O setor de bens de capital metalmecânicos apurou receita líquida total de R$ 5,8 bilhões durante maio, informou nesta terça-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Essa cifra representou queda de 6,2% sobre o mesmo mês do ano passado e de 3,1% ante abril.

Os embarques, de US$ 519,7 milhões, encolheram 26,4% em comparação anual e 39,7% de um mês para o outro. No mercado interno, a receita líquida totalizou R$ 3,91 bilhões em maio, 2,4% acima de igual período de 2017 e aumento de 29% em relação a abril. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5620509/setor-de-maquinas-tem-queda-de-6-da-receita-em-maio-diz-associacao







JUROS e INFLAÇÃO - (26/06/2018) - Comunicando.

"A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) repetiu a mensagem já transmitida pelo comunicado da decisão da semana passada: o cenário ainda é favorável à manutenção dos juros, mas os riscos que se colocam no horizonte devem ser monitorados. Por isso, o Banco Central (BC) prefere não se comprometer com os próximos passos da política monetária, deixando em aberto a possibilidade de agir, caso seja necessário." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5619681/ata-confirma-cenario-de-selic-estavel-nos-proximos-meses







JUROS e INFLAÇÃO - (26/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 1,07% na terceira quadrissemana de junho, ganhando força em relação ao acréscimo de 0,84% verificado na segunda quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-ganha-forca-e-sobe-107-na-3a-quadrissemana-de-junho/







MOEDAS - (26/06/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial está positivo em US$ 4,575 bilhões em junho, até o dia 21. O resultado parcial foi divulgado pelo chefe do Departamento de Estatísticas do Banco Central (BC), Fernando Rocha, nesta segunda-feira.

No período, a conta financeira registrava entrada líquida de US$ 2,594 bilhões, enquanto a conta comercial mostrava saldo positivo de US$ 1,981 bilhão." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5617413/fluxo-cambial-esta-positivo-em-us-45-bilhoes-em-junho-ate-dia-21







JUROS e INFLAÇÃO - (26/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 1,17% na terceira quadrissemana de junho, representando aceleração, já que na leitura anterior a taxa havia sido de 1,00%, conforme divulgou a Fundação Getulio Vargas (FGV) na manhã desta segunda-feira, 25." (Fonte: projecao.com)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.projecao.com.br/cgi-bin/analise.pl?nick=Ricardo_Borges&senha=goud50&prog=relatorios&tipo2=manchetes&submit=Ok&indice=manchetes







FOCUS - (25/06/2018) - Projeção do PIB desmorona, .

"Conforme mostra o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central nesta segunda-feira (25), a mediana das estimativas para o PIB (Produto Interno Bruto) foi alterada para 1,55%¨em 2018, ante 1,76% apontados uma semana atrás. Há quatro semanas, as projeções estavam em 2,37%. Para o ano seguinte, as expectativas caíram de 2,70% para 2,60%, contra 3% apontados um mês antes.

Agora, os economistas esperam uma alta acumulada de 4% nos preços neste ano, contra 3,88% anteriormente previstos. Para 2019, as projeções continuaram no patamar de 4,10% registrados uma semana atrás. Quatro semanas antes, as apostas giravam na casa dos 4%. Pela taxa básica de juros -- a Selic --, o cenário é o mesmo: 6,50% e 8% ao ano nos respectivos períodos." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7487971/economistas-elevam-projecao-para-inflacao-cortam-pib-para-2018-mostra







MOEDAS - (25/06/2018) - O mundo começou a subir os juros e isso pode levar a uma fuga de capital do Brasil e não seguirmos o processo.

"Análise: BCs da Inglaterra e Noruega apontam elevar juro; Suíça espera. Depois de o Fed ter voltado a apertar os juros e o BCE anunciar sua intenção de concluir as compras líquidas de títulos no mercado em dezembro, foi a vez de o Banco da Inglaterra (BoE) praticamente firmar um compromisso de elevar as taxas de juros na próxima reunião em agosto. O juro de referência do Reino Unido subiu uma única vez neste ciclo, para 0,50% ao ano, em novembro do ano passado e foi mantido desde então." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5613645/analise-bcs-da-inglaterra-e-noruega-apontam-elevar-juro-suica-espera







BRASIL - (22/06/2018) - Risco subindo.

"Aumentaram as chances de o próximo governo, a ser eleito no pleito de outubro, ver o teto constitucional para os gastos públicos ser rompido e a regra de ouro, descumprida, afirmou nesta quinta-feira o diretor-executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal, Felipe Salto." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/cresce-chance-de-teto-de-gasto-e-regra-de-ouro-serem-descumpridos-diz-ifi/







BANCOS e CARTÕES - (22/06/2018) - Comunicando.

"A recuperação de crédito no Brasil em processos de reestruturação de dívida fica abaixo da média mundial e em muitos casos o credor nem consegue reaver o valor investido. Os motivos vão desde o longo processo de recuperação judicial, que na maioria dos casos ultrapassa o tempo determinado pela lei, até a dificuldade para as companhias conseguirem recursos novos para manter a operação, além da insegurança jurídica que dificulta a negociação de ativos (“distressed assets”) com investidores." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5612073/recuperacao-de-credito-no-brasil-fica-abaixo-da-media-mundial







JUROS e INFLAÇÃO - (22/06/2018) - Comunicando.

"Pressionado pelos efeitos da greve dos caminhoneiros e pela conta de luz, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial do país, subiu 1,11% em junho, após registrar alta de 0,14% um mês antes. A taxa repete a de junho de 1996 e foi a maior variação para um mês de junho desde 1995 (2,25%), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desta forma, o índice acumulado em 12 meses acelerou fortemente: de 2,70% em maio para 3,68% em junho. No primeiro semestre de 2018, o avanço acumulado foi de 2,35%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5610893/ipca-15-sobe-111-e-tem-maior-taxa-para-junho-em-mais-de-20-anos







JUROS e INFLAÇÃO - (21/06/2018) - Comunicando.

"BC diz que próximos passos continuarão dependendo da atividade econômica. Copom decidiu manter taxa básica de juros em 6,50%; é a segunda manutenção consecutiva da taxa após 12 cortes seguidos, realizados desde outubro de 2016." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/bolsonaro-quer-ir-a-casa-branca-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (21/06/2018) - Comunicando.

"Com a decisão do Copom de manter a taxa Selic em 6,5%, o Brasil segue no 7º lugar mundial em juros reais (juros nominais menos a inflação projetada para os próximos 12 meses)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/com-selic-parada-brasil-tem-7o-maior-juro-real-do-planeta/







BANCOS e CARTÕES - (21/06/2018) - Venho falando isso há muito tempo e agora a Fitch está concordando comigo.

"Os grandes bancos privados no Brasil, incluindo os líderes Itaú Unibanco e Bradesco, devem sofrer pressão sobre a rentabilidade nos próximos anos, diante do cenário de crescimento econômico ainda fraco do país.

Segundo Esin Celasun, diretora de bancos públicos e privados da Fitch, o baixo crescimento do crédito deve levar os bancos a redobrarem os esforços para cortar custos e ganhar eficiência, isso num cenário em que o Banco Central tem estimulado maior concorrência para tentar diminuir as taxas de juros contadas de pessoas e empresas." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JG34N-OBRBS







MOEDAS - (21/06/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial do ano até o dia 15 de junho ficou positivo em US$ 23,574 bilhões, informou nesta quarta-feira, 20, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 8,378 bilhões.

A saída pelo canal financeiro neste ano até 15 de junho foi de US$ 4,833 bilhões.No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 15 de junho ficou positivo em US$ 28,407 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-23574-bi-no-ano-ate-15-de-junho-diz-bc/







MOEDAS - (21/06/2018) - Comunicando.

"O volume de novos contratos de swap cambial que o Banco Central está ofertando para reduzir a volatilidade do câmbio nas duas últimas semanas não pode continuar no mesmo ritmo até as eleições, disse uma fonte do alto escalão do Banco Central a par do assunto sob condição de anonimato.

A manutenção do ritmo atual da oferta de novos contratos de swap até outubro significaria um estoque maior do que o volume atual de reservas internacionais." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/bc-acha-insustentavel-manter-oferta-atual-de-swap-ate-eleicao-diz-fonte/







ALERTA - (20/06/2018) - Comunicando.

"O economista Mohamed El-Erian, guru dos mercados financeiros internacionais, acredita que os países emergentes terão de navegar, agora, em meio à gradual reversão de um período prolongado de ampla liquidez global. E neste contexto, destaca que o Brasil precisa ser particularmente cuidadoso. "É uma situação que tem a possibilidade de se tornar mais difícil se as condições políticas internas contaminarem a gestão da economia e das finanças", afirmou o atual chefe da assessoria econômica da Allianz e ex-presidente da Pimco em entrevista exclusiva ao jornal O Estado de S. Paulo e ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado). " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7483079/brasil-precisa-ser-cuidadoso-atual-cenario-externo-alerta-mohamed-erian







MOEDAS - (20/06/2018) - Comunicando.

"A bolsa de negociação de criptomoedas Bithumb, de Seul, anunciou nesta quarta-feira ter perdido mais de US$ 30 milhões como resultado de um ataque de hackers, o segundo ataque cibernético em duas semanas a atingir uma importante bolsa de criptomoedas sul-coreana, já que as preocupações de segurança prejudicam o setor e pesam nos preços." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5607179/coreia-do-sul-bolsa-de-criptomoedas-perde-us-30-mi-em-ciberataque







JUROS e INFLAÇÃO - (20/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,84% na segunda quadrissemana de junho, ganhando força em relação à alta de 0,57% observada na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-avanca-084-na-2a-quadrissemana-de-junho/







BRASIL - (20/06/2018) - Comunicando.

"O Monitor do PIB, da Fundação Getulio Vargas (FGV), aponta crescimento de 0,1% da atividade econômica no mês de abril, em comparação ao mês de março. Já na comparação trimestral, houve queda de 0,4% no trimestre encerrado em abril, em relação ao trimestre findo em janeiro, diz a FGV em relatório publicado nesta terça-feira (19). Na comparação interanual, a atividade econômica cresceu 2,9% no mês de abril e 1,3% no trimestre móvel findo em abril." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5604063/economia-brasileira-cresceu-01-em-abril-informa-monitor-do-pib







JUROS e INFLAÇÃO - (20/06/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 1,75% na segunda prévia de junho, após ter aumentado 1,20% na segunda prévia de maio. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira, 19, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumulou alta de 5,26% no ano e avanço de 6,80% em 12 meses." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-na-2a-previa-de-junho-fica-em-175-ante-120-na-2a-de-maio-diz-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (19/06/2018) - A concorrência está aumentando e a lucratividade dos bancos com serviços deve ser reduzida.

"O serviço de emissão de boletos de pagamento pode deixar de ser um negócio dominado pelos grandes bancos. A falta de uma rede de agências, principal barreira para a entrada de instituições de pequeno e médio porte nesse mercado, começou a ser derrubada com a nova plataforma de cobrança, que permitirá o pagamento de boletos em toda a rede bancária mesmo após a data de vencimento." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5602805/bancos-pequenos-e-medios-vao-competir-em-emissao-de-boletos







MOEDAS - (19/06/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira teve superávit de US$ 1,970 bilhão na terceira semana de junho, resultado de exportações de US$ 5,571 bilhões e importações de US$ 3,600 bilhões, informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

No mês, as exportações chegam a US$ 10,434 bilhões e as importações a US$ 7,535 bilhões, com saldo positivo de US$ 2,899 bilhões. No acumulado do ano, as vendas externas totalizam US$ 104,066 bilhões e as compras, US$ 76,994 bilhões, com superávit de US$ 27,072 bilhões.

Na comparação com junho do ano passado, as exportações aumentaram 0,7% pelo conceito de média diária, com alta de 13,5% nas vendas de manufaturados (óleos combustíveis, aviões, óxidos e hidróxidos de alumínio, máquinas e aparelhos para terraplanagem, tubos flexíveis de ferro/aço). " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5602577/balanca-comercial-tem-superavit-de-us-1970-bi-na-3-semana-de-junho







BANCOS e CARTÕES - (19/06/2018) - Concorrência aumentando.

"O Sicredi anunciou nesta segunda-feira (18) a criação de uma conta totalmente digital. Clientes podem optar pela chamada Woop Sicredi Oferta Essencial, gratuita. Ela oferece apenas alguns serviços no pacote, incluindo 4 saques por mês, transferências ilimitadas entre contas Sicredi, débito e poupança.

Para quem quer uma gama mais robusta de serviços, é possível escolher a Oferta Woop. Por R$ 9,90 ao mês, o cliente tem acesso a transferências ilimitadas entre todos os bancos, cartão múltiplo (debito e crédito, sujeito à aprovação), além do que é disponibilizado na opção grátis." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7480125/sicredi-lanca-conta-100-digital-com-opcao-gratuita







JUROS e INFLAÇÃO - (18/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 1 por cento na segunda quadrissemana de junho, de 0,70 por cento na primeira leitura do mês, de acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A principal contribuição para o resultado partiu do grupo Alimentação, que subiu 1,37 por cento, ante alta de 0,83 por cento na leitura anterior." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JE153-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (18/06/2018) - Comunicando.

"Os preços dos alimentos tanto no atacado quanto no varejo subiram em junho e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) acelerou a alta a 1,86 por cento em junho, ante 1,11 por cento no mês anterior, em um reflexo ainda do desabastecimento provocado pela greve dos caminhoneiros." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1JB1CB-OBRBS







FOCUS - (18/06/2018) - Comunicando.

"Para o resultado do PIB em 2018, os economistas dos bancos baixaram a previsão de crescimento de 1,94% para 1,76% na semana passada. Foi a sétima queda seguida do indicador. Há um mês, a estimativa de crescimento da economia, para este ano, estava em 2,50%. Para 2019, a expectativa do mercado para expansão da economia recuou de 2,80% para 2,70%, na segunda redução seguida. Em 2016, o PIB teve uma retração de 3,5%. Em 2017, cresceu 1% e encerrou a recessão no país.

Já a previsão do mercado financeiro para a inflação em 2018 avançou de 3,82%, na semana retrasada, para 3,88% na última semana. Foi a quinta alta seguida do indicador. Para 2019, o mercado financeiro elevou sua expectativa de inflação de 4,07% para 4,10%.

Os analistas do mercado financeiro também mantiveram em 6,50% ao ano sua previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, ao final de 2018. Para o fim de 2019, a estimativa do mercado financeiro para a Selic continuou em 8% ao ano.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-ve-inflacao-maior-e-reduz-estimativa-de-alta-do-pib-de-2018-para-176.ghtml







BRASIL - (14/06/2018) - Comunicando.

"Analistas de instituições financeiras elevaram a previsão para o déficit primário das contas do governo neste ano para R$ 151,192 bilhões." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/apos-concessao-de-subsidios-ao-diesel-mercado-sobe-estimativa-de-rombo-fiscal-para-r-151-bilhoes-neste-ano.ghtml







MOEDAS - (14/06/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial do ano até o dia 8 de junho ficou positivo em US$ 23,528 bilhões, informou nesta quarta-feira, 13, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 10,257 bilhões. A saída pelo canal financeiro neste ano até 8 de junho foi de US$ 5,239 bilhões. No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 8 de junho ficou positivo em US$ 28,768 bilhões.

O País registrou fluxo cambial positivo de US$ 4,712 bilhões em junho até o dia 8, informou o Banco Central. O saldo vem depois de encerrar maio com entradas líquidas de US$ 1,753 bilhão. O canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 2,891 bilhões no período. No comércio exterior, o saldo de junho até o dia 8 é positivo em US$ 1,821 bilhão." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-23528-bi-no-ano-ate-8-de-junho-diz-bc/







MOEDAS - (14/06/2018) - Isso fará com que dólares saim do Brasil rumo aos EUA ou o Bacen deverá subir os juros por aqui.

"A Fitch Ratings divulgou uma atualização de seu "Global Economic Outlook (GEO)". Em dia de decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano), a agência diz que ainda prevê um total de quatro aumentos de juros em 2018, seguidos por mais três no ano que vem." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5592343/fitch-preve-quatro-altas-de-juros-pelo-fed







BRASIL - (14/06/2018) - Comunicando.

"A ampliação dos saques do fundo do PIS-Pasep para os cotistas de todas as idades vai injetar R$ 39,3 bilhões na economia e tem um "impacto potencial" de 0,55 ponto de alta no Produto Interno Bruto (PIB), segundo cálculos do Ministério do Planejamento. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/com-previsao-de-injetar-r-39-bilhoes-na-economia-saques-do-pis-pasep-podem-elevar-pib-em-05-ponto-diz-governo.ghtml







MOEDAS - (14/06/2018) - Comunicando.

"O Bitcoin e as principais criptomoedas do mundo voltaram a cair forte nesta quarta-feira (13) após um estudo da Universidade do Texas afirmar que o rali de mais de 1.000% da maior moeda digital foi manipulado. Com este nova queda, o mercado perdeu mais US$ 25 bilhões de valor nas últimas 24 horas, somando à derrocada de US$ 42 bilhões do fim de semana (veja mais clicando aqui).

Os autores do estudo, o professor de finanças da Universidade do Texas John Griffin e o estudante Amin Shams, tem fama por já terem encontrado outras fraudes no mercado financeiro. De acordo com o relatório, a alta foi causada em grande parte por operações de alguns grandes players negociando tether, uma moeda digital que acompanha o preço do dólar." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7473020/bitcoin-desaba-criptomoedas-perdem-apos-estudo-afirmar-que-disparada-2017







BANCOS e CARTÕES - (14/06/2018) - Mais uma notícia dando indícios que a competição finalmente está chegando ao setor bancário e que deverá levar a redução dos juros, preços de serviços e lucratividade das grandes instituições financeiras.

"O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) avança no programa para canalizar o crédito por meio de parcerias com as fintechs e seleciona empresas parceiras. "Estamos apostando fortemente em novos canais de acesso", disse o presidente da instituição, Dyogo Oliveira" (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5592863/bndes-seleciona-fintechs-para-parceria-na-area-de-credito







BANCOS e CARTÕES - (14/06/2018) - E a competição não para de aumentar, podendo no médio prazo reduzir a lucratividade dos grandes bancos.

"Após alcançar a marca de 1,5 milhão de usuários da NuConta, a fintech de cartões de crédito Nubank anuncia a abertura da conta digital para quem não é usuário do cartão.

Lançada em outubro do ano passado, a NuConta funciona como uma conta de pagamentos digital e sem tarifas. A principal vantagem dela é o rendimento automático do dinheiro, igual a 100% do CDI, independentemente da quantia depositada e com liquidez diária." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5592755/banco-digital-nubank-libera-conta-para-publico-em-geral







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - Comunicando.

"A inadimplência no comércio carioca cresceu 1,2% em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com o Serviço Central de Proteção ao Crédito do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio). As consultas diminuíram 5,3% e as dívidas quitadas aumentaram 1,1%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/inadimplencia-no-comercio-do-rio-de-janeiro-cresceu-12-em-maio/







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - Mais uma decisão ruim aos bancos.

"Uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) pode mudar a forma como os bancos atuam nos casos de cessão fiduciária — a chamada trava bancária, em que a empresa, ao tomar crédito, oferece títulos que têm a receber como garantia do pagamento. A 2ª Câmara de Direito Empresarial, ao julgar processo relativo a uma companhia em recuperação judicial, entendeu que as instituições financeiras só podem se apropriar de valores já vencidos da dívida." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/legislacao/5590101/justica-muda-entendimento-sobre-trava-bancaria







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - Custos caindo.

"O presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher, afirmou que o banco não tem uma meta de fechamento de agências físicas, mas que o número da rede em dez anos “será muito menor” do que o atual. “Não temos um mandato para fechar agências”, disse ele, durante o CIAB, promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

De acordo com Bracher, o papel das agências no contexto atual estará mais voltado para a resolução de problemas dos clientes, digitalizá-los e oferecer conveniência. “A venda de produtos será cada vez mais no digital”, afirmou o executivo.

O Itaú encerrou março com 4.976 agências e postos de atendimento, número inferior ao visto em dezembro, de 4.981. Em um ano, a rede física do banco somava 5.005 unidades." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/itau-nao-ha-meta-para-fechamento-de-agencias-mas-numero-em-10-anos-sera-menor/







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - Comunicando.

"A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) de maio, realizada pela FecomercioSP, revelou que 51,1% das famílias da cidade de São Paulo estão endividadas e, dentre elas, 9% não têm condição de pagar as dívidas e ficarão inadimplentes.

Em termos absolutos, 1,99 milhão de famílias paulistanas estão endividadas. Isso representa uma queda de 2,4 pontos porcentuais em relação a abril (53,5%) e de 1,3% p.p. na comparação com o maio do ano passado (52,4%).

A inadimplência permaneceu tecnicamente estável na comparação mensal, passando de 19,4% em abril para 19,3% em maio. São 751 mil famílias que não conseguiram quitar a dívida até a data do vencimento." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/51-das-familias-na-cidade-de-sp-estao-endividadas/







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - Mais uma matéria da saga, bencos e a concorrência chegando.

"Gigantes globais de tecnologia podem ser concorrentes do sistema financeiro, à medida que expandem a oferta de serviços e oferecem experiências positivas para usuários, disse nesta terça-feira (12) o presidente-executivo do Itaú Unibanco, Cândido Bracher. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/gigantes-de-tecnologia-podem-ser-concorrentes-de-sistema-financeiro-diz-presidente-do-itau.ghtml







INDÚSTRIA - (13/06/2018) - A queda não é um bom sinal para a indústria e para a economia brasileira.

"As vendas de papelão ondulado utilizado em embalagens – caixas, acessórios e chapas – recuaram 19,53% em maio ante o mesmo mês de 2017, para 237,620 mil toneladas, informou nesta terça-feira, 12, a Associação Brasileira de Papelão Ondulado (ABPO). Na comparação com abril, foi apurada queda de 18,17%.

Considerando os dados livres de influência sazonal, a expedição de papelão ondulado retrocedeu 17,81% entre abril e maio, ao passar de 292.850 para 240.689 toneladas. Com o resultado, a expedição registrou em maio de 2018 o menor valor da série histórica desde junho de 2009 (240.174 toneladas).

O volume embarcado em maio totalizou 575,637 m3, com queda de 18,73% no comparativo anual e 18,01% ante abril. O mês de maio contou com um dia útil a mais, de modo que a expedição por dia útil cresceu 16,31% sobre igual mês de 2017.
" (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/venda-de-papelao-ondulado-cai-1817-em-maio-ante-abril-revela-abpo/







BANCOS e CARTÕES - (13/06/2018) - A concorrência não para de crescer e a lucratividade dos bancos deve se reduzir nos próximos anos, a não ser que os bancos consigam reverter esse processo.

"Microempreendedores de todo o Brasil já fizeram mais de 100 mil simulações de crédito na ferramenta gratuita e digital do Serasa Empreendedor, o que representa uma busca de financiamento por minuto. Na média, o valor do empréstimo procurado é de R$15 mil, com parcela máxima de 1,5 mil e prazo de 12 meses para o pagamento. A plataforma, que já gerou mais de R$1 milhão em empréstimo aprovado desde o seu lançamento, pode ajudar os mais de 2,6 milhões de MEIs e MEs que todo mês buscam crédito no mercado a comparar e contratar a melhor oferta dos parceiros da plataforma de acordo com a necessidade e possibilidades de pagamento.

Na ferramenta, a simulação do empréstimo é feita com financeiras que investem no segmento de MEIs e MEs. Atualmente, o serviço de acesso a crédito do Serasa Empreendedor conta com fintechs, como Nexoos, Biz Capital, Biva e Tutu Digital. Parcerias com outras fintechs, cooperativas de crédito e bancos já estão em negociação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticias-by-prnewswire/noticia/7469425/plataforma-serasa-para-microempreendedor-tem-uma-simulacao-credito-por-minuto







BANCOS e CARTÕES - (12/06/2018) - Mais uma matéria da saga, bencos e a concorrência chegando.

"Gigantes globais de tecnologia podem ser concorrentes do sistema financeiro, à medida que expandem a oferta de serviços e oferecem experiências positivas para usuários, disse nesta terça-feira (12) o presidente-executivo do Itaú Unibanco, Cândido Bracher. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/tecnologia/noticia/gigantes-de-tecnologia-podem-ser-concorrentes-de-sistema-financeiro-diz-presidente-do-itau.ghtml







INDÚSTRIA - (12/06/2018) - A queda não é um bom sinal para a indústria e para a economia brasileira.

"As vendas de papelão ondulado utilizado em embalagens – caixas, acessórios e chapas – recuaram 19,53% em maio ante o mesmo mês de 2017, para 237,620 mil toneladas, informou nesta terça-feira, 12, a Associação Brasileira de Papelão Ondulado (ABPO). Na comparação com abril, foi apurada queda de 18,17%.

Considerando os dados livres de influência sazonal, a expedição de papelão ondulado retrocedeu 17,81% entre abril e maio, ao passar de 292.850 para 240.689 toneladas. Com o resultado, a expedição registrou em maio de 2018 o menor valor da série histórica desde junho de 2009 (240.174 toneladas).

O volume embarcado em maio totalizou 575,637 m3, com queda de 18,73% no comparativo anual e 18,01% ante abril. O mês de maio contou com um dia útil a mais, de modo que a expedição por dia útil cresceu 16,31% sobre igual mês de 2017.
" (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/venda-de-papelao-ondulado-cai-1817-em-maio-ante-abril-revela-abpo/







BANCOS e CARTÕES - (12/06/2018) - A concorrência não para de crescer e a lucratividade dos bancos deve se reduzir nos próximos anos, a não ser que os bancos consigam reverter esse processo.

"Microempreendedores de todo o Brasil já fizeram mais de 100 mil simulações de crédito na ferramenta gratuita e digital do Serasa Empreendedor, o que representa uma busca de financiamento por minuto. Na média, o valor do empréstimo procurado é de R$15 mil, com parcela máxima de 1,5 mil e prazo de 12 meses para o pagamento. A plataforma, que já gerou mais de R$1 milhão em empréstimo aprovado desde o seu lançamento, pode ajudar os mais de 2,6 milhões de MEIs e MEs que todo mês buscam crédito no mercado a comparar e contratar a melhor oferta dos parceiros da plataforma de acordo com a necessidade e possibilidades de pagamento.

Na ferramenta, a simulação do empréstimo é feita com financeiras que investem no segmento de MEIs e MEs. Atualmente, o serviço de acesso a crédito do Serasa Empreendedor conta com fintechs, como Nexoos, Biz Capital, Biva e Tutu Digital. Parcerias com outras fintechs, cooperativas de crédito e bancos já estão em negociação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticias-by-prnewswire/noticia/7469425/plataforma-serasa-para-microempreendedor-tem-uma-simulacao-credito-por-minuto







MOEDAS - (12/06/2018) - Comunicando.

"O grau de incerteza do atual momento para a taxa de câmbio do Brasil pode ser medido pelo volume recorde de swaps cambiais que o Banco Central poderá colocar no sistema até o fim desta semana. Ao término de 24 dias úteis - entre 14 de maio e 15 de junho -, o BC poderá colocar um total de US$ 38,617 bilhões em novos contratos de swap. Desde 2002, quando começou a usar os swaps como instrumento de atuação no mercado de câmbio, o BC nunca colocou tantos contratos para esse mesmo intervalo de tempo." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5586755/venda-de-swaps-cambiais-batera-recorde-com-incerteza-sobre-cambio







BANCOS e CARTÕES - (12/06/2018) - Comunicando.

"O número de consumidores inadimplentes atingiu 63,29 milhões em maio, com crescimento de 2,78% em relação ao mesmo período do ano passado." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/numero-de-inadimplentes-passou-de-63-milhoes-em-maio-aponta-spc/







MOEDAS - (12/06/2018) - Comunicando.

"O Ministério da Indústria e Comércio Exterior (MDIC) informou nesta segunda-feira (11) que a balança comercial registrou superávit de US$ 25 bilhões no acumulado deste ano. Embora o resultado seja positivo, o valor é 19,7% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo da balança foi de US$ 31,2 bilhões.

No resultado parcial de junho, até o dia 10, a balança comercial registrou superávit de US$ 914 milhões, segundo o MDIC. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/superavit-da-balanca-comercial-recua-quase-20-na-parcial-do-ano-para-us-25-bilhoes.ghtml







MOEDAS - (12/06/2018) - Comunicando.

"Após várias semanas de certa estabilidade, o mercado de criptomoedas voltou a ser abalado no último fim de semana após a notícia de um ataque hacker a uma exchange sul-coreana. Desde sexta-feira, o Bitcoin já desabou 12%, sendo negociado na tarde desta segunda-feira (11) a US$ 6.717, seu menor patamar em dois meses." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7468305/bitcoin-desaba-criptomoedas-perdem-bilhoes-apos-ataque-bolsa-sul-coreana







JUROS e INFLAÇÃO - (11/06/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) registrou inflação de 1,50% na primeira medição de junho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Um mês antes, o indicador tinha subido 1,12%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5584779/igp-m-acelera-alta-para-150-na-primeira-previa-de-junho







JUROS e INFLAÇÃO - (11/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,57% na primeira quadrissemana de junho, ganhando força em relação à alta de 0,19% verificada no encerramento de maio, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-avanca-057-na-1a-quadrissemana-de-junho-apos-subir-019-em-maio/







BRASIL - (11/06/2018) - Comunicando.

"A chance de o Brasil viver uma crise como a da Argentina - apesar do susto com a disparada do dólar nos últimos dias - é pequena. A parcela em dólar da dívida brasileira é marginal, o déficit em transações com outros países é pequeno e a inflação, que costuma ser pressionada quando o real desvaloriza, está controlada.

Ainda assim, a situação está longe de ser confortável. Entre as 18 principais economias emergentes, o país ocupa a segunda pior posição no ranking de vulnerabilidade feito pelo coordenador de economia aplicada do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV), Armando Castelar, com base em índice feito pelo Fed, o Banco Central americano, em 2016.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/politica/noticia/economia-brasileira-so-e-menos-vulneravel-que-a-argentina-entre-18-emergentes-diz-estudo.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (11/06/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) subiu 0,43% em maio, após alta de 0,21% em abril, informou nesta sexta-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5580749/inpc-avanca-em-maio-aponta-ibge







BANCOS e CARTÕES - (11/06/2018) - Comunicando.

"A Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain (ABCB) pediu que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) proíba os bancos do país de fecharem ou se negarem a abrir contas correntes de instituições ligadas a moedas virtuais, alegando cerceamento da concorrência.

O pedido tem como base um caso no qual o Banco do Brasil fechou a conta corrente da Atlas, uma startup que busca rentabilidade fazendo arbitragem com bitcoins, explorando diferenças de preços entre as várias corretoras que operam com a mais famosa das criptomoedas." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/a-batalha-das-criptomoedas-contra-os-bancos/







JUROS e INFLAÇÃO - (08/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 0,70 por cento na primeira quadrissemana de junho, após ter encerrado maio com avanço de 0,41 por cento, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1J41KR-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (08/06/2018) - Comunicando.

"Após um dia de nervosismo no mercado financeiro, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, garantiu que a autoridade monetária continuará trabalhando com o Tesouro Nacional para oferecer liquidez aos mercados de câmbio e de juros “enquanto for necessário”. Ele ressaltou, porém, que o regime de câmbio flutuante é a primeira linha de defesa do País e rechaçou o uso da taxa de juros para controlar a taxa de câmbio." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ilan-politica-monetaria-nao-sera-usada-para-controlar-a-taxa-de-cambio/







BANCOS e CARTÕES - (08/06/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 4,5% no acumulado 12 meses -- de junho de 2017 até maio de 2018 frente aos 12 meses antecedentes --, informou a Boa Vista SCPC.

Na comparação mensal com ajuste sazonal, maio apresentou aumento de 5,3% frente a abril. Quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2017, o indicador evoluiu 5,4%. Na avaliação acumulada no ano a inadimplência caiu 2,8%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5578451/inadimplencia-do-consumidor-cai-no-acumulado-de-12-meses







MOEDAS - (08/06/2018) - Comunicando.

"Se no Brasil os investidores já estão assustados com a velocidade da alta do dólar, é bom saber que o cenário não é negativo apenas por aqui. No mundo todo a tendência é que a moeda norte-americana deve seguir seu rali e há analista afirmando que nada pode frear este movimento.

"Não há nada que impeça isso [alta do dólar] neste momento", disse David Bloom, diretor global de estratégia cambial do HSBC, à CNBC na última terça-feira (5). "Como argumentamos, o dólar está de volta, a ciclicidade da economia americana é soberba", continuou o analista. Para ele, boa parte da projeção vem do fato de que o Federal Reserve está a caminho de elevar as taxas de juros a um ritmo justo este ano, apoiado em robustos indicadores econômicos, enquanto outros bancos centrais do G10 estão constrangidos em fazer o mesmo." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/noticia/7463804/nada-pode-parar-disparada-dolar-emergentes-sao-que-mais-vao







JUROS e INFLAÇÃO - (07/06/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou elevação de 1,64% em maio ante um aumento de 0,93% em abril, divulgou nesta quinta-feira, 7, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado do indicador veio acima da mediana (1,42%) das projeções do mercado financeiro mas dentro do intervalo das estimativas (1,23% a 1,70%), de acordo com as instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast.

Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 3,91% no ano. Também acumulou um avanço de 5,20% em 12 meses, resultado que também veio acima da mediana das projeções (4,95%) mas dentro do intervalo das estimativas (4,77% a 5,97%)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-di-de-maio-sobe-164-ante-alta-de-093-em-abril-revela-fgv/







BRASIL - (07/06/2018) - Mais uma crise?

"Enquanto as empresas transportadoras se movimentam para mudar a tabela do frete mínimo, os caminhoneiros acompanham, ressabiados, o andamento das negociações em Brasília. Nas redes sociais, os motoristas temem que o lobby dos grandes grupos consiga derrubar a tabela recém-instituída pelo governo como contrapartida ao fim da greve.

Mas eles prometem resistir. “Se essa tabela cair, vai ter uma greve pior que a última. E aí não vai ter negociação, pois eles vão querer provar para o mundo que são fortes, vai ser uma grande revolta”, diz Ivar Luiz Schmidt, representante do Comando Nacional do Transporte (CNT) e que foi o grande líder da paralisação de 2015." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/caminhoneiros-reagem-a-mudancas-na-tabela-de-fretes/







MOEDAS - (07/06/2018) - Comunicando.

"Após Argentina e Turquia, o Brasil seria o próximo país emergente a enfrentar uma crise cambial? É o que questiona Mohamed El-Erian em seu Twitter nesta quarta-feira (6), dia em que o real registrou o pior desempenho entre as principais moedas do mundo, mesmo após um aumento da intervenção do Banco Central no câmbio." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/noticia/7462317/apos-argentina-turquia-brasil-pode-ser-proximo-crise-cambial-dos







BANCOS e CARTÕES - (07/06/2018) - Péssima notícia para os bancos que terão custos maiores.

"O Supremo Tribunal Federal (STF) validou cobrança maior sobre os bancos da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da contribuição previdenciária incidente sobre a folha de salários. Os ministros examinaram uma lei de 1989 que impôs adicional de 2,5% na contribuição previdenciária de 20% incidente sobre a folha salarial e também outra lei, de 2003, que aumentou de 3% para 4% a alíquota da Cofins de instituições financeiras. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/politica/noticia/supremo-permite-cobranca-maior-de-contribuicoes-sociais-e-previdenciarias-sobre-bancos.ghtml







MOEDAS - (07/06/2018) - Observe que dólares estão saindo na conta financeira ainda.

"O fluxo cambial do ano até 1º de junho (última sexta-feira) está positivo em US$ 20,080 bilhões, informou nesta quarta-feira, 6, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 11,141 bilhões. A saída líquida de dólares pelo canal financeiro neste ano até 1º de junho foi de US$ 7,170 bilhões.Já no comércio exterior, o saldo anual acumulado ficou positivo em US$ 27,250 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-20080-bi-no-ano-ate-1o-de-junho-diz-bc/







BANCOS e CARTÕES - (07/06/2018) - E a concorrência não para de aumentar e deve reduzir a lucratividade do setor.

"O mercado brasileiro de terminais de pagamento ganhou recentemente o apelido de "guerra das maquininhas", com número de players crescente e estratégias de marketing cada vez mais incisivas na tentativa de abocanhar um mercado promissor - principalmente entre as pequenas e médias empresas. Neste ambiente, a Cielo anunciou hoje sua nova "arma" de comunicação, que coloca a máquina multiuso LIO na linha de frente de seu portfólio. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7461087/guerra-das-maquininhas-cielo-contra-ataca-com-terminal-revolucionario-multiuso







BANCOS e CARTÕES - (06/06/2018) - Comunicando.

"A falência da Laselva deixou algumas das maiores editoras do país com quase R$ 50 milhões em créditos a receber no prelo – a dívida total da rede de livrarias passa dos R$ 130 milhões. A massa falida da Laselva não reúne o patrimônio suficiente para cobrir o débito." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://relatorioreservado.com.br/posfacio-2/







MOEDAS - (06/06/2018) - Pelo visto o mercado quer que o Bacen destrua nossas reservas para que eles tenham saída definitiva do Brasil. Se o BACEN fizer isso poderemos ter uma crise cambial ainda mais severa no futuro.

"Após alguns pregões de mais "tranquilidade", o mercado cambial voltou a piorar nesta terça-feira (5), com o dólar disparando 1,7% e chegando aos R$ 3,81, seu maior patamar em mais de dois anos. O Banco Central tentou intervir de forma mais forte, mas não conseguiu mudar o rumo da moeda (veja mais clicando aqui). E agora o mercado começa a pedir uma mudança de estratégia da autoridade.

"Embora disponha de instrumentos que lhe permitem ampla visão do comportamento do mercado, tudo sugere que a sua estratégia de intervenção no câmbio está relativamente desfocada, pois insiste em ofertar maciço volume de proteção com “swaps cambiais” e não está irrigando a liquidez do mercado a vista", avalia o diretor da corretora NGO, Sidnei Nehme." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/noticia/7460106/precisa-mudar-estrategia-intervencao-para-dolar-nao-atingir-patamares-inimaginaveis







MOEDAS - (06/06/2018) - Não para de subir de forma consistente.

"O dólar fechou em forte alta nesta terça-feira (5), após chegar a bater R$ 3,81, influenciado pelo movimento no exterior e pelo cenário político local. A moeda chegou a perder força com a interferência mais forte do Banco Central (BC), mas voltou a ampliar os ganhos ao final da sessão. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/cotacao-do-dolar-05062018.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (06/06/2018) - Comunicando.

"O percentual de famílias com dívidas alcançou 59,1% em maio, representando queda em relação a abril, quando o percentual foi de 60,2%. Houve redução também em relação a maio de 2017, quando o indicador alcançou 60,7% do total de famílias. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/percentual-de-familias-endividadas-cai-puxado-pela-cautela-no-consumo.ghtml







BRASIL - (05/06/2018) - Será que teremos mais uma crise política?

"A Polícia Federal (PF) encontrou planilhas e extratos bancários que mostram R$ 20,6 milhões em contas de uma empresa do coronel aposentado João Baptista Lima Filho, amigo do presidente Michel Temer. Mais R$ 3,04 milhões estão em uma conta do próprio Lima." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5570489/pf-encontra-r-236-mi-em-contas-de-coronel-amigo-de-temer-diz-jornal







JUROS e INFLAÇÃO - (05/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,19% em maio, revertendo queda de 0,03% em abril e ganhando força em relação à alta marginal de 0,01% observada na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Entre janeiro e maio, o IPC-Fipe registrou avanço de 0,22%. No período de 12 meses até maio, o índice acumulou inflação de 1,54%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7458325/ipc-fipe-sobe-maio-acumula-inflacao-meses







INDÚSTRIA - (05/06/2018) - Comunicando.

"O nível de utilização da capacidade instalada (Nuci) da indústria brasileira caiu 0,1 ponto percentual entre março e abril, com ajuste sazonal, chegando a 78,1%. O indicador era de 78,2% em março. Na comparação com abril de 2017, quando o uso da capacidade foi de 76,5%, na série com ajuste sazonal, o Nuci da indústria, portanto, subiu 1,6 ponto percentual. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5568675/utilizacao-da-capacidade-instalada-no-pais-recua-em-abril-aponta-cni







BANCOS e CARTÕES - (05/06/2018) - Comunicando.

"O número de empresas inadimplentes apurado pela Serasa Experian encerrou o mês de abril em aproximadamente 5,4 milhões de CNPJs negativados, patamar semelhante aos registrados entre os meses de janeiro e março deste ano.

Na comparação com o mês de abril de 2017, quando cerca de 5 milhões de CNPJs estavam inadimplentes, houve alta de 8%.

Em relação ao montante acumulado de dívidas pelas empresas, que totalizou R$ 105,2 bilhões em abril, ocorreu uma retração de 10,2% frente ao mesmo mês do ano passado." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inadimplencia-de-empresas-se-mantem-estavel-pelo-4o-mes-consecutivo-diz-serasa/







INDÚSTRIA - (05/06/2018) - Comunicando.

"As vendas de papelão ondulado utilizado em embalagens – caixas, acessórios e chapas – cresceram 9,10% em abril ante o mesmo mês de 2017, para 290,368 mil toneladas, informou a Associação Brasileira de Papelão Ondulado (ABPO). Na comparação com março, foi apurado declínio de 4,70%. Com ajuste sazonal, porém, o volume expedido é 0,17% superior ao informado em março." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/venda-de-papelao-ondulado-cresce-910-em-abril-ante-abril-de-2017-diz-abpo/







FOCUS - (04/06/2018) - Comunicando.

"De acordo com a mais recente edição do Relatório Focus, divulgada nesta segunda-feira (4), a mediana das projeções para a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), saltou de 3,60% para 3,65% neste ano. Há quatro semanas, as apostas para o indicador eram de 3,49%. Para o ano seguinte, as estimativas oscilaram de 4% para 4,01%. Não houve alterações nas projeções para a taxa básica de juros: 6,50% em 2018 e 8% no ano seguinte.

Alteração também foi vista na mediana das projeções para o PIB (Produto Interno Bruto). A expectativa de crescimento econômico para o Brasil neste ano agora está em 2,18%, contra 2,37% uma semana antes. Há quatro semanas, a projeção era de 2,70%. Para 2018, os economistas mantiveram expectativas por alta de 3%. Do lado da taxa de câmbio, houve correção para os dois anos: de R$ 3,46 para R$ 3,49, e de R$ 3,40 para R$ 3,45, respectivamente." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7456413/apos-greve-mercado-volta-derrubar-pib-elevar-inflacao-para-2018







JUROS e INFLAÇÃO - (04/06/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,41% em maio, acelerando da taxa de 0,34% apurada em abril, revelou nesta segunda-feira, 4, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Assim, o indicador acumula alta de 1,79% no ano e de 2,87% em 12 meses, depois de 2,98% no período finalizado em abril." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-sobe-041-em-maio-apos-alta-de-034-em-abril-revela-fgv/







INDÚSTRIA - (04/06/2018) - Comunicando.

"A atividade da indústria brasileira voltou a desacelerar em maio, segundo a consultoria IHS Markit. O Índice dos Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) apurado pela entidade baixou para 50,7 pontos, menor valor em 10 meses. Em abril, o indicador havia recuado para 52,3 pontos na mesma série com ajuste sazonal. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5564577/industria-brasileira-desacelera-ritmo-em-maio-apura-markit







CUIDADO - (01/06/2018) - Comunicando.

"A valorização do dólar e a fuga de capital dos mercados emergentes pode levar a outra “grande” crise financeira, disse o investidor George Soros, alertando que a União Europeia enfrenta uma iminente ameaça existencial." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/podemos-estar-a-caminho-de-outra-grande-crise-financeira-diz-soros/







BANCOS e CARTÕES - (01/06/2018) - Comunicando.

"A partir desta sexta (1º), passam a valer mudanças que devem ter reflexos nos juros cobrados no cartão de crédito. As novas regras foram anunciadas em abril pelo Conselho Monetário Nacional (CMN).

A medida prevê que os bancos não podem mais cobrar juros maiores de clientes que estão no crédito rotativo e ficam inadimplentes. O crédito rotativo é usado por quem não paga o valor total da fatura no vencimento." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/novas-regras-do-cartao-de-credito-passam-a-valer-hoje-veja-o-que-muda/







INDÚSTRIA - (01/06/2018) - Comunicando.

"A indústria brasileira de máquinas e equipamentos teve faturamento de 6,04 bilhões de reais em abril, alta de 19,2 por cento ante a mesma etapa de 2017, informou nesta quarta-feira a entidade que representa o setor, Abimaq.

Em relação a março, porém, o faturamento foi 1,1 por cento menor.

No acumulado de 2018 até abril, o faturamento do segmento somou 22,1 bilhões de reais, avanço de 5,4 por cento contra mesmo intervalo de 2017." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IV28D-OBRBS







BRASIL - (30/05/2018) - Comunicando.

"A taxa de desemprego total na Região Metropolitana de São Paulo aumentou pelo segundo mês consecutivo, passando de 16,9%, em março, para 17,5%, em abril, informam a Fundação Seade e o Dieese em sua Pesquisa de Emprego e Desemprego divulgada nesta quarta-feira (30).

Segundo os indicadores que compõem a pesquisa, a taxa de desemprego aberto elevou-se de 13,6% para 14,5% e a de desemprego oculto variou de 3,3% para 3%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5560061/desemprego-na-regiao-metropolitana-de-sp-sobe-em-abril-aponta-dieese







BRASIL - (30/05/2018) - Comunicando.

"A economia brasileira cresceu 0,4% no primeiro trimestre de 2018, frente ao quarto trimestre do ano anterior, na série com ajuste sazonal, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (30).O desempenho observado entre janeiro e março mostra uma aceleração da economia em relação aos últimos três meses do ano anterior, quando o crescimento foi de 0,1%. Em relação ao mesmo período em 2017, a economia cresceu 1,2% no primeiro trimestre, sendo o quarto resultado positivo consecutivo nesta comparação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7446522/pib-brasil-cresce-primeiro-trimestre-levemente-acima-das-expectativas







BANCOS e CARTÕES - (30/05/2018) - Comunicando.

"Inadimplência das empresas cresce 8,4% no Brasil em 12 meses. As empresas da região Sudeste lideraram os novos registros de devedoras em abril no País, com alta de 15,2% na mesma base de comparação." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/greve-dos-petroleiros-comeca-hoje-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







INDÚSTRIA - (30/05/2018) - Comunicando.

"O número de empregados na indústria no trimestre móvel até abril recuou 2,6% ante igual trimestre de 2017. Em relação ao trimestre móvel imediatamente anterior, houve alta de 2,0%, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta terça-feira, 29, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em um trimestre, os piores desempenhos setoriais ficaram com a construção civil (queda de 2,7% no total de empregados, com 185 mil postos a menos) e o comércio (queda de 2,5% no total de empregados, com 439 mil postos a menos). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/total-de-empregados-na-industria-cai-26-no-trimestre-ate-abril-diz-ibge/







BRASIL - (29/05/2018) - Comunicando.

"O índice de desemprego no Brasil recuou para 12,9% no trimestre encerrado em abril. Isso significa que 13,4 milhões de pessoas estão desempregadas no país.

A taxa ficou um pouco abaixo da registrada no trimestre móvel encerrado em março, de 13,1%, voltando a cair após 3 altas consecutivas. O índice também ficou abaixo do registrado em igual trimestre móvel do ano passado, de 13,6%, quando havia 14 milhões de desempregados.

Na comparação com o trimestre de novembro de 2017 a janeiro de 2018 (12,2%), entretanto, a taxa de desocupação cresceu 0,7 ponto percentual.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/desemprego-fica-em-129-em-abril-e-atinge-134-milhoes-de-pessoas.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (29/05/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) terminou maio com avanço de 1,38 por cento, ante alta de 0,57 por cento em abril, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IU19A-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (29/05/2018) - Comunicando.

"O endividamento das famílias apresentou pequena alta na passagem de fevereiro para março de acordo com dados compilados pelo Banco Central (BC). A relação entre o estoque de crédito contratado e a renda líquida anualizada fechou março em 41,36%, ante 41,26% registrado em fevereiro. Em março de 2017, o endividamento era de 41,76%. Em 2017, o endividamento tinha completado o terceiro ano de queda.

Tirando o crédito habitacional da conta, a fatia de endividamento foi de 23,1% em março, avançando de 23% em fevereiro. No mesmo mês de 2017, o percentual era de 23,3%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5554271/endividamento-das-familias-cresce-em-marco-aponta-bc







BANCOS e CARTÕES - (28/05/2018) - Comunicando.

"A inadimplência no segmento de recursos livres caiu a 4,7 por cento em abril, ante 4,8 por cento em março, informou o Banco Central nesta segunda-feira.

No período, o spread bancário no mesmo segmento foi a 33,3 pontos percentuais, ante 33,7 pontos percentuais em março. Já o estoque geral de crédito no país subiu 0,3 por cento ante o mês anterior, a 3,090 trilhões de reais." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/inadimplencia-cai-a-47-em-abril-diz-bc/







FOCUS - (28/05/2018) - Comunicando.

"De acordo com o relatório Focus, divulgado na manhã desta segunda-feira (28), a mediana das projeções para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) saltou de 3,50%, uma semana atrás, para 3,60% agora. Para 2019, o indicador teve leve recuo de 4,01% para 4%.

Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), a mediana das projeções recuou de 2,50% para 2,37% neste ano. Para o ano seguinte, os economistas mantiveram apostas de crescimento em 3%. Já pela taxa básica de juros, as apostas agora são de estabilidade da Selic no atual patamar. Na semana anterior, as expectativas majoritárias ainda eram de um novo corte de 25 pontos-base na próxima reunião do Copom (Comitê de Política Monetária). Para 2019, as projeções seguiram em 8% ao ano para a Selic." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7441442/apos-greve-dos-caminhoneiros-economistas-derrubam-projecoes-para-pib-elevam







JUROS e INFLAÇÃO - (28/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo passou a registrar variação positiva de 0,01 por cento na terceira quadrissemana de maio depois de registrar baixa de 0,01 por cento na segunda prévia do mês, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IT0TN-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (28/05/2018) - Comunicando.

"O grupo Odebrecht deu toda sua fatia na petroquímica Braskem como garantia para fechar acordo com bancos e receber um novo empréstimo de 2,6 bilhões de reais, o que dá algum fôlego financeiro a um dos maiores conglomerados do país para tentar se reerguer dos efeitos de um escândalo de corrupção.

O acordo anunciado nesta sexta-feira veio no último dia de uma carência de 30 dias, após a Odebrecht ter perdido o prazo inicial para pagar uma dívida de 500 milhões de reais.

Segundo as fontes, a fatia de 38,3 por cento da Odebrecht na Braskem servirá como garantia colateral para mais de 10 bilhões de reais, incluindo o novo desembolso. A Odebrecht tem 50,11 por cento das ações com direito a voto da Braskem e 22,91 por cento dos papéis preferenciais. Segundo dados da Thomson Reuters, a Braskem fechou esta sexta-feira com valor de mercado de 38,4 bilhões de reais." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IQ380-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (28/05/2018) - Comunicando.

"A demanda por crédito do consumidor apresentou aumento de 3,8% em abril sobre o mesmo mês de 2017. Em 12 meses, por sua vez, apresenta alta de 2,9%.

Na comparação mensal dessazonalizada, caiu 0,7%, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC. Por segmento, o Financeiro teve avanço de 8,0% na variação mensal dessazonalizada e o Não Financeiro, queda de 6,5% na mesma base de comparação." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/demanda-por-credito-do-consumidor-cresce-38-em-abril-diz-boa-vista-scpc/







BRASIL - (25/05/2018) - Comunicando.

"Depois de uma reunião de sete horas, governo e representantes de caminhoneiros chegaram a um acordo nesta quinta-feira para suspender por pelo menos 15 dias a greve que atingiu o país na última semana, com o governo garantindo a subvenção do preço do diesel e reajustes a serem realizados apenas a cada 30 dias." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IQ0B7-OBRBS







INDÚSTRIA - (25/05/2018) - Números bem ruins.

"A atividade industrial voltou a cair em abril, com ociosidade elevada e recuo do otimismo dos empresários com relação à evolução da indústria. Isso é o que mostra a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada nesta quinta-feira, 24, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice que mede a evolução da produção ficou em 48,8 pontos em abril, ante 55,2 pontos registrados em março. O índice de evolução do emprego foi de 49,2 pontos no mesmo período, ante 49,6 pontos no mês anterior.

Com relação à utilização média da capacidade instalada (UCI) pela indústria, o índice manteve-se estável, em 66%. O documento destaca que, embora o índice seja superior aos registrados no mesmo mês de 2016 e 2017, ainda está 3,0 pontos porcentuais abaixo da média histórica para abril, iniciada em abril de 2011. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/atividade-industrial-volta-a-cair-em-abril-mostra-sondagem-da-cni/







CUIDADO - (24/05/2018) - Pelo visto a guerra comercial está apenas começando.

"O presidente dos Estados Unidos Donald Trump analisa impor tarifas a carros importados invocando motivos de segurança nacional, como fez com o aço e o alumínio, noticiou nesta quarta-feira (23) o jornal The Wall Street Journal. Trump já questionou as tarifas elevadas da China aos carros importados. Em negociações recentes, o presidente chinês Xi Jinping ofereceu reduzir a 15% a atual taxa de importação de 25%. “Em breve teremos grandes notícias para nossos grandes trabalhadores da indústria automobilística”, tuitou. “Após muitas décadas perdendo empregos para outros países, vocês esperaram demais”, acrescentou. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/trump-considera-tarifas-de-25-a-carros-importados-diz-imprensa/







MOEDAS - (24/05/2018) - Fluxo positivo devido as exportações, pois a conta financeira está negativa, ou seja, capital saindo do país.

"O fluxo cambial do ano até o dia 18 de maio ficou positivo em US$ 17,377 bilhões, informou nesta quarta-feira, 23, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 10,398 bilhões. A saída pelo canal financeiro neste ano até 18 de maio foi de US$ 6,839 bilhões. No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 18 de maio ficou positivo em US$ 24,216 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-17377-bi-no-ano-ate-18-de-maio-diz-bc/







MOEDAS - (23/05/2018) - Fluxo positivo devido as exportações, pois a conta financeira está negativa, ou seja, capital saindo do país.

"O fluxo cambial do ano até o dia 18 de maio ficou positivo em US$ 17,377 bilhões, informou nesta quarta-feira, 23, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 10,398 bilhões. A saída pelo canal financeiro neste ano até 18 de maio foi de US$ 6,839 bilhões. No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 18 de maio ficou positivo em US$ 24,216 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-17377-bi-no-ano-ate-18-de-maio-diz-bc/







JUROS e INFLAÇÃO - (23/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,33% na terceira quadrissemana de maio, acelerando após a taxa de 0,24% apurada na segunda leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) na manhã desta quarta-feira, 22." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-sobe-033-na-3a-quadrissemana-de-maio-ante-024-na-anterior-diz-fgv/







ALERTA - (23/05/2018) - Venho há alguns meses alertando para o risco da alta dos juros nos EUA e queda daqui, ou seja, redução do spread. Está ficando difícil a situação, cuidado.

"Até um dos investidores mais otimistas com os mercados emergentes, Mark Mobius, tem dado sinais de preocupação com o cenário neste momento. Na avaliação do fundador da Mobius Capital Partners, há um risco de contágio com a situação de deterioração observada na Turquia.Nesta quarta-feira, o país vê sua moeda, a lira, despencar mais de 4% ante o dólar, com o mercado preocupado com a situação fiscal do país e possíveis interferências políticas na atividade do banco central local. Com uma inflação batendo a casa dos 10% em abril, o mercado pressiona para uma alta dos juros no país, o que o presidente Recep Tayyip Erdogan tem atacado com veemência." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7433931/risco-contagio-com-turquia-downside-para-emergentes-diz-megainvestidor







JUROS e INFLAÇÃO - (23/05/2018) - Comunicando.

"O IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplio) subiu 0,14% em maio, 0,07 ponto percentual abaixo da taxa de abril (0,21%). Essa foi a menor taxa para o mês desde 2000, quando o índice registrou alta de 0,09%. O resultado veio abaixo da mediana das estimativas dos economistas consultados pela Bloomberg, que apontava para alta de 0,26%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7433948/ipca-surpreende-mercado-tem-menor-crescimento-para-maio-anos







BANCOS e CARTÕES - (23/05/2018) - Comunicando.

"A demanda das empresas por crédito aumentou 5,7% em abril no comparativo anual, segundo o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Com o resultado, no acumulado do ano a demanda empresarial por crédito subiu 5,7%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/demanda-das-empresas-por-credito-cresce-57-em-abril-diz-serasa/







JUROS e INFLAÇÃO - (23/05/2018) - Comunicando.

"O Banco Central avalia que a inflação indica níveis confortáveis nos vários cenários avaliados para a manutenção do juro básico da economia na semana passada. “O Copom considera esses níveis confortáveis e, tendo em conta o atual balanço de riscos, julga terem diminuído as chances de a inflação permanecer abaixo da meta no horizonte relevante”, cita o parágrafo 14 da ata do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada nesta manhã de terça-feira, 22. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/diminuiu-a-chance-de-inflacao-ficar-abaixo-da-meta-no-horizonte-relevante-diz-bc/







MOEDAS - (22/05/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit comercial de US$ 1,924 bilhão na terceira semana de maio (de 14 a 20). De acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, 21, pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, o valor foi alcançado com exportações de US$ 5,293 bilhões e importações de US$ 3,368 bilhões.

Com isso, o mês de maio acumula superávit de US$ 5,059 bilhões até dia 20, abaixo 34% do registrado em todo o mês de maio de 2017, quando o resultado foi positivo em US$ 7,661 bilhões. No ano, o superávit comercial acumulado é de US$ 25,381 bilhões, queda de 3,2% em relação ao mesmo período de 2017." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7431126/superavit-balanca-terceira-semana-maio-foi-bilhao







FOCUS - (22/05/2018) - Comunicando.

"A alta do IPCA foi calculada agora em 3,50 por cento em 2018 e em 4,01 por cento em 2019, respectivamente 0,05 e 0,01 ponto percentual a mais do que na semana anterior.

O levantamento do BC mostra agora que os economistas veem o dólar a 3,43 reais no fim de 2018 e a 3,45 reais em 2019, de 3,40 reais antes para ambos os anos.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a mediana das projeções aponta para uma expansão de 2,50 por cento este ano, contra 2,51 por cento calculados antes, chegando a 3 por cento em 2019, cálculo inalterado.

O levantamento divulgado nesta segunda-feira ainda não refletiu essa decisão e segue mostrando a Selic a 6,25 por cento este ano já que era esperado um corte na semana passada. Para 2019, segue a expectativa de 8 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1IM173-OBRBS







MOEDAS - (22/05/2018) - Comunicando.

"Em dia marcado por uma maior intervenção do Banco Central no mercado de câmbio, o dólar se desvalorizou ante o real nesta segunda-feira (21), mas especialistas apontam que o alívio temporário não significa que haverá um movimento contínuo de queda da moeda americana.

Na sexta-feira (18), o BC anunciou que ofertaria nesta segunda 15 mil contratos adicionais de swap cambial no leilão realizado entre 9h30 e 9h40, totalizando US$ 2 bilhões. A operação equivale à venda de dólares no mercado futuro. Até então, o BC fazia leilões diários de 5.000 contratos.

O dólar comercial fechou em baixa de 1,36%, cotado a R$ 3,688. O dólar à vista recuou 0,9%, para R$ 3,71. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/dolar-recua-e-fecha-abaixo-de-r-370-em-dia-com-intervencao-maior-do-bc.shtml







BRASIL - (22/05/2018) - Se durar muito pode afetar exportações e o abastecimento, ou seja a economia do Brasil.

"Descontentes com a política de reajuste do óleo diesel, caminhoneiros fizeram paralisações nas cinco regiões do país nesta segunda-feira (21). Pelo menos 17 estados registraram manifestações com bloqueios de rodovias, em greve organizada pela Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), que representa motoristas autônomos –a paralisação não envolve veículos fretados.

De acordo com a CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos), foram registrados 188 pontos de paralisação no país, sendo 7 no Norte, 38 no Centro-Oeste, 27 no Nordeste, 55 no Sul e 61, no Sudeste." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/minas-e-sao-paulo-sao-os-mais-afetados-por-greve-de-caminhoneiros.shtml







BANCOS e CARTÕES - (22/05/2018) - Concorrência aumentando.

"Micro e pequenas empresas recorrem a fintechs para juros mais baixos." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/educacao-financeira/blog/samy-dana/post/2018/05/22/micro-e-pequenas-empresas-recorrem-a-fintechs-para-juros-mais-baixos.ghtml







MOEDAS - (21/05/2018) - Comunicando.

"Não teve jeito. O Banco Central tentou ser mais cauteloso, mudou sua forma de intervenção no câmbio, surpreendeu os investidores com uma manutenção da Selic, mas nada conseguiu segurar o ímpeto do dólar, que apenas nesta semana disparou 3,8% e chegou a encostar na marca de R$ 3,80. Nesta sexta-feira (18) o BC informou que irá triplicar sua oferta de swaps a partir de segunda-feira (21).

Portanto, agora serão ofertados 15 mil contratos de swap cambial em leilão às 9h30 (horário de Brasília) - até hoje eram 5 mil contratos diários. Além disso, o BC dará continuidade à rolagem dos 4.225 contratos que vencem em junho. Neste pregão o mercado já aguardava uma mudança na atuação diante da desenfreada valorização do dólar nos últimos dias." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/noticia/7430149/triplica-intervencao-cambio-para-tentar-conter-disparada-dolar







BANCOS e CARTÕES - (21/05/2018) - Estou alertando há bastante tempo para esse risco.

"O risco de o grupo Odebrecht não pagar parte de sua dívida pode afetar diretamente os bancos brasileiros, que têm cerca de R$ 47 bilhões a receber da companhia.

Itaú e Bradesco, que fazem parte desses credores, estão na fase final de negociação de um novo empréstimo para a Odebrecht a ser anunciado nesta semana.

Sem caixa, com um prejuízo da ordem de R$ 3 bilhões e uma dúvida lançada sobre os auditores de seu balanço, a empresa deixou de pagar R$ 500 milhões em juros para investidores que compraram títulos no exterior, há cerca de três semanas. Em um ano, a empresa ainda tem outros R$ 3 bilhões em dívidas vencendo. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/bancos-esperam-receber-da-odebrecht-r-47-bi-em-dividas.shtml







JUROS e INFLAÇÃO - (18/05/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou para 1,20% na segunda prévia de maio, ante avanço de 0,40% na segunda prévia de abril. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira, 18, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumula aumentos de 3,28% no ano e de 4,08% em 12 meses. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-sobe-120-na-2a-previa-de-maio-ante-040-na-2a-previa-de-abril-diz-fgv/







JUROS e INFLAÇÃO - (18/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou baixa de 0,01 por cento na segunda quadrissemana de maio, contra variação negativa de 0,03 por cento na primeira leitura do mês, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta quinta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1II19E-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (16/05/2018) - Comunicando.

"O Banco Central surpreendeu nesta quarta-feira (16) ao anunciar a manutenção da taxa básica Selic em 6,5% ao ano, interrompendo um ciclo de queda de juros iniciado em outubro de 2016." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/bc-interrompe-ciclo-de-cortes-e-mantem-taxa-de-juros-em-65-ao-ano.shtml







INDÚSTRIA - (16/05/2018) - Comunicando.

"A indústria paulista gerou 9,5 mil empregos em abril, revelaram nesta quarta-feira, 16, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp). O resultado representa uma queda de 0,18% em comparação a igual mês do ano passado na série com ajuste sazonal. Já na comparação sem ajuste sazonal com o mês anterior, foi apurada alta de 0,44%.

No acumulado do ano até abril, a geração de vagas no setor industrial paulista chegou à marca de 32 mil, com expansão de 1,50% na comparação com o período equivalente de 2017. No acumulado em 12 meses, houve queda de 2,34% na série sem ajuste sazonal." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/industria-paulista-tem-saldo-positivo-de-95-mil-vagas-em-abril-diz-fiesp/







JUROS e INFLAÇÃO - (16/05/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou alta de 1,11 por cento em maio depois de avançar 0,56 por cento no mês anterior, com forte aceleração da alta em matérias-primas e combustíveis para produção no atacado." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/igp-10-tem-alta-de-111-em-maio/







MOEDAS - (15/05/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 3,105 bilhões nas duas primeiras semanas de maio, informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (14). Na parcial deste ano, até 13 de maio, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 23,427 bilhões. " (Fonte: projecao.com)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.projecao.com.br/cgi-bin/analise.pl?nick=Ricardo_Borges&senha=goud50&prog=relatorios&tipo2=manchetes&submit=Ok&indice=manchetes







BANCOS e CARTÕES - (15/05/2018) - Inadimplência aumentando novamente.

"O percentual de famílias paulistanas que não conseguiram quitar suas dívidas na data do vencimento passou de 19,3% em março para 19,4% em abril, tecnicamente estável, informou a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Um ano atrás, esse percentual era de 18,7%, ou seja, houve um acréscimo de 33,1 mil famílias inadimplentes nesse período. A parte mais significativa do atraso (50,7%) é de um período superior a 90 dias. E 24,9% estão com tempo de pagamento de curto prazo, de até 30 dias.

Segundo o levantamento, 53,5% das famílias na cidade de São Paulo possuíam alguma dívida em abril, uma queda de 1,1 ponto porcentual (p.p.) em relação a março (54,6%). O número mais recente, contudo, está 0,6 p.p. acima do apresentado no mesmo mês do ano passado (52,9%)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5522627/inadimplencia-das-familias-tem-ligeira-alta-em-abril-diz-fecomerciosp







BANCOS e CARTÕES - (14/05/2018) - Inadimplência aumentando novamente.

"O percentual de famílias paulistanas que não conseguiram quitar suas dívidas na data do vencimento passou de 19,3% em março para 19,4% em abril, tecnicamente estável, informou a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Um ano atrás, esse percentual era de 18,7%, ou seja, houve um acréscimo de 33,1 mil famílias inadimplentes nesse período. A parte mais significativa do atraso (50,7%) é de um período superior a 90 dias. E 24,9% estão com tempo de pagamento de curto prazo, de até 30 dias.

Segundo o levantamento, 53,5% das famílias na cidade de São Paulo possuíam alguma dívida em abril, uma queda de 1,1 ponto porcentual (p.p.) em relação a março (54,6%). O número mais recente, contudo, está 0,6 p.p. acima do apresentado no mesmo mês do ano passado (52,9%)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5522627/inadimplencia-das-familias-tem-ligeira-alta-em-abril-diz-fecomerciosp







FOCUS - (14/05/2018) - Comunicando.

"...a mediana dos especialistas consultados pela autoridade monetária para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano caiu de 2,70%, apontados na semana anterior, para 2,51%. Há cerca de um mês, o indicador estava em 2,76%. Para 2019, as projeções foram mantidas em um crescimento de 3%.

Do lado da inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a mediana das apostas caiu de 3,49% para 3,45% neste ano. Já para 2019, o indicador foi de 4,03% para 4%. Do lado da Selic, as projeções seguiram em 6,25% neste ano e 8% no ano seguinte. Pelo câmbio, houve uma elevação nas expectativas para o dólar em 2018, de R$ 3,37 para R$ 3,40. Para o ano seguinte, as projeções seguiram em R$ 3,40." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7418107/mercado-volta-derrubar-projecao-para-pib-2018-top-eleva-juros







MOEDAS - (14/05/2018) - O saldo de conta corrente depende bastante das exportações brasileiras e a Argentina é uma das MAIORES importadoras de bens produzidos no Brasil. Com a crise por lá, há um risco considerável de sermos contaminados fazendo com que a saída de capitais se intensifique e as cotações do dólar subam mais intensamente.

"A crise na Argentina pode levar à redução das exportações brasileiras de carros e peças para o país vizinho, segundo avaliação de especialistas. Atualmente, a participação da Argentina nas exportações brasileiras é de cerca de 8% e a maior parte é do setor de veículos. De janeiro a abril, as exportações totalizaram US$ 74,299 bilhões. Desse total, US$ 6,060 bilhões são referentes à Argentina. Dos produtos exportados para a Argentina, cerca de 33% são automóveis. A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) informou que ainda não tem uma previsão de quanto podem cair as exportações com a crise. A associação disse apenas que 76% das exportações do setor vão para a Argentina, seguido do México (7%), Chile (5%), Uruguai (4%), Colômbia 3% e Peru (2%)."" (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/pm-homenageada-por-governador-novo-presidente-na-catalunha/







BANCOS e CARTÕES - (14/05/2018) - Comunicando.

"A Petrobras entrou na Justiça contra oito grandes bancos, entre eles Bradesco, Itaú BBA, Santander, BTG Pactual e Citibank, na esteira de uma investigação conduzida pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que atinge essas instituições, de acordo com o colunista Lauro Jardim, de "O Globo".

Conforme a nota, o Cade investiga esses bancos por formação de cartel de câmbio no mercado brasileiro. As instituições financeiras teriam manipulado taxas em benefício próprio." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5521083/petrobras-vai-justica-contra-grande-bancos-diz-colunista







JUROS e INFLAÇÃO - (14/05/2018) - Comunicando.

"Com a inflação baixa, o mercado financeiro espera pelo último corte na taxa básica de juros (Selic) no atual ciclo de redução, na próxima quarta-feira. A terceira reunião do ano do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC), começa na terça-feira e segue até o dia seguinte, quando será anunciada a taxa Selic." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5521221/selic-deve-ter-ultima-reducao-deste-ciclo-nesta-semana







MOEDAS - (14/05/2018) - Comunicando.

"Apesar do preço não refletir, os últimos dias foram marcados por um maior otimismo dos analistas em relação ao bitcoin, com grandes expectativas de uma retomada das altas. Mas nesta sexta-feira (11) os investidores foram pegos de surpresa com uma forte queda da maior criptomoeda do mundo após promotores invadirem a UpBit, a maior bolsa de criptomoedas da Coreia do Sul.

Autoridades sul-coreanas invadiram a UpBit por suspeita de fraude, informou a Reuters nesta sexta, citando a agência de notícias local Yonhap. "O UpBit está atualmente sob investigação por acusação, e estamos [cooperando] diligentemente", disse a empresa em seu site." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7416764/bitcoin-afunda-apos-operacao-policia-contra-maior-corretora-coreia-sul







BANCOS e CARTÕES - (11/05/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 4,5% no acumulado de 12 meses (maio de 2017 até abril de 2018 frente aos 12 meses antecedentes), de acordo com dados nacionais divulgados pela Boa Vista SCPC. Já na avaliação mensal, com ajuste sazonal, abril apresentou retração de 2,9% frente a março. Na comparação do resultado com o mesmo mês no ano passado, o indicador de maus pagadores do país caiu 3,4%. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5518147/curta







ALERTA - (11/05/2018) - Se a situação econômica grave na Argentina, aliada com a elevação dos juros nos EUA provocar uma aversão ao risco, SIM, isso poderá afetar o Brasil, nosso câmbio e a cotação das ações na B3. No passado SEMPRE afetou, logo estatisticamente seria normal afetar novamente e não adianta a desculpa das reservas cambiais, pois são as mesmas quando o dólar estava a R$ 1,60 (2011) e já chegou a R$ 4,25 (2015), porque não poderia chegar lá novamente?

"A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, afirmou na quinta-feira que instruiu a equipe do Fundo a dar continuidade às negociações que permitam alcançar um programa de apoio para a Argentina depois de se reunir em Washington com o ministro da Fazenda do país, Nicolás Dujovne." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1IC113-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (11/05/2018) - Comunicando.

"A parceria anunciada entre Bradesco e Cielo para a criação do terminal de pagamento "Bradesquinha" foi questionada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). O órgão antitruste teme que o lançamento prejudique concorrentes de ambos os setores, dado que o Bradesco é um dos principais acionistas da Cielo. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7415247/guerra-das-maquininhas-cade-cobra-explicacoes-bradesco-cielo







BANCOS e CARTÕES - (11/05/2018) - Concorrência.

"O Itaú anunciou o lançamento do cartão Credicard Zero internacional em evento nesta quinta-feira (10), em São Paulo. O cartão continua com anuidade zero, mas agora será possível usá-lo em qualquer lugar do mundo. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/credito/noticia/7415030/sem-anuidade-cartao-credicard-zero-passa-ser-internacional







MOEDAS - (11/05/2018) - Comunicando.

"Após a deflagração de Operação Lucro Fácil no mês passado, agora o juiz David Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande, mandou bloquear R$ 300 milhões em bens de 11 pessoas envolvidas em um suposto esquema de pirâmide financeira usando bitcoins, operado pela empresa Minerworld." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7414750/justica-brasileira-bloqueia-300-milhoes-envolvidos-esquema-piramide-com-criptomoedas?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_content=noticia&utm_campaign=canal_mercados







BANCOS e CARTÕES - (11/05/2018) - Comunicando.

"O Banco do Brasil (BB) vai entrar no mercado de "maquininhas" para cartões de crédito e débito, assim como anunciou recentemente o Bradesco. Os dois bancos são acionistas da credenciadora Cielo. O presidente do BB, Paulo Caffarelli, afirmou que a instituição vai lançar seu próprio POS, apelidado de "BBzinha", em parceria com a Cielo." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5516405/bb-quer-entrar-no-mercado-de-maquininha-de-cartao-com-bbzinha







JUROS e INFLAÇÃO - (10/05/2018) - Comunicando.

"A inflação no Brasil foi de 0,22% em abril, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (10). A taxa superou os 0,09% registrados em março e também ficou acima de abril de 2017, quando foi de 0,14%. O acumulado dos últimos 12 meses ficou em 2,76%, também uma aceleração em relação aos 2,68% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/inflacao-e-de-022-em-abril-e-276-em-12-meses-diz-ibge/







JUROS e INFLAÇÃO - (10/05/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 1,12% na primeira prévia de maio, após ter aumentado 0,18% na primeira prévia de abril. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira, 10, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumulou alta de 3,19% no ano e avanço de 3,99% em 12 meses. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-na-1a-previa-de-maio-sobe-112-ante-018-na-1a-previa-de-abril-diz-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (10/05/2018) - Competição no setor tenderá a crescer nos próximos anos, é o foco do Bacen e não para de ser debatido pela sociedade.

"O BC (Banco Central) lançou nesta quarta-feira (9), em parceria com a Microsoft, IBM e Amazon Web Services, o Lift (Laboratório de Informações Financeiras e Tecnológicas), que funcionará como uma espécie de incubadora do estágio inicial de novos projetos de inovação na área.

A proposta do BC é criar um ambiente adequado para fomentar a expansão das chamadas Fintechs, empresas de tecnologia voltadas ao desenvolvimento de novos produtos e serviços financeiros.

A expectativa é que jovens empresários e mesmo universitários sejam atraídos pela iniciativa." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/banco-central-cria-laboratorio-para-empresas-de-tecnologia.shtml







BANCOS e CARTÕES - (10/05/2018) - Comunicando.

"Como reflexo da recuperação lenta do emprego e da renda, o total de brasileiros com alguma conta em atraso chegou a 62,2 milhões em abril, ou 41% da população adulta do País, conforme pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). O número representa uma alta de 3,54% em relação à quantidade de inadimplentes registrada no mesmo mês do ano passado, marcando a sétima alta consecutiva do indicador na comparação interanual. Se comparado a março, o indicador ficou praticamente estável, com leve variação positiva de 0,04%.

O resultado foi influenciado pela revogação de uma lei no Estado de São Paulo que limitava o registro de inadimplência, o que levou a uma inserção abrupta, na base de devedores, de atrasos que estavam represados – só na região Sudeste, o número de inadimplentes teve aumento de 8,56% frente a abril do ano passado." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inadimplencia-sobe-35-e-chega-a-62-milhoes-de-brasileiros-diz-pesquisa/







ALERTA - (10/05/2018) - Comunicando.

"Não era de se esperar que os fundos de pensão decidissem vender ativos na pressa. Mas é exatamente isso o que estão fazendo em mercados emergentes, segundo Mark Mobius.

Apesar da fama de pacientes, os fundos de pensão também têm aversão a risco, explicou o investidor de 81 anos, que montou a Mobius Capital Partners após sair da Franklin Templeton Investments. Por isso, esses fundos andaram reduzindo a exposição a risco de maneira geral, vendendo ativos também em países desenvolvidos, ele disse." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/fundos-de-pensao-estrangeiros-comecam-a-fugir-dos-emergentes/







MOEDAS - (10/05/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial do país registrou superávit de R$ 14,394 bilhões no mês passado, maior resultado positivo desde julho de 2011, quando totalizou R$ 15,825 bilhões, informou o Banco Central nesta quarta-feira (9). Com isso, no ano até abril, o fluxo cambial acumulava saldo positivo de R$ 17,063 bilhões.

O BC informou ainda que a conta comercial registrou superávit de R$ 7,638 bilhões no mês passado. A conta financeira --por onde passam investimentos diretos, em portfólio, entre outros-- encerrou abril com resultado positivo de R$ 6,756 bilhões." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://economia.uol.com.br/noticias/reuters/2018/05/09/fluxo-cambial-soma-us144-bi-em-abril-diz-bc-maior-superavit-mensal-em-quase-7-anos.htm







JUROS e INFLAÇÃO - (09/05/2018) - O texto fala tudo. "...o Banco Central vai continuar focado na inflação, enquanto a alta do câmbio não é uma questão só do Brasil, mas um processo internacional de fortalecimento da moeda..."

"Após os investidores reduzirem as apostas pelo corte de 0,25 ponto percentual da Selic na reunião de 16 de maio por conta da disparada do dólar, Goldfajn afirmou em entrevista para a GloboNews que o Banco Central vai continuar focado na inflação, enquanto a alta do câmbio não é uma questão só do Brasil, mas um processo internacional de fortalecimento da moeda: “é muito importante saber que o Banco Central, num regime de metas de inflação, ele olha para quê, para inflação, expectativa de inflação, atividade, é isso que importa na decisão", afirmou.

Ao deixar claro que a recente pressão do dólar não impedirá o corte da Selic na próxima semana, os juros futuros com vencimento em janeiro de 2019 operavam em baixa de 6 pontos-base, cotados 6,27%, enquanto os contratos de 2021 recuavam 3 pontos, aos 8,25%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7411776/ibovespa-futuro-sobe-com-petroleo-espera-por-inflacao-nos-eua







JUROS e INFLAÇÃO - (09/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou variação negativa de 0,03 por cento na primeira quadrissemana de maio, repetindo a taxa com que encerrou abril, informou nesta quarta-feira a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1IA1BR-OBRBS







BRASIL - (08/05/2018) - Economia que já estava ficando fraca, enfraqueceu ainda mais.

"O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) registrou queda pelo segundo mês seguido em abril e mostrou que o país iniciou o segundo trimestre com desaceleração no ritmo de recuperação do mercado de trabalho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira. O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, teve recuo de 4,1 pontos e atingiu 103,6 pontos em abril." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1I91EP-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (08/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,32 por cento na primeira quadrissemana de maio, depois de avançar 0,34 por cento em abril, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1I91BI-OBRBS







ALERTA - (08/05/2018) - Essa operação pode chegar inclusive aos bancos.

"De acordo com informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a avaliação de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) que acompanham ainda de longe os desdobramentos da "Câmbio, Desligo" é que a operação tem potencial para superar o barulho causado pela Lava Jato na política e no empresariado.

Os ministros apontam que, pelo histórico dos presos, eventuais delações poderiam não ser somente referentes a empreiteiros e parlamentares, mas atingindo também operadores do sistema financeiro e integrantes da elite em geral.

Segundo as investigações, Messer seria o maior responsável por um sistema internacional de pagamentos de propina, chamado “Bankdrop”, que teria movimentado, desde os anos 1980, mais de US$ 1,6 bilhão, por meio de 3 mil empresas offshores com contas em 52 países." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7409859/ministros-stf-avaliam-que-nova-operacao-pode-causar-ainda-mais







BRASIL - (08/05/2018) - Comunicando.

"A Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal reduziu suas projeções para a inflação e para a Selic de 2018 em função da “elevada ociosidade da economia”, de acordo com relatório divulgado nesta segunda-feira, 7. A perspectiva para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano passou de 3,8% no relatório de abril para 3,5% no do mês de maio. Para a Selic, a estimativa caiu de 6,5% para 6,25%.

De acordo com o texto, a estimativa para o desempenho do PIB foi mantida em 2,7% “por ora”, mas poderá ser reavaliada em breve, com a incorporação do resultado das contas nacionais do primeiro trimestre. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ifi-reduz-previsao-para-inflacao-e-selic-de-2018-em-razao-da-elevada-ociosidade/







MOEDAS - (08/05/2018) - Comunicando.

"Segundo ele, muitas notícias agitaram o mercado, com destaque para as falas do megainvestidor Warren Buffett, que chamou o bitcoin de "veneno de rato", dizendo que as pessoas deveriam se manter longe deste ativos. Enquanto isso, seu braço direito na Berkshire Hathaway, Charlie Munger, disse que a moeda digital é "ouro falsificado" e não tem nenhum valor.

Na mesma linha, Bill Gates afirmou durante o fim de semana que gostaria de poder operar vendido (ou seja, ficar short) em bitcoin. Segundo Safiri, isso mostra mais uma tendência de que ele não acredita na alta da criptomoeda em curto ou médio prazo.

Entre outras notícias, o especialista também destaca o surgimento das primeiras ações judiciais contra detentores de criptoativos. Um dos casos envolve o bitcoin cash, em que investidores acusam os donos do site bitcoin.com de que eles estão fazendo confusão com o mercado por conta do domínio do site ser sobre o bitcoin, mas eles defenderem, na verdade, o bitcoin cash.

Outro caso envolve a Ripple, com um processo para avaliar se o XRP é realmente um criptoativo ou ativo mobiliário, algo que será avaliado pela SEC (a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA). O órgão americano também deve avaliar nos próximos dias a situação do ether, definindo se ele se enquadra em suas regras de ativos ou não." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7408926/buffett-critica-bitcoin-processo-contra-ripple-agitado-fim-semana-mercado







BANCOS e CARTÕES - (08/05/2018) - Acredito que bancos possam estar realizando prejuízos nessas vendas.

"Durante os meses de maio e junho, a plataforma Sold leiloará mais de 140 lotes de casas, apartamentos, terrenos e empreendimentos comerciais e cotas de consórcios, com lances iniciais que variam de R$ 12 mil a R$ 33 milhões.

Os imóveis leiloados são de empresas como Itaú, Banco Inter, Banco Votorantim, Santander, Tecnisa, entre outras. As ofertas têm valores que chegam até 55% abaixo das avaliações de mercado." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/imoveis/noticia/7406226/itau-santander-outros-leiloam-imoveis-com-precos-partir-mil







INDÚSTRIA - (08/05/2018) - E o custo não para de aumentar para a indústria.

"De acordo com o Sindigás, a Petrobras informou que fará reajuste entre 5,8% e 8,6% no preço do GLP empresarial (embalagens acima de 13 quilos). O aumento irá variar de acordo com o polo de suprimento e entra em vigor a partir de 0h desta quarta-feira, 8 de maio. Pelas contas do Sindigás, com o novo reajuste, o ágio em relação ao preço praticado no mercado internacional alcança 31%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/petrobras-comunica-aumento-entre-58-e-86-do-glp-industrial-diz-sindigas/







BANCOS e CARTÕES - (08/05/2018) - O aumento da concorrência tem feito as empresas fazerem promoções que pode diminuir a rentabilidade delas.

"A Cielo lançou no domingo, 6, novo plano, chamado Cielo Livre, que dispensa o aluguel dos terminais de POS, conhecidos como “maquininhas” de cartão, caso o lojista atinja determinado volume de vendas ao mês. É o que informou, em entrevista ao Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado), o vice-presidente (VP) de Produtos, Marketing, Negócios e Inovação da Cielo, Danilo Caffaro." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/cielo-lanca-plano-que-isenta-lojista-de-aluguel-de-terminal-pos/







FOCUS - (07/05/2018) - Comunicando.

"Segundo a mais recente versão da pesquisa, divulgada na manhã desta segunda-feira (7), a mediana das projeções dos especialistas ouvidos minguou de 2,75% para 2,70% em uma semana. Um mês atrás, as apostas sinalizavam um crescimento de 2,80% no PIB (Produto Interno Bruto). Para o ano seguinte, contudo, o mercado continua esperando crescimento de 3%.

A mediana das avaliações dos economistas do mercado subiram de R$ 3,35 para R$ 3,37. Para o ano seguinte, as projeções para o dólar foram de R$ 3,37 para 3,40%. Não houve alterações nas apostas para a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), projetada em 3,49% e 4,03% para os respectivos períodos. Manutenção também foi observada no quadro para a taxa básica de juros (Selic): 6,25% e 8%, nesta ordem." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7408078/mercado-derruba-projecoes-para-pib-eleva-cambio-para-2018-mostra







CUIDADO - (07/05/2018) - Como venho falando a algum tempo, o spread entre juros EUA e Selic podem provocar fuga de capital no Brasil. MAS com conta corrente pouco negativa e um grande saldo de reservas cambiais, o Brasil deve sofrer menos nessa crise.

"Assim como um vírus à procura de um organismo para infectar, os juros mais altos nos EUA estão contagiando os mercados emergentes pelos locais de menor imunidade.

A mais longa sequência de perdas semanais para moedas de países em desenvolvimento é puxada por Turquia e Argentina — que têm os maiores déficits em conta corrente, as menores reservas cambiais e os índices de inflação mais elevados entre seus pares. Mas à medida que o sentimento do investidor azeda, os mercados emergentes parecem vulneráveis a perdas mais amplas." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7407108/alta-juros-nos-eua-derruba-resistencia-dos-emergentes







MOEDAS - (07/05/2018) - O dólar está subindo por aqui também e há pressões. O Bacen tem uma reserva cambial enorme e por isso a situação não é crítica, além do saldo da balança comercial estar positiva.

"Em um cenário em que a crise na Argentina se agrave e o país vizinho tenha uma grande queda no PIB, o impacto na economia brasileira será pequeno, segundo cálculos do Ministério da Fazenda." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2018/05/para-fazenda-crise-do-peso-argentino-nao-impacta-brasil.shtml







MOEDAS - (07/05/2018) - Comunicando.

"A "bomba" da liquidação do Banco Neon pegou todo o mercado de surpresa nesta sexta-feira (4), e as consequências do encerramento da instituição têm impacto até no mercado de criptomoedas, já que o banco tinha uma grande ligação com investidores e exchanges que negociam bitcoin, ethereum e outras moedas digitais." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7407237/liquidacao-banco-neon-afeta-mercado-criptomoedas-brasileiro







MOEDAS - (07/05/2018) - Comunicando.

"Se tem algo que se tornou clichê no mundo das criptomoedas é ver um banco ou grande grupo financeiro falar mal do bitcoin. Mas o Goldman Sachs surpreendeu a todos não só ao dizer que a maior moeda digital do mundo não é uma fraude, mas também ao anunciar que pretende começar a negociar criptomoedas, se tornando o primeiro banco de Wall Street a entrar neste mercado." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7406887/goldman-sachs-diz-que-bitcoin-nao-fraude-deve-tornar-primeiro







BRASIL - (07/05/2018) - Comunicando.

"Em abril, o PMI de serviços do Brasil apurado pelo IHS Markit ficou exatamente na marca de 50,0 que separa crescimento de contração. Nos dois meses anteriores o índice havia mostrado expansão ao registrar respectivamente 52,7 e 50,4 em fevereiro e março, após iniciar o ano também estagnado.

A fraqueza dos serviços somou-se à perda de força do setor industrial e com isso o PMI Composto do Brasil caiu a 50,6 em abril, de 51,5 em março, o nível mais baixo nos últimos quatro meses de expansão." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/com-otimismo-fraco-setor-de-servicos-fica-estagnado-em-abril-mostra-pmi/







MOEDAS - (04/05/2018) - Vai ser difícil, como eu havia falado, do dólar subir muito mais do que esse patamar.

"O Banco Central informou nesta quinta-feira, 3, por meio de comunicado, a realização de leilão de contratos de swap cambial nesta sexta-feira, 4, das 11h30 às 11h40. Na operação, cujo efeito é equivalente à venda de dólares no mercado futuro, o BC vai ofertar até 8.900 contratos (US$ 445 milhões)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bc-realiza-nesta-sexta-feira-leilao-de-ate-8-900-contratos-de-swap/







BANCOS e CARTÕES - (04/05/2018) - Inadimplência prossegue bastante elevada.

"O número de empresas inadimplentes permaneceu em nível recorde em março, com o setor de Serviços reunindo a maior quantidade de CNPJs negativados, segundo pesquisa da consultoria especializada em informações de crédito Serasa Experian.

Em março, cerca de 5,4 milhões de empresas estavam inadimplentes, um aumento de 9,3% em relação a março de 2017, quando 5 milhões de CNPJs acusavam dívidas em atraso. O nível recorde foi atingido em janeiro e desde então ficou estável. Mas encerrou o 1º trimestre sem dar sinais de recuo.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/com-54-milhoes-de-empresas-com-dividas-em-atraso-inadimplencia-segue-em-nivel-recorde.ghtml







INDÚSTRIA - (03/05/2018) - Comunicando.

"A produção industrial brasileira diminuiu 0,1% no mês de março em comparação com o de fevereiro, na série com ajuste sazonal, conforme divulgou nesta terça-feira, 3, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na comparação anual, em relação a março de 2017, a produção avançou 1,3%. Nos três primeiros meses do ano, a indústria nacional teve aumento da produção da ordem de 3,1%. Nos últimos 12 meses, a produção da indústria acumulou avanço de 2,9%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-cai-01-em-marco/







JUROS e INFLAÇÃO - (03/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,03% em abril, depois de ficar estável em março e registrar baixa de 0,02% na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O resultado de abril ficou dentro de dez estimativas colhidas pelo Projeções Broadcast, que iam de deflação de 0,05% a inflação de 0,04%, mas abaixo da mediana, de +0,01%. No primeiro quadrimestre do ano, o IPC-Fipe teve ligeira alta de 0,02%. No período de 12 meses até abril, o índice acumulou inflação de 1,29%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-003-em-abril-e-acumula-inflacao-de-002-no-1o-quadrimestre/







MOEDAS - (03/05/2018) - Vai ser mais difícil do dólar subir agora.

"O Banco Central informou nesta quarta-feira (2) que irá ofertar, a partir desta quinta (3), contratos de swap cambial em uma quantidade maior do que os que vencerão em 1º de junho. Na prática, a autoridade monetária irá realizar uma operação que equivale à venda de dólares no mercado futuro, o que tende a segurar o aumento da moeda americana." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/banco-central-vai-atuar-para-suavizar-alta-do-dolar.shtml







ALERTA - (03/05/2018) - Comunicando.

"O longo período de otimismo no mercado acionário pode estar próximo de sofrer uma correção. A leitura é de Mark Mobius, um dos mais conhecidos investidores de mercados emergentes, fundador da Mobius Capital Partners. Em entrevista concedida à CNBC, o 'guru' disse que não seria exagero um recuo entre 30% e 40%, tanto em mercados desenvolvidos quanto em emergentes." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7403361/guru-dos-emergentes-alerta-correcao-ate-pode-estar-proxima







MOEDAS - (03/05/2018) - Comunicando.

"A despeito das cotações do dólar acima de R$ 3,50 nos últimos dias, o Brasil continuou recebendo forte volume de capital estrangeiro nos últimos dias. Dados apresentados pelo Banco Central mostram que o País acumula ingresso de US$ 13,075 bilhões nas quatro primeiras semanas de abril, até o dia 27. No mês, há equilíbrio entre a entrada de dólares em operações financeiras e no comércio exterior.

No segmento financeiro – onde estão os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações – houve entrada de US$ 6,372 bilhões nos 27 primeiros dias de abril. No comércio exterior, o saldo de abril segue no azul com US$ 6,703 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-13075-bi-em-abril-ate-dia-27-diz-bc/







INDÚSTRIA - (03/05/2018) - Comunicando.

"O índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial do Brasil caiu de 53,4 em março para 52,3 em abril com ajuste sazonal, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 2, pela IHS Markit.

O emprego na interrompeu a recuperação em março, após cinco meses seguidos de alta, de acordo com dados de março divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As vagas de trabalho no setor caíram 0,2% em relação a fevereiro, já descontados os efeitos de calendário. Ainda assim, o nível de emprego da indústria brasileira em março foi 0,5% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando o período de janeiro a março de 2018, o emprego na indústria também foi 0,5% maior que o acumulado no mesmo período do ano passado.

Após dois meses consecutivos de crescimento, o faturamento industrial voltou a cair em março, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com o mês anterior – e excluindo os efeitos de calendário -, as vendas das fábricas brasileiras caíram 2,5% no terceiro mês deste ano. Ainda assim, o volume faturado em março pelo setor foi 1,6% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando as vendas de janeiro a março de 2018, o desempenho foi 6,2% superior ao do mesmo período do ano passado.

"A Utilização da Capacidade Instalada aumentou 0,2 ponto percentual entre fevereiro e março de 2018 e alcançou 78,2%, na série livre de efeitos sazonais. O percentual de utilização da capacidade é o maior desde julho de 2015, quando a UCI ficou em 78,5%", informou a entidade. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-industrial-do-brasil-cai-para-523-em-abril-mostra-ihs-markit/







ALERTA - (02/05/2018) - Comunicando.

"O longo período de otimismo no mercado acionário pode estar próximo de sofrer uma correção. A leitura é de Mark Mobius, um dos mais conhecidos investidores de mercados emergentes, fundador da Mobius Capital Partners. Em entrevista concedida à CNBC, o 'guru' disse que não seria exagero um recuo entre 30% e 40%, tanto em mercados desenvolvidos quanto em emergentes." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7403361/guru-dos-emergentes-alerta-correcao-ate-pode-estar-proxima







MOEDAS - (02/05/2018) - Comunicando.

"A despeito das cotações do dólar acima de R$ 3,50 nos últimos dias, o Brasil continuou recebendo forte volume de capital estrangeiro nos últimos dias. Dados apresentados pelo Banco Central mostram que o País acumula ingresso de US$ 13,075 bilhões nas quatro primeiras semanas de abril, até o dia 27. No mês, há equilíbrio entre a entrada de dólares em operações financeiras e no comércio exterior.

No segmento financeiro – onde estão os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações – houve entrada de US$ 6,372 bilhões nos 27 primeiros dias de abril. No comércio exterior, o saldo de abril segue no azul com US$ 6,703 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-13075-bi-em-abril-ate-dia-27-diz-bc/







INDÚSTRIA - (02/05/2018) - Comunicando.

"O índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial do Brasil caiu de 53,4 em março para 52,3 em abril com ajuste sazonal, segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 2, pela IHS Markit.

O emprego na interrompeu a recuperação em março, após cinco meses seguidos de alta, de acordo com dados de março divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). As vagas de trabalho no setor caíram 0,2% em relação a fevereiro, já descontados os efeitos de calendário. Ainda assim, o nível de emprego da indústria brasileira em março foi 0,5% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando o período de janeiro a março de 2018, o emprego na indústria também foi 0,5% maior que o acumulado no mesmo período do ano passado.

Após dois meses consecutivos de crescimento, o faturamento industrial voltou a cair em março, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 2, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Na comparação com o mês anterior – e excluindo os efeitos de calendário -, as vendas das fábricas brasileiras caíram 2,5% no terceiro mês deste ano. Ainda assim, o volume faturado em março pelo setor foi 1,6% superior ao registrado no mesmo mês de 2017. Considerando as vendas de janeiro a março de 2018, o desempenho foi 6,2% superior ao do mesmo período do ano passado.

"A Utilização da Capacidade Instalada aumentou 0,2 ponto percentual entre fevereiro e março de 2018 e alcançou 78,2%, na série livre de efeitos sazonais. O percentual de utilização da capacidade é o maior desde julho de 2015, quando a UCI ficou em 78,5%", informou a entidade. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-industrial-do-brasil-cai-para-523-em-abril-mostra-ihs-markit/







BRASIL - (02/05/2018) - Vai ser muito difícil crescer com políticas governamentais restritivas.

"Uma das principais missões do novo presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, é arrancar do orçamento mais R$ 30 bilhões, além dos R$ 100 bilhões devidos ao Tesouro e com pagamento previsto para este ano. O dinheiro vai todo para cumprir a “Regra de Ouro”. Se conseguir o feito, o total de repasses do banco chegaria a R$ 160 bilhões, considerando que já foram pagos R$ 30 bilhões. Oliveira, quando estava ministro do Planejamento, era o único integrante da equipe econômica que insistia na impossibilidade de honrar com os compromissos da “Regra de Ouro”. Segundo ele, se conseguir pagar em 2018, não paga em 2019." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/o-banco-de-fomento-da-regra-de-ouro/







JUROS e INFLAÇÃO - (02/05/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) acelerou para 0,34% em abril após 0,17% em março, conforme a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, apresentado nesta quarta-feira, 2, o indicador acumula avanço de 1,37% no ano e 2,98% em 12 meses, depois de atingir 2,76% no período finalizado em março. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-acelera-para-034-em-abril-apos-017-em-marco-revela-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (02/05/2018) - Será que realmente a inadimplência está caindo? Tenho minhas dúvidas.

"A empreiteira Andrade Gutierres deixou de pagar na segunda-feira 1,2 bilhão de reais a credores que adquiriram títulos emitidos pela empresa no exterior, revela o jornal O Estado de S. Paulo. O" (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/o-calote-da-andrade-apple-recomprara-us-100-bilhoes/







ALERTA - (02/05/2018) - Muito cuidado ao aplicar em ativos arriscados como ações no Brasil e é interessante acompanhar o dólar, pois a cada dia que passa aumenta a probabilidade de incremento nas cotações da moeda.

"O Instituto Internacional de Finanças (IIF), formado pelos 500 maiores bancos do mundo e com sede em Washington, apontou, em relatório divulgado nesta terça-feira, 1, que a economia mundial passa por um período de mudanças e que os riscos para os emergentes estão aumentando. O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) está em um processo de elevação das taxas de juros, movimento que está afetando o mercado de câmbio de vários países emergentes.

Além disso, o crescimento da economia mundial começa a se “dessincronizar”. Os EUA estão crescendo mais que outras regiões, refletindo estímulos fiscais, enquanto outras partes do mundo crescem menos. Este fator aliado ao aumento de juros pelo Fed contribuem para a valorização do dólar e “fazem a vida mais difícil para os emergentes, especialmente para aqueles com maior dependência de financiamento externo”." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/riscos-para-emergentes-vem-aumentando-diz-iif/







FOCUS - (30/04/2018) - Comunicando.

"Conforme mostra o mais recente levantamento divulgado pela autoridade monetária nesta segunda-feira (30), a mediana das estimativas para a inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) se manteve em 3,49% para este ano, ao passo que para o seguinte subiram de 4% para 4,03%.

Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), a mediana das projeções continuou em 2,75% e 3,00% nos respectivos períodos. Já para a Selic, as expectativas são de que a taxa básica de juros encerre este ano em 6,25% e o seguinte a 8%, mesmos percentuais apontados nas últimas quatro semanas.

Uma das únicas alterações nas projeções foi vista na taxa de câmbio. Agora, os economistas esperam que o dólar encerre o ano cotado a R$ 3,35 -- R$ 0,02 a mais do que o valor apontado na última semana. Para 2019, a taxa de câmbio foi mantida em R$ 3,40." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7396515/mercado-eleva-para-projecao-inflacao-2019-mostra







BRASIL - (27/04/2018) - Essa suposta recuperação econômica está bastante difícil.

"O índice de desemprego no Brasil atingiu 13,1% no trimestre encerrado em março de 2018, maior nível desde maio do ano passado. Isso significa que 13,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua.

A taxa ficou maior do que a registrada no trimestre móvel encerrado em fevereiro, de 12,6%, na terceira alta consecutiva após nove trimestres de queda. O índice, porém, ainda ficou abaixo do registrado em igual trimestre móvel do ano passado, de 13,7%.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-131-em-marco-e-atinge-137-milhoes-de-pessoas.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (27/04/2018) - Comunicando.

" O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) fechou abril com alta de 0,57 por cento, depois de ter subido 0,64 por cento em março, de acordo com dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/igp-m-desacelera-alta-a-057-em-abril-diz-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (27/04/2018) - Comunicando.

"A inadimplência no Brasil caiu a 4,8 por cento em março, ante 5,0 por cento em fevereiro, com os empréstimos ficando mais baratos em meio ao ciclo de afrouxamento nos juros conduzido pelo Banco Central. Neste recorte, os juros médios foram a 41,4 por cento ao ano em março, redução de 0,8 ponto percentual sobre fevereiro, interrompendo dois meses de alta consecutiva." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HX2DI-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (27/04/2018) - Essa medida é positiva para os bancos e para a economia como um todo por liberar dinheiro travado para empréstimos.

"O Conselho Monetário Nacional (CMN) reduziu em 20 por cento o valor da contribuição mensal que os bancos devem fazer ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC), esperando com isso que haja um repasse da economia para o consumidor." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HX3KZ-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (27/04/2018) - Maior concorrência normalmente gera perda de rentabilidade.

"A regulamentação das fintechs de crédito aprovada nesta quinta-feira pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) deve intensificar a oferta de empréstimos com taxas menores, ampliando a concorrência com os grandes bancos, disseram executivos das plataformas de serviços financeiros." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HX3MC-OBRBS







MOEDAS - (26/04/2018) - Como venho alertando há bastante tempo, os estrangeiros estão tirando dinheiro do país, CUIDADO. As empresas fortemente endividadas em moedas estrangeiras MESMO as exportadoras, são as mais arriscadas. Frigoríficos, Elétricas, Aéreas e outras.

"Estrangeiros se desfizeram de parte dos investimentos financeiros no Brasil e remeteram ao exterior US$ 7,8 bilhões no mês passado que estavam em ações e títulos de renda fixa no País. Essa foi a maior saída de capitais financeiros registrada em março em toda a série do Banco Central, iniciada em 1995. Uma parte desse dinheiro voltou nos últimos dias e US$ 4,4 bilhões ingressaram em 23 dias de abril." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7392798/marco-tem-saida-recorde-capital-estrangeiro







BRASIL - (26/04/2018) - A situação fiscal brasileira está caótica e se nada for feito no ano que vem irá ser ainda pior.

"O governo ultrapassou em R$ 28,3 bilhões o limite imposto pela regra de ouro, que impede a emissão de dívida para pagar despesas correntes como salários, nos 12 meses até março. O Tesouro Nacional prevê um rombo de R$ 203,4 bilhões na regra de ouro em 2018, mas conta com uma série de medidas para equilibrar esse quadro.

Entre elas a devolução de mais R$ 100 bilhões pelo BNDES, a desvinculação de recursos que estão hoje em fundos do governo e o cancelamento de restos a pagar (despesas de anos anteriores que ainda não foram desembolsadas)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/insuficiencia-para-regra-de-ouro-fica-em-r-283-bilhoes-em-12-meses/







BRASIL - (26/04/2018) - A recuperação está muito difícil mesmo com a queda brutal dos juros. O problema agora é o risco eleitoral, o risco da lava jato parar depois de todo o custo dela, o risco do spread dos juros EUA x Selic provocar uma fuga de capitais, o risco do guerra comercial afetar a já debilitada economia brasileira. Muitos riscos para sair investindo de longo prazo no
aumento de produção no Brasil.

"A taxa de desemprego da região metropolitana de São Paulo passou de 16,4% em fevereiro para 16,9% em março, aponta pesquisa da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) e do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). O contingente de desempregados foi de 1,86 milhão de pessoas, 59 mil a mais do que no mês anterior. Em março de 2017, porém, a taxa de desemprego da região era maior, de 18,5%." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/04/taxa-de-desemprego-em-sp-sobe-para-169-e-quase-2-milhoes-estao-sem-trabalho.shtml







MOEDAS - (26/04/2018) - Positivo para o mês, MAS no ano segue negativo.

"A conta de transações correntes registrou um superávit de US$ 798 milhões em março, informou o Banco Central nesta quarta-feira (25). Esse foi o segundo mês seguido de saldo positivo. O chefe do Departamento de Estatística do BC, Fernando Rocha, informou ainda que o BC prevê um novo superávit na conta de transações correntes, no valor de US$ 1,5 bilhão, para o mês de abril.

No acumulado dos três primeiros meses deste ano, porém, as contas externas registraram déficit de US$ 3,219 bilhões. Apesar de negativo, o resultado foi melhor para este período desde 2007 (+US$ 80 milhões), ou seja, em onze anos.

O Banco Central também informou nesta quarta-feira que os investimentos estrangeiros diretos na economia brasileira somaram US$ 6,539 bilhões em março, com queda em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 7,060 bilhões). No acumulado dos três primeiros meses deste ano, os investimentos estrangeiros somam US$ 17,747 bilhões, valor menor que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 23,781 bilhões). " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/contas-externas-tem-superavit-pelo-2-mes-seguido-em-marco-e-melhor-primeiro-trimestre-em-11-anos.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (25/04/2018) - Concorrência aumenta e afeta normalmente a rentabilidade do setor no longo prazo.

"A forte concorrência do mercado de maquininhas nos meios de pagamentos sacudiu o mercado de ações no Brasil e nos Estados Unidos nesta terça-feira (24). Aqui, as ações da Cielo (CIEL3) encerraram o pregão em alta de 3,21% após a informação de que a empresa se aliou aos seus sócios, Bradesco e Banco do Brasil, para reforçar a venda de maquininhas. A aposta da Cielo é em um terminal co-branded – ou seja, as tradicionais maquininhas da Cielo ganharão uma nova roupagem com a marca do sócio, segundo informação foi publicada na Coluna do Broad, do Estadão. A estreia da ofensiva, um projeto conjunto da Cielo com os seus acionistas, está sendo com o Bradesco. Na sequência, também virá o Banco do Brasil. A estratégia chega em um momento de concorrência elevada no setor de cartões devido aos novos concorrentes, como PagSeguro, do Uol, e Banco Safra. Ao se unir à marca de seus sócios, a Cielo espera ampliar o engajamento da sua operação e ainda o próprio senso de propriedade da operação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7390897/guerra-das-maquininhas-entenda-novidade-que-fez-acao-levar-maior







INDÚSTRIA - (25/04/2018) - Comunicando.

"O faturamento da indústria nacional de máquinas e equipamentos alcançou R$ 6,04 bilhões no mês passado, 5,6% a menos do que o montante registrado em março de 2017, informou nesta terça-feira, 24, a Abimaq, entidade que representa as empresas do setor. Na comparação com fevereiro, um mês mais curto, houve alta de 13,8% nas vendas dessa indústria, entre entregas ao mercado doméstico e exportações.

O resultado leva para R$ 15,98 bilhões o total faturado nos três primeiros meses do ano, o que corresponde a um leve crescimento de 0,8% frente ao primeiro trimestre de 2017.

As exportações, que somaram US$ 801,1 milhões no mês passado, caíram 15,2% no comparativo interanual. Por outro lado, as vendas da indústria de máquinas a clientes nacionais subiram, na mesma base comparativa, 2,7%, chegando a R$ 3,41 bilhões no mês passado. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/faturamento-da-industria-de-maquinas-cai-56-em-marco-mostra-abimaq/







BANCOS e CARTÕES - (24/04/2018) - Vai entrar em recuperação judicial?

"Apesar de correr contra o tempo para evitar uma inadimplência, a Odebrecht S.A. trabalha para postergar por alguns dias o pagamento de R$ 500 milhões em bônus, que vencem amanhã, e transformar o evento em uma situação, apenas, de “calote formal”. No entanto, se ainda assim o grupo não honrar seu compromisso – opção que pessoas próximas à companhia descartam – detentores de 25% dos títulos da dívida podem solicitar a antecipação de todos os pagamentos da Odebrecht Engenharia e Construção (OEC), além dos próprios bonds em questão. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,odebrecht-quer-alguns-dias-para-pagamento-de-divida,70002281215







BRASIL - (24/04/2018) - Comunicando.

"O Brasil abriu 56.151 vagas formais de emprego em março e, embora seja o terceiro resultado mensal positivo consecutivo e o melhor para mês em 5 anos, indicou que o mercado de trabalho pode estar perdendo ímpeto em meio à aceleração mais tímida da atividade econômica neste início de ano.

Isso porque, em janeiro e fevereiro, foram abertos 77.822 e 61.188 postos, respectivamente, na série sem ajustes. No acumulado do primeiro trimestre deste ano, foram criados 204.064 postos com carteira assinada no país, na série com ajustes, mostrou ainda o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta sexta-feira pelo Ministério do Trabalho." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HR2EI-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (24/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou a alta a 0,32 por cento na terceira quadrissemana de abril, ante 0,35 por cento na segunda leitura do mês, de acordo com dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HU1G8-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (20/04/2018) - Comunicando.

"O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, ficou em 0,21%, conforme divulgado nesta sexta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa foi a menor taxa para um mês de abril desde 2006, quando o índice registrou 0,17%.

O IBGE destacou que a variação acumulada no ficou em 1,08% em abril, o que representa o menor nível para os quatro primeiros meses do ano desde a implantação do Plano Real, em 1994. O acumulado dos últimos doze meses permaneceu em 2,80%, igual ao dos 12 meses imediatamente anteriores.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/previa-da-inflacao-oficial-fica-em-021-em-abril-aponta-ibge.ghtml







FUNDOS DE INVESTIMENTO - (20/04/2018) - NÃO recomendo que NINGUÉM coloque suas reservas para serem administrados por terceiros.

"A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira, 19, a Operação Gatekeepers, com o objetivo de combater fraudes relacionadas a fundos de investimento. São cumpridos nove mandados de busca e apreensão (cinco em Porto Alegre e quatro no Rio de Janeiro), além de ordem de busca e apreensão de três veículos em Porto Alegre e bloqueio de ativos em nome de 20 pessoas físicas e jurídicas. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pf-faz-operacao-contra-fraudes-em-fundos-de-investimento/







BRASIL - (20/04/2018) - Pelo visto os investimentos NÃO retornaram no Brasil ainda.

"A fabricante de motores elétricos e tintas industriais Weg ainda está aguardando por uma retomada na demanda por equipamentos usados em grandes projetos de engenharia, chamados de “ciclo longo”, mas está vendo uma retomada nos produtos de ciclo curto, afirmou executivo da companhia nesta quinta-feira." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/negocios/brasil-nao-recuperou-demanda-por-equipamentos-de-grandes-projetos-diz-weg/







BANCOS e CARTÕES - (19/04/2018) - Concorrência aumentando para o setor bancário.

"O Carrefour vai lançar sua própria “fintech”. Já está testando no Brasil um sistema próprio de pagamentos eletrônicos que servirá como plataforma para a oferta de outros serviços financeiros." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/carrefour-finance/







JUROS e INFLAÇÃO - (18/04/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) desacelerou para 0,40% na segunda prévia de abril, ante avanço de 0,59% na segunda prévia de março. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira, 18, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumula aumentos de 1,88% no ano e de 1,72% em 12 meses." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-na-2a-previa-de-abril-desacelera-para-040-059-na-2a-de-marco-diz-fgv/







MOEDAS - (18/04/2018) - Comunicando.

"O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagrou nesta terça-feira (17) a operação "Lucro Fácil", que visou combater um esquema de fraude de pirâmide financeira através de um suposto serviço de mineração de Bitcoins. Ao todo, os agentes cumpriram 8 mandados de busca e apreensão em Campo Grande e São Paulo, sendo que estiveram nas sedes das empresas Mineworld, Bit Ofertas e Bitpago, como na residência dos respectivos sócios das companhias." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7379653/empresas-que-mineravam-bitcoins-sao-alvo-operacao-contra-piramide-financeira







BANCOS e CARTÕES - (18/04/2018) - Não é atoa que o BACEN começou a combater a concentração bancária no Brasil. Será que eles irão ganhar essa queda de braço?

"Itaú-Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, os quatro maiores conglomerados bancários do país, fecharam o ano de 2017 com 78,5% do mercado de crédito e com 76,35% dos depósitos de correntistas, informou o Banco Central nesta terça-feira (17) por meio do Relatório de Estabilidade Financeira do segundo semestre do ano passado.

Os números ficaram praticamente estáveis em relação aos registrados em junho de 2017, quando essas instituições financeiras detinham 78,65% de todas as operações de crédito e 76,74% dos depósitos bancários.

Em 2007, as quatro maiores instituições financeiras possuíam 54,6% das operações de crédito e 59,34% dos depósitos, indicador que mostra que a concentração bancária era muito menor no país há dez anos." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/quatro-maiores-bancos-detinham-78-do-mercado-de-credito-do-pais-no-fim-de-2017.ghtml







MOEDAS - (17/04/2018) - Comunicando.

"O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) deflagrou nesta terça-feira (17) a operação "Lucro Fácil", que visou combater um esquema de fraude de pirâmide financeira através de um suposto serviço de mineração de Bitcoins. Ao todo, os agentes cumpriram 8 mandados de busca e apreensão em Campo Grande e São Paulo, sendo que estiveram nas sedes das empresas Mineworld, Bit Ofertas e Bitpago, como na residência dos respectivos sócios das companhias." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7379653/empresas-que-mineravam-bitcoins-sao-alvo-operacao-contra-piramide-financeira







BANCOS e CARTÕES - (17/04/2018) - Não é atoa que o BACEN começou a combater a concentração bancária no Brasil. Será que eles irão ganhar essa queda de braço?

"Itaú-Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, os quatro maiores conglomerados bancários do país, fecharam o ano de 2017 com 78,5% do mercado de crédito e com 76,35% dos depósitos de correntistas, informou o Banco Central nesta terça-feira (17) por meio do Relatório de Estabilidade Financeira do segundo semestre do ano passado.

Os números ficaram praticamente estáveis em relação aos registrados em junho de 2017, quando essas instituições financeiras detinham 78,65% de todas as operações de crédito e 76,74% dos depósitos bancários.

Em 2007, as quatro maiores instituições financeiras possuíam 54,6% das operações de crédito e 59,34% dos depósitos, indicador que mostra que a concentração bancária era muito menor no país há dez anos." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/quatro-maiores-bancos-detinham-78-do-mercado-de-credito-do-pais-no-fim-de-2017.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (17/04/2018) - O governo e o Bacen estão se esforçando para aumentar a competitividade no setor bancário e isso pode reduzir a lucratividade dos grandes bancos.

"A aprovação do projeto do novo cadastro positivo é essencial para aumentar a concorrência no mercado de crédito, possibilitando que fintechs e bancos menores tenham informações hoje exclusivas dos grandes bancos, diz João Manoel Pinho de Mello, secretário de Promoção da Produtividade e Advocacia da Concorrência do Ministério da Fazenda. Para ele, a proposta, que pode ser votada hoje pela Câmara dos Deputados, ajudará a baixar os elevados spreads bancários - a diferença entre a taxa cobrada em empréstimos e financiamentos e o custo de captação dos recursos." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5458005/cadastro-positivo-elevara-competicao-e-reduzira-o-spread







JUROS e INFLAÇÃO - (17/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou variação negativa de 0,01 por cento na segunda quadrissemana de abril, contra avanço de 0,06 por cento na primeira leitura do mês, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HO1BC-OBRBS







FOCUS - (17/04/2018) - Comunicando.

"O Banco Central divulgou, nesta segunda-feira, a pesquisa Focus, e apontou para uma redução das perspectivas de crescimento da economia e da inflação. Segundo a pesquisa, a redução ocorre em meio a sinais cada vez mais claros de que a atividade iniciou neste ano patinando mais do que o esperado, mantendo o caminho aberto para maior redução na taxa básica de juro. A alta do IPCA agora foi calculada em 3,48% para 2018 e em 4,07% para 2019, e não mais os 3,53 e 4,09%, respectivamente, da pesquisa anterior. O nível baixo de inflação aumenta a expectativa sobre novo corte da Selic em maio. Os economistas do mercado também reduziram a expectativa para o crescimento do país. A mediana da estimativa de crescimento do PIB agora é de 2,76%, contra 2,92% em pesquisa realizada em março." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/pib-chines-avanca-68-marielle-pistas-indicam-milicias/







ALERTA - (17/04/2018) - Cuidado pois uma crise externa pode fazer com que as ações caiam por aqui e o dólar suba.

"O que deve fazer o investidor quando tem certeza de que as bolsas globais perderam fôlego, que os juros mais altos estão prestes a massacrar o mercado de títulos e que, segundo seus modelos, o único mercado emergente que vale a pena é a Índia? Comprar ouro, é claro.

Fritz Folts fez exatamente isso neste ano, após reduzir sua exposição a fundos negociados em bolsa (exchange-traded funds ou ETFs) voltados para ações e zerar sua exposição a ETFs dedicados a países emergentes, dando preferência a posições nos EUA e Japão. No entendimento desse gestor de 60 anos de idade, o impulso positivo para o crescimento econômico e a mentalidade favorável dos investidores — que embalaram as bolsas em 2017 — esfriaram neste ano e os mercados não estão dando atenção suficiente à próxima rodada de acréscimos na taxa básica de juros nos EUA." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7377891/gestor-etfs-abandona-mercados-emergentes-parte-para-dos-ativos-mais







INDÚSTRIA - (17/04/2018) - Comunicando.

"A indústria paulista criou 23 mil postos de trabalho no 1º trimestre deste ano, segundo divulgou nesta segunda-feira (16) a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Trata-se do maior saldo para um primeiro trimestre desde 2013, quando foram criadas 34.500 vagas. Somente em março, foram criadas 10 mil novas vagas, segundo o levantamento.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/industria-paulista-cria-23-mil-vagas-no-1-trimestre-melhor-resultado-desde-2013-aponta-fiesp.ghtml







FOCUS - (17/04/2018) - Não gostei muito dos números não.

"As vendas de minério de ferro da Vale cresceram 9 por cento entre janeiro e março deste ano, ante o mesmo período de 2017. Em relação ao quarto trimestre de 2017, houve uma queda de 10,9 por cento nas vendas.A produção de minério de ferro, por sua vez, caiu 4,9 por cento no primeiro trimestre ante o mesmo período de 2017. Na comparação com o quarto trimestre de 2017, a produção caiu 12,2 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HN1KJ-OBRBS







INDÚSTRIA - (16/04/2018) - Comunicando.

"A indústria paulista criou 23 mil postos de trabalho no 1º trimestre deste ano, segundo divulgou nesta segunda-feira (16) a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Trata-se do maior saldo para um primeiro trimestre desde 2013, quando foram criadas 34.500 vagas. Somente em março, foram criadas 10 mil novas vagas, segundo o levantamento.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/industria-paulista-cria-23-mil-vagas-no-1-trimestre-melhor-resultado-desde-2013-aponta-fiesp.ghtml







FOCUS - (16/04/2018) - Não gostei muito dos números não.

"As vendas de minério de ferro da Vale cresceram 9 por cento entre janeiro e março deste ano, ante o mesmo período de 2017. Em relação ao quarto trimestre de 2017, houve uma queda de 10,9 por cento nas vendas.A produção de minério de ferro, por sua vez, caiu 4,9 por cento no primeiro trimestre ante o mesmo período de 2017. Na comparação com o quarto trimestre de 2017, a produção caiu 12,2 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HN1KJ-OBRBS







BRASIL - (16/04/2018) - Comunicando.

"O IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) na série com com ajuste sazonal registrou avanço de 0,09% na passagem de janeiro de fevereiro de 2018, recuperando-se da queda de 0,65% registrada no primeiro mês do ano, como também ficando acima da expectativa do mercado, que apontava alta de 0,03% na comparação mensal." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7377209/previa-pib-acelera-fevereiro-fica-levemente-acima-expectativa-mercado







JUROS e INFLAÇÃO - (16/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,35% na segunda quadrissemana de abril após 0,31% na primeira leitura do mês, conforme informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) na manhã desta segunda-feira, 16.

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) avançou 0,56% em abril, após o aumento de 0,45% registrado em março, informou nesta segunda-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado agora anunciado ficou dentro das projeções dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam um avanço de 0,15% a 0,57%, com mediana positiva de 0,43%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-sobe-035-na-2a-quadrissemana-de-abril-apos-031-na-anterior-diz-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (16/04/2018) - Comunicando.

"A regulamentação do Banco Central, que deve ser divulgada no dia 26, de dois modelos de empresas de tecnologia financeira ("fintechs") voltadas à concessão de crédito deve prever que a sociedade de crédito direto poderá ofertar financiamentos (com finalidade específica, podendo ter garantia) e também será autorizada a vender suas carteiras. O outro modelo que está sendo regulamentado é a sociedade de empréstimo entre pessoas, numa relação direta entre aplicador e tomador. As operações estão limitadas a R$ 50 mil por pessoa." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5454723/fintech-de-credito-podera-vender-carteira







BANCOS e CARTÕES - (16/04/2018) - Notícia ruim para as empresas do setor.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse nesta sexta-feira que a instituição avalia fixar um teto para as tarifas operacionais dos cartões de crédito, como já foi definido recentemente para os de débito. A partir de 1º de outubro, o BC determinou que haverá limitação dos porcentuais da chamada tarifa de intercâmbio dos cartões de débito, que poderão chegar a no máximo 0,8% de cada transação. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,banco-central-estuda-fixar-limite-em-tarifas-de-cartao-de-credito,70002267164







BANCOS e CARTÕES - (16/04/2018) - BACEN segue forçando um incremento na competitividade do setor bancário o que poderá levar a uma redução da lucratividade do setor.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse nesta sexta-feira, 13, que a instituição quer estimular as Fintechs, empresas nascentes de tecnologia financeira, sem regular em demasia o setor. Essas companhias ajudam a dar maior competição ao sistema, além de criarem novos produtos e modelos de negócios com redução de custos em várias áreas, disse." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ilan-bc-tem-incentivado-fintechs-e-nao-pretende-regular-companhias-em-demasia/







BANCOS e CARTÕES - (16/04/2018) - E o cerco para os grandes bancos no Brasil está se fechando...

"O economista e presidente do Insper, Marcos Lisboa, afirmou nesta sexta-feira que é hora de reavaliar se o Brasil não errou a mão na regulação bancária e criou regras em demasia que levaram a uma elevada concentração do setor e dificultaram o surgimento de bancos pequenos e médios, disse durante evento que discute o risco sistêmico. Lisboa ressaltou que é "discutível e questionável" se o País deveria conceder limite de garantia de depósitos ao sistema bancário equivalente ao que tem os Estados Unidos, economia de renda muito mais alta." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,brasil-pode-ter-errado-a-mao-na-regulacao-bancaria-diz-economista,70002266989







INDÚSTRIA - (13/04/2018) - Comunicando.

"O financiamento de veículos novos no Brasil cresceu 9,6% em março ante igual mês do ano passado, com a realização de 178,7 mil vendas a crédito, mostra levantamento da B3, que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motocicletas.

Na comparação com fevereiro, mês mais curto, o volume representa avanço maior, de 32,7%. O primeiro trimestre, com isso, terminou com 469 mil unidades financiadas, alta de 14,5% em relação a igual período do ano passado." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/numero-de-veiculos-novos-financiados-cresce-96-em-marco-diz-b3/







MOEDAS - (13/04/2018) - Cuidado com as cotações do dólar que podem subir ainda mais esse ano. Eu não recomendaria venda para médio prazo não. Tem o spread juros Brasil x Juros EUA sendo reduzido, o crescimento do brasil aumentando as importações, guerra comercial no mundo podendo reduzir as exportações brasileiras, além de poder pressionar o valor das commodities para baixo, essa guerra comercial pode afetar o crescimento da economia chinesa e muito mais. CUIDADO.

"O ritmo de crescimento das exportações e importações do Brasil deve diminuir neste ano e em 2019, em conformidade com o que pode acontecer com o comércio internacional." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/internacional/5449791/crescimento-das-exportacoes-do-brasil-deve-desacelerar







MOEDAS - (12/04/2018) - Comunicando.

"Depois de disparar neste começo de mês, o dólar comercial devolveu parte dos ganhos e recou 0,76%, aos R$ 3,39 na venda, com a fala do presidente do BC, Ilan Goldfajn, sobre o nível das reservas cambiais do País. O presidente do BC citou que as reservas internacionais do Brasil, atualmente em US$ 383 bilhões, e a posição da instituição em swaps, próxima de US$ 24 bilhões, "são suficientes para enfrentar qualquer cenário à frente", citando a disparada da moeda." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7372551/ibovespa-ignora-tensao-geopolitica-sobe-pelo-pregao-seguido-presidente-derruba







MOEDAS - (12/04/2018) - Comunicando.

"Abril começou com a maior entrada de dólares ao país em três meses. Apenas entre os dias 2 e 6, o fluxo cambial foi positivo em US$ 2,693 bilhões. A conta financeira foi o destaque. Após 11 semanas no vermelho, registrou superávit de US$ 1,220 bilhão, o maior desde também o fim de janeiro.

Já as operações comerciais (câmbio para exportação menos importação) tiveram ingresso líquido de dólares no montante de US$ 1,475 bilhão - o menor desde meados de março." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5445167/brasil-tem-na-1-semana-de-abril-maior-entrada-de-dolares-em-3-meses







BANCOS e CARTÕES - (12/04/2018) - Comunicando.

"O número de consumidores com contas em atraso e registrados em cadastros de inadimplência cresceu 3,13% em março, na comparação com o mesmo mês de 2017. Foi a sexta alta seguida nesse tipo de comparação. O crescimento também vem acelerando mês a mês, desde que foi registrada a alta de 0,2% em outubro. Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e foram divulgados na manhã desta quarta-feira (11)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5445145/spc-inadimplencia-cresce-em-marco-e-621-milhoes-tem-contas-em-atraso







BANCOS e CARTÕES - (12/04/2018) - Comunicando.

"A parcela das famílias paulistanas que possuía algum tipo de dívida chegou a 54,6% em março, numa alta de alta de 1 ponto percentual (p.p.) em relação a fevereiro (53,6%) e de 4,4 p.p. na comparação com o mesmo mês do ano passado (50,2%). A taxa de inadimplentes -- famílias que não conseguiram quitar a dívida na data do vencimento -- também cresceu na passagem de fevereiro para março, de 18,3% para 19,3%. Há um ano, o percentual era de 17,5%. O número de famílias inadimplentes somava 751 mil em março, 74,3 mil a mais do que em igual mês do ano passado. Das famílias inadimplentes, 52,2% têm dívidas com atraso superior a 90 dias e 45,2%, de até três meses." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5444891/fecomerciosp-inadimplencia-de-paulistanos-sobe-para-193-em-marco







JUROS e INFLAÇÃO - (11/04/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerou a alta a 0,18 por cento na primeira prévia de abril, ante 0,60 por cento no mesmo período do mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HI1KA-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (11/04/2018) - Concorrência não para de crescer.

"Tem “fintech” nova na praça. O Mercado Livre, um dos gigantes do e-commerce, prepara-se para uma metamorfose, tornando-se uma plataforma financeira digital. Recentemente, a empresa passou a oferecer crédito aos vendedores da sua operação de marketplace. É só o começo: o RR apurou que os novos serviços não fi carão restritos às transações de compra e venda no próprio site." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/mercado-mais-livre/







BRASIL - (11/04/2018) - O crescimento econômico do Brasil segue "capenga", ou seja, lento, quase parando.

"O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, caiu 1,9 ponto e foi a 107,7 pontos em março, devolvendo toda a alta do mês anterior, mas manteve tendência ascendente de 0,2 ponto na média móvel trimestral. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/indicador-de-emprego-da-fgv-cai-em-marco-mas-ainda-aponta-contratacoes-nos-proximos-meses.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (11/04/2018) - Começa novamente a complicar a dívida das famílias.

"Segundo a entidade, 54,6 por cento do total das famílias paulistanas tinham dívidas, o que equivalia a uma alta de 4,4 pontos percentuais ante mesma etapa do ano passado. No fim do mês passado havia 2,13 milhões de famílias endividadas na capital paulista, 185 mil a mais em 12 meses. A taxa de famílias que disseram que não conseguiram quitar a dívida na data do vencimento atingiu 19,3 por cento em março alta sequencial de 1 ponto e crescimento de 1,8 ponto contra um ano antes." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1HH3K6-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (11/04/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve um avanço de 0,07% em março, após a alta de 0,18% registrada em fevereiro, segundo dados divulgados na manhã desta terça-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Como resultado agora divulgado, o índice acumulou uma elevação de 0,48% no ano. A taxa em 12 meses foi de 1,56%. Em março do ano passado, o INPC tinha sido de 0,32%, de acordo com o IBGE. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inpc-de-marco-fica-em-007-ante-018-em-fevereiro-afirma-ibge/







INDÚSTRIA - (11/04/2018) - Comunicando.

"As expedições de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado mantêm a trajetória de crescimento no início deste ano e totalizaram 304,828 mil toneladas em março, com expansão de 2,1% na comparação anual, segundo dados preliminares da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO).

A expedição por dia útil, nessa base de comparação, teve crescimento de 6,02%, embora março deste ano tenha registrado um dia útil a menos (26 dias) que o mesmo mês de 2017.

Frente a fevereiro, houve expansão de 13,2%. Mas, após ajuste sazonal, o desempenho foi negativo em 0,26%, ao passar de 299,445 mil toneladas para 298,672 mil toneladas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5442159/expedicao-de-papelao-ondulado-sobe-21-em-marco-aponta-previa







BANCOS e CARTÕES - (11/04/2018) - Comunicando.

"A mudança nas regras do cheque especial é um marco importante e um esforço do setor bancário na conscientização dos clientes. A afirmação é do presidente do Itaú Unibanco, Candido Bracher.

O executivo afirmou que ainda não é possível saber se a medida terá algum impacto nas margens do banco. "A taxa menor pode reduzir a receita, mas a inadimplência também deve cair", afirmou a jornalistas, após participar de evento promovido pelo Itaú BBA." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5442813/mudanca-na-regra-do-cheque-especial-e-marco-importante-avaliam-bancos







BANCOS e CARTÕES - (11/04/2018) - Comunicando.

"As compras parceladas sem juros no cartão de crédito não vão acabar. A ideia é ter no mercado alternativas a esse tipo de compra, segundo afirmou hoje (10) o presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos, no Senado. Goldfajn acrescentou que a diferenciação de preços entre pagamento a prazo e à vista já está acontecendo. “O que se paga à vista não pode ser igual ao que se paga a prazo”, destacou." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/parcelamento-sem-juros-no-cartao-de-credito-nao-vai-acabar-diz-goldfajn/







JUROS e INFLAÇÃO - (11/04/2018) - Comunicando.

"A alta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de março, que subiu apenas 0,09%, a menor variação para o mês desde 1994, corrobora o plano de voo traçado pelo Banco Central de cortar novamente a taxa básica de juros, a Selic, no mês que vem. A avaliação é do economista-chefe do Itaú Unibanco, Mario Mesquita." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/mesquita-ipca-de-marco-corrobora-plano-de-voo-de-mais-um-corte-na-selic/







JUROS e INFLAÇÃO - (11/04/2018) - Pelo visto os juros cairão mais se o dólar não subir fortemente até a próxima reunião.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, apresentou nesta terça-feira, 10, à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado as conclusões da autoridade monetária que constavam no último Relatório Trimestral de Inflação (RTI) e na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom).

No mês passado, o colegiado reduziu a Selic em 0,25 ponto porcentual, para 6,5% ao ano, o piso histórico da taxa básica de juros. Ilan Goldfajn lembrou que o Copom sinalizou uma flexibilização monetária moderada adicional na próxima reunião, para mitigar o risco de adiamento da convergência da inflação à meta." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/copom-ve-como-apropriada-flexibilizacao-monetaria-adicional-diz-ilan/







BRASIL - (10/04/2018) - Comunicando.

"A agência de classificação de risco Moody's revisou a perspectiva da nota do Brasil de negativa para estável, o que reduz a chance de novo rebaixamento da nota de crédito do país no curto prazo. A nota atual do Brasil na Moody's é "Ba2", dois degraus abaixo do grau de investimento." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/04/moodys-melhora-perspectiva-do-brasil-de-negativa-para-estavel.shtml







MOEDAS - (10/04/2018) - Comunicando.

"Na primeira semana de abril, ainda segundo dados oficiais, as exportações superaram as importações (superávit) em US$ 1,461 bilhão. O superávit da balança comercial brasileira atingiu US$ 15,409 bilhões no acumulado entre o início de janeiro até domingo (8), informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (9). O resultado, porém, é 3,7% menor do que o verificado no mesmo período do ano passado, quando o superávit da balança foi de US$ 15,994 bilhões. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/superavit-da-balanca-comercial-supera-marca-de-us-15-bilhoes-na-parcial-de-2018.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (09/04/2018) - Comunicando.

"A pressão que tem sido realizada sobre os bancos para que reduzam as taxas de juros é legítima e já vem tarde. O custo dos empréstimos no país é uma espécie de carcinoma que ignora ciclos, crescimento econômico, conjuntura internacional, lucratividade bancária e medidas de ajuste favoráveis ao setor. Os juros simplesmente não caem, ou, para ser mais preciso, invariavelmente sobem. A recente elevação das taxas, mesmo com a Selic baixando para seu piso histórico, é uma prova de que o sistema bancário se descolou dos fundamentos. Curioso, entretanto, é que a pressão para que os bancos reduzam as taxas surge justamente no momento em que as externalidades fortalecem sua motivação para manter os juros altos ou até avançar “ ”.

Dois candidatos bem situados, Ciro Gomes, pela esquerda, e Jair Bolsonaro, pela direita, são promessas de intervenção no intocável sistema financeiro. Por essas e por outras, os acionistas do Itaú fizeram a maior distribuição de dividendos da história. Melhor o dinheiro no bolso agora antes que surja algum percalço depois. Por uma outra lógica que não a bancária, o momento seria o de baixar os flaps dos juros, fazendo uma sinalização de boa política. Só que o sistema funciona ao contrário. Ao se depararem com o risco de serem abalroados, os bancos sobem ainda mais os juros. Tem nexo. Haverá um novo teste na próxima reunião do Copom, quando é prevista mais uma redução da Selic, desta vez para 6,25%. Se os juros bancários não descerem, e não deverão descer, não será provocação, mas, sim, a lógica do sistema em movimento. Em algum momento é fundamental quebrar essa inércia. Se não forem os próprios bancos a corrigirem suas disfunções, é temerário o que pode acontecer." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/bancos-precisam-reduzir-os-juros-antes-que-algum-interventor-o-faca/







FOCUS - (09/04/2018) - Comunicando.

"Os economistas consultados semanalmente pelo Banco Central reduziram levemente suas projeções para o crescimento da economia e o desempenho da inflação neste ano. Conforme mostra a mais recente edição do Relatório Focus, divulgada nesta segunda-feira (9), a mediana das estimativas para o PIB (Produto Interno Bruto) recuou de crescimento de 2,84%, na semana anterior, para 2,80% nesta. Para 2019, as projeções seguiram em 3%.

Do lado do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a mediana das estimativas foi de 3,54% para 3,53% para 2018, enquanto para o ano seguinte as projeções oscilaram de 4,08% para 4,09%. As expectativas para a taxa básica de juros é a mesma da semana passada: 6,25% ao final de 2018 e 8% ao final do ano seguinte. Pelo câmbio, o patamar de R$ 3,30 foi mantido neste ano, ao passo que em 2019 houve recuo de R$ 0,01, para R$ 3,39." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7367918/mercado-reduz-projecoes-para-pib-inflacao-2018-mostra







JUROS e INFLAÇÃO - (09/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,06% na primeira quadrissemana de abril, depois de ficar estável no fechamento de março, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na primeira leitura deste mês, ganharam força ou reduziram deflação os seguintes grupos de preços: Habitação (de 0,11% em março para 0,21% na primeira quadrissemana de abril), Transportes (de 0,10% para 0,11%), Despesas Pessoais (de -0,79% para -0,63%), Saúde (de 0,46% para 0,57%) e Educação (de 0,02% para 0,08%)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-006-na-1a-quadrissemana-de-abril/







INDÚSTRIA - (09/04/2018) - A rentabilidade das indústrias dos setores afetados tenderão a reduzir.

"A proposta da área econômica do governo de reduzir, em quatro anos, as tarifas de importação de bens de capital, informática e telecomunicações, hoje tributados em 14%, em média, para 4%, gerou protestos dos fabricantes nacionais. Representantes das indústrias reclamaram que não foram procurados pelo Ministério da Fazenda e disseram que a abertura do mercado brasileiro para os importados vai significar o sepultamento da produção nacional." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://oglobo.globo.com/economia/industria-reage-tarifa-menor-para-importacao-22567442







MOEDAS - (09/04/2018) - O Brasil reduzindo juros e os EUA subindo, pode haver fuga de capitais e uma alta abrupta nas cotações do dólar no Brasil. CUIDADO.

"O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) de San Francisco, John Williams, disse hoje que a perspectiva da instituição de promover um total de três ou quatro elevações dos juros básicos dos EUA neste ano é “o caminho certo” para a política monetária americana." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/caminho-certo-sao-3-ou-4-altas-de-juros-em-2018-diz-dirigente-do-bc-americano/







JUROS e INFLAÇÃO - (09/04/2018) - Comunicando.

" O presidente do Banco Central (BC), Ilan Goldfajn, reafirmou que o Comitê de Política Monetária (Copom) avalia como apropriado um corte de juros adicional no seu encontro de maio. Depois disso, o comitê interrompe o ciclo iniciado em outubro de 2016 para avaliar os próximos passos. Segundo Ilan, o corte adicional mitiga o risco de a inflação demorar para convergir às metas, de 4,5% neste ano e de 4,25% em 2019." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5436049/bc-ve-como-apropriado-novo-corte-no-juro-diz-ilan-em-evento-nos-eua







BANCOS e CARTÕES - (09/04/2018) - Comunicando.

"Para Ilan Goldfajn, presidente do Banco Central brasileiro, é preciso atacar problemas brasileiros “pela raiz” – e um destes problemas é o spread bancário. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/negocios/grandes-empresas/noticia/7366570/ilan-diz-que-ira-atacar-spread-bancario-pela-raiz?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_content=noticia&utm_campaign=canal_negocios







INDÚSTRIA - (09/04/2018) - Comunicando.

"A demanda por bens industriais recuou 1,6% na passagem de janeiro para fevereiro, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). No trimestre móvel encerrado em fevereiro, porém, o Indicador Ipea mensal de Consumo Aparente (CA) de Bens Industriais registrou alta de 1,2%.

Na comparação com fevereiro de 2017, o consumo de bens industriais foi 4,5% maior em fevereiro deste ano. O indicador é obtido através da soma das importações de bens industriais com a produção interna, excluídas as exportações. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,demanda-por-bens-industriais-recuou-1-6-em-fevereiro-ante-janeiro,70002257225







BANCOS e CARTÕES - (06/04/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor cresceu 6,2% em março, na comparação com fevereiro e feito o ajuste sazonal, segundo dados da Boa Vista SCPC. Em relação a março de 2017, no entanto, a inadimplência caiu 6,3%. No acumulado de 12 meses até março, a taxa também registrou redução, de 5,2%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5433755/inadimplencia-do-consumidor-sobe-62-em-marco-segundo-boa-vista-scpc







BRASIL - (05/04/2018) - Há um risco real de intervenção militar se o STF resolver soltar políticos corruptos com a mudança na decisão sobre prisão após 2º instância.

"O Alto Comando do Exército deve estar preocupado – e, se não está, deveria – com a adesão de generais da reserva de prestígio, como Augusto Heleno, a grupos de manifestantes de questionáveis práticas éticas, a exemplo do Vem pra Rua, MBL, Avança Brasil, entre outros. São agremiações com operações subterrâneas, que incluem o uso constante de fake news. O procedimento heterodoxo desses movimentos já foi devidamente esquadrinhado na mídia convencional. A estratégia desse pessoal agora é atrair generais com repercussão junto aos militares da ativa, tais como Rocha Paiva, Luiz Sodré e Luiz Peret, para citar alguns dos mais votados em uma lista que promete aumentar. Essa contaminação do oficialato, notadamente do Exército, é um acinte para o comandante geral da Força, general Eduardo Vilas Bôas, que tem sido de uma dedicação exemplar na separação das funções constitucionais e profissionais dos seus comandados em relação aos laivos de politicagem que assolam os generais sensíveis aos chamados populistas de grupos na fronteira da criminalidade. É assustadora a hipótese de o generalato ceder aos apelos dessa gente que muito bem pode ser presa devido às manipulações criminosas de informações nas redes sociais." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/generais-se-alistam-na-tropa-do-fake-news/







INDÚSTRIA - (05/04/2018) - Comunicando.

"A indústria de produtos e equipamentos elétricos e eletrônicos produziu em fevereiro 13,6% a mais que no mesmo mês do ano passado, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) compilados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). O resultado é composto por um incremento de 29,2% na indústria eletrônica e acréscimo de 0,6% na elétrica. A alta de fevereiro aponta para a décima consecutiva da produção em relação ao mesmo mês do ano anterior. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/producao-da-industria-eletrica-e-eletronica-cresceu-136-em-fevereiro/







MOEDAS - (05/04/2018) - Dólar continua fugindo do país.

"A saída de dólares do Brasil superou o ingresso em US$ 3,940 bilhões em março, informou o Banco Central nesta quarta-feira (4). Foi o segundo mês seguido de saída de recursos do país. Em fevereiro, US$ 1,454 bilhão havia deixado a economia brasileira.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/retirada-de-dolares-do-brasil-supera-ingresso-em-us-394-bilhoes-em-marco.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (05/04/2018) - Comunicando.

"A proporção de famílias com dívidas ou contas em atraso no país cresceu para 25,2% em março, vindo de 24,9% em fevereiro, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira (4) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

É a primeira alta mensal do indicador neste ano e desde setembro do ano passado, quando havia passado de 25,9%, em agosto, para 26,5%. Em março de 2017, o índice estava nos mesmos 24,9% do mês passado." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5429151/cnc-percentual-de-familias-inadimplentes-tem-1-alta-desde-setembro







MOEDAS - (04/04/2018) - Dólar continua fugindo do país.

"A saída de dólares do Brasil superou o ingresso em US$ 3,940 bilhões em março, informou o Banco Central nesta quarta-feira (4). Foi o segundo mês seguido de saída de recursos do país. Em fevereiro, US$ 1,454 bilhão havia deixado a economia brasileira.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/retirada-de-dolares-do-brasil-supera-ingresso-em-us-394-bilhoes-em-marco.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (04/04/2018) - Comunicando.

"A proporção de famílias com dívidas ou contas em atraso no país cresceu para 25,2% em março, vindo de 24,9% em fevereiro, de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira (4) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

É a primeira alta mensal do indicador neste ano e desde setembro do ano passado, quando havia passado de 25,9%, em agosto, para 26,5%. Em março de 2017, o índice estava nos mesmos 24,9% do mês passado." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5429151/cnc-percentual-de-familias-inadimplentes-tem-1-alta-desde-setembro







BRASIL - (04/04/2018) - Comunicando.

"No 1º trimestre foram realizados 296 pedidos de falência em todo o país, queda de 24,9% em relação aos 394 requerimentos efetuados no mesmo período em 2017. O levantamento é da Serasa Experian.

Dos total de requerimentos nos três primeiros meses de 2018, 160 foram de micro e pequenas empresas, 70 médias e 66 de grandes.

Em março na comparação com mesmo mês do ano passado, a queda foi de 24,8% (de 161 para 121).

Em relação a fevereiro, houve aumento de 26%, por causa da menor quantidade de dias úteis - as micro e pequenas empresas também ficaram na frente, com 66 requerimentos, seguidas pelas médias empresas, com 26, e as grandes com 29.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/pme/noticia/pedidos-de-falencias-caem-249-no-1-trimestre-diz-serasa-experian.ghtml







BRASIL - (03/04/2018) - Comunicando.

"No 1º trimestre foram realizados 296 pedidos de falência em todo o país, queda de 24,9% em relação aos 394 requerimentos efetuados no mesmo período em 2017. O levantamento é da Serasa Experian.

Dos total de requerimentos nos três primeiros meses de 2018, 160 foram de micro e pequenas empresas, 70 médias e 66 de grandes.

Em março na comparação com mesmo mês do ano passado, a queda foi de 24,8% (de 161 para 121).

Em relação a fevereiro, houve aumento de 26%, por causa da menor quantidade de dias úteis - as micro e pequenas empresas também ficaram na frente, com 66 requerimentos, seguidas pelas médias empresas, com 26, e as grandes com 29.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/pme/noticia/pedidos-de-falencias-caem-249-no-1-trimestre-diz-serasa-experian.ghtml







INDÚSTRIA - (03/04/2018) - Comunicando.

"A produção industrial brasileira registrou alta de 0,2 por cento em fevereiro na comparação com o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção subiu 2,8 por cento. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1HA1GN-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (03/04/2018) - Quem vai ganhar essa queda de braço, o governo ou os grandes bancos?

"Vamos ‘empoderar’ bancos menores, diz presidente do BC. Ilan Goldfajn afirma que apoio a bancos médios e pequenos vai ajudar a aumentar a competição e derrubar taxas de juros." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,vamos-empoderar-bancos-menores-diz-presidente-do-bc,70002252165







JUROS e INFLAÇÃO - (03/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) subiu 0,17% em março, a mesma variação apurada em fevereiro, conforme informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira, 2. Com esse resultado, o indicador acumula avanço de 1,03% no ano e 2,76% em 12 meses, taxa mais baixa que a encontrada no mesmo período finalizado em fevereiro (3,07%). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-sobe-017-em-marco-com-alta-igual-a-de-fevereiro-revela-fgv/







BRASIL - (03/04/2018) - Comunicando.

"O índice de gerente de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial do Brasil subiu de 53,2 em fevereiro para 53,4 em março com ajuste sazonal, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 2, pela IHS Markit. O resultado marcou o oitavo mês consecutivo em que o PMI ficou acima da marca neutra de 50. Além disso, no primeiro trimestre, o PMI teve uma média de 52,6 e teve o maior ganho trimestral desde o período de janeiro a março de 2011. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-industrial-do-brasil-sobe-a-534-em-marco-revela-ihs-markit/







JUROS e INFLAÇÃO - (03/04/2018) - Comunicando.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, disse nesta segunda-feira (2) que uma nova redução da taxa básica de juros, a Selic, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) “se faria apropriada”, desde que o cenário econômico permaneça estável. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/novo-corte-da-taxa-de-juro-e-apropriado-se-cenario-economico-permanecer-diz-presidente-do-bc.ghtml







INDÚSTRIA - (03/04/2018) - Comunicando.

"Apesar disso, a utilização da capacidade instalada recuou de 78,1% em janeiro para 78,0% no mês seguinte, de acordo com os dados já ajustados. Para a CNI, a recuperação do setor segue “em ritmo lento”.

Segundo a CNI, o faturamento real subiu 0,5% em fevereiro ante janeiro, já descontados os efeitos sazonais. O crescimento reverte os dados negativos observados nos dois meses anteriores. Na comparação com fevereiro de 2017, a alta foi de 6,5%.

Já o emprego industrial exibiu expansão de 0,1% na passagem de janeiro para fevereiro, também na série dessazonalizada. Mas dados de meses anteriores foram revisados para melhor, incluindo janeiro (-0,5% para 0,1%) e dezembro de 2017 (0,5% para 0,6%).

Com isso, o emprego registra sequência de cinco meses sem resultados negativos, acumulando alta de 1,3% no período." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/capacidade-instalada-da-industria-recua-para-78-em-fevereiro/







INDÚSTRIA - (03/04/2018) - Comunicando.

"O nível de atividade da indústria da transformação paulista avançou 0,8% em fevereiro, na comparação com o mês anterior, já com o ajuste sazonal. Também variou positivamente a série sem ajuste sazonal, com alta de 1,3% em fevereiro. No acumulado do ano, a variação chega a 6,5%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/nivel-de-atividade-da-industria-de-sp-avanca-08-em-fevereiro-diz-fiesp/







JUROS e INFLAÇÃO - (02/04/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou março com alta de 0,17 por cento, repetindo a mesma taxa registrada em fevereiro, divulgou nesta segunda-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na comparação com a terceira quadrissemana, o resultado mostrou ligeira desaceleração após alta de 0,14 por cento." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-tem-alta-de-017-em-marco-mostra-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (02/04/2018) - Comunicando.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldafjn, afirmou nesta quinta-feira (29) que mudanças no cheque especial serão anunciadas em abril.

Segundo ele, essas alterações devem ser divulgadas pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), que vem estudando ações para melhorar as condições do cheque especial desde o início deste ano.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/banco-central-anuncia-mudancas-no-cheque-especial-em-abril-diz-goldafjn.ghtml







BRASIL - (02/04/2018) - Comunicando.

"O Palácio do Planalto confirmou neste domingo, 1º, que o ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, assumirá a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BDNES). Para substituir Dyogo como ministro do Planejamento, foi escolhido Esteves Colnago, atual secretário-executivo da Pasta. As informações foram divulgadas por meio de nota à imprensa. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,governo-confirma-dyogo-oliveira-no-bndes-e-colnago-no-planejamento,70002250659







BRASIL - (02/04/2018) - A recuperação está estranha e não é muito consistente.

"O índice de desemprego no Brasil atingiu 12,6% no trimestre encerrado em fevereiro de 2018. Isso significa que 13,1 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Os dados foram divulgados nesta qinta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua.

A taxa de desocupação ficou maior do que a registrada no trimestre móvel encerrado em janeiro, de 12,2%, mas menor do que a registrada em igual trimestre móvel de 2017, de 13,2%. Em janeiro, os desempregados somavam 12,7 milhões.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-126-em-fevereiro.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (29/03/2018) - Ótima notícia para os bancos que terão seus recursos liberados para poderem rentabilizar emprestando dinheiro a pessoas e empresas. Muito boa notícia também para o Brasil que poderá ver os juros caírem e assim a economia pode crescer. Boa notícia para quem investe em ativos de risco (renda variável).

"O Banco Central decidiu nesta quarta-feira 28 reduzir de 40% para 25% a alíquota de recolhimento compulsório pelos bancos nos depósitos à vista. No caso da poupança, o recolhimento passou de 21% para 20%, na modalidade rural, e de 24,5% para 20%, nas demais modalidades. As medidas, que foram aprovadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) terão o impacto de liberar 25,7 bilhões de reais ao Sistema Financeiro Nacional. Os novos percentuais entram em vigor em abril. Segundo o BC, a decisão traz a alíquota dos depósitos de poupança aos níveis históricos praticados nos anos anteriores à crise de 2008 e tem o potencial para “induzir a redução do custo do crédito, por meio da liberação de recursos atualmente recolhidos pelas instituições junto ao Banco Central”, afirmou a instituição em nota." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/a-danca-das-cadeiras-nos-ministerios-nestle-vende-negocio-de-agua/







BANCOS e CARTÕES - (29/03/2018) - Desemprego aumentando em São Paulo, inadimplência crescendo nas empresas, essa recuperação econômica está muito estranha.

"O número de empresas registradas em cadastros de inadimplentes cresceu 6,76% em fevereiro na comparação com o mesmo período do ano passado. É a quinta vez consecutiva que o indicador acelera em relação a igual período do ano anterior, segundo indicador apurado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Na comparação mensal, ou seja, entre fevereiro e janeiro de 2018, o volume de empresas com atraso cresceu 0,90%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5414837/inadimplencia-das-empresas-acelera-pelo-5-mes-consecutivo







BRASIL - (29/03/2018) - Comunicando.

"A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo "manteve-se em relativa estabilidade" entre janeiro e fevereiro, variando de 16,2% para 16,4%, segundo a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED). A PED é produzida pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), ligada ao governo do Estado, em parceria com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), e foi divulgada nesta quarta-feira (28). Em fevereiro de 2017, a taxa de desemprego estava em 17,9%.

O total de desempregados na região durante o mês passado chegou a 1,801 milhão, ou 43 mil a mais do que em janeiro." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5415085/desemprego-na-regiao-metropolitana-de-sp-cresce-para-164-diz-sead







ALERTA - (29/03/2018) - Comunicando.

"O representante comercial dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, disse nesta quarta-feira (28) que oferecerá à China uma janela de 60 dias antes de as tarifas de quase US$ 60 bilhões sobre produtos chineses entrarem em vigor." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/internacional/5415813/eua-oferecem-china-janela-de-60-dias-antes-de-aplicar-tarifas







JUROS e INFLAÇÃO - (28/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) avançou para 0,64% em março, acelerando o ritmo de alta em relação a fevereiro, quando subira 0,07%, divulgou a Fundação Getulio Vargas (FGV). Assim, o indicador voltou a subir em 12 meses após 9 meses de deflação, mostrando elevação de 0,20%. No ano, o acumulado registra avanço de 1,47%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,indice-que-mede-a-inflacao-do-aluguel-acelera-e-sobe-0-64-em-marco,70002245694







ALERTA - (28/03/2018) - Guerra comercial pelo visto continuará.

"O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou nesta terça-feira que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fará em breve anúncios de medidas que devem afetar a China, no âmbito da iniciativa anunciada na semana passada por Trump de impor até US$ 60 bilhões em tarifas e outras medidas contra o país asiático pelo roubo de propriedade intelectual." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/trump-anunciara-novas-medidas-contra-china-por-propriedade-intelectual/







JUROS e INFLAÇÃO - (27/03/2018) - Comunicando.

"O Copom (Comitê de Política Monetária) vê como apropriada uma "flexibilidade moderada adicional" na próxima reunião, em maio, mostra a ata do último encontro do Comitê divulgada nesta terça-feira (27). Além disso, os integrantes do Banco Central disseram ser adequado encerrar o ciclo de redução da Selic na reunião de junho." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7348337/copom-praticamente-crava-novo-corte-juros-maio-fim-ciclo-junho







JUROS e INFLAÇÃO - (27/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,12% na terceira quadrissemana de março, desacelerando o ritmo de queda em relação à segunda quadrissemana do mês, quando havia recuado 0,23%, de acordo com dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-012-na-3a-quadrissemana-de-marco/







MOEDAS - (27/03/2018) - Comunicando.

"O Bitcoin voltou a acentuar as perdas na tarde desta segunda-feira (26), chegando a desabar mais de 8% após o Twitter confirmar que irá banir qualquer anúncio de criptomoedas feito na rede social. Com isso, a companhia segue os passos tomados pelo Facebook no fim do mês passado e do Google há poucas semanas. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7348295/bitcoin-desaba-mais-perde-mil-apos-twitter-confirmar-banimento-anuncios







BANCOS e CARTÕES - (27/03/2018) - Oligopólio forte, mas que o BACEN está combatendo. Quem ganhará essa queda de braço?

"Os cortes na Selic, a taxa básica de juros, e a queda na inadimplência não foram suficientes para segurar os juros médios no segmento de recursos livres em fevereiro —aqueles definidos livremente pelos bancos.

As taxas foram a 42,2% ao ano no mês, acima do patamar de 41,1% de janeiro, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira (26)." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/03/juros-medios-sobem-apesar-de-cortes-na-selic-e-inadimplencia-menor.shtml







MOEDAS - (27/03/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit (exportações menos importações) de US$ 5,151 bilhões na parcial de março, registrada até este domingo (25). A informação foi divulgada pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

No acumulado deste ano, até 25 de março, a balança comercial registrou saldo positivo (exportações maiores do que compras do exterior) de US$ 12,823 bilhões, segundo dados oficiais. Esse resultado é 0,8% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o saldo positivo da balança foi de US$ 12,719 bilhões.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/superavit-da-balanca-comercial-supera-us-5-bilhoes-na-parcial-de-marco.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (27/03/2018) - Comunicando.

"Após três meses de queda, os juros do cartão de crédito rotativo voltaram a crescer em fevereiro e atingiram 339,9% ao ano, informou nesta segunda-feira (26) o Banco Central. A alta foi de 5,9 pontos percentuais na comparação com a taxa registrada em janeiro (327,9%). " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/juro-do-cartao-sobe-59-pontos-em-fevereiro-e-atinge-3339-ao-ano-diz-bc.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (27/03/2018) - Comunicando.

"Os dados, divulgados pelo BC nesta segunda-feira, dizem respeito ao segmento de recursos livres, no qual as taxas de juros são livremente definidas pelos bancos. Neste caso, a inadimplência foi a 5 por cento, sobre 5,1 por cento em janeiro. Mesmo assim, os juros médios no segmento de recursos livres foram a 42,2 por cento ao ano em fevereiro, acima do patamar de 41,1 por cento em janeiro." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/inadimplencia-no-mercado-de-credito-atinge-5-em-fevereiro-segundo-bc/







BANCOS e CARTÕES - (27/03/2018) - Aos poucos o Bacen está aumentando a concorrência nos setores bancários e de cartões, logo é esperado uma queda de rentabilidade no médio / longo prazos se esse quadro não se reverter no próximo governo.

"Ao instituir um teto para a chamada taxa de intercâmbio nas operações com cartões de débito, o Banco Central procurou corrigir distorções com impacto negativo sobre a competição na área de cartões: a concentração bancária em poucas instituições e também a forte verticalização das operações do setor de cartões. O BC entendeu que havia excessos na cobrança da taxa de intercâmbio que vinham inibindo a concorrência no segmento de débito com cartões. A autoridade deixou claro ainda que avalia efeito semelhante sobre o segmento de cartões de crédito, tido como mais complexo." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5408889/analise-bc-mirou-concentracao-bancaria-e-verticalizacao-em-cartoes







JUROS e INFLAÇÃO - (26/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), acelerou em cinco das sete capitais pesquisadas na terceira quadrissemana de março em relação à segunda leitura do mês, divulgou a instituição nesta segunda-feira, 26. No geral, o IPC-S acelerou de 0,12% para 0,14% entre os dois períodos." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/fgv-ipc-s-da-3aquadrissemana-de-marco-acelera-em-5-das-7-capitais-analisadas/







FOCUS - (26/03/2018) - Comunicando.

"Para a inflação de 2018, a previsão do mercado recuou de 3,63% para 3,57%. Foi a oitava queda seguida do indicador. Para 2019, o mercado financeiro reduziu sua expectativa de inflação em 4,20% para 4,10%.

Para a expansão do PIB de 2018, os economistas dos bancos subiram de 2,83% para 2,89% a estimativa de crescimento. Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continua em 3%.

...a mediana das estimativas dos economistas semanalmente consultados manteve indicando a Selic a 6,5% ao final deste ano -- atual patamar, após o corte da última semana. Para 2019, as estimativas são que os juros subam para 8%." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-baixa-estimativa-de-inflacao-para-2018-e-ve-pib-maior.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (26/03/2018) - O cerco está se fechando e a lucratividade dos bancos com taxas de serviço ao longo dos próximos anos deve cair.

"O Banco Central anunciou nesta segunda-feira (26) que passará a limitar, a partir de 1º de outubro próximo, a tarifa cobrada pelos emissores de cartão de débito dos estabelecimentos comerciais. Atualmente, não há limite para esse valor.

Segundo circular da instituição, o tarifa de "intercâmbio" média de cartões de débito passará a ser limitada a 0,50% do valor da transação e a tarifa máxima a 0,80% do valor da transação. O objetivo do Banco Central é reduzir o custo do cartão de débito para o comércio.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/bc-limitara-a-partir-de-outubro-tarifa-cobrada-do-comercio-por-operacoes-no-cartao-de-debito.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (26/03/2018) - Bancos preocupados com o aumento da concorrência devido a fintechs.

"Diante da restrição para que o Itaú faça novas aquisições, a holding Itaúsa passa por um momento de transformação. No banco, que representa 90% dos investimentos, a ordem é proteger a parte "nobre" do negócio - leia-se crédito e investimentos - do ataque das fintechs." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5407713/itausa-amplia-foco-enquanto-protege-banco







BRASIL - (26/03/2018) - Comunicando.

"O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado) divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/03/brasil-abre-quase-612-mil-vagas-formais-de-trabalho-em-fevereiro.shtml







MOEDAS - (26/03/2018) - Comunicando.

"A Agência de Serviços Financeiros do Japão emitiu um alerta contra a Binance, uma das maiores exchanges do mundo, nesta sexta-feira (23). A advertência se dá pela falta de registro da corretora no país, algo que pode virar uma proibição de operação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7345463/bitcoin-cai-apos-governo-japao-fazer-alerta-contra-maior-corretora







BRASIL - (23/03/2018) - Comunicando.

"O Brasil registrou criação líquida de 61.188 vagas formais de emprego em fevereiro, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado) divulgado nesta sexta-feira (23) pelo Ministério do Trabalho. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/03/brasil-abre-quase-612-mil-vagas-formais-de-trabalho-em-fevereiro.shtml







MOEDAS - (23/03/2018) - Comunicando.

"A Agência de Serviços Financeiros do Japão emitiu um alerta contra a Binance, uma das maiores exchanges do mundo, nesta sexta-feira (23). A advertência se dá pela falta de registro da corretora no país, algo que pode virar uma proibição de operação." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7345463/bitcoin-cai-apos-governo-japao-fazer-alerta-contra-maior-corretora







JUROS e INFLAÇÃO - (23/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,10 por cento em março, sobre alta de 0,38 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa da Reuters com economistas estimava alta de 0,12 por cento para o período." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/previa-da-inflacao-sobe-010-em-marco-diz-ibge/







JUROS e INFLAÇÃO - (23/03/2018) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) acelerou para 0,14% na terceira quadrissemana de março após 0,12% na segunda leitura do mês, informou na manhã desta sexta-feira, 23, a Fundação Getulio Vargas (FGV). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/fgv-ipc-s-acelera-para-014-na-3a-quadrissemana-de-marco-012-na-anterior/







MOEDAS - (23/03/2018) - A cada dia que passa há um risco maior de fuga de capitais do Brasil devido ao diferencial dos juros dos dois países.É para ficar de olho.

"A diferença entre os juros básicos nos Estados Unidos e no Brasil, que já era a menor da história do regime de metas de inflação, estreitou-se ainda mais anteontem, depois que o Banco Central cortou a meta para a taxa Selic para 6,5% ao ano e o Federal Reserve (Fed, o BC americano) subiu a sua taxa básica para a faixa entre 1,5% e 1,75% ao ano." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5403787/diferenca-entre-juro-de-brasil-e-eua-e-menor-do-regime-de-metas







BRASIL - (23/03/2018) - A impunidade continua dominando o Brasil.

Lula não sera mais preso, basta ficar adiando a votação do HC que ele não poderá ir para a cadeia não é isso?

"Os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiram nesta quinta-feira (22) adiar para o próximo dia 4 de abril a conclusão do julgamento do habeas corpus preventivo de Luiz Inácio Lula da Silva, aceitando ainda um pedido de liminar da defesa com o objetivo de evitar a prisão do ex-presidente." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7344647/stf-decide-que-lula-nao-pode-ser-preso-antes-decisao







INDÚSTRIA - (23/03/2018) - Voltou a piorar.

"O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) da indústria caiu para 64% em fevereiro, ante resultado de 65% em janeiro, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) na pesquisa mensal de Sondagem Industrial divulgada nesta quinta-feira. O indicador relativo à utilização de capacidade efetiva versus a usual, que considera o UCI comum para o mês, fechou fevereiro em 42,8 pontos, frente a 42,5 em janeiro.

No mesmo levantamento, o índice de evolução da produção industrial ficou em 46,5 pontos em fevereiro. Em janeiro, o resultado foi de 48,4 pontos. Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 49,6 pontos no último mês, ante 48,6 pontos em janeiro. O índice de evolução de mercadorias estocadas foi de 49,7 pontos no mês passado. Em janeiro, esse indicador foi de 49,2 pontos. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5402213/capacidade-utilizada-da-industria-cai-64-em-fevereiro-informa-cni







BRASIL - (22/03/2018) - Comunicando.

"Mal a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Cármen Lúcia, marcou o julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - com o qual ele pretende impedir sua prisão após condenação em segunda instância no caso do triplex no Guarujá (SP) - e já há estimativas de qual será o placar na Corte. O julgamento esta marcado para esta quinta-feira (22). Em entrevista à Bloomberg, Lucas de Aragão, sócio da Arko Advice, apontou que o habeas corpus de Lula tende a ser rejeitado por um placar apertado de 6 a 5 votos. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7341928/stf-deve-negar-habeas-corpus-lula-por-placar-votos-aponta







JUROS e INFLAÇÃO - (22/03/2018) - Realmente eu não esperava um comunicado de mais um corte na Selic. Muito boa notícia para quem investe em ações e outros ativos mais arriscado como imóveis por exemplo.

"Após a confirmação da inflação mais baixa, o Banco Central anunciou nesta quarta-feira, 21, o 12º corte consecutivo dos juros básicos da economia. A taxa Selic caiu 0,25 ponto porcentual e passou de 6,75% para 6,5% ao ano - o menor nível desde sua criação em 1996. O Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, responsável pela decisão, também deixou aberta a possibilidade de um novo corte na próxima reunião, daqui a 45 dias, no dia 16 de maio. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,banco-central-reduz-taxa-de-juros-selic-para-6-5-a-menor-da-historia,70002236780







BANCOS e CARTÕES - (22/03/2018) - Concorrência aumentando.

"Começou nesta terça-feira (20) a campanha publicitária para o lançamento do cartão de crédito do Banco Neon. O produto será oficialmente anunciado na próxima terça-feira (27) durante uma transmissão ao vivo no Facebook às 15h. Se a fintech cumprir todas as promessas feitas no ano passado, o cartão não terá anuidade e oferecerá juros abaixo das taxas praticadas pelo mercado. A bandeira do cartão será Visa e o foco, como os demais produtos da empresa, é no público jovem com pouca educação financeira. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/credito/noticia/7340981/banco-neon-anuncia-cartao-credito-sem-anuidade







BANCOS e CARTÕES - (21/03/2018) - Concorrência aumentando.

"Começou nesta terça-feira (20) a campanha publicitária para o lançamento do cartão de crédito do Banco Neon. O produto será oficialmente anunciado na próxima terça-feira (27) durante uma transmissão ao vivo no Facebook às 15h. Se a fintech cumprir todas as promessas feitas no ano passado, o cartão não terá anuidade e oferecerá juros abaixo das taxas praticadas pelo mercado. A bandeira do cartão será Visa e o foco, como os demais produtos da empresa, é no público jovem com pouca educação financeira. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/credito/noticia/7340981/banco-neon-anuncia-cartao-credito-sem-anuidade







BRASIL - (21/03/2018) -

"O Monitor do PIB mostrou um recuo de 0,3% na atividade na passagem de dezembro de 2017 para o primeiro mês de 2018. Essa queda, contudo, "não chega a soar como um sinal de alarme", diz Claudio Considera, coordenador do Monitor do PIB-FGV.

No trimestre móvel fechado em janeiro, houve expansão de 0,9% em comparação ao trimestre móvel concluído em outubro. Na comparação interanual, o PIB do trimestre encerrado em janeiro teve avanço de 2,2%, dando continuidade à trajetória ascendente, diz a FGV. Os destaques são as atividades de agropecuária -- com ampliação de 8,2% graças ao crescimento de 26% da pecuária, já que a agricultura encolheu 1,9% --, transformação (6,1%), comércio (4,6%) e transporte (2,9%)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5398913/economia-brasileira-encolhe-03-em-janeiro-mostra-monitor-do-pib-fgv







BRASIL - (20/03/2018) - Comunicando.

"Os investimentos na economia recuaram no primeiro mês do ano, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) registrou uma queda de 2,4% em janeiro de 2018 ante dezembro de 2017. No mês anterior, houve crescimento de 3,3%. “Embora tenha recuado na série com ajuste sazonal, o indicador apontou crescimento de 4,1% na comparação com janeiro de 2017, com destaque para o componente máquinas e equipamentos, que registrou alta de 16% sobre o mesmo mês do ano passado”, ponderou o técnico de planejamento e pesquisa do Ipea Leonardo Mello de Carvalho, em nota oficial." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/investimentos-recuam-24-em-janeiro-ante-dezembro/







MOEDAS - (20/03/2018) - Comunicando.

"O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) informou nesta segunda-feira (19) que a balança comercial brasileira registrou superávit (exportações menos importações) de US$ 3,647 bilhões na parcial de março, registrada até este domingo (18). No acumulado deste ano, até 18 de março, a balança comercial registrou saldo positivo (exportações maiores do que compras do exterior) de US$ 11,319 bilhões, segundo dados oficiais. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/balanca-comercial-acumula-superavit-de-us-364-bilhoes-em-marco.ghtml







BRASIL - (19/03/2018) - Ruim.

"A economia brasileira começou o ano de 2018 em contração. O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) recuou 0,56% em janeiro ante dezembro de 2017, na série com ajuste sazonal, informou nesta segunda-feira, 19, a instituição." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ibc-br-cai-056-em-janeiro-ante-dezembro-de-2017-com-ajuste-revela-bc/







JUROS e INFLAÇÃO - (19/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou para 0,59% na segunda prévia de março, após ter subido 0,03% na segunda prévia de fevereiro. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira, 19, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumulou alta de 1,43% no ano e avanço de 0,16% em 12 meses." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-na-2a-previa-de-marco-fica-em-059-ante-003-na-2a-de-fevereiro-diz-fgv/







FOCUS - (19/03/2018) - Comunicando.

"Os economistas do mercado financeiro reduziram sua estimativa média para a inflação deste ano, ao mesmo tempo em que também baixaram sua estimativa de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2018. Para a inflação de 2018, a previsão do mercado recuou de 3,67% para 3,63%. Foi a sétima queda seguida do indicador. Para 2019, o mercado financeiro manteve sua expectativa de inflação em 4,20%.

Para a expansão do PIB de 2018, os economistas dos bancos baixaram sua estimativa de crescimento de 2,87% para 2,83%. Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continuou em 3%.

Os analistas do mercado também mantiveram a previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 6,5% ao ano para o final de 2018. Atualmente, a taxa está em 6,75% ao ano. Para o fim de 2019, a estimativa do mercado financeiro para os juros básicos da economia continuou em 8% ao ano.

Na edição desta semana do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2018 ficou estável em R$ 3,30 por dólar. Para o fechamento de 2019, permaneceu em R$ 3,39 por dólar. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-estima-menos-inflacao-e-crescimento-menor-do-pib-em-2018.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (19/03/2018) - Concorrência aumentando.

"A partir do dia 1º de julho, os trabalhadores poderão solicitar a transferência de seus salários para contas de pagamentos, geralmente oferecidas por instituições não bancárias. A nova regra, aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) no mês passado, abre espaço para que empresas de tecnologia financeira (as chamadas "fintechs") como Nubank, Mercado Pago e PayPal tentem emplacar suas "carteiras virtuais" como a principal conta a ser usada pelo trabalhador para movimentar seu dinheiro." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5392559/fintechs-poderao-ter-conta-salario







JUROS e INFLAÇÃO - (19/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou queda de 0,23 por cento na segunda quadrissemana de março, depois de recuar 0,42 por cento na primeira leitura do mês, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/domesticNews/idBRKBN1GV11M-OBRDN?feedType=RSS&feedName=domesticNews&utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter







INDÚSTRIA - (19/03/2018) - A indústria NÃO está pedindo subsídio, quer apenas decidir onde comprará energia.

"O presidente executivo da Associação de Grandes Consumidores de Energia (Abrace), Edvaldo Santana, disse que o aumento das tarifas será ainda maior para as indústrias, entre 20% e 25%. “Será uma explosão tarifária”, afirmou. “Tivemos um erro brutal de planejamento, com contratação de energia quando não tinha demanda. E o governo e a Aneel não conseguem criar medidas para controlar o crescimento dos encargos setoriais”, afirmou.

Para reduzir o custo da eletricidade, o presidente da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), Reginaldo Medeiros, defende a abertura do mercado livre. Nesse modelo, o consumidor continuaria a ser atendido pela distribuidora, mas poderia optar por comprar energia de outras empresas. “O sistema do mercado livre é mais competitivo. Se alguém tenta passar custos excessivos, perde o cliente”, afirmou, ressaltando que o modelo já é usado em países da Europa e alguns Estados americanos.

Estudo da Abraceel afirma que cerca de 182 mil pequenas e médias indústrias e estabelecimentos comerciais do País poderiam economizar R$ 10,5 bilhões em energia se pudessem migrar para o mercado livre em 2021. O prazo previsto pelo governo é 2026." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/sera-uma-explosao-tarifaria-preve-abrace/







BANCOS e CARTÕES - (19/03/2018) - Comunicando.

"O Senado irá instalar, nos próximos dias, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a cobrança de juros abusivos cobrados pelas operadoras de cartão de crédito. A CPI terá 7 parlamentares e durará seis meses." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/7335251/cpi-dos-cartoes-credito-investigara-juros-abusivos-clientes







JUROS e INFLAÇÃO - (16/03/2018) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou para 0,12% na segunda quadrissemana de março, informou nesta sexta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou 0,01 ponto porcentual abaixo do registrado na leitura imediatamente anterior, quando o indicador apresentou variação de 0,13%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/fgv-ipc-s-desacelera-para-012-na-2a-quadrissemana-de-marco-013-na-anterior/







BANCOS e CARTÕES - (16/03/2018) - Comunicando.

" O Banco Central pretende fazer um esforço maior para reduzir os níveis de recursos que os bancos devem manter obrigatoriamente depositados na autoridade monetária como forma de reduzir os juros dos empréstimos, disse o presidente da instituição, Ilan Goldfajn, em entrevista veiculada nesta quinta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1GS01S-OBRBS







MOEDAS - (16/03/2018) - Comunicando.

"Os mineradores, pessoas responsáveis pela criação de novos bitcoins, acabaram de ganhar um grande problema. Segundo alguns analistas, com o preço atual da maior criptomoeda do mundo, não é mais lucrativo gastar força computacional para gerar ativos novos, ou seja, custa mais para minerar do que você ganha de recompensa neste processo.

"O Bitcoin atualmente negocia a um custo de mineração de US$ 8.038 com base em um modelo de mineração desenvolvido por nossa equipe de ciência dos dados", afirmou Thomas Lee, da Fundtrat, em um relatório publicado na quinta-feira (15). Atualmente, o bitcoin é negociado na casa de US$ 8.300, mas chegou a cair para US$ 7.800 mais cedo. O modelo da empresa incorpora três fatores: custo de equipamento, eletricidade e outras despesas gerais, como a manutenção das instalações de resfriamento." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7334231/sinal-alerta-com-queda-dos-precos-nao-mais-lucrativo-minerar







INDÚSTRIA - (16/03/2018) - Continua pouco competitiva a indústria nacional e o que mantém ela viva é a proteção governamental.

"Com a recuperação da demanda doméstica e a apreciação do real, a participação das importações no mercado brasileiro aumentou enquanto a fatia das exportações na produção industrial brasileira caiu, invertendo, nos dois casos, a tendência registrada nos últimos três anos. De acordo com o estudo “Coeficientes de Abertura Comercial” da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o coeficiente de exportação da indústria da transformação, que mede a participação das vendas externas na produção do setor, passou de 15,7% em 2016 para 15,6% em 2017." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/participacao-das-exportacoes-na-producao-industrial-cai-a-156-em-2017-diz-cni/







MOEDAS - (16/03/2018) - Comunicando.

"A maior autoridade reguladora de Wall Street se deparou com um novo obstáculo na corrida para acompanhar a febre das moedas digitais: os fundos de hedge. De acordo com três pessoas com conhecimento do trabalho, a comissão de valores mobiliários dos EUA (SEC) está estudando as práticas de diversos fundos montados para investir em moedas digitais e em ofertas iniciais dessas moedas (initial coin offerings ou ICOs, operações de emissão de fichas digitais que dão aos compradores participações em empresas)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/sec-investiga-atuacao-de-fundos-com-criptomoedas/







MOEDAS - (16/03/2018) - Comunicando.

"Um fluxo de saída de cerca de US$ 1 bilhão de investidores estrangeiros amparou na manhã desta quinta-feira, 15, o fortalecimento do dólar ante o real, afirma o diretor da corretora Correparti Jefferson Rugik. “Houve um fluxo de saída de estrangeiros em um valor expressivo, que deve ter girado em torno de US$ 1 bilhão”, diz ele. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/saida-de-estrangeiros-de-cerca-de-us-1-bi-levou-dolar-as-maximas/







JUROS e INFLAÇÃO - (15/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) subiu 0,45 por cento em março, ante elevação de 0,23 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1GR1FY-OBRBS







BRASIL - (15/03/2018) - Comunicando.

"O ritmo de negócios na economia brasileira teve um crescimento de 0,4% em janeiro, perante o mês anterior, informou a Serasa Experian em relatório com base em seu Indicador de Atividade Econômica, com ajustes sazonais. Em relação a janeiro de 2017, a alta foi de 2,6%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5385215/atividade-economica-avanca-04-em-janeiro-diz-serasa-experian







INDÚSTRIA - (15/03/2018) - Comunicando.

"A indústria paulista criou 2 mil postos de trabalho em fevereiro, na série sem ajuste sazonal, 0,10% a mais do que em janeiro. Esse foi o melhor resultado para o mês desde 2014, quando haviam sido criadas 7,5 mil novas vagas. Em janeiro do ano passado, houve corte de 3 mil vagas. Segundo os dados do Nível de Emprego do Estado de São Paulo, divulgados hoje (14) pela Federação e Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp), no acumulado do ano as vagas novas totalizam 12,5 mil, um aumento de 0,59%. Na série com ajuste sazonal, o índice ficou estável (-0,03%) no mês." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/industria-paulista-cria-2-mil-postos-de-trabalho-em-fevereiro/







MOEDAS - (15/03/2018) - Os estrangeiros e brasileiros pelo visto estão saindo do Brasil com seus dólares. Só esse mês a fuga foi de US$ 5,759 bilhões.

"O Brasil registrou saída de US$ 3,728 bilhões nas duas primeira semanas de março, informou nesta quarta-feira, 14, o Banco Central. O movimento de saída dos recursos mantém a tendência observada em fevereiro, quando o Brasil registrou saída de US$ 1,454 bilhão. Em igual período de março no ano passado, o fluxo havia sido positivo em US$ 2,943 bilhões. Segundo o BC, a saída de dólares neste mês é liderada pelo canal financeiro, que terminou o mês com saídas líquidas de US$ 5,759 bilhões.

O comércio exterior continuou com firme resultado positivo e saldo de US$ 2,031 bilhões, já que as exportações somaram US$ 5,641 bilhões e superaram com folga as importações de US$ 3,610 bilhões no período.

No acumulado do ano de 2018 até o dia 9 de março, o fluxo cambial total segue positivo para o Brasil, com entrada de US$ 2,881 bilhões. O ingresso de recursos ocorreu exclusivamente na conta comercial, que atraiu US$ 7,929 bilhões. Já o segmento financeiro acumulou saída de US$ 5,048 bilhões no ano." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/saida-de-dolares-supera-entrada-em-us-3728-bi-em-marco-ate-dia-9-diz-bc/







MOEDAS - (14/03/2018) - Comunicando.

"O gigante de buscas Google está seguindo a decisão do Facebook para proibir anúncios de criptomoedas e outros “produtos financeiros especulativos” por toda sua plataforma publicitária." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5384115/google-proibira-anuncios-de-criptomoedas-partir-de-junho







BANCOS e CARTÕES - (14/03/2018) - Comunicando.

"A Fitch promoveu diversas ações de rating relacionadas às instituições financeiras brasileiras nesta terça-feira (13), após o rebaixamento da nota soberana do país no mês passado. "Na visão da Fitch, as principais métricas de crédito, capitalização, funding e liquidez do sistema bancário brasileiro, assim como rentabilidade e qualidade dos ativos, vão continuar a se estabilizar em 2018", diz a agência em relatório.

O rating de longo prazo em moeda estrangeira do Bradesco foi rebaixado para BB, de BB+. Já a nota do Banco do Brasil, Caixa, BNDES e outros dois bancos federais (Banco da Amazônia e Banco do Nordeste) foi cortada para BB-, de BB, em linha com a avaliação soberana. A nota do Pan foi rebaixada para B+, de BB-. Já o rating do BTG foi reafirmado em BB-. Na segunda (12), a Fitch já havia rebaixado o rating do Itaú para BB, de BB+." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5382671/fitch-rebaixa-ratings-de-bradesco-caixa-bndes-e-bb







MOEDAS - (13/03/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 9,648 bilhões na parcial de 2018, informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (12). Somente em março, até domingo (11), as exportações superaram as importações em US$ 1,977 bilhão. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/superavit-da-balanca-comercial-se-aproxima-de-us-10-bi-na-parcial-do-ano.ghtml







MOEDAS - (13/03/2018) - Comunicando.

"Um novo escândalo atinge o mercado de ICOs (Oferta Inicial de Moedas) mundial nesta segunda-feira (12). Golpistas virtuais (ou scammers, no termo em inglês), teriam roubado mais de US$ 2 milhões em criptomoedas após a realização de uma falsa oferta, segundo denúncia feita pela CNBC.

De acordo com o veículo americano, a pessoa (ou grupo) copiou um perfil de LinkedIn e copiou fotos de Instagram para criar um usuário falso e atrair mais de mil investidores para um ICO chamado Giza. O COO do grupo, é um misterioso homem chamado Marco Fike, e tanto sócios quanto funcionários disseram que nunca viram o rosto dele." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7326826/empresa-desaparece-com-milhoes-investidores-apos-falsa-oferta-moedas







MOEDAS - (13/03/2018) - Comunicando.

"Após soltar uma nota na manhã desta segunda-feira (12), os fundadores da FoxBit, uma das maiores exchanges do Brasil, realizaram um evento ao vivo para responder dúvidas de seus usuários sobre o que fez o sistema da empresa ficar fora do ar desde sexta-feira (9).

Segundo o CEO da FoxBit, João Canhada, e o COO, Guto Schiavon, o problema teve início quando foram percebidos saques em duplicidade no sistema da exchange. Rumores apontam que isso começou a ocorrer na quinta-feira (8). A dupla informou mais cedo que o sistema deve permanecer fora do ar pelo menos até quarta-feira (14)." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7327034/foxbit-fora-maior-corretora-bitcoins-brasil-tenta-explicar-falha-milhao







CUIDADO - (13/03/2018) - Comunicando.Os maiores riscos de crise bancária no mundo são a China, o Canadá e Hong Kong.

"China, Canada and Hong Kong are among the economies most at risk of a banking crisis, according to early-warning indicators compiled by the Bank for International Settlements.

Canada — whose economy grew last year at the fastest pace since 2011 — was flagged thanks to its households’ maxed-out credit cards and high debt levels in the wider economy. Household borrowing is also seen as a risk factor for China and Hong Kong, according to the study." (Fonte: Jornal Económico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://business.financialpost.com/news/economy/china-banking-crisis-warning-signal-still-flashing-bis-says-1?utm_campaign=Echobox&utm_medium=Social&utm_source=Facebook







JUROS e INFLAÇÃO - (12/03/2018) - Comunicando.

" O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) na cidade de São Paulo caiu 0,42% na primeira medição de março, mantendo a mesma leitura do fechamento do mês anterior." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5378035/ipc-fipe-mantem-deflacao-de-042-na-primeira-leitura-de-marco







FOCUS - (12/03/2018) - Comunicando.

"Para a inflação de 2018, a previsão do mercado recuou de 3,70% para 3,67%. Foi a sexta queda seguida do indicador. Para 2019, o mercado financeiro reduziu sua expectativa de inflação de 4,24% para 4,20%. Para a expansão do PIB de 2018, os economistas dos bancos baixaram sua estimativa de crescimento de 2,90% para 2,87%. Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continuou em 3%. Os analistas do mercado também baixaram a previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, de 6,75% para 6,50% ao ano para o final de 2018. Para o fim de 2019, a estimativa do mercado financeiro para os juros básicos continuou em 8% ao ano. Na edição desta semana do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2018 ficou estável em R$ 3,30 por dólar. Para o fechamento de 2019, subiu de R$ 3,38 para R$ 3,39 por dólar. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-baixa-estimativa-de-inflacao-e-passa-a-prever-novo-corte-de-juros-na-proxima-semana.ghtml







MOEDAS - (12/03/2018) - Comunicando.

"Em 12 de janeiro de 2018 a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) publicou o Ofício Circular nº 1/2018/CVM/SIN informando que as criptomoedas (i) não podem ser qualificadas como ativos financeiros; e (ii) não podem ser diretamente adquiridas por fundos de investimento. Na prática, o que este ofício circular fez foi proibir os fundos de investimento, regidos pela instrução CVM nº 555/14, de aplicar recursos diretamente em criptomoedas. Proibição que vem sendo bastante comentada nos veículos de mídia especializada." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/legislacao/5377429/fundos-de-investimento-e-criptomoedas







JUROS e INFLAÇÃO - (12/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,42% na primeira quadrissemana de março, repetindo a variação do encerramento de fevereiro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-042-na-1a-quadrissemana-de-marco-repetindo-variacao-de-fevereiro/







BANCOS e CARTÕES - (12/03/2018) - Comunicando.

"A Visa inicia nesta sexta-feira a edição deste ano do seu programa de aceleração para fintechs, em conjunto com a consultoria Kyvo, representante do centro de inovação norte-americano GSVlabs no Brasil.

O projeto, que faz parte de uma iniciativa global da Visa para desenvolver tecnologia no setor financeiro, foi iniciado em 2017 e terá investimento 3,5 milhões de reais no país ao longo deste ano, disse a consultoria.

O montante não será injetado diretamente nas startups, mas será utilizado em recursos para acelerar as 30 fintechs que serão selecionadas em 2018. A Visa também não terá participação acionária nas startups." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/negocios/visa-investira-r35-mi-em-programa-de-aceleracao-de-fintechs/







JUROS e INFLAÇÃO - (09/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) mostrou inflação de 0,60%na primeira leitura de março, acima da taxa apurada um mês antes, de 0,16%, conforme levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV). " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5374017/igp-m-registra-inflacao-de-060-na-primeira-previa-de-marco







JUROS e INFLAÇÃO - (09/03/2018) - Comunicando.

"A inflação oficial brasileira, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), cresceu 0,32% em fevereiro, o que corresponde a uma aceleração de 0,03 ponto percentual em relação a janeiro, quando subiu 0,29%, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (9). " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7323842/ipca-acelera-para-fevereiro-levemente-acima-das-expectativas







MOEDAS - (09/03/2018) - Comunicando.

"Em mais uma decisão para restringir o acesso à informação de sua população, a China começou a bloquear as contas em redes sociais de exchanges que continuam oferecendo serviços com criptomoedas no país.

Segundo informações do grupo Caixin, as autoridades locais forçaram a plataforma social WeChat a encerrar as contas pertencentes a corretoras de moedas virtuais, com o objetivo de restringir a capacidade dos residentes do país de conseguirem negociar criptomoedas." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7322863/china-bloqueia-contas-exchanges-criptomoedas-nas-redes-sociais







MOEDAS - (09/03/2018) - Comunicando.

"A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou um comunicado informando como enxerga e como o investidor deve se cuidar ao analisar ofertas de ativos virtuais, as chamadas Initial Coin Offerings (ICOs). Segundo a autarquia, até o presente momento, nenhum ICO obteve dispensa ou registro de oferta pública de distribuição de valores mobiliários no Brasil.

A autarquia recomenda que os investidores tenham atenção aos seguintes riscos relacionados aos investimentos em ICOs (em especial no que diz respeito a emissores ou ofertas não registradas na CVM). O investidor deve estar alerta a:

i. Risco de fraudes e pirâmides financeiras;

ii. Inexistência de processos formais de adequação do perfil do investidor ao risco do empreendimento (suitability);

iii. Risco de lavagem de dinheiro ou de evasão fiscal ou de divisas;

iv. Atuação de prestadores de serviços sem observância da legislação aplicável;

v. Material publicitário de oferta que não observa a regulamentação da CVM;

vi. Riscos operacionais em ambientes de negociação não monitorados pela CVM;

vii. Riscos cibernéticos (dentre os quais, ataques à infraestrutura, sistemas e comprometimento de credenciais de acesso dificultando o acesso aos ativos ou a perda parcial ou total destes) associados à gestão e custódia dos ativos virtuais;

viii. Risco operacional associado a ativos virtuais e seus sistemas;

ix. Volatilidade associada a ativos virtuais;

x. Risco de liquidez (ou seja, risco de não encontrar compradores/vendedores para certa quantidade de ativos ao preço cotado) associado a ativos virtuais; e

xi. Desafios jurídicos e operacionais em casos de litígio com emissores, inerentes ao caráter multijurisdicional das operações com ativos virtuais." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/cvm-alerta-para-11-riscos-de-ofertas-de-bitcoin-para-o-investidor/







BANCOS e CARTÕES - (09/03/2018) - Comunicando.

"Variável decisiva nas decisões das instituições financeiras por conceder ou negar crédito, a inadimplência ao consumidor caiu 1,9% em fevereiro, na comparação com janeiro, descontadas as interferências decorrentes da sazonalidade do período. As informações são da Boa Vista SCPC.

Quando se compara o comportamento da inadimplência no mês passado com o de fevereiro de 2017, os atrasos nos pagamentos das contas caíram 2,6%. No acumulado de 12 meses, já incluindo fevereiro, a inadimplência apresenta redução de 3,3%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inadimplencia-do-consumidor-cai-19-em-fevereiro-diz-boa-vista-scpc/







JUROS e INFLAÇÃO - (09/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou inflação de 0,13% na primeira medição de março, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. No fechamento de fevereiro, o indicador registrou alta de 0,17%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5371105/ipc-s-avanca-013-na-primeira-medicao-de-marco







BANCOS e CARTÕES - (08/03/2018) - Comunicando.

"Pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito Brasil (SPC) aponta que apenas 18,4% dos brasileiros estão com as contas no azul, com sobra de recursos para consumir ou fazer investimentos. De acordo com o levantamento, divulgado hoje (7), 40,1% dos entrevistados apontam estar no “zero a zero”, sem sobra e nem falta de recursos. Já 37,9% assumiram estar no vermelho e não conseguir pagar todas as contas com a renda que possuem. Os demais não souberam opinar." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/apenas-18-dos-brasileiros-estao-com-contas-no-azul/







MOEDAS - (08/03/2018) - O cerco vai se fechando.

"O dia que já era negativo tomou proporções caóticas nesta quarta-feira (7) com preço do Bitcoin caindo mais de US$ 1 mil em apenas uma hora puxado após duas "bombas" levantarem novas preocupações no mercado. Primeiro o rumor de que uma das maiores exchanges do mundo, a Binance, teria sido hackeada, e depois um novo comunicado da SEC pedindo pela regulação das corretoras de ativos digitais." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7320750/bitcoin-duas-bombas-que-fizeram-criptomoeda-afundar-uma-hora







MOEDAS - (08/03/2018) - Comunicando.

"A saída de recursos do Brasil superou o ingresso em US$ 1,454 bilhão em fevereiro, segundo informações divulgadas pelo Banco Central nesta quarta-feira (7). Em janeiro, o movimento havia sido contrário, com a entrada de recursos superando a saída em US$ 8,063 bilhões. No acumulado deste ano, até a última sexta-feira (2), a entrada de dólares no país superou a retirada em US$ 6,044 bilhões, de acordo com dados oficiais. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/retirada-de-dolares-no-brasil-supera-ingresso-em-us-145-bilhao-em-fevereiro.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (07/03/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou aumento de 0,15% em fevereiro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). No primeiro mês de 2018, a alta havia sido de 0,58%.

Com o resultado, o índice acumula elevação de 0,73% no ano e queda de 0,19% em 12 meses. Em fevereiro de 2017, o índice tinha subido 0,06% e acumulava alta de 5,26% em 12 meses." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5368209/igp-di-fecha-fevereiro-com-inflacao-de-015







INDÚSTRIA - (07/03/2018) - Comunicando.

"Em mais um sinal da gradual retomada do investimento, a produção de bens de capital cresceu 18,3% em janeiro, em relação a igual mês de 2017. Foi o nono resultado positivo consecutivo e o mais intenso desde setembro de 2013 (24,1%). Por essa base de comparação, o ritmo se acelerou em relação ao fim do ano passado, quando o segmento crescia 9,2%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5367783/producao-de-bens-de-capital-cresce-183







BANCOS e CARTÕES - (07/03/2018) - Comunicando.

"O percentual de famílias com algum tipo de dívida chegou a 61,2% em fevereiro deste ano, segundo dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC),divulgada hoje (6). A taxa é levemente inferior aos 61,3% de janeiro último, mas superior aos 58,7% de fevereiro de 2017.

O cartão de crédito foi o grande vilão para 77% das famílias que se declararam endividadas na pesquisa. Na sequência, aparecem os carnês (16,5%) e o financiamento de carro (10,7%).

Já o percentual de famílias inadimplentes, com dívidas ou contas em atraso, ficou em 24,9%. Assim como no endividamento, a taxa é levemente menor que a de janeiro deste ano (25%), mas superior aos 24,1% de fevereiro do ano passado.

Já as famílias que não conseguirão pagar suas contas chegam a 9,7%, levemente acima de janeiro (9,5%), mas abaixo de fevereiro de 2017 (10,2%)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/dividas-do-consumidor-em-fevereiro-e-de-612/







INDÚSTRIA - (07/03/2018) - Comunicando.

"A produção industrial brasileira registrou queda de 2,4 por cento em janeiro na comparação com o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a produção subiu 5,7 por cento. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/domesticNews/idBRKCN1GI1E3-OBRDN?feedType=RSS&feedName=domesticNews&utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter







JUROS e INFLAÇÃO - (06/03/2018) - A probabilidade de que a Selic venha a ser reduzida aumentou.

"O presidente do BC, Ilan Goldfajn, disse que o comportamento recente da inflação e das expectativas surpreendeu a todos, inclusive a autoridade. "As últimas taxas vieram mais baixas do que estávamos esperando. A inflação continua baixa e favorável", disse em entrevista à "CBN". Para Ilan, há perspectiva de o juro permanecer mais baixo por mais tempo e que a queda da Selic, hoje em 6,75% ao ano, leve a reduções também para o tomador final. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5364577/surpresa-com-inflacao







BRASIL - (06/03/2018) - Comunicando.

"O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, autorizou a quebra do sigilo bancário do presidente Michel Temer. Em nota, divulgada na noite de hoje (5), a Presidência da República informou que Temer irá solicitar ao Banco Central todos os seus extratos bancários e a divulgação desses. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7317727/barroso-quebra-sigilo-bancario-temer-presidente-garante-divulgacao-total







BRASIL - (06/03/2018) - Comunicando.

"Os pedidos de falências de empresas acumularam uma queda de 19,8% no período de 12 meses até fevereiro comparado com igual período no ano passado. Os dados são de um levantamento divulgado nesta segunda-feira, 5, pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

As falências decretadas, segundo a mesma base de comparação, subiram 7,9%, enquanto para os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas foram observadas quedas de 14,3% e 14,5%, respectivamente.

Na comparação mensal os pedidos de falência cresceram 31,8% em relação a janeiro de 2018.

As falências decretadas caíram 32,4%, enquanto houve avanço em pedidos de recuperação judicial, de 81,9%, e recuperação judicial deferidas, de 39,0%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pedidos-de-falencias-caem-198-nos-12-meses-ate-fevereiro-diz-boa-vista-scpc/







INDÚSTRIA - (06/03/2018) - Comunicando.

"O emprego recuou 0,5% em relação a janeiro do ano passado, enquanto a massa salarial encolheu 0,3%. Já o rendimento médio real teve expansão de 0,2% nessa comparação. Em relação a dezembro, o emprego também apresentou queda de 0,5%, enquanto a massa salarial aumentou 0,5% e o rendimento médio real subiu 0,2%.

Enquanto o emprego recuou, o faturamento real (já descontada a inflação) subiu 7,7% de janeiro de 2017 para este ano, caindo 0,1% na comparação com dezembro. O uso da capacidade instalada também aumentou, passando de 75,9% em janeiro de 2017 para 76,5% no mesmo mês deste ano (era 76,1% em dezembro). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/emprego-na-industria-cai-05-em-janeiro-ante-janeiro-de-2017/







BANCOS e CARTÕES - (06/03/2018) - Aos poucos o BACEN mostra que deseja concorrência no setor bancário, o que pode afetar a rentabilidade futura do setor.

"Para Ilan Goldfajn, presidente do Banco Central brasileiro, fintechs necessitam de espaço para se desenvolver. Por isso, a regulação deste tipo de negócio virá de forma a permitir que pequenas empresas financeiras concorram livremente com conglomerados já estabelecidos.

“De uma forma geral, a gente quer ver deixar as inovações saírem, permitir que elas aconteçam, para depois vir a regulamentação”, disse o economista em entrevista ao Brazil Journal." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/credito/noticia/7316708/nao-existe-nada-sem-juros-diz-ilan-sobre-novas-regulacoes







FOCUS - (05/03/2018) - Comunicando.

"Para a inflação de 2018, a previsão do mercado recuou de 3,73% para 3,70%. Foi a quinta queda seguida do indicador. Para 2019, o mercado financeiro reduziu sua expectativa de inflação de 4,25% para 4,24%.

Para a expansão do PIB de 2018, os economistas dos bancos elevaram sua estimativa de crescimento de 2,89% para 2,90%. Foi a terceira alta seguida deste indicador. Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continuou em 3%.

Os analistas do mercado também mantiveram a previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, em 6,75% ao ano para o final de 2018. Atualmente, a taxa está neste patamar.Para o fim de 2019, a estimativa do mercado financeiro para os juros básicos da economia continuou em 8% ao ano.

Na edição desta semana do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2018 ficou estável em R$ 3,30 por dólar. Para o fechamento de 2019, recuou de R$ 3,39 para R$ 3,38 por dólar.

" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-reduz-estimativa-de-inflacao-para-2018-e-preve-pib-maior.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (05/03/2018) - O corte da selic acima do esperado é muito bom para investimentos mais arriscados como em ações na B3.

"As surpresas favoráveis com a inflação no início do ano e a percepção de continuidade da recuperação gradual da economia estão levando a um aumento no mercado das apostas de que a Selic deve cair de 6,75% para 6,5% na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) deste mês. Na sexta-feira, 2, dados divulgados pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) reforçaram a tese. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,deflacao-reforca-aposta-em-corte-na-selic,70002211800







MOEDAS - (05/03/2018) - Comunicando.

"No início do ano, quando o preço da bitcoin caiu mais de 60 por cento em relação ao pico, um dado menos notado da bitcoin também caiu: o número de transações diárias.

Há muitas explicações para a queda das transações, desde o software até as notícias. Menos clara é a razão pela qual as operações não se recuperaram, já que o preço da bitcoin subiu 50 por cento desde 5 de fevereiro. Com isso, alguns investidores se perguntam se a criptomoeda não está perdendo popularidade." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/bitcoin-deixou-de-ser-popular-queda-nas-transacoes-diz-que-sim/







BRASIL - (02/03/2018) - Positivo.

"Depois de três anos seguidos com as demissões superando as contratações em janeiro, o País começou 2018 com geração de vagas formais de trabalho. Segundo dados obtidos pelo Estadão/Broadcast, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de janeiro, que será anunciado hoje pelo Ministério do Trabalho, deve mostrar a criação de 77,8 mil novas vagas, o melhor resultado para o período desde 2012. Com esse resultado, o saldo do Caged em 12 meses ficou positivo após três anos de fechamento líquido de postos com carteira de trabalho. São 83,5 mil vagas geradas entre fevereiro de 2017 e janeiro deste ano. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pais-abre-77-8-mil-vagas-formais-em-janeiro-melhor-resultado-desde-2012,70002210298







MOEDAS - (02/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,42% em fevereiro, contrastando com a alta de 0,46% observada em janeiro e ampliando a queda de 0,23% registrada na terceira quadrissemana do mês passado." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-042-em-fevereiro-e-acumula-leve-inflacao-de-004-no-1o-bimestre/







MOEDAS - (02/03/2018) - Comunicando.

"A Alemanha reconheceu nesta quinta-feira (1) as criptomoedas como um meio de pagamento legítimo e que não deve ser taxado, informou o Ministério das Finanças do país. Com isso, diferente de como ocorre nos Estados Unidos, o bitcoin e outras moedas digitais poderão ser usados para comprar itens do cotidiano, como um café, sem ter que pagar imposto. O país bávaro considera o Bitcoin a partir de hoje como o equivalente a uma moeda legal para fins fiscais quando é usado como meio de pagamento." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7313971/alemanha-legaliza-criptomoedas-reconhece-bitcoin-como-meio-pagamento







ALERTA - (02/03/2018) - Comunicando.

"Os fluxos de portfólio para emergentes registraram saída de US$ 4,5 bilhões em fevereiro, interrompendo uma sequência de 14 meses de entradas, segundo dados preliminares do Instituto Internacional de Finanças (IIF). os saques foram concentrados em fluxos para ações, que ficaram negativos em US$ 5,8 bilhões, o pior resultado desde agosto de 2015. Enquanto isso, os fluxos para bônus tiveram entrada de US$ 1,3 bilhão." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5356093/fluxo-para-emergentes-tem-saida-apos-14-meses-de-entredas







MOEDAS - (02/03/2018) - Comunicando.

"A farra dos ICOs (Ofertas Iniciais de Moedas, na sigla em inglês) parece estar chegando ao fim. Dados de consultorias mostram que desde 2016 foram levantados mais de US$ 7 bilhões com estas ofertas, que se tornou a melhor forma para se conseguir um financiamento, mesmo que sem segurança nenhuma em alguns casos.

E se as autoridades andavam quietas sobre isso, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos já estão sendo tomadas as primeiras medidas para controlar esta "festa". O perigo neste mecanismo está na falta de detalhes e controle sobre as operações. Muita gente compara as ofertas de moedas com um IPO de ações, mas a questão é que este segundo passa por um rigoroso controle da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), ou a SEC nos EUA." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7313193/farra-dos-icos-esta-acabando-cvm-sec-fecham-cerco-contra







INDÚSTRIA - (02/03/2018) - Positivo.

"O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor industrial do Brasil subiu de 51,2 em janeiro para 53,2 em fevereiro, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 1º de março, pela IHS Markit." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-industrial-do-brasil-sobe-a-532-em-fevereiro-mostra-ihs-markit/







MOEDAS - (02/03/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 4,907 bilhões em fevereiro, informou nesta quinta-feira (1º) o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Isso significa que as exportações brasileiras superaram as importações em US$ 4,907 bilhões em fevereiro. No mesmo mês do ano passado, o saldo positivo somou US$ 4,555 bilhões.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/balanca-comercial-tem-superavit-de-us-49-bi-maior-para-fevereiro-em-30-anos.ghtml







BRASIL - (01/03/2018) - Alta puxada pelo setor agropecuário (13%).

"A economia brasileira registrou crescimento de 1% em 2017, após dois anos de quedas consecutivas, mostrou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Tanto em 2015 como em 2016, o país teve contração de 3,5%.

Entre os setores, o destaque ficou com a Agropecuária, que avançou 13%, refletindo o desempenho da agricultura, especialmente as culturas do milho e da soja. Serviços tiveram alta de 0,3%, com o comércio avançando 1,8%, e a Indústria registrou variação nula, na qual a atividade da indústria extrativa teve ampliação de 4,3% enquanto construção caiu 5%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5354759/economia-brasileira-cresce-1-em-2017-mostra-ibge







JUROS e INFLAÇÃO - (01/03/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou o ritmo de alta de 0,69% em janeiro para 0,17% em fevereiro, conforme divulgou na manhã desta quinta-feira, dia 1º, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o indicador acumula alta de 0,85% no ano e de 3,07% em 12 meses. Essa marca de 3,07% é inferior à de 3,22% acumulada em 12 meses finalizados em janeiro." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-desacelera-a-017-em-fevereiro-apos-alta-de-069-em-janeiro/







MOEDAS - (01/03/2018) - Comunicando.

"O colegiado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou determinou que a L. Janiszevski-HashBrasil e o seu responsável, Leonardo Janiszevski, deixem de ofertar ao público títulos ou contratos de investimento coletivos relacionados a cotas em grupo de investimento em mineração de bitcoin sem registro na autarquia, sob pena de multa.

O site da HashBrasil está fora do ar. No Facebook, a HashBrasil afirma ser especializada em "gestão de poder de processamento computacional", para produção de criptomoedas. Procurado, Janiszevski não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5352183/cvm-suspende-oferta-irregular-de-cota-de-investimento-ligada-bitcoin







BANCOS e CARTÕES - (01/03/2018) - O cerco está se fechando para os bancos.

"O requerimento para criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que pretende investigar os juros cobrados pelas empresas operadoras de cartão de crédito foi protocolado no Senado, nesta quarta-feira. A iniciativa foi apoiada por 35 senadores e é encabeçada por Ataídes Oliveira (PSDB-TO)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5353221/pedido-para-criar-cpi-dos-cartoes-de-credito-e-protocolado-no-senado







MOEDAS - (01/03/2018) - Comunicando.

"Um dos maiores nomes da tecnologia no mundo causou uma grande polêmica na noite da última terça-feira (28) por conta de fortes declarações sobe criptomoedas. Bill Gates participou de um bate-papo com usuários do Reddit e ao responder uma questão afirmou que moedas digitais estão causando mortes diretamente.

"Agora, as moedas criptográficas são usadas para comprar fentanil e outras drogas, por isso é uma tecnologia rara que causou mortes de maneira bastante direta. Eu acho que a onda especulativa em torno de ICOs e criptomoedas é super arriscada para aqueles que investem no longo prazo", concluiu o executivo." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7297379/criptomoedas-estao-causando-mortes-maneira-bastante-direta-diz-bill-gates







BRASIL - (01/03/2018) - Comunicando.

"O mercado de trabalho no País perdeu 562 mil vagas com carteira assinada no período de um ano. O total de postos de trabalho formais no setor privado encolheu 1,7% no trimestre encerrado em janeiro ante o mesmo período do ano anterior, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Já o emprego sem carteira no setor privado teve aumento de 5,6%, com 581 mil empregados a mais. O total de empregadores cresceu 4,3% ante o trimestre até janeiro de 2017, com 180 mil pessoas a mais.

O trabalho por conta própria cresceu 4,4% no período, com 986 mil pessoas a mais." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/em-um-ano-brasil-perdeu-562-mil-vagas-com-carteira-assinada/







BRASIL - (28/02/2018) - Comunicando.

"O índice de desemprego no Brasil atingiu 12,2% no trimestre encerrado em janeiro de 2018. Isso significa que 12,7 milhões de pessoas estão desempregadas no país. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da pesquisa Pnad Contínua.

O desemprego ficou maior do que o registrado no trimestre encerrado em dezembro, quando a taxa foi de 11,8%, mas ficou estável em relação ao trimestre anterior, quando a taxa também foi de 12,2%. O número, no entanto, está abaixo da taxa registrada no trimestre encerrado em janeiro do ano passado, de 12,6%. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/concursos-e-emprego/noticia/desemprego-fica-em-122-em-janeiro-de-2018.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (28/02/2018) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) foi de 0,07% em fevereiro, depois de se situar em 0,76% um mês antes, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5348971/igp-m-reduz-alta-para-007-em-fevereiro







BANCOS e CARTÕES - (28/02/2018) - Comunicando.

"A taxa média de juros no crédito livre subiu de 40,3% ao ano em dezembro para 41,1% ao ano em janeiro, informou nesta terça-feira, 27, o Banco Central (BC). Em janeiro de 2017, essa taxa estava em 52,8% ao ano. Para pessoa física, a taxa média de juros no crédito livre subiu de 55,1% para 55,8% ao ano de dezembro para janeiro, enquanto para pessoa jurídica aumentou de 21,6% para 22,3% ao ano." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/juro-no-credito-livre-sobe-a-411-em-janeiro-cheque-especial-sobe-a-3247/







BANCOS e CARTÕES - (28/02/2018) - Comunicando.

"Aumentou em janeiro a inadimplência média das operações de crédito no sistema financeiro - a taxa foi para 3,4%, ante 3,2% no fim de 2017, conforme dados do Banco Central (BC). Em janeiro do ano passado, contudo, a taxa estava em 3,7%.

Entre as empresas, a taxa média ficou em 3%, ante 2,9% em dezembro e 3,5% em janeiro de 2017. Entre as famílias, subiu para 3,7%, após ficar em 3,5% no mês final de 2017 e marcar 4% no início daquele ano.

Com recursos livres, a inadimplência das empresas se situou em 4,8%, superando os 4,5% em dezembro de 2017. A taxa das famílias fechou janeiro em 5,2%, mesmo patamar do mês anterior. Assim, a inadimplência total com recursos livres saiu de 4,9% para 5%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5349829/bc-inadimplencia-e-juros-das-operacoes-de-credito-tem-alta-em-janeiro







BANCOS e CARTÕES - (28/02/2018) - Acredito que o cerco aos bancos está se fechando. A sua absurda lucratividade por conta dos juros muito elevados como consequência da concentração bancária, pode estar chegando ao fim.

"O Banco Central e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) assinarão memorando de entendimento para procedimentos de cooperação nas análises de atos de concentração no sistema financeiro. A assinatura ocorrerá em cerimônia na quarta-feira, 28, às 12h30 na sede do Cade, em Brasília. O acordo será firmado pelos presidentes do BC, Ilan Goldfajn, e do Cade, Alexandre Barreto." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bc-e-cade-vao-assinar-memorando-sobre-atos-de-concentracao-bancaria/







ALERTA - (27/02/2018) - Realmente vai ter um momento que a bolha estourará.

"Um dos principais fatores ligados à alta recente das bolsas norte-americanas também está gerando uma grande dor de cabeça no mercado sobre o futuro dos preços. No período em que os yields dos Treasuries de 10 anos subiram de 2% para 3%, o S&P 500 entregou seu melhor desempenho, mas agora, conforme os juros da dívida chegaram neste patamar, as bolsas começam a cambalear.

E segundo o Goldman Sachs, isso pode piorar se os rendimentos subirem demais. Em relatório para clientes, o banco destacou que se os yields chegarem a 4,5% até o fim deste ano, pode haver uma catástrofe no mercado de ações, podendo levar a uma queda de 20% a 25% nos preços." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7287318/disparada-dos-treasuries-para-pode-fazer-bolsa-americana-afundar-diz







BANCOS e CARTÕES - (27/02/2018) - As empresas de cartões devem estar morrendo de vontade de acabar com os 12 X sem juros, o Itaú inclusive tentou acabar nos cartões do banco mesmo sem ser seguido pelos demais, eu cancelei o meu por exemplo. Pelo visto o BACEN não quer esse fim.

No tal parcelamento "sem juros" a loja ganha os juros que estão embutidos nos preços, mas se eles acabarem quem ganhará os juros serão as empresas de cartões e provavelmente os juros serão bem maiores.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou que a autoridade monetária trabalha para reduzir distorções no mercado de cartão de crédito e os custos do sistema, mas ressaltou que não há planos para se acabar com o parcelamento sem juros no cartão, como chegou a ser noticiado. “O consumidor precisa saber que o parcelamento tem juros, nada é de graça”, disse, ao responder perguntas de empresários em evento da Câmara Espanhola de Comércio no Brasil." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/bc-nao-quer-fim-do-parcelamento-sem-juros-no-cartao-pelo-lojista/







MOEDAS - (27/02/2018) - Comunicando.

"Na última sexta-feira, o ministro de Finanças da Áustria, Hartwig Loeger, disse que está analisando as regras de negociação de ouro e derivativos como inspiração para as criptomoedas, buscando evitar que o Bitcoin e seus pares facilitem a lavagem de dinheiro, que, segundo ele, é bastante comum nos negócios com ouro e outros metais nobres." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7287394/noticias-sobre-bitcoin-que-agitaram-fim-semana







JUROS e INFLAÇÃO - (27/02/2018) - Comunicando.

"O principal motivo do alívio foi técnico, não de fundamentos. O Conselho Monetário Nacional (CMN) anunciou novas regras sobre aplicações de fundos de Previdência e seguradoras para carteiras de renda fixa. O intuito é corrigir distorções no mercado, principalmente na ponta longa dos juros. Com novas regras, a expectativa agora é que fundos de Previdência terão mais liberdade para alocar capital e não precisarão recorrer tanto ao mercado de DI para fazer hedge em suas posições de títulos públicos." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5347733/decisao-do-cmn-puxa-juros-futuros-longos-para-baixo







MOEDAS - (27/02/2018) - Comunicando.

"A União Europeia está pronta para regular as criptomoedas se os riscos do setor não atingirem níveis globais, disse o chefe dos serviços financeiros do bloco nesta segunda-feira. " (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/ue-diz-estar-pronta-para-regular-criptomoedas/







JUROS e INFLAÇÃO - (26/02/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,38 por cento em fevereiro depois de avançar 0,39 por cento em janeiro, informou nesta sexta-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a segunda leitura mais fraca para o mês de fevereiro desde a implantação do Plano Real, em 1994, e frustrou a expectativa em pesquisa da Reuters de alta de 0,42 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G71HC-OBRBS







BRASIL - (26/02/2018) - Péssima notícia, pois um risco maior exige juros maiores para emprestar dinheiro ao Brasil e para as empresas daqui, além disso se os juros nos EUA subirem, pode haver uma fuga maciça de capitais especulativos.

"A agência de classificação de risco Fitch rebaixou nesta sexta-feira o rating do Brasil a “BB-” com perspectiva estável, citando a situação fiscal do país e o que chamou de “importante retrocesso” na agenda de reformas após o governo do presidente Michel Temer ter desistido de votar a reforma da Previdência." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G722F-OBRBS







ALERTA - (26/02/2018) - Péssima notícia, pois um risco maior exige juros maiores para emprestar dinheiro ao Brasil e para as empresas daqui, além disso se os juros nos EUA subirem, pode haver uma fuga maciça de capitais especulativos.

"A agência de classificação de risco Fitch rebaixou nesta sexta-feira o rating do Brasil a “BB-” com perspectiva estável, citando a situação fiscal do país e o que chamou de “importante retrocesso” na agenda de reformas após o governo do presidente Michel Temer ter desistido de votar a reforma da Previdência." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G722F-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (23/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou a alta a 0,26 por cento na terceira quadrissemana de fevereiro, contra 0,46 por cento na segunda divulgação do mês, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G7197-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (23/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo recuou 0,23 por cento por cento na terceira quadrissemana de fevereiro, primeira deflação desde setembro, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira. Na segunda leitura do mês, o índice havia registrado variação positiva de 0,03 por cento. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G710T-OBRBS







INDÚSTRIA - (23/02/2018) - Comunicando.

"A produção industrial, conforme medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), deverá registrar queda de 1,8% em janeiro, na comparação com dezembro. A projeção foi apontada pelo Indicador Ipea de Produção Industrial de janeiro, calculado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), informou nesta quinta-feira, 22, o Grupo de Conjuntura do órgão. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-cai-18-em-janeiro-ante-dezembro-diz-ipea/







MOEDAS - (23/02/2018) - Comunicando.

"A polícia está investigando denúncias sobre um esquema de fraude usando bitcoins no interior de São Paulo. A empresa, STM Operações, de Embu das Artes, promete um investimento na criptomoeda com lucro de 31% por mês. As informações são do portal G1." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7283915/policia-investiga-empresa-que-aplica-golpes-com-bitcoin-interior-sao







BRASIL - (22/02/2018) - Comunicando.

"Pelo menos 18% da população da capital paulista, o que equivale a 1,763 milhão de paulistanos, estão desempregados. Desses, 14% (1,371 milhões) estão procurando emprego e 4% (391 mil) não estão.

Os dados são de uma pesquisa feita pela Rede Nossa São Paulo, em parceria com o Instituto Ibope Inteligência, e divulgada hoje (21) em São Paulo. Segundo os dados, 44% estão nessa situação há um ano, 18% de um a dois anos e 29% estão sem trabalho há mais de dois anos." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/pesquisa-mostra-que-18-dos-paulistanos-estao-desempregados/







MOEDAS - (22/02/2018) - Comunicando.

"Usar bitcoin como dinheiro é vantajoso? G1 foi às compras e mostra o resultado. Repórter do G1 abasteceu uma carteira virtual e foi atrás de lojas que aceitam a criptomoeda em São Paulo e no comércio eletrônico; há poucas opções e produto custou até 60% mais.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/usar-bitcoin-como-dinheiro-e-vantajoso-g1-foi-as-compras-e-mostra-o-resultado.ghtml







MOEDAS - (22/02/2018) - Comunicando.

"O fluxo cambial do ano até o dia 16 de fevereiro ficou positivo em US$ 9,983 bilhões, informou nesta quarta-feira, 21, o Banco Central. Em igual período do ano passado, o resultado era positivo em US$ 680 milhões. A entrada de dólares pelo canal financeiro neste ano até 16 de fevereiro foi de US$ 5,252 bilhões. No comércio exterior, o saldo anual acumulado até 16 de fevereiro ficou positivo em US$ 4,730 bilhões.

Depois de encerrar janeiro com entradas líquidas de US$ 8,063 bilhões, o Brasil registra fluxo cambial positivo de US$ 1,920 bilhão em fevereiro até o dia 16, informou o Banco Central. O canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 275 milhões no período. No comércio exterior, o saldo de fevereiro até o dia 16 é positivo em US$ 2,195 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolar-supera-saida-em-us-9983-bi-no-ano-ate-16-de-fevereiro-diz-bc/







MOEDAS - (22/02/2018) - Comunicando.

"Um grave erro no sistema da exchange japonesa Zaif fez com que seus usuários conseguissem comprar criptomoedas de graça por um período na semana passada. Segundo a Reuters, a falha levou os investidores a tentarem fazer grandes saques para aproveitar o preço zero dos ativos. A janela de "oportunidade" durou apenas 20 minutos, mas foi o suficiente para uma grande movimentação na exchange. Em um dos casos, um cliente colocou uma ordem de compra de 2.200 trilhões de ienes, o que equivale a cerca de US$ 20 trilhões, tentando sacar a quantia logo em seguida." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7281888/falha-corretora-criptomoedas-permite-que-usuarios-comprem-bitcoins-graca







BRASIL - (21/02/2018) - Comunicando.

"O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1,0% no ano de 2017, após dois anos seguidos de retração, estima o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), por meio do Monitor do PIB. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,monitor-do-pib-da-fgv-aponta-alta-de-1-0-em-2017,70002197800







BRASIL - (21/02/2018) - Comunicando.

"Os investimentos na economia registraram um avanço considerável na reta final de 2017, mas o resultado fechado do ano ainda ficou no vermelho, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF, medida dos investimentos no Produto Interno Bruto) cresceu 4,2% na passagem de novembro para dezembro.

A taxa do quarto trimestre teve elevação de 1,7% em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Já o resultado acumulado no ano de 2017 foi de queda de 2%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/investimentos-crescem-42-em-dezembro-mas-caem-2-em-2017/







BRASIL - (20/02/2018) - Péssima notícia.

"O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), admitiu nesta segunda-feira (19) que a votação de todas as propostas de emenda constitucional (PECs), incluindo a reforma da Previdência, estão suspensas em função da decisão do governo de decretar a intervenção federal na área de segurança pública do Rio de Janeiro. Um dispositivo do texto constitucional estabelece que a Constituição não pode sofrer alterações na vigência de intervenção federal, de estado de defesa ou de estado de sítio." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5332795/maia-afirma-que-reforma-da-previdencia-fica-para-o-proximo-presidente







MOEDAS - (20/02/2018) - Comunicando.

"Mary Schapiro, presidente da SEC (Securities and Exchange Commission, a CVM norte-americana) entre 2009 e 2014, é entusiasta do Blockchain como medida protetora e veículo de inovação para inúmeras indústrias. Mas tem uma opinião oposta a respeito do Bitcoin e de outras criptomoedas.

“A regulação pode garantir algumas frentes inovação e pode matar outras”, disse a economista em painel no evento Oracle Modern Finance Experience, em Nova York. “O Bitcoin é uma inovação que eu adoraria que os reguladores matassem”.

Sua opinião vem, principalmente, da preocupação com a pessoa física. “A volatilidade é gigantesca, existem problemas de valuation, fraudes, manipulação, ataques eletrônicos”, enumera. Quem perde neste cenário, opina, são pessoas reais e comuns. “Quando você coloca as economias de toda a sua vida em um ativo como esse, as quedas que temos visto são um baque enorme, e não há forma de evita-las”." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7273232/bitcoin-deveria-ser-morto-por-reguladores-diz-presidente-sec







BANCOS e CARTÕES - (20/02/2018) - Comunicando.

"A parcela de cheques devolvidos (segunda devolução por falta de fundos) em relação ao total de cheques movimentados em janeiro deste ano ficou em 1,92%, aponta a Boa Vista SCPC. O número representa uma queda de 0,15 ponto porcentual em relação aos 2,07% registrados no primeiro mês de 2017. Na comparação com dezembro do ano passado, o porcentual não teve alteração. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/parcela-de-cheques-devolvidos-cai-a-192-em-janeiro-diz-boa-vista-scpc/







INDÚSTRIA - (20/02/2018) - Comunicando.

"As vagas abertas pela indústria de transformação paulista no primeiro mês deste ano foram quase quatro vezes superiores à média registrada nos meses de janeiro nos cinco anos anteriores. O saldo de admissões somou 10,5 mil empregos, enquanto a média nesse período entre 2005 e 2017 havia atingido 2,8 mil.

Esse foi o melhor desempenho já obtido em um mês de janeiro desde 2012, segundo a Pesquisa de Nível de Emprego da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp / Ciesp).

No entanto, comparado a dezembro último, houve pequena elevação de apenas 0,5%. Esse aumento nas contratações foi puxado, principalmente, pelo setor de veículos automotores, reboques e carrocerias, com a oferta de 2.939 postos, seguido de confecção de artigos do vestuário e acessórios, com 2.123, e produtos de minerais não metálicos, com 1.426. De um total de 22 setores pesquisados, 16 ampliaram o quadro de pessoal." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/emprego-na-industria-paulista-tem-o-melhor-janeiro-desde-2012/







MOEDAS - (20/02/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 808 milhões na terceira semana de fevereiro (de 12 a 18). Com isso, o mês de fevereiro acumula superávit de US$ 3,434 bilhões até o dia 21. Em todo o mês de fevereiro de 2017, a balança registrou resultado positivo de US$ 4,55 bilhões. No ano, o saldo positivo é de US$ 6,202 bilhões, ante US$ 5,122 bilhões no mesmo período de 2017." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/superavit-comercial-na-3a-semana-de-fevereiro-foi-de-us-808-mi/







BANCOS e CARTÕES - (20/02/2018) - Me parece que a rentabilidade em serviços do setor bancário pode cair no médio / longo prazos.

"O Next, banco digital do Bradesco, anunciou nesta segunda-feira 19, o lançamento de uma conta corrente gratuita em uma ofensiva para atrair mais usuários para a plataforma, lançada em outubro último. Batizada de “Next na Faixa”, a novidade oferece, sem custo para os clientes, um plano que inclui a própria conta, um cartão de crédito internacional, da bandeira Visa, e benefícios adicionais como, por exemplo, descontos junto a uma rede de parceiros." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bradesco-faz-ofensiva-em-banco-digital-e-lanca-conta-corrente-gratuita-no-next/







MOEDAS - (20/02/2018) - Comunicando.

"italik Buterin, co-fundador do Ethereum usou suas redes sociais para fazer um grande alerta para seus seguidores: cuidado na hora de investir, porque as criptomoedas podem cair para quase zero a qualquer momento.

"Lembre-se: criptomoedas ainda são uma classe de ativos nova e hiper-voláteis, e podem cair para quase zero a qualquer momento. Não coloque mais dinheiro do que você pode perder", disse o programador russo-canadense no último sábado (17). "Se você está tentando descobrir onde armazenar suas economias de vida, os ativos tradicionais ainda são a sua aposta mais segura", disse ele." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7277639/criptomoedas-podem-cair-para-quase-zero-qualquer-momento-diz-fundador







FOCUS - (19/02/2018) - Comunicando.

"Conforme mostra a pesquisa da última semana, divulgada na manhã desta segunda-feira (19), a mediana das expectativas dos economistas para o PIB (Produto Interno Bruto) cresceu de 2,70% para 2,80% neste ano, ao passo que para 2019 se manteve em 3%.

Do lado da inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a mediana das expectativas caiu de 3,84% para 3,81% em 2018, enquanto para o ano seguinte se manteve em 4,25%. Não houve alterações nas projeções para a Selic, que deve manter o atual patamar de 6,75% até o fim deste ano. Já para 2018, os economistas consultados pelo BC mantêm a aposta de altas até os 8%. Também se mantiveram estáveis as projeções para o câmbio: R$ 3,30 ao final deste ano e R$ 3,39 ao final do seguinte." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7276882/mercado-eleva-projecoes-para-pib-inflacao-menor-2018-mostra







BRASIL - (19/02/2018) - Muito bom o número, a economia está melhorando mais rápido do que eu esperava.

"O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) registrou alta de 1,26% no acumulado do quarto trimestre de 2017 na comparação com o trimestre anterior (julho a setembro) pela série ajustada do Banco Central. Já na comparação do quarto trimestre de 2017 com o quarto trimestre de 2016, o índice subiu 2,56% pela série observada." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7277258/ibc-sobe-media-tri-2017-ante-tres-meses-anteriores







JUROS e INFLAÇÃO - (16/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo avançou 0,03 por cento na segunda quadrissemana de fevereiro depois de subir 0,25 por cento na primeira leitura do mês, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1G00VC-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (16/02/2018) - Vai ser bom para as empresas de cartão que poderão aumentar suas receitas com juros.

"A indústria de cartões apresentou recentemente ao Banco Central uma proposta de modelo de pagamentos com cartões de crédito como alternativa à modalidade do parcelado sem juros. A proposta, formulada pela Abecs, entidade que representa o setor, dá aos lojistas a opção de oferecer aos consumidores que quiserem fazer compras no cartão em prestações o pagamento financiado pela instituição financeira emissora do cartão.

A proposta é uma resposta à movimentação do Banco Central de mudar regras da indústria de cartões com objetivo de reduzir os custos de transações, inclusive dos juros envolvidos. Após ter determinado em abril passado o limite de 30 dias para uso do rotativo, o BC também planeja reduzir o prazo de repasse de recursos das vendas no cartão, das adquirentes para os lojistas.

Atualmente, o prazo é 30 dias. No ano passado, o regulador chegou a sinalizar intenção de reduzir o limite para dois dias após a compra, como acontece na maioria dos países." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1FZ2PB-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (16/02/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) avançou 0,23% em fevereiro, após o aumento de 0,79% registrado em janeiro, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 15. O IGP-10 acumulou um aumento de 1,02% no ano. A taxa em 12 meses ficou negativa em 0,42%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7272332/igp-fevereiro-fica-ante-alta-janeiro-revela-fgv







MOEDAS - (16/02/2018) - Comunicando.

"A polícia da Áustria está investigando um caso de pirâmide financeira envolvendo bitcoins na plataforma Optioment, que supostamente tem sede na Costa Rica. A empresa oferecia uma rentabilidade de até 4% por semana, mas de repente sumiu com todo o dinheiro, causando perdas a mais de 10 mil pessoas. A imprensa local afirma que este esquema foi responsável pelo roubo de cerca de 12 mil bitcoins (que na cotação atual vale cerca de US$ 115 milhões)." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7273793/esquema-piramide-com-bitcoin-rouba-115-milhoes-mais-mil-investidores







JUROS e INFLAÇÃO - (15/02/2018) - Comunicando.

"Depois de um novo corte de 25 pontos-base na taxa básica de juros, hoje em seu menor patamar da série histórica, a 6,75% ao ano, o Banco Central voltou a sinalizar menores chances para a continuidade do ciclo de flexibilização monetária, mas ainda não excluiu totalmente tal possibilidade.

Em ata referente à última reunião do Copom (Comitê de Política Monetária), o BC ressaltou o cenário externo como fator desfavorável a uma nova redução na Selic na próxima reunião, marcada para março, ao passo que um ambiente de inflação baixa poderia oferecer espaço para um movimento adicional. Segundo o texto, a interrupção da flexibilização seria mais adequada para a próxima reunião do Copom." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7272319/interrupcao-ciclo-cortes-nos-juros-mais-adequada-proxima-reuniao-diz







BRASIL - (14/02/2018) - Situação ficando mais grave.

"Governo usa dinheiro do BNDES para cobrir dívida e despesas. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o governo está tomando dinheiro emprestado para honrar despesas do dia a dia, como folha de pagamento de servidores civis e militares, além de benefícios da Previdência Social." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/empresarios-pela-reforma-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BANCOS e CARTÕES - (14/02/2018) - Comunicando.

"O custo da festa do crédito fácil para veículos do começo da década foi alto para as instituições financeiras. Dados inéditos do Banco Central mostram que o setor teve problemas para receber R$ 38,1 bilhões em financiamentos concedidos em 2010 e 2011, quando era possível comprar um carro zero, sem entrada, parcelado em até cem vezes. Bancos já desistiram de cobrar R$ 22,8 bilhões e reconheceram o valor como prejuízo, mas o setor ainda trabalha para receber outros R$ 15,3 bilhões emprestados naquela época. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,farra-do-credito-de-veiculos-gerou-rombo-de-r-22-8-bi-para-bancos,70002186921







MOEDAS - (14/02/2018) - O cerco está se fechando.

"Os ministros das Finanças e os presidentes dos bancos centrais da França e da Alemanha pediram que as implicações políticas e monetárias das criptomoedas sejam colocadas na agenda da próxima reunião do G20, que reúne as maiores economias avançadas e em desenvolvimento.

Em uma carta ao ministro das Finanças da Argentina, atual titular da presidência do G20, as autoridades pediram um relatório internacional sobre as implicações das criptomoedas, um relatório do Fundo Monetário Internacional sobre suas implicações na estabilidade financeira e que se trabalhe conjuntamente em uma ação “transfronteiriça” para regulá-las." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/franca-e-alemanha-pedem-acao-conjunta-do-g20-sobre-criptomoedas/







BANCOS e CARTÕES - (14/02/2018) - Será um alerta?

"A inadimplência do consumidor aumentou 2,10% em janeiro de 2018 ante o mesmo mês do ano passado. Esse foi o maior crescimento desde junho de 2016, quando a elevação foi de 2,78%. Na comparação mensal com dezembro de 2017 o aumento foi de 0,96%, o maior desde maio de 2017." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/inadimplencia-do-consumidor-abre-o-ano-com-alta-de-210/







BRASIL - (14/02/2018) - Comunicando.

"As expedições de caixas, acessórios e chapas de papelão ondulado totalizaram 292,632 mil toneladas em janeiro, com alta de 5,09% na comparação com o mesmo mês de 2017, conforme dados preliminares da Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). Frente a dezembro, o aumento nas vendas de papelão ondulado foi de 6,04%. Com ajuste sazonal, porém, o desempenho ficou praticamente estável." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5317293/abpo-expedicao-de-papelao-ondulado-tem-alta-anual-de-509-em-janeiro







BANCOS e CARTÕES - (14/02/2018) - Comunicando.

"Após o sistema financeiro do país ter fechado um recorde de quase 1,5 mil agências em 2017, os maiores bancos de varejo no Brasil planejam suavizar o ciclo de redução do número de agências neste ano, enquanto avaliam qual o melhor uso da rede física para gerar mais receitas.

Segundo dados do Banco Central, os bancos encerraram o ano passado com 21.062 agências em funcionamento, 1.485 a menos do que em 2016, a maior redução da série.

O movimento foi liderado pelo próprio BB, que sozinho fechou 670 agências. O Bradesco encerrou 564 agências, em meio ao forte esforço de ajuste após a compra do HSBC, em 2016. A rede do Itaú Unibanco diminuiu em 125 postos e a Caixa Econômica Federal encerrou 18 agências. O Santander Brasil foi o único entre os cinco maiores do país a ampliar a rede, com 3 agências a mais. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/bancos-fecham-recorde-de-15-mil-agencias-no-brasil-em-2017.ghtml







MOEDAS - (14/02/2018) - Comunicando.

"O Barclays deve seguir outras instituições financeiras de peso nos Estados Unidos ao impedir que clientes comprem bitcoins e outras criptomoedas com seus cartões de crédito, de acordo com uma entrevista com um executivo sênior da unidade de cartões do banco." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/barclays-nos-eua-deve-aderir-a-veto-de-compra-de-criptomoedas/







JUROS e INFLAÇÃO - (09/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,25% na primeira quadrissemana de fevereiro, desacelerando em relação ao aumento de 0,46% observado em janeiro." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-avanca-025-na-1a-quadrissemana-de-fevereiro/







BRASIL - (09/02/2018) - Longe de recuperar ainda..

"O Brasil fechou 2017 com um número recorde de 5,3 milhões de empresas inadimplentes, informou nesta quinta-feira a consultoria especializada em informações de crédito Serasa Experian.

Em relação a dezembro de 2016, houve um acréscimo de cerca de 500 mil CNPJs com dívidas em atraso --alta de 10,8 por cento. O montante alcançado pelas dívidas das empresas também foi recorde: 122,9 bilhões de reais, ante 111,6 bilhões de reais em dezembro de 2016." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1FS2OF-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (09/02/2018) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 0,29 por cento em janeiro depois de ter subido 0,44 por cento em dezembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira .

A leitura, a mais fraca para janeiro desde a criação do Plano Real em 1994 ficou abaixo até mesmo da menor projeção em pesquisa da Reuters, que apontava avanço de 0,41 por cento em janeiro sobre o mês anterior.

Com isso, o índice passou a acumular em 12 meses alta de 2,86 por cento, sobre 2,95 por cento em dezembro, indo mais abaixodo piso do meta de 4,5 por cento com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1FS1RJ-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (08/02/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 0,16% na primeira prévia de fevereiro, após ter aumentado 0,75% na primeira prévia de janeiro. A informação foi divulgada na manhã desta quinta-feira, 8, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumulou alta de 0,91% no ano, mas uma redução de 0,34% em 12 meses." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-da-fgv-fica-em-016-na-1a-previa-de-fevereiro-ante-075-na-1a-de-janeiro/







JUROS e INFLAÇÃO - (08/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,70 por cento na primeira quadrissemana de fevereiro, contra 0,69 por cento em janeiro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-tem-alta-de-070-na-1a-previa-de-fevereiro-diz-fgv/







JUROS e INFLAÇÃO - (08/02/2018) - Comunicando.

"Com inflação sob controle e a atividade econômica ainda lenta, a taxa básica de juros do Brasil caiu para o menor patamar desde que a Selic passou a ser usada como referência para a política monetária, em 1996. O Banco Central (BC) reduziu na noite desta quarta-feira, 7, a taxa Selic em 0,25 ponto porcentual, de 7% para 6,75% ao ano. Foi o 11º corte consecutivo. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,bc-reduz-selic-de-novo-e-taxa-de-juros-alcanca-minima-historica-de-6-75,70002181864







INDÚSTRIA - (08/02/2018) - Melhora, mas ainda não é consistente.

"A demanda interna por bens industriais voltou a crescer no País no último mês de 2017, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente (CA) de Bens Industriais avançou 2,4% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal.

O indicador é obtido pela soma das importações de bens industriais e da produção industrial brasileira, excluídas as exportações. Entre os componentes do consumo aparente, a produção doméstica excluídas as exportações cresceu 2,1% em dezembro em relação a novembro. As importações de bens industriais aumentaram 2,2%.

O Indicador Ipea de Consumo Aparente acumulou uma alta de 4,2% no ano de 2017. O indicador avançou ainda na comparação interanual, com elevação de 9,7% em dezembro de 2017 ante dezembro de 2016. Na passagem do terceiro trimestre para o quarto trimestre do ano passado, o crescimento foi de 2,9%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/demanda-interna-por-bens-industriais-avancou-24-em-dezembro-diz-ipea/







BANCOS e CARTÕES - (07/02/2018) - Mais concorrência, menor rentabilidade. Pode demorar, mas acredito que afetará negativamente a rentabilidade do setor no longo prazo.

"Uma comissão mista da Câmara e do Senado aprovou nesta terça-feira uma medida provisória que prevê a inclusão das plataformas eletrônicas de serviços financeiros, as fintechs, como agentes repassadoras de microcrédito." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1FQ396-OBRBS







FOCUS - (06/02/2018) - Comunicando.

"Os economistas consultados pelo Banco Central para a pesquisa semanal Focus voltaram a elevar as estimativas para o crescimento da economia em 2018, para uma mediana de 2,7%. No levantamento anterior, a projeção para o PIB neste ano havia recuado para 2,66%. Para 2019, as apostas foram mantidas em alta de 3%. A estimativa para o IPCA em 12 meses teve alteração um pouco mais significativa: foi elevada de 4,01% para 4,04%. Para 2018, a mediana das projeções dos analistas sofreu um ajuste, de 3,95% para 3,94%. Para o ano que vem, as apostas para a inflação se mantiveram em 4,25%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5308433/curta







JUROS e INFLAÇÃO - (06/02/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,58 por cento em janeiro, ante elevação de 0,74 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1FQ1B2-OBRBS







MOEDAS - (06/02/2018) - Comunicando.

"A criptomoeda bitcoin continuou sua trajetória de queda nesta segunda-feira, recuando 12,19% e passando a valer 7.188 dólares no fechamento desta edição. Com a queda, a moeda voltou ao patamar que detinha em novembro do ano passado, perdendo os ganhos dos últimos três meses. A queda desta segunda-feira é a mais nova reação do mercado ao crescente medo de regulação. Durante o fim de semana, um documento veiculado pelo Banco Popular da China afirmava que “para prevenir riscos financeiros, a China vai remover todas as plataformas, nacionais e internacionais, relacionadas a trocas de moedas digitais e ICO [oferta pública de moeda]”. A notícia é só o mais novo capítulo de uma série de ofensivas que a China já tomou contra corretoras e mineradoras. Outros países, como Rússia, Índia e Coreia do Sul, também anunciaram medidas para regular as criptomoedas. Outras moedas também caíram, como o ethereum, 12,99%, o litecoin, 8,91%, e o bitcoin cash, 19,67%, — o mercado de criptomoedas já perdeu 830 bilhões de dólares em valor neste ano, 50% desde o pico mais alto de 2018." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/bitcoin-em-queda-livre-venda-de-carros-sobe-23/







CUIDADO - (06/02/2018) - Cuidado porque devido aos QE´s dos EUA, Zona do Euro e do Japão, temos bolhas para todos os lados inflando.

"Os índices acionários americanos Dow Jones e S&P 500 apagaram todos os ganhos registrados neste ano ao despencarem mais de 4% nesta segunda-feira, 5, à medida que investidores monitoraram as chances de uma aceleração na alta de juros nos Estados Unidos e a possibilidade de uma nova paralisação do governo de Donald Trump.

O Dow Jones sofreu a maior perda diária em pontos da história, ao ceder 4,60%, aos 24.345,75 pontos. O S&P 500 recuou 4,10%, aos 2.648,94 pontos e o Nasdaq fechou na mínima do dia, em baixa de 3,78%, aos 6.967,53 pontos. Ao longo do pregão, o Dow Jones chegou a mergulhar mais de 6%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/em-ny-dow-jones-chega-a-cair-mais-de-6-e-tem-pior-dia-da-historia/







BRASIL - (06/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) de Serviços do Brasil subiu de 47,4 pontos em dezembro para 50 pontos em janeiro, informou a IHS Markit nesta segunda-feira, 5. Dessa maneira, o PMI Consolidado atingiu 50,7 pontos no primeiro mês de 2018 depois de alcançar 48,8 pontos em dezembro.

O indicador da indústria caiu no mês, de 52,4 pontos para 51,2 pontos, permanecendo acima dos 50 pontos, que é o limite entre contração e expansão da atividade na metodologia da IHS Markit. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pmi-composto-avanca-para-507-pontos-em-janeiro-revela-ihs-markit/







BANCOS e CARTÕES - (06/02/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor mostrou crescimento de 1,6% em janeiro na avaliação mensal com ajuste sazonal, informou a Boa Vista SCPC com base em seus dados nacionais, nesta segunda-feira (5).

No acumulado de 12 meses -- fevereiro de 2017 até janeiro de 2018 frente aos 12 meses antecedentes --, o indicador sofreu queda de 3,8%. Na comparação com janeiro de 2017, a queda foi ainda mais expressiva: 6,2%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5307267/inadimplencia-do-consumidor-sobe-em-janeiro-diz-boa-vista-scpc







BRASIL - (06/02/2018) - Se a reforma da previdência não sair, a nota de crédito do Brasil piorará e não será pouco..

"A Fitch divulgou relatório nesta segunda-feira em que afirmou que as reformas estruturais continuam essenciais para reduzir os desequilíbrios fiscais no Brasil, apesar da queda do déficit orçamentário. No ano passado, o resultado primário ficou melhor do que a expectativa do governo e o déficit nominal caiu para 7,8% do PIB, de quase 9% em 2016, destacou a Fitch." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5307877/reformas-estruturais-continuam-essenciais-para-o-brasil-afirma-fitch







MOEDAS - (06/02/2018) - E segue o medo do estouro da bolha.

"Bancos no Reino Unido e nos Estados Unidos proibiram o uso de cartões de crédito para compra de bitcoin e outras criptomoedas, temendo que uma queda no valor delas deixará os clientes incapazes de pagarem suas dívidas." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/bancos-proibem-compra-de-criptomoedas-com-cartoes-de-credito/







BRASIL - (05/02/2018) - Se for verdade é uma PÉSSIMA notícia.

"Sem previsão de que o governo conseguirá os votos necessários para aprovar a reforma da Previdência, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende engavetar o projeto e transferir o ônus da derrota para o Palácio do Planalto." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/02/maia-quer-engavetar-texto-da-reforma-da-previdencia.shtml







JUROS e INFLAÇÃO - (05/02/2018) - Comunicando.

"A euforia vista nos mercados financeiros logo após o julgamento do ex-presidente Lula, que confirmou sua condenação, não influenciou as expectativas para o rumo da política monetária. No mercado futuro de juros, os investidores ampliaram as fichas na aposta de que o BC ainda poderá estender o corte da taxa básica para além de fevereiro. Mas, entre os economistas, esse evento não alterou os cenários e a maioria espera que o Copom encerre, na reunião desta semana, o ciclo de alívio monetário iniciado em outubro de 2016. Será a 11ª baixa seguida da Selic." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5305837/mercado-ve-fim-de-queda-da-selic







INDÚSTRIA - (05/02/2018) - Comunicando.

"A atividade dos fabricantes de bens de capital parece ter deixado a crise para trás e, finalmente, está em recuperação disseminada, o que reforça a perspectiva de reação mais consistente dos investimentos produtivos este ano. Segundo análise da Tendências Consultoria, a produção de itens como máquinas, equipamentos e caminhões cresceu 37,2% em dezembro, na comparação com o pior momento do setor, que foi registrado entre o quarto trimestre de 2015 e o primeiro de 2016." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5306077/producao-de-bens-de-capital-supera-crise-e-sobe-37







ALERTA - (05/02/2018) - Quando precisa ficar falando que não tem bolha é um sinal de alerta.

"A presidente do Federal Reserve (Fed) americano, Janet Yellen, disse nesta sexta-feira que não há uma “bolha” nos mercados financeiros, ao mesmo tempo em que encorajou os investidores de seu país a permanecerem “cautelosos”. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/janet-yellen-diz-que-nao-ha-bolha-nos-mercados-financeiros/







ALERTA - (05/02/2018) - CUIDADO.

"Bolsas da Europa fecham em queda com percepção sobre aperto monetário de BCs. As bolsas da Europa encerraram o pregão desta sexta-feira, 2, em quedas fortes, pressionadas pela percepção dos investidores de que o aperto monetário dos principais banco centrais, especialmente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA). Balanços corporativos piores do que o previsto também alimentaram a onda vendedora. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bolsas-da-europa-fecham-em-queda-com-percepcao-sobre-aperto-monetario-de-bcs/







JUROS e INFLAÇÃO - (05/02/2018) - Comunicando.

"A inflação na cidade de São Paulo, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), ficou em 0,46% em janeiro, após marcar 0,52% na terceira prévia do mês e 0,55% em dezembro de 2017." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5302869/ipc-fipe-desacelera-alta-em-janeiro-para-046







BANCOS e CARTÕES - (05/02/2018) - Comunicando.

"Os pedidos de falência das empresas caíram 29,2% em janeiro na comparação com dezembro de 2017, segundo os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Já as falências decretadas subiram 54,2%, os pedidos de recuperação judicial tiveram elevação de 31,8% e as solicitações de recuperação judicial deferidas cresceram 32,3%.

Em 12 meses até janeiro, houve queda de 19% nos pedidos de falência. Os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas também recuaram, 20,2% e 17,8%, respectivamente. Por outro lado, as falências decretadas subiram 54,2%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pedidos-de-falencias-de-empresas-cairam-29-em-janeiro-aponta-scpc,70002175204







JUROS e INFLAÇÃO - (05/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,46% em janeiro, desacelerando ante o aumento de 0,55% verificado em dezembro e também em relação ao avanço de 0,52% registrado na terceira quadrissemana do mês passado." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-046-em-janeiro-abaixo-das-projecoes/







MOEDAS - (02/02/2018) - Comunicando.

"A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,768 bilhões em janeiro, informou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. O saldo positivo subiu 2,1% pelo conceito de média diária em relação ao primeiro mês de 2017 e é o mais elevado para janeiro desde 2006. Em relação a janeiro de 2017, as exportações de manufaturados cresceram 23,6%, de básicos, 11,2%, e, de semimanufaturados, 1,1%. Na comparação com igual período do ano passado, o crescimento foi de 12,9% nas quantidades e de 0,81% nos valores exportados." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5300269/balanca-comercial-tem-superavit-de-us-2768-bilhoes-em-janeiro







INDÚSTRIA - (02/02/2018) - Vai ficar mais difícil o setor crescer a partir de agora.

"As importações de automóveis para passageiros saltaram 58 por cento em janeiro sobre igual mês do ano passado, a 272 milhões de dólares, num movimento que pode guardar reflexo com o fim do Inovar Auto, divulgou o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) nesta quinta-feira." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/com-fim-de-inovar-auto-importacoes-de-veiculos-saltam-58/







INDÚSTRIA - (02/02/2018) - Positivo.

"A produção industrial brasileira encerrou 2017 com crescimento de 2,5%, após três anos de perdas. Em 2016, houve recuo de 6,4%, seguindo baixa de 8,3% em 2015 e de 3% em 2014. Somente em dezembro de 2017, a indústria avançou 2,8% perante o mês anterior, a maior alta desde junho de 2013 (3,5%). Perante dezembro de 2016, a produção industrial teve alta de 4,3%, a oitava taxa positiva seguida nesse tipo de comparativo." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5299179/ibge-producao-industrial-cresce-25-em-2017-apos-tres-anos-de-queda







JUROS e INFLAÇÃO - (02/02/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 0,69 por cento em janeiro depois de ter avançado 0,21 por cento em dezembro, pressionado pelos preços de educação e alimentos, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Na terceira quadrissemana do mês, o indicador havia subido 0,59 por cento." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-acelera-alta-em-janeiro-puxado-por-educacao-e-alimentos/







INDÚSTRIA - (02/02/2018) - Comunicando.

"O IHS Markit informou que o PMI da indústria brasileira enfraqueceu a 51,2 em janeiro, sobre 52,4 em dezembro, menor patamar desde setembro passado. " (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/pmi-industrial-do-brasil-desacelera-em-janeiro/







BANCOS e CARTÕES - (01/02/2018) - Comunicando.

"O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) disse que pretende instaurar e presidir uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar os juros cobrados pelas operadoras de cartão de crédito. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5297099/senador-quer-criar-cpi-para-investigar-juros-dos-cartoes-de-credito







INDÚSTRIA - (01/02/2018) - Comunicando.

"A venda de veículos novos no Brasil cresceu 22,9% no resultado parcial de janeiro até o dia 29 em comparação com igual período de 2017, disse nesta quarta-feira, 31, o vice-presidente da Ford para a América do Sul e vice-presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Rogelio Golfarb." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/mercado-de-veiculos-novos-cresceu-229-em-janeiro/







INDÚSTRIA - (01/02/2018) - Comunicando.

"O indicador de nível de atividade (INA) da indústria paulista reverteu três anos consecutivos em queda e fechou 2017 com alta de 3,5%, “impulsionado pelo total de vendas reais, que subiram 7,1% no período, estimuladas pelo aumento da produção física da indústria paulista”, explicaram em nota a Federação e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). “Nos fechamentos de 2014, 2015 e 2016, o recuo do INA foi de -6%, -6,2% e -8,9%, respectivamente. Nesse período, o indicador acumulou perda de cerca de 20%”, explica a nota. As entidades ainda estimam que, no período, a produção física paulista cresceu 3,3%.

Já na avaliação mensal, o INA subiu 1,4% em dezembro ante novembro, na série com ajuste sazonal. Sem ajuste sazonal, o indicador registrou queda de 13,9% em dezembro ante novembro, porém avançou 5,7% em relação ao verificado em dezembro de 2016.

Em relação ao uso da capacidade instalada, o nível médio de utilização em dezembro com ajuste sazonal ficou em 75,7%, o que representa ligeira alta em relação a novembro (75,6%). O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) em dezembro de 2016 estava em 75,6% na medida com ajuste sazonal." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/apos-3-anos-de-queda-atividade-da-industria-de-sp-avanca-35-em-2017-diz-fiesp/







MOEDAS - (01/02/2018) - Comunicando.

"Depois de encerrar 2017 com entradas líquidas de US$ 625 milhões, o País registra fluxo cambial positivo de US$ 4,542 bilhões em janeiro até o dia 26, informou nesta o Banco Central. O canal financeiro apresentou entradas líquidas de US$ 3,361 bilhões no período. No comércio exterior, o saldo de janeiro até o dia 26 é positivo em US$ 1,181 bilhão.

O fluxo cambial da semana de 22 a 26 de janeiro ficou positivo em US$ 121 milhões, informou o Banco Central. O canal financeiro apresentou saída líquida de dólares na semana de US$ 2,094 bilhões. No comércio exterior, o saldo na semana passada ficou positivo em US$ 2,215 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/entrada-de-dolares-supera-saida-em-us-4542-bi-no-ano-ate-26-de-janeiro-diz-bc/







BANCOS e CARTÕES - (01/02/2018) - Comunicando.

"As empresas inadimplentes cresceram 5,35% em 2017, com alta de 0,34% em relação a 2016, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). As dívidas em atraso tiveram alta de 3,64% na comparação anual." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/numero-de-empresas-inadimplentes-cresce-535-em-2017-diz-spc/







MOEDAS - (31/01/2018) - Comunicando.

"O Facebook disse nesta terça-feira (30) que irá banir anúncios publicitários que promovam produtos financeiros e serviços atrelados a criptomoedas, assim como ofertas iniciais de moedas.

"Nós criamos uma nova política que proíbe anúncios que promovam produtos financeiros e serviços que são frequentemente associados com práticas promocionais enganosas e ilusórias, como opções binárias, ofertas iniciais de moedas e criptomoedas", afirmou o diretor de produtos do Facebook Rob Leathern. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/01/1954674-facebook-vai-banir-anuncios-relacionados-a-criptomoedas.shtml







BRASIL - (31/01/2018) - Comunicando.

"A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,8% no quarto trimestre de 2017, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta quarta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em igual período de 2016, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,0%. No trimestre até novembro, o resultado ficou também em 12,0%." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,taxa-de-desemprego-no-pais-fica-em-11-8-em-dezembro-aponta-ibge,70002172288







BANCOS e CARTÕES - (31/01/2018) - Comunicando.

"O porcentual de brasileiros endividados diminuiu na passagem do ano, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A proporção de famílias com contas a pagar recuou de 62,2% em dezembro de 2017 para 61,3% em janeiro de 2018, de acordo com os dados da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). Em relação a janeiro do ano passado, porém, houve um aumento de 2,6 pontos porcentuais na fatia de endividados." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/endividamento-das-familias-diminui-em-janeiro-aponta-cnc/







BRASIL - (31/01/2018) - Investimento governamental e empréstimos do BNDES devem seguir em baixa este ano dificultando a retomada do crescimento econômico.

"Após ouvir o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmar em palestra que o cumprimento da regra de ouro está resolvido para 2018, mas não para 2019, o diretor financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Thadeu de Freitas, admitiu que a instituição de fomento poderá devolver neste ano tanto os R$ 130 bilhões da dívida com o Tesouro Nacional quanto cerca de R$ 20 bilhões ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT)... Questionado se o BNDES teria como devolver R$ 130 bilhões ao Tesouro e mais R$ 20 bilhões, ao FAT, somando R$ 150 bilhões, Freitas respondeu: “O banco tem condições, mas ficará com o caixa muito baixo.”" (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bndes-vai-devolver-r-130-bi-este-ano-diz-diretor/







MOEDAS - (31/01/2018) - Comunicando.

""O bitcoin e outras criptomoedas representam a mãe de todas as bolhas", diz Roubini

Os serviços financeiros estão passando por uma grande revolução. Mas engana-se quem acha que a liderança deste movimento está com o blockchain ou o bitcoin. A revolução está sendo construída pela inteligência artificial, big data e a internet de coisas. Essa é a visão de Nouriel Roubini, economista que previu a crise de 2008 e conhecido como "Dr. Doom" por suas projeções apocalípticas.

Em um artigo publicado na plataforma Project Syndicate, o economista defende que o único uso real das moedas digitais é "facilitar atividades ilegais, como tráfico de drogas, evasão fiscal, fuga ao controle de capitais e lavagem de dinheiro"." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7237522/bitcoin-outras-criptomoedas-representam-mae-todas-bolhas-diz-roubini







MOEDAS - (30/01/2018) - Comunicando.

"Com a crescente adesão ao bitcoin no mundo todo, diversos países têm aumentado os debates sobre uma regulação para o mercado de criptomoedas, e a nova tendência é a discussão sobre leis globais para as chamadas moedas digitais. Segundo o Financial Times, os líderes das maiores economias do mundo planejam discutir um estrutura regulatória na próxima conferência do G20, em março." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7235243/lideres-das-maiores-economias-vao-discutir-uma-regulacao-global-para







BANCOS e CARTÕES - (30/01/2018) - Comunicando.

"O colegiado da CVM, órgão regulador do mercado de capitais brasileiro, votou por maioria para que a securitizadora paranaense Barigui leve adiante uma oferta de CRI (Certificados de Recebíveis Imobiliários) que tem como lastro empréstimos com imóveis de garantia, o chamado home equity.

A decisão inédita, anunciada na semana passada, foi bem recebida por especialistas, que esperam que isso possibilite às securitizadoras e bancos levantarem mais recursos para emprestar, ampliando a oferta de crédito no país. A expectativa é que a decisão também dê um impulso ao crédito com imóvel de garantia." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/decisao-da-cvm-deve-impulsionar-credito-com-imovel-de-garantia/







INDÚSTRIA - (30/01/2018) - Comunicando.

"A produção industrial brasileira voltou a registrar crescimento no último mês do ano passado, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Produção Industrial prevê um avanço de 0,2% em dezembro de 2017 ante novembro do mesmo ano. Como resultado, o setor industrial acumulou uma expansão de 2,5% no ano passado. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-cresceu-25-em-2017-diz-ipea/







BANCOS e CARTÕES - (30/01/2018) - Comunicando.

"O endividamento das famílias brasileiras com o sistema financeiro ficou em 41% em novembro, o mesmo porcentual registrado em outubro, informou nesta segunda-feira, 29, o Banco Central, que divulgou a Nota de Política Monetária e Operações de Crédito de dezembro à imprensa. Se forem descontadas as dívidas imobiliárias, o endividamento manteve-se em 23% no período.

Segundo o BC, o comprometimento de renda das famílias com o Sistema Financeiro Nacional (SFN) ficou estável em 20% de outubro para novembro. Descontados os empréstimos imobiliários, o comprometimento da renda foi de 17,6% para 17,5% no período." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/endividamento-das-familias-fica-em-41-em-novembro-diz-bc/







FOCUS - (29/01/2018) - Comunicando.

"Em 2018, as expectativas para o crescimento brasileiro passaram de 2,66%, contra 2,70% apontados na semana anterior, ao passo que para 2019 o mercado revisou projeções de 2,99% para 3%. Do lado do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), as apostas são que o indicador encerre este ano em 3,95% e o seguinte em 4,25%. Já para a Selic, as expectativas são de 6,75% para 2018 e 8% no próximo ano." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7234053/economistas-reduzem-projecao-para-crescimento-pib-2018-mostra







MOEDAS - (29/01/2018) - Comunicando.

"O déficit na balança de serviços, que aumentou, 11,2% em 2017, deve ter nova alta este ano, sob influência da melhora do desempenho da atividade econômica e do atual nível do câmbio. Segundo economistas, a piora prevista, ainda que modesta, tende a ser influenciada principalmente pela conta de viagens ao exterior, que também foi responsável por parte relevante do saldo negativo registrado no ano passado. A expectativa de analistas ouvidos pelo Valor é que a diferença entre o que o Brasil gastou e recebeu nas transações internacionais relativas a serviços fique entre US$ 35,5 bilhões e US$ 38 bilhões em 2018, ante US$ 33,851 bilhões no ano anterior." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5287333/melhora-na-atividade-e-cambio-devem-elevar-o-deficit-na-balanca-de-servicos







BANCOS e CARTÕES - (29/01/2018) - Isso poderá ser útil as administradoras de cartões aumentando a sua receita, mas acredito que para o logista não será tão bom.

"O setor de cartões apresentou ao Banco Central (BC) no início deste mês uma proposta para substituir a modalidade conhecida como "parcelado sem juros" dos cartões de crédito por um modelo de crediário a ser oferecido ao consumidor. A mudança viria acompanhada de uma redução no prazo de pagamento aos lojistas, apurou o Valor com duas fontes a par do assunto.

O banco pagaria o lojista em até cinco dias após a operação (D+5) e assumiria o risco. Prestações e despesas com juros ficariam visíveis para o cliente na maquininha do cartão no ato da compra.

No modelo atual, a decisão de oferecer o parcelamento, e com que prazo, é do lojista. O varejista recebe a primeira parcela após 30 dias e o consumidor vai pagando as demais na fatura do cartão.
Segundo dados da Abecs, associação das empresas do setor de cartões, o parcelado representa 55% das transações com cartão de crédito no país." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5287067/setor-de-cartoes-propoe-acabar-com-o-parcelado-sem-juros







BRASIL - (29/01/2018) - Comunicando.

"O País encerrou o ano de 2017 com fechamento líquido de 20.832 vagas de emprego formal, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira, 26. O resultado, embora negativo, é melhor do que os apresentados em 2015 e em 2016, quando o mercado de trabalho sofreu com a recessão econômica e mais de 2,8 milhões de vagas com carteira assinada foram fechadas. Em dezembro, foram fechadas 328.539 vagas.

" (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pais-fecha-20832-vagas-de-trabalho-formal-em-2017-aponta-caged,70002166551







MOEDAS - (29/01/2018) - Comunicando.

"Uma das maiores bolsas de criptomoedas do Japão, a Coincheck afirmou que cerca de US$ 532 milhões (pouco menos de R$ 1,7 bilhão) em tokens NEM foram perdidos depois que as moedas foram retiradas "ilicitamente" de seus sistema, assustando os investidores do país, que é considerado uma referência na regulamentação de moedas digitais." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7233970/exchange-japonesa-perde-bilhao-maior-roubo-criptomoedas-historia







BANCOS e CARTÕES - (29/01/2018) - Pelo visto o aumento dos bancos digitais podem provocar uma redução de crescimento ou até queda na receita de tarifas.

"Depois de dois anos de gestação, o Bradesco lançou, em 2017, o banco digital Next. Responsável pelo projeto e um dos principais cotados para assumir a presidência do Bradesco a partir de fevereiro, o executivo Maurício Minas disse que, diante da concorrência no segmento, o projeto deverá sofrer ajustes.

Apesar de o banco inicialmente ter insistido na cobrança de tarifas, Minas diz que, já nas próximas semanas, uma versão grátis do Next deverá ser lançada." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/negocios/banco-digital-do-bradesco-tera-versao-sem-tarifa-diz-executivo/







BRASIL - (26/01/2018) - Positivo.

"A reação positiva dos mercados à condenação do ex-presidente Lula se estendeu ontem, feriado em São Paulo, para os ativos brasileiros negociados no exterior. O risco país, medido pelo contrato de cinco anos de CDS ("credit default swap"), recuou a 144 pontos, o menor nível desde 2014, quando o país tinha o chamado grau de investimento das agências de rating. Os recibos de ações brasileiras negociados nos EUA (ADRs) tiveram alta generalizada, com destaque para a valorização de 1,4% dos preferenciais da Petrobras e de 6,3% dos da Eletrobras." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5283251/rali-continua-no-exterior-e-cds-cai-144-pontos







BANCOS e CARTÕES - (26/01/2018) - Comunicando.

"O Banco Central estabeleceu como uma de suas metas o aumento do uso de meios eletrônicos de pagamentos no Brasil. De acordo com o presidente da instituição, Ilan Goldfajn, isso passará pela redução no custo das operações com cartões de débito, o que já está sendo discutido entre o BC e as entidades que representam as empresas de cartões e o varejo. O objetivo é baratear o custo do sistema – inclusive para o consumidor – e diminuir a quantidade de dinheiro em espécie que circula no País." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/bc-quer-custo-menor-no-uso-do-cartao-de-debito/







BRASIL - (26/01/2018) - Mais uma etapa apenas, mas a notícia é positiva para o Brasil, pois mostra que a impunidade pode estar acabando no país.

"Victor Santos Laus, o último desembargador da 8ª turma do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF4) a votar no julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reforçou a condenação proferida pelo relator, Gebran Neto, e pelo revisor, Leandro Paulsen. Assim, Lula foi condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão em regime fechado. Com a derrota, o ex-presidente também cai na Lei de Ficha Limpa, o que pode torná-lo inelegível para as Eleições de 2018. Isso porque, com 3 a 0 no placar do TRF4, o jogo na segunda instância acabou para Lula. Apesar de ainda poder entrar com alguns recursos na segunda instância, como embargos de declaração, nenhum tem o poder de efeito suspensivo sobre a decisão." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/lula-e-condenado-12-anos-e-1-mes/







INDÚSTRIA - (26/01/2018) - Produção caiu em relação a novembro, demissões continuam no setor e utilização da capacidade segue bem baixa. Resumindo, setor industrial segue ruim

"O índice que mede o crescimento da produção em relação ao mês anterior ficou em 42,4 pontos em dezembro. O indicador vai de zero a 100 e valores acima de 50 indicam crescimento da produção frente ao mês anterior. Embora o número de novembro tenha sido maior, 50,5 pontos, é a melhor pontuação para o último mês do ano desde os 42,6 marcados em 2011, segundo o relatório da pesquisa divulgado pela CNI.

Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 47,6 pontos no último mês, ante 49 pontos em novembro.

O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) caiu para 64% no mês passado ante resultado de 68% em novembro. O indicador relativo à utilização de capacidade efetivo-usual, que considera o UCI comum para o mês, fechou dezembro em 41,4 pontos, frente a 43,6 pontos em novembro.

O índice de evolução de mercadorias estocadas foi de 46,4 pontos no último mês. Em novembro, esse indicador foi de 48,9 pontos. Esse resultado fez com que o indicador de estoques planejados passasse para 49,5 pontos, ante 49,8 pontos em novembro." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/producao-da-industria-tem-melhor-dezembro-desde-2011-aponta-cni.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (24/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) avançou 0,59 por cento na terceira quadrissemana de janeiro, após alta de 0,47 por cento na segunda leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1FC135-OBRBS







BRASIL - (23/01/2018) - Comunicando.

"O Brasil encerrou 2017 com mais demissões do que contratações, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) que serão divulgados pelo governo nos próximos dias.

Em dezembro, o saldo de emprego formal ficou negativo em 328.539 vagas, de acordo com informações obtidas pela Folha.

Com o fechamento desses postos de trabalho, o ano de 2017 acumula um resultado negativo de 28 mil vagas, de acordo com relatório produzido pelo Ministério do Trabalho. De janeiro a novembro, o Caged acumulava um saldo positivo de 299.635, segundo dados ajustados. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/01/1952477-brasil-fecha-328-mil-vagas-de-emprego-em-dezembro-e-encerra-2017-negativo.shtml







BRASIL - (22/01/2018) - Ruim mas esperado.

"Um eventual rebaixamento da nota soberana do Brasil pela Moody’s “certamente é um possível resultado” depois da missão da agência internacional de rating ao País que ocorrerá ainda no primeiro trimestre, afirmou Samar Maziad, vice-presidente da Moody’s. O rating do Brasil é Ba2, com perspectiva negativa, e se cair irá para Ba3. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,chances-de-reformar-previdencia-pioraram-diz-executiva-da-moodys,70002157961







BANCOS e CARTÕES - (22/01/2018) - Comunicando.

"No radar do setor, a companhia brasileira de processamento de cartões de crédito Stone estaria planejando realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO) em Nova York no segundo semestre deste ano, diz a Reuters, citando três fontes. A Stone Pagamentos discutiu com bancos de investimento uma operação pela qual levantaria recursos e alguns de seus acionistas venderiam parte de suas participações. A companhia ainda não contratou assessores financeiros. A Stone não comentou imediatamente, segundo a Reuters" (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7220422/braskem-salta-com-noticia-novo-acordo-acionistas-ccr-sobe-apos







JUROS e INFLAÇÃO - (18/01/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) registrou alta de 0,82 por cento na segunda prévia de janeiro, ante 0,88 por cento na segunda leitura do mês anterior, de acordo com os dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1F715M-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (18/01/2018) - Comunicando.

"Grandes bancos no Brasil sugeriram mudanças no cheque especial para redução de taxas de juros, sugerindo que os clientes que usam excessivamente essa linha transfiram dívidas para produtos mais baratos.

A transferência de dívidas do cheque especial para outras linhas não seria obrigatória, mas teria que ter adesão voluntária dos clientes, disseram as fontes, pedindo anonimato porque as discussões não são públicas." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/bancos-sugerem-transferencia-de-dividas-do-cheque-especial/







INDÚSTRIA - (18/01/2018) - Situação ainda piorando na indústria.

"O nível de emprego na indústria paulista recuou 1,62% em 2017 na comparação com o ano anterior, informou o Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon) da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp e Ciesp). Apesar da queda, a Fiesp pontua que, no ano passado, houve o menor número de vagas fechadas (35 mil) desde 2011, quando o saldo líquido ficou negativo em 1,5 mil postos de trabalho.

Em dezembro, a indústria paulista demitiu 33 mil empregados, representando um recuo de 0,03% ante novembro, na série com ajuste sazonal. Sem ajuste, o declínio foi de 1,53%. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/industria-de-sp-demite-33-mil-em-dezembro-emprego-recua-162-em-2017-diz-fiesp/







BANCOS e CARTÕES - (17/01/2018) - Comunicando.

"Pressionados pelo governo, os bancos assumiram o compromisso de adotar novas regras para o cheque especial com objetivo de reduzir os juros aos clientes." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/bc-pressiona-bancos-por-juros-menores-no-cheque-especial/







JUROS e INFLAÇÃO - (17/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,49% na segunda quadrissemana de janeiro, desacelerando em relação ao aumento de 0,55% observado na primeira quadrissemana do mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-049-na-2a-quadrissemana-de-janeiro/







BRASIL - (16/01/2018) - Negativo, mas já esperado.

"Quatro dias após a Standard & Poor's rebaixar a nota de crédito do Brasil de BB para BB-, a agência de classificação de risco Moody's divulgou, nesta segunda-feira (15), um relatório afirmando que o país não deve conseguir cumprir a chamada "regra de ouro" da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que pressionaria sua situação fiscal e rating." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7208339/apos-downgrade-moody-diz-que-brasil-fracassou-conter-despesas-descumprira







BRASIL - (15/01/2018) - Comunicando.

"O volume de serviços avançou 1 por cento em novembro na comparação com outubro, maior avanço mensal desde junho passado (+1,3 por cento), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1F11BF-OBRBS







BRASIL - (15/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), registrou crescimento de 0,49 por cento em novembro na comparação com outubro, informou o BC nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1F417Q-OBRBS







FOCUS - (15/01/2018) - Comunicando.

"De acordo com o relatório Focus, divulgado pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (15), as expectativas dos especialistas consultados para o PIB (Produto Interno Bruto) tiveram leve avanço de 1 ponto-base, para crescimento de 2,70%, ao passo que as projeções para a inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e para a Selic se mantiveram em 3,95% e 6,75%, respectivamente.

Já para 2019, a mediana das expectativas para IPCA, PIB e câmbio continuaram as mesmas de uma semana atrás: 4,25%, 2,80% e R$ 3,40, respectivamente. Apenas as projeções para a Selic sofreram alteração, voltando ao patamar de 8% após apontarem para 8,13% na pesquisa anterior." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7207486/economistas-elevam-projecao-para-pib-2018-mantem-aposta-corte-juros







ALERTA - (15/01/2018) - Cuidado pois em minha opinião está se formando uma bolha no mundo inteiro devido ao baixo juros nos países desenvolvidos.

"Os sucessivos recordes batidos pela Bolsa brasileira desde 2017 não carregam indícios de formação de bolha no país, na avaliação de analistas, mas exigem que o investidor tenha cuidado ao entrar no mercado e sangue-frio para tolerar eventuais baixas. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/01/1950411-analistas-descartam-bolha-na-bolsa-de-sp-mas-sugerem-cautela.shtml







BRASIL - (12/01/2018) - Comunicando.

"Após semanas de boatos e expectativa, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s cortou o rating do Brasil nesta quinta-feira (11), de 'BB' para 'BB-', citando a demora na aprovação de reformas que levem ao equilíbrio fiscal e o aparente desinteresse da classe política em promovê-las. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7204391/rating-rebaixa-brasil-para-fala-demora-para-aprovacao-reformas







INDÚSTRIA - (12/01/2018) - Comunicando.

"A produção industrial em São Paulo subiu 0,7% em novembro ante outubro, acima da média do País no mesmo mês, que foi de 0,2% na mesma comparação, e 7,1% contra igual mês de 2016, informou nesta quinta-feira, 11, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No ano, o Estado de São Paulo acumula alta de 3% e nos últimos doze meses terminados em novembro, de 2,7%.

" (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,producao-industrial-em-sp-sobe-0-7-em-novembro-acima-da-media-do-pais,70002146894







BANCOS e CARTÕES - (12/01/2018) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 3,5% em 2017, de acordo com os dados nacionais da Boa Vista SCPC. Em dezembro ante novembro, o recuo foi de 4,5%, com ajuste sazonal. Na comparação com igual mês de 2016, o indicador caiu 6%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inadimplencia-do-consumidor-cai-35-em-2017-diz-boa-vista-scpc/







JUROS e INFLAÇÃO - (11/01/2018) - Ruim para aplicações em renda variável, mas ainda é cedo para jugar.

"Banco Central nao se compromete com um novo corte de juros. Aumento da inflação em dezembro pode fazer a instituição repensar estratégia do Copom de reduzir a Selic." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/temer-faz-apoio-a-alckmin-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BRASIL - (10/01/2018) - Comunicando.

"Banco Mundial prevê alta de 2% no PIB do Brasil em 2018. Já a projeção para o PIB mundial subiu de 2,9% para 3,1%. Para 2019, ocorreu leve aumento de 2,9% para 3,0%. Para 2020, a previsão é de expansão de 2,9%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/maia-versus-meirelles-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (10/01/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) terminou 2017 com deflação pela primeira vez em 8 anos, diante da queda dos preços dos produtos agropecuários no atacado e dos alimentos no varejo. Os dados divulgados nesta terça-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV) mostram que o indicador fechou o ano passado com recuo acumulado de 0,42 por cento, após alta de 7,18 em 2016. A última vez que o IGP-DI havia apresentado queda foi em 2009, de 1,43 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EY1ML-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (10/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,55% na primeira quadrissemana de janeiro, repetindo a variação observada em dezembro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Na primeira leitura deste mês, ganharam força os grupos Alimentação (de 0,31% em dezembro para 0,57% na primeira quadrissemana de janeiro), Transportes (de 0,76% para 0,84%), Saúde (de 0,45% para 0,58%) e Educação (de 0,08% para 0,64%)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-055-na-1a-quadrissemana-de-janeiro/







BRASIL - (10/01/2018) - Positivo.

"Os pedidos de falência no Brasil em 2017 caíram 18,2% ante 2016, enquanto os de recuperação judicial recuaram 23,7% na mesma base, em sinal de retomada da atividade econômica após dois anos de recessão, mostraram dados da Boa Vista Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) divulgados nesta terça-feira (9).

As falências efetivamente decretadas, no entanto, subiram 2,9% na comparação anual, e as recuperações deferidas caíram 18,9% no período. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/01/1949102-com-recuperacao-economica-pedidos-de-falencia-caem-18-em-2017.shtml







BRASIL - (10/01/2018) - Preparem-se para mais um rebaixamento de nota do país.

"O Brasil é o país da América Latina com estrutura de gastos públicos mais engessada, por conta da elevada participação de despesas obrigatórias, ou seja, vinculadas à Constituição, no Orçamento federal, revela estudo da agência de classificação de risco Moody's Investors Service, divulgado nesta terça-feira, 9. Os analistas calcularam um índice que leva em conta a rigidez do Orçamento e o Brasil ficou em último lugar na região, com cerca de 90% das despesas atreladas a leis. Equador, Peru e Nicarágua são os mercados latinos com estrutura mais flexível.

A elevada rigidez do Orçamento dificulta o corte de gastos públicos e é um complicador para o ajuste fiscal, ressalta a análise da Moody's. Nos países com orçamento mais flexível, as despesas obrigatórias respondem por até 50%. Gastos mandatórios respondem por mais de 80% do orçamento de países como Colômbia, Argentina e Costa Rica e chega a 90% no caso brasileiro, ressalta o relatório." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7198209/moody-estrutura-gasto-publico-brasil-complica-andamento-ajuste-fiscal







JUROS e INFLAÇÃO - (09/01/2018) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,74 por cento em dezembro, ante elevação de 0,80 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EY0Z2-OBRBS







BRASIL - (09/01/2018) - Comunicando.

"A deteriorada situação fiscal do Brasil contribui para tornar o país um dos três mercados emergentes mais frágeis, avalia o Bank of America Merrill Lynch em relatório. Preocupações sobre o cumprimento ou não da chamada "regra de ouro", norma constitucional que impede que o governo aumente a dívida para pagar gastos correntes, devem persistir ao longo do ano, ressalta o banco norte-americano." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7196432/bofa-avalia-que-situacao-fiscal-torna-brasil-dos-emergentes-mais







INDÚSTRIA - (08/01/2018) - Comunicando.

"Indústria no Brasil surpreende e cresce pelo 3º mês em novembro com demanda de fim de ano. A produção avançou 0,2 por cento em novembro na comparação com o mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Em relação ao mesmo mês de 2016, a atividade avançou 4,7 por cento por cento na produção, sétima taxa positiva." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EU13R-OBRBS







BRASIL - (05/01/2018) - Comunicando.

"O PMI de serviços do Brasil subiu a 47,4 em dezembro de 46,9 em novembro, terceiro mês seguido abaixo do nível de 50 que separa crescimento de contração." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1ET1AW-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (05/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo fechou dezembro com avanço de 0,55 por cento, acumulando alta de 2,27 por cento em 2017, com destaque para a deflação do preços de alimentos, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EU0SH-OBRBS







BRASIL - (04/01/2018) - CUIDADO, ano passado teve a maior fuga de capitais do Brasil, mas as contas foram salvas pelo enorme saldo positivo da balança comercial. Esse ano, acredito que a fuga via conta financeira continuará devido ao incremento dos juros no exterior e as incertezas com relação as reformas e a eleição. Se o preço das commodities caírem e/ou as importações brasileiras subirem mais do que o valor das exportações, a situação pode se deteriorar puxando as cotações do dólar para cima, gerando inflação e colocando as empresas endividadas em moeda estrangeira em cheque.

É importante assinalar que o governo atraiu dólares esse ano possibilitando que dinheiro de empresas e pessoas físicas pudessem ser legalizados de forma barata (repatriação) e que ano que vem dificilmente esse recurso funcionará.

"No ano passado, o superávit geral ficou em apenas 625 milhões de dólares, depois de acumular déficit de 4,252 bilhões de dólares em 2016 e saldo positivo de 9,414 bilhões de dólares em 2015.

A conta financeira --por onde passam investimentos diretos, em portfólio, entre outros-- fechou 2017 com déficit 52,299 bilhões de dólares, o maior rombo anual na série histórica do BC, que vai até 1982.

Ainda segundo o BC, a conta comercial ficou positiva em 52,924 bilhões de dólares, o melhor resultado anual desde 2007, quando o superávit ficou em 76,746 bilhões de dólares.

Apenas em dezembro, o fluxo cambial ficou deficitário em 9,331 bilhões de dólares, segundo mês consecutivo no vermelho. Na última semana de dezembro, o fluxo cambial ficou negativo em 3,099 bilhões de dólares.

No mês passado, a conta financeira teve déficit de 15,604 bilhões de dólares, o maior do ano, já que dezembro é tradicionalmente mais forte em remessas de empresas às matrizes." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1ES1A7-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (03/01/2018) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou a alta em dezembro a 0,21 por cento, contra 0,36 por cento em novembro, e terminou 2017 com avanço acumulado de 3,23 por cento, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1ER0PB-OBRBS







BRASIL - (02/01/2018) - Comunicando.

"A taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,0 por cento nos três meses até novembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EN0VU-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (02/01/2018) - Comunicando.

"O número de empresas com contas em atraso e registradas nos cadastros de devedores cresceu 3,71 por cento em novembro ante o mesmo período de 2016, puxado principalmente pelo aumento da inadimplência do setor de serviços, mostraram dados divulgados nesta sexta-feira. As altas mais expressivas da inadimplência foram registradas pelos setores de serviços, com 5,91 por cento, e comércio, com 2,30 por cento. A inadimplência na indústria, por sua vez, subiu 1,88 por cento, enquanto na agricultura recuou 1,7 por cento.

O SPC Brasil e CNDL também calculam o número de dívidas em atraso, que apontou para crescimento de 2,01 por cento em novembro ante o mesmo período de 2016." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EN18X-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (02/01/2018) - Comunicando.

"A taxa de juros prefixada chamada de "JM" para janeiro de 2018 ficou estabelecida em 4,74% ao ano. Já o fator de ajuste para o ano de 2018 que recebe a terminologia de "AK" na fórmula será de 0,57 no primeiro ano. Esse fator chegará a 1 em 2023. Os detalhes estão no comunicado 31.536 divulgado no final da manhã pelo BC." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7177223/divulga-taxa-juros-prefixada-fator-ajuste-tlp-para-janeiro







BRASIL - (28/12/2017) - Bem ruim.

"O Brasil perdeu 12.292 vagas formais de emprego em novembro, período em que os efeitos da reforma trabalhista já estavam em vigor, quebrando uma série de sete resultados positivos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta quarta-feira pelo Ministério do Trabalho... foi melhor em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram encerradas 116.747 vagas.

Dos oito setores pesquisados, sete registraram saldo negativo em novembro, com destaque para indústria da transformação (-29.006 postos), construção civil (-22.826) e agropecuária (-21.761).Apenas o comércio ficou no azul com a proximidade das festas de fim de ano, com a criação líquida de 68.602 vagas.

No acumulado de janeiro a novembro, foram abertas 299.635 vagas, na série com ajustes, contra resultado negativo de 858.333 vagas no mesmo período do ano passado.

No trimestre até outubro, a taxa de desemprego no Brasil caiu a 12,2 por cento, segundo dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, atingiu o nível mais baixo desde o final de 2016, mas com o número de desempregados ainda recuando devido à informalidade. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EL0XY-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (28/12/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) acelerou a alta a 0,89 por cento em dezembro, ante 0,52 por cento em novembro, mas encerrou 2017 com deflação de 0,52 por cento, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EM0VG-OBRBS







ALERTA - (27/12/2017) - Uma eventual alta na cotação do dólar afetaria profundamente os resultados das empresas que são fortemente devedoras em moeda estrangeira e/ou tem custos atrelados a esta como as aéreas, os frigoríficos, algumas administradoras de shoppings, as empresas elétricas, alguns bancos, as do setor de papel e celulose, as exportadoras e outras.

"Em matéria publicada na segunda-feira (25), o Wall Street Journal aponta que a possível repatriação de até US$ 400 bilhões que as companhias americanas têm fora dos Estados Unidos pode gerar uma forte alta no dólar no início de 2018. O plano do governo Donald Trump prevê fixar uma taxa de 8% a 15,5% sobre os capitais de empresas americanas que queiram repatriá-los.

O jornal explica que muitas empresas devem optar por vender ou converter em dólares seus ativos fora dos EUA. Isso deve gerar uma demanda adicional de moeda americana, pelo menos na primeira parte do ano, e este impacto deve ser ainda maior para países emergentes, incluindo o Brasil." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/cambio/noticia/7167308/prepare-evento-400-bilhoes-pode-fazer-dolar-disparar-inicio-2018







BRASIL - (26/12/2017) - Se acontecer será ruim.

"Apesar da semana mais curta, os próximos dias terão ainda alguns últimos eventos de 2017 que podem agitar bastante o mercado, com destaque para o risco de um anúncio de corte de rating do Brasil pela agência de risco Standard & Poor's." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7156805/possivel-corte-rating-desemprego-mais-eventos-que-vao-agitar-proxima







JUROS e INFLAÇÃO - (22/12/2017) - Comunicando.

"O CMN (Conselho Monetário Nacional) decidiu reduzir em 25 pontos-base a TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo) para o próximo trimestre. Com isso, as empresas que contraírem empréstimos e financiamentos no BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) pagarão juros de 6,75% ao ano até o fim de março." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7155189/conselho-monetario-reduz-tjlp-para-anuncia-valor-primeira-tlp







JUROS e INFLAÇÃO - (20/12/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,46% na segunda quadrissemana de dezembro, ganhando força em relação ao aumento de 0,39% verificado na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-046-na-2a-quadrissemana-de-dezembro/







JUROS e INFLAÇÃO - (20/12/2017) - Comunicando.

"Em novo regulamento publicado nesta terça-feira, o Banco Central definiu que o Comitê de Política Monetária (Copom), responsável pela definição da taxa básica de juros, não adotará mais viés em suas decisões, eliminando a possibilidade de alterações na Selic entre uma reunião e outra do colegiado.

O regulamento também elimina a obrigatoriedade de as reuniões do Copom ocorrerem às terças e quartas-feiras, como de costume, e retoma a nomenclatura de “Ata do Copom”, para o documento elaborado durante a reunião do comitê." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/bc-extingue-vies-de-juros-nas-reunioes-do-copom/







BANCOS e CARTÕES - (20/12/2017) - Ótima notícia para os bancos que terão recursos liberados para emprestar e melhorar suas rentabilidades.

"O Banco Central publicou nesta terça-feira (19) uma nota em que informa a redução das alíquotas dos recolhimentos compulsórios sobre recursos à vista e a prazo. No caso dos recursos à vista, a taxa passa de 45% para 40%, enquanto a incidente sobre recursos a prazo cai de 36% para 34%, disse o BC em comunicado.

A medida, que faz parte do programa Agenda BC+ e gera efeito líquido que corresponde à liberação de R$ 6,5 bilhões de recursos depositados, contribuindo para a redução estrutural do volume de depósitos compulsórios, explica a autoridade monetária." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7150635/reduz-compulsorios-bancos-poderao-ofertar-bilhoes-mais-credito







ALERTA - (20/12/2017) - Mais um alerta para quem opera criptomoedas.

"A CVM (Comissão de Valores Mobiliários), que regula o mercado de capitais, determinou nesta terça-feira (19) a suspensão de um site que oferecia investimento em cotas atrelado ao Bitcoin.

Em nota, a autarquia identificou que eles ofereciam publicamente "títulos ou contratos de investimento coletivo relacionados à oportunidade de investimento em cotas de grupo de investimento em mineração de Bitcoin ("Hashcoin Brasil"), sem registro de emissor de valores mobiliários", disse. O site usado era o "www.hashcoinbrasil.com.br", que já está fora do ar." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/bitcoin/noticia/7150612/cvm-suspende-site-que-fazia-oferta-irregular-investimento-ligado-bitcoin







INDÚSTRIA - (20/12/2017) - Comunicando.

"O índice da produção industrial atingiu 50,5 pontos em novembro, segundo a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada nesta terça-feira, 19, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O número mostra uma desaceleração em comparação com outubro, quando o índice havia atingido 52,6 pontos.

Para Azevedo, a melhor notícia da pesquisa é o índice de utilização da capacidade instalada, que atingiu 68%, ante 67% no mês anterior.

Novembro mostrou ainda uma ligeira retração no número de empregados, que atingiu 49 pontos, o que representou uma queda de 0,7 ponto em comparação com outubro.

O volume de estoques ficou em 49,8 pontos, na comparação do efetivo com o planejado, o que indica que eles estão de acordo com o planejamento das empresas.

Outra medição, a da evolução dos estoques, ficou em 48,9 pontos, o que aponta para uma redução “moderada”." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/producao-industrial-desacelera-em-novembro-aponta-cni/







OPINIÃO - (20/12/2017) - Comunicando.

"A comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a regulamentação, pelo Banco Central, de moedas virtuais (como os bitcoins) e os programas de milhagem de companhias aéreas (PL 2303/15) realiza hoje uma audiência pública para debater a proposta." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5232331/comissao-da-camara-debate-regulamentacao-de-moedas-virtuais







BANCOS e CARTÕES - (20/12/2017) - CUIDADO ao aplicar recursos em bancos menores.

"Na prática, a provável alteração na cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) não deve trazer nenhuma mudança para o investidor, especialmente para aqueles que detêm menos de R$ 1 milhão em aplicações.

No entanto, se as regras não forem "muito claras e muito bem explicadas", bancos pequenos e médios podem sair no prejuízo e até ficar sem recursos, segundo Betty Grobman, especialista em finanças e investimentos e professora da B3, BSG Treinamento e Saint Paul Escola de Negócios.

Grobman avalia que, sem as informações adequadas, investidores podem ficar "alarmados" com a novidade e retirar dinheiro de aplicações de bancos menores para reaplicar em instituições de maior porte - situação que o levaria a uma perda acumulada. Primeiro, o investidor pagaria mais impostos ao retirar investimentos antes de seu investimento, segundo, teria rendimentos mais baixos em bancos menores. Do outro lado, bancos pequenos e médios podem ficar sem recursos com eventual retirada de grandes volumes.

...Diante deste cenário, Grobman acredita que a medida deve ser decorrente de lobby de grandes instituições financeiras que vêm perdendo clientes para bancos menores e corretoras, cujos investimentos costumam ter rentabilidade maior. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/onde-investir/renda-fixa/noticia/7149667/mudanca-fgc-bancos-pequenos-medios-podem-ficar-sem-recursos-diz







BRASIL - (19/12/2017) - Comunicando.

"O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve crescimento de 0,29 por cento em outubro na comparação com o mês anterior, em dado dessazonalizado divulgado nesta segunda-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EC19F-OBRBS







BRASIL - (19/12/2017) - Governo federal caminhando para uma crise financeira nos próximos anos. CUIDADO.

"Em uma derrota para o Palácio do Planalto, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu nesta segunda-feira (18) artigos da medida provisória que adiavam em um ano o reajuste do funcionalismo federal e aumentavam a contribuição previdenciária dos servidores que ganham mais de R$ 5,5 mil, de 11% para 14%. A economia esperada pelo governo com essas duas medidas em 2018 é de R$ 4,4 bilhões." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/7148626/reves-stf-suspende-aumento-previdencia-adiamento-reajuste-servidor







JUROS e INFLAÇÃO - (18/12/2017) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou para 0,34% na segunda quadrissemana de dezembro, informou nesta segunda-feira, 18, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou 0,05 ponto porcentual abaixo do registrado na leitura imediatamente anterior, quando o indicador havia apresentado variação de 0,39%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-sobe-034-na-2a-quadrissemana-de-dezembro-ante-039-na-anterior-diz-fgv/







BRASIL - (18/12/2017) - Comunicando.

"Em outubro, o volume de serviços registrou queda de 0,8 por cento na comparação com setembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, pior do que as perdas de 0,3 por cento vistas em setembro e da expectativa em pesquisa da Reuters de taxa negativa de 0,4 por cento.

Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o setor recuou 0,3 por cento, contra expectativa de queda de 0,8 por cento.

No terceiro trimestre, o setor de serviços cresceu 0,6 por cento sobre os três meses anteriores, de acordo com os dados do Produto Interno Bruto (PIB) divulgados pelo IBGE." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1E91BS-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (18/12/2017) - Concorrência aumentando e portanto a lucratividade tende a cair.

"A Cielo está multiplicando a oferta de soluções e serviços para lojistas como forma de tentar proteger sua liderança no mercado de adquirência em meios de pagamentos, que está entrando numa fase de concorrência aberta no Brasil." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1E92BR-OBRBS







BRASIL - (18/12/2017) - Comunicando.

"O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo que se a reforma da previdência não for votada até 20 de fevereiro do próximo ano ficará impossível aprová-la por causa da proximidade com o calendário eleitoral." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1EB0QC-OBRBS







BRASIL - (15/12/2017) - Muito ruim.

"Seguindo com o movimento de correção da abertura, o Ibovespa registrava baixa de 0,63%, aos 72.455 pontos, às 16h46 (horário de Brasília) desta quinta-feira (14), com Rodrigo Maia confirmando que a votação da reforma da Previdência ficará para fevereiro do ano que vem e o alerta de rebaixamento do rating brasileiro pela Fitch e Moody´s." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7141161/ibovespa-consolida-queda-apos-maia-confirmar-que-previdencia-ficara-para







JUROS e INFLAÇÃO - (14/12/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) avançou 0,90% em dezembro, após o aumento de 0,24% registrado em novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira, 14. O resultado agora anunciado ficou dentro das projeções dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam um avanço de 0,50% a 0,94%, com mediana positiva de 0,80%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-10-de-dezembro-sobe-090-ante-alta-de-024-em-novembro-revela-fgv/







BRASIL - (14/12/2017) - Comunicando.

"O anúncio do adiamento da reforma da Previdência para fevereiro de 2018 feito pelo líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), irritou aliados do presidente Michel Temer.

"Isso é uma sacanagem com Michel", disse o vice-líder do governo Beto Mansur (PRB-SP) ao deputado Pauderney Avelino (DEM-AM), aliado do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Maia refutou a informação de houve uma combinação para que Jucá anunciasse o adiamento. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/12/1943018-isso-e-uma-sacanagem-com-michel-diz-aliado-sobre-adiamento-de-previdencia.shtml







CUIDADO - (14/12/2017) - Comunicando.

"Um total de seis dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) espera três aumentos de juros em 2018, segundo indica o gráfico de pontos divulgado pela instituição nesta quarta-feira.

O documento, que informa onde cada dirigente projeta que os juros estarão no fim de cada ano, mostra que seis integrantes esperam que os juros cheguem ao final do ano na faixa entre 2,00 e 2,25%, o que equivaleria a três elevações de 0,25 ponto porcentual ao longo de 2018.

Três dirigentes vislumbram os juros na faixa entre 2,25% e 2,50%, enquanto outros três estimam os Fed funds entre 1,75% e 2,00%. Um dos dirigentes aponta, ainda, que os juros chegarão à faixa de 2,5% e 2,75%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/grafico-de-pontos-do-fed-mostra-dirigentes-apoiando-tres-altas-de-juros-em-2018/







BANCOS e CARTÕES - (13/12/2017) - Comunicando.

"A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) confirmou, em fato relevante publicado no fim da noite desta terça-feira, 12, que o valor por Unit em sua oferta subsequente (follow on) foi precificado em R$ 55,20, sem desconto em relação ao fechamento do pregão de terça.

Com isso, a oferta atingirá um total de cerca de R$ 1,040 bilhão, por meio da emissão de 18.846.177 certificados de depósitos de ações (Units), representativos de uma ação ordinária e quatro papéis preferenciais." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/sanepar-confirma-preco-por-unit-em-follow-on-em-r-5520/







BRASIL - (13/12/2017) - Comunicando.

"O desembargador Leandro Paulsen marcou para o dia 24 de janeiro o julgamento da apelação criminal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5225681/lava-jato-apelacao-de-lula-sera-julgada-no-dia-24-de-janeiro







JUROS e INFLAÇÃO - (12/12/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,39% na primeira quadrissemana de dezembro, ganhando força em relação ao aumento de 0,29% observado no fechamento de novembro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-039-na-1a-quadrissemana-de-dezembro/







JUROS e INFLAÇÃO - (12/12/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 0,73% na primeira prévia de dezembro, após ter recuado 0,02% na primeira prévia de novembro. A informação foi divulgada na manhã desta segunda-feira, 11, pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Com o resultado, o índice acumulou recuo de 0,68% no último mês do ano, o equivalente a uma redução também de 0,68% em 12 meses." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-na-1a-previa-de-dezembro-fica-em-073-diz-fgv-002-na-1a-de-novembro/







ALERTA - (12/12/2017) - Comunicando.

"Bitcoin, bolhas imobiliárias e Coreia do Norte: os 30 riscos para o mercado em 2018, segundo o Deutsche Bank...

1) Alta da Inflação nos EUA no segundo trimestre
2) Sinalização do BCE do fim da compra de ativos no segundo trimestre
3) Aumento dos spreads entre obrigações de qualidade e as de maior risco nos EUA por causa do menor apetite externo
4) Teste da nova liderança do Federal Reserve
5) Inflação na Alemanha mais alta do que o esperado
6) Salários na Alemanha mais altos do que o esperado
7) Fim das taxas negativas em obrigações na UE; impacto nos mercados globais
8) Mudança de liderança no Banco do Japão
9) Alta dos prêmios nas obrigações nos títulos do Tesouros dos EUA e nos bonds alemães por conta do fim do QE
10) Desalinhamento entre valuation das ações nos EUA e os seus fundamentos
11) Correção das ações nos EUA
12) Aumento da volatilidade por causa de inflação alta, choques geopolíticos e redução do QE global
13) Crash do bitcoin, impacto na confiança dos investidores
14) Coreia do Norte
15) Impacto positivo maior do que o previsto da reforma fiscal nos EUA
16) Continuação do aumento da desigualdade nos EUA
17) A investigação de Robert Mueller nos EUA
18) Eleições legislativas nos EUA
19) Eleições na Itália
20) Futuro do Brexit
21) Novo governo no Reino Unido?
22) Decisão de reverter o Brexit?
23) Eleições presidenciais na Irlanda
24) Eleições locais no Reino Unido
25) Eleições presidenciais na Rússia
26) Subida dos preços das commodities
27) Estouro da bolha imobiliária no Canadá ou Austrália
28) estouro da bolha imobiliária na Suécia ou Noruega
29) Estouro da bolha imobiliária na China associada a uma correção do mercado acionista chinês
30) Abrandamento do crescimento econômico na China mais abrupto do que o esperado" (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7134496/bitcoin-bolhas-imobiliarias-coreia-norte-riscos-para-mercado-2018-segundo







FOCUS - (11/12/2017) - Comunicando.

"De acordo com o levantamento do BC, a inflação deste ano deve ficar em 2,88%, na mediana. No relatório anterior, feito com base nas previsões coletadas pelo Banco Central na semana retrasada, os economistas estimavam que a inflação ficaria em 3,03%. Se a expectativa do mercado se confirmar, a inflação deste ano também será a menor desde 1998 - quando somou 1,65%, segundo a série histórica do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2017, o mercado financeiro subiu sua estimativa de crescimento de 0,89% para 0,91% na semana passada. Essa foi a segunda alta seguida no indicador. Para 2018, os economistas das instituições financeiras elevaram a estimativa de expansão da economia de 2,60% para 2,62%. Nesse caso, foi o quarto aumento seguido na previsão.

Na edição desta semana do relatório Focus, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2017 permaneceu em R$ 3,25. Para o fechamento de 2018, a previsão dos economistas para a moeda norte-americana ficou estável em R$ 3,30.

A projeção do boletim Focus para o resultado da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações), em 2017, recuou de US$ 66 bilhões para US$ 65,5 bilhões de resultado positivo. Para o próximo ano, a estimativa dos especialistas do mercado para o superávit subiu de US$ 52 bilhões para US$ 52,5 bilhões.

A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2017, avançou de US$ 78 bilhões para US$ 80 bilhões. Para 2018, a estimativa dos analistas ficou estável também em US$ 80 bilhões." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/mercado-volta-a-prever-inflacao-abaixo-do-piso-de-3-neste-ano.ghtml







OPINIÃO - (11/12/2017) - Daqui a alguns meses poderemos ter grandes posições vendidas nesse mercado.

"Mercado de Chicago inicia negociação de bitcoin e cotação dispara. Nos 10 primeiros minutos de negociação, havia 177 contratos futuros abertos, principalmente para vencimento em janeiro." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/eletrobras-a-venda-em-2018-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (08/12/2017) - Comunicando.

"A inflação de produtos e serviços desacelerou no país em novembro. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,28% no penúltimo mês do ano, depois de avançar 0,42% em outubro, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano, o índice está acumulado em 2,5%, o mais baixo para um mês de novembro desde 1998, quando chegou a 1,32%. Em 2016, nessa mesma época, o índice estava em 5,97%. Em 12 meses, o IPCA chegou a 2,8% - também acima dos 2,7% registrados anteriormente.
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/inflacao-oficial-fica-em-028-em-novembro-diz-ibge.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (08/12/2017) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) acelerou para 0,39% na primeira quadrissemana de dezembro, informou nesta sexta-feira, 8, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado ficou 0,03 ponto porcentual acima do registrado na leitura imediatamente anterior, quando o indicador havia apresentado variação de 0,36%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-sobe-039-na-1a-quadrissemana-de-dezembro-diz-fgv/







BRASIL - (07/12/2017) - Comunicando.

"O Brasil não deveria adiar para 2019 a reforma da Previdência, sob risco de sofrer novo rebaixamento de sua nota de crédito, disse o chefe global de ratings soberanos da agência de classificação de risco Standard & Poor’s, Moritz Kraemer." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/sp-pode-cortar-rating-do-brasil-com-adiamento-da-previdencia/







JUROS e INFLAÇÃO - (07/12/2017) - Comunicando.

"Seguindo a política de afrouxamento monetário do Banco Central, o Copom (Comitê de Política Monetária) decidiu, em reunião encerrada nesta quarta-feira (6), cortar a taxa básica de juros em 50 pontos-base, para 7,00% ao ano - menor nível da história. Esta foi a décima redução na Selic desde que Ilan Goldfajn assumiu a presidência do BC." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7126338/copom-corta-juros-pontos-base-selic-atinge-menor-nivel-historia







BANCOS e CARTÕES - (05/12/2017) - Comunicando.

"A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) captou a quinta alta consecutiva do porcentual de famílias endividadas, de 62,2%, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) relativa ao mês de novembro, divulgada nesta segunda-feira, 4. Em comparação a outubro, houve alta de 0,4 ponto porcentual. Em outubro, a taxa foi de 59,6%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/numero-de-familias-endividadas-sobe-para-622-em-novembro/







BANCOS e CARTÕES - (05/12/2017) - Comunicando.

"O mercado de cartões movimentou R$ 308 bilhões no terceiro trimestre, cifra 9% maior que a vista no mesmo intervalo do ano passado, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Trata-se do maior crescimento trimestral desde o segundo trimestre de 2015, quando o setor apresentou expansão de 9,4%, também na comparação anual. Do total das compras com cartões no terceiro trimestre, R$ 189 bilhões corresponderam à modalidade crédito, com alta de 7,6% ante um ano. A taxa de crescimento apresentada, de acordo com a Abecs, é quase o dobro da verificada um ano antes, de 4%. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/mercado-de-cartoes-acelera-e-cresce-9-no-3o-trimestre-ante-um-ano/







FOCUS - (04/12/2017) - Comunicando.

"Segundo o documento do Banco Central, a mediana das estimativas dos analistas para a atividade econômica em 2017 avançou de 0,73%, para 0,89%, ao passo que para o ano seguinte as apostas saltaram de 2,58% para 2,60%. Do lado da taxa básica de juros, as projeções se mantiveram em 7% nos dois períodos. As expectativas do mercado para a inflação oficial apresentaram pequeno recuo de 3,06% para 3,03% neste ano -- abaixo do piso estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional -- e manutenção em 4,02% no ano seguinte. Do lado do câmbio, não houve alterações de cenário: R$ 3,25 para o dólar em 2017 e R$ 3,30 no ano seguinte." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7121359/mais-otimistas-com-economia-analistas-mercado-revisam-para-cima-pib







JUROS e INFLAÇÃO - (04/12/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,29% em novembro, desacelerando um pouco em relação ao aumento de 0,32% registrado tanto em outubro quanto na terceira quadrissemana do mês passado, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A taxa de novembro ficou abaixo do piso de 10 estimativas colhidas pelo Projeções Broadcast, que iam de alta de 0,30% a 0,39%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-sobe-029-em-novembro-mas-vem-abaixo-do-esperado/







BRASIL - (01/12/2017) - Decepsionante.

"O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 0,1% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano, informou nesta sexta-feira, 1º, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,pib-avanca-0-1-no-terceiro-trimestre-mantendo-trajetoria-de-recuperacao,70002104072







JUROS e INFLAÇÃO - (01/12/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), apresentou variação de 0,36% no período de 1º a 30 de novembro, ou 0,04 ponto percentual acima da medição anterior, concluída em 22 de novembro, informou nesta sexta-feira (1º) o Instituto Brasileiro de Economia (Ibre), responsável pela pesquisa na fundação. Com o resultado, a inflação medida pelo IPC-S acumula alta de 3,01% no ano e 3,35% nos últimos 12 meses." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5214451/inflacao-medida-pelo-ipc-s-avanca-036-em-novembro-aponta-fgv







BRASIL - (01/12/2017) - PÉSSIMO, pelo visto a reforma não passará mais nesse governo.

"Governo já pensa em deixar para 2018 votação da reforma da Previdência. Falta de articulação da base aliada de Temer deve mudar os planos do presidente para sua principal reforma.

Justiça determina suspensão de propagandas da reforma da Previdência. A ação foi ajuizada pela Anfip contra a União com o argumento de que as peças não têm cunho educativo, fazendo propagação inverídica do assunto, o que é vedado pela legislação." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/reforma-so-em-2018-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







CUIDADO - (01/12/2017) - Estou com um frio na barriga que a Bolha possa vir a estourar no ano que vem. Os imóveis nos EUA já estão em níveis anteriores a crise, as ações estão batendo recordes históricos, um atrás do outro, as criptomoedas são mais um indício de bolha e até os motoristas dos Ubers estão comprando. Não sei se irá demorar muito o estouro da próxima bolha. O estopim pode ser impeachment do Trump, guerra da Coreia, aumento dos juros nos EUA, crise na China, mas acho que 2018 vai ser um ano bem difícil. Parta o Brasil pode ser muito pior se o Lula e o Bolsonaro realmente figurarem como as opções para presidente do Brasil e se a reforma da previdência não for aprovada até fim de Março.

"Bancos centrais preocupados com os efeitos produzidos no caso de os juros aumentarem rápido demais não devem subestimar os riscos de postergarem tal decisão, afirmou o gerente-geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS). "Adiar demais a normalização também traz riscos", alertou Jaime Caruana, ao término de seu mandato como comandante da instituição conhecida como o banco central dos bancos centrais. "Por que? Porque se toma mais risco e é difícil saber onde vai parar a tomada de riscos."" (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5214055/bis-alerta-sobre-riscos-de-politica-de-bcs







BANCOS e CARTÕES - (01/12/2017) - Menos dinheiro para os bancos emprestarem.

"O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou um novo requerimento de liquidez para os bancos e a chamada Razão de Alavancagem. As medidas fazem parte da implementação das regras de Basileia 3. Em nota, o Banco Central (BC) explica que o Indicador de Liquidez de Longo Prazo (NSFR, em inglês) correspondente à razão entre o montante de Recursos Estáveis Disponíveis (ASF) e o montante de Recursos Estáveis Requeridos (RSF), calculados com base nos saldos dos elementos registrados no passivo, patrimônio líquido e exposições da instituição." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5214053/cmn-aprova-nova-razao-de-alavancagem-e-requerimento-de-liquidez-para-bancos







BRASIL - (01/12/2017) - Comunicando.

"No trimestre encerrado em outubro, a taxa de desemprego no país chegou a 12,2%, segundo dados da Pnad Contínua, divulgados nesta quinta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando apenas o trimestre de agosto a outubro, o índice é o maior da série história, que teve início em 2012.

A taxa recuou em relação ao trimestre anterior, de maio a julho, quando ficou em 12,8%. Já na comparação com o mesmo período do ano passado, que registrou índice de 11,8%, o desemprego cresceu." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/desemprego-fica-em-122-em-outubro.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (30/11/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) acelerou a alta para 0,52% em novembro ante 0,20% em outubro, divulgou nesta quarta-feira, 29, a Fundação Getulio Vargas (FGV). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-m-sobe-052-em-novembro-ante-020-em-outubro-revela-fgv/







BANCOS e CARTÕES - (29/11/2017) - Mais concorrência, ruim para bancos públicos como o BB.

"O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira, 28, um projeto de lei complementar que assegura às cooperativas de crédito a possibilidade de operarem com prefeituras e órgãos municipais. A proposta segue agora ao Senado.Hoje, as prefeituras só podem trabalhar com bancos públicos." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/camara-aprova-que-cooperativas-de-credito-operem-com-prefeituras/







BANCOS e CARTÕES - (29/11/2017) - Mais concorrência a caminho.

"Os bancos brasileiros terão a concorrência de uma “fintech” de peso. O Facebook planeja lançar no país até junho de 2018 sua plataforma de pagamentos móveis. O serviço é utilizado nos Estados Unidos e chegou recentemente à Inglaterra." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/facemoney/







BRASIL - (28/11/2017) - Comunicando.

"O Brasil deverá sair da recessão este ano e crescer em ritmo ainda mais forte em 2018 e 2019, segundo relatório publicado hoje pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A OCDE agora prevê que a economia brasileira expandirá 0,7% em 2017, 1,9% no próximo ano e 2,3% em 2019." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ocde-preve-que-brasil-crescera-07-em-2017-19-em-2018-e-23-em-2019/







BANCOS e CARTÕES - (28/11/2017) - Comunicando.

"Após uma arrastada negociação, poupadores e instituições financeiras finalmente chegaram a um consenso sobre a remuneração das cadernetas de poupança na década de 1980 e 1990 em meio aos diversos planos econômicos da época. O acordo foi divulgado nesta segunda-feira, 27, pela Advocacia-Geral da União (AGU), mas o valor não foi informado porque o texto final será submetido ao Supremo Tribunal Federal (STF). " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/agu-informa-que-poupadores-e-bancos-chegaram-a-acordo-sobre-planos-economicos/







INDÚSTRIA - (28/11/2017) - Comunicando.

"Ao contrário do que ocorreu nos últimos dois anos, a produção industrial cresceu na passagem de setembro para outubro, de acordo com a Sondagem Industrial divulgada nesta segunda-feira, 27, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em uma escala na qual valores acima dos 50 pontos indicam expansão da atividade, o índice de evolução da produção registrou 52,6 pontos no mês passado. Em setembro, o índice havia ficado em 48,1 pontos, indicando redução em relação a agosto.

A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) subiu 1 ponto porcentual em outubro e chegou a 67%. O nível de ociosidade na indústria ficou 2 p.p. menor que o verificado no mesmo mês do ano passado. "Ainda assim, é um porcentual reduzido, pois está 7 p.p. abaixo da média para o mês entre 2011 (início da série) e 2014", avaliou a CNI, no documento. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,producao-industrial-avanca-para-52-6-pontos-em-outubro-diz-cni,70002098900







BANCOS e CARTÕES - (28/11/2017) - Comunicando.

"A demanda por crédito ao consumidor no País voltou a cair em outubro após aumento de 0,3% em setembro.

De acordo com a Boa Vista SCPC, a procura por crédito cedeu 3,3% no mês passado em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal. Na comparação com o décimo mês de 2016, houve queda de 1,8% e, em relação ao acumulado em 12 meses, retração de 2,7%.

Por segmento, as instituições financeiras registraram o recuo mais intenso, de 6,1%, enquanto no segmento não financeiro o declínio foi de 0,3% em 12 meses terminados em outubro." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/demanda-por-credito-cai-33-em-outubro-diz-boa-vista-scpc/







FOCUS - (28/11/2017) - Comunicando.

"O mercado financeiro voltou a reduzir as projeções para o IPCA - o índice oficial de preços - para este ano. O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta segunda-feira, 27, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA em 2017 caiu de 3,09% para 3,06%. Há um mês, o mercado previa alta de 3,08%. A projeção para o índice de 2018 seguiu a mesma tendência e caiu de 4,03% para 4,02%. Assim, retornou ao patamar visto há quatro semanas.

O mercado financeiro manteve sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2017. A expectativa de alta para o PIB deste ano seguiu em 0,73% pela quinta semana seguida no Relatório de Mercado Focus. Já para 2018, o mercado elevou novamente a previsão de alta do PIB, de 2,51% para 2,58%. Quatro semanas atrás, a expectativa estava em 2,50%.

Os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica de juros) para o fim de 2017 e 2018. O Relatório Focus indica que o mercado prevê que o juro básico da economia terminará o ano em 7,00%. A aposta foi repetida pela 11ª semana consecutiva. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,mercado-reduz-expectativa-para-a-inflacao-em-2017,70002098495







CUIDADO - (27/11/2017) - CUIDADO, pois MUITAS empresas brasileiras estão FORTEMENTE endividadas em moeda estrangeira e caso o dólar venha a ter uma alta repentina, essas empresas sofrerão bastante. Alguns setores como o exportador, aéreo e elétrico são os principais afetados, mas tem empresas de quase todos os setores com dívidas em dólar.

"No caso de um choque externo que leve a uma forte valorização do dólar, o elo mais fraco das economias emergentes atualmente é o setor privado. O professor de economia e ciência política da Universidade da Califórnia e ex-assessor do Fundo Monetário Internacional (FMI), Barry Eichengreen, ressalta que as empresas das economias em desenvolvimento se beneficiaram nos últimos anos de um maior acesso aos mercados internacionais na busca por financiamento, mas isso cobrou um preço: tornaram-se também mais vulneráveis a uma reversão das condições financeiras globais, como a que ele próprio prevê em 2018. "O lado mais fraco dos mercados emergentes hoje é o privado", disse o economista em entrevista ao Valor." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5207107/setor-privado-esta-vulneravel-choque-externo







BANCOS e CARTÕES - (27/11/2017) - Comunicando.

"O endividamento das famílias voltou a recuar na passagem de agosto para setembro de acordo com dados compilados pelo Banco Central (BC). A relação entre o estoque de crédito contratado e a renda líquida anualizada fechou setembro em 41,39%, ante 41,48% registrado em agosto. Assim, o patamar de endividamento segue sendo o menor desde meados de 2011. Em setembro de 2016, o endividamento era de 42,73%.

Tirando o crédito habitacional da conta, a fatia de endividamento foi de 22,95% em setembro, recuando de 23,02% em agosto, marcando a menor leitura desde abril de 2007. Em setembro de 2016, o percentual era de 24,12%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5205369/endividamento-das-familias-segue-em-queda-e-renova-minima-desde-2011







BANCOS e CARTÕES - (27/11/2017) - Comunicando.

"A inadimplência média das operações de crédito no sistema financeiro apresentou estabilidade em 3,6% em outubro, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). Em 2016, apesar da retração econômica e aumento dos juros, a inadimplência subiu apenas 0,3 ponto percentual, para 3,7%.

Entre as empresas, que lideraram os calotes em 2016, a taxa média saiu de 3,3% em setembro para 3,4% um mês depois. Entre as famílias, permaneceu em 3,9%.

Com recursos livres, a inadimplência das empresas se manteve em 5,2%. A taxa das famílias fechou outubro em 5,6%, mesmo patamar de setembro. Assim, a inadimplência total com recursos livres permaneceu em 5,4%.

No crédito direcionado, a inadimplência total subiu de 1,7% para 1,8% em outubro. A taxa para as empresas foi de 1,6% e das pessoas físicas de 2,1%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5205239/bc-inadimplencia-cai-e-juro-medio-das-operacoes-de-credito-tem-alta







BRASIL - (24/11/2017) - CUIDADO.

"A Secretaria do Tesouro acendeu o sinal de alerta. Há uma forte possibilidade de que 23 estados estejam com problemas de caixa entre janeiro e fevereiro. A previsão, portanto, é que haja suspensão de pagamentos nessas unidades federativas. Com certeza vai sobrar para a União. A questão é onde o Tesouro vai arrumar recursos para ajudar os estados. A meta de déficit fiscal de R$ 159 bilhões em 2018 é gêmea à de 2017, mas a projeção é que o saldo será mais difícil de ser obtido, mesmo com a estimativa de aumento da arrecadação devido ao crescimento triplicado do PIB." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/crise-fiscal-se-alastra-por-23-estados/







CUIDADO - (24/11/2017) - Comunicando.

"Supostamente liderado por brasileiros, um esquema de pirâmide financeira com "criptomoedas" - moedas virtuais, como o bitcoin - pode ter causado prejuízo de mais de R$ 450 milhões a investidores de dez países da América Latina. Por meio de palestras motivacionais e vídeos no YouTube, a empresa Adsply, supostamente fundada em Cingapura, oferecia rendimento de até 1,4% ao dia a clientes que investissem na "Adscoin"." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5204819/golpe-com-criptomoeda-entra-na-mira-da-policia







BANCOS e CARTÕES - (24/11/2017) - A competição devido a intervenção do BACEN deve provocar redução da rentabilidade das empresas do setor.

"Menos de duas semanas depois das transações feitas com cartão de crédito e débito passarem a ser liquidadas pela Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP), a União Nacional das Entidades de Comércio e Serviços (Unecs) enviou reclamação ao Banco Central. Segundo a entidade, desde o dia 13 de novembro, os associados vinham reportando que os pagamentos das vendas feitas com cartão não estavam sendo disponibilizados em suas contas correntes." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5204277/lojistas-reclamam-de-atraso-na-compensacao-de-pagamentos-cartao







JUROS e INFLAÇÃO - (23/11/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) registrou alta de 0,32% em novembro, após ter avançado 0,34% em outubro.

O resultado, divulgado hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou perto do piso das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, que esperavam uma alta entre 0,29% e 0,45%, com mediana positiva de 0,38%.

Com o resultado anunciado nesta quinta-feira, 23, o IPCA-15 acumula aumento de 2,58% no ano. A taxa acumulada em 12 meses até novembro foi de 2,77%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,previa-da-inflacao-sobe-0-32-em-novembro-ante-0-34-em-outubro,70002094468







BANCOS e CARTÕES - (23/11/2017) - E a concorrência no setor está aumentando, logo a lucratividade deve cair.

"A Credicard, do Itaú Unibanco, lançou um cartão de crédito digital, sem anuidade, na esteira de fintechs como o Nubank. Batizado de Credicard Zero, o plástico tem atendimento pelo aplicativo e descontos em empresas parceiras. O limite do cartão parte de 1.000 reais e pode aumentar automaticamente de acordo com o perfil do cliente. Os clientes poderão pedir até quatro cartões adicionais, sem taxas." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/credicard-lanca-cartao-digital-sem-taxa-para-concorrer-com-nubank/







JUROS e INFLAÇÃO - (21/11/2017) - Comunicando.

"O avanço dos preços no atacado levou o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) a acelerar a alta a 0,37 por cento na segunda prévia de novembro, após subir 0,30 por cento no mesmo período do mês anterior, segundo dados divulgados nesta terça-feira pelaFundação Getulio Vargas (FGV)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/igp-m-acelera-alta-a-037-na-2a-previa-de-novembro-diz-fgv/







BRASIL - (21/11/2017) - Comunicando.

"O Brasil registrou criação líquida de 76.599 vagas formais de emprego em outubro, melhor dado para o mês desde 2013 (+94.893), no sétimo resultado positivo consecutivo no ano, cravado em meio à gradual recuperação econômica.

No acumulado dos dez primeiros meses de 2017, foram abertas 302.189 vagas com carteira assinada, apontou o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/brasil-abre-76-599-vagas-formais-em-outubro-diz-caged/







FOCUS - (21/11/2017) - Comunicando.

"...a mediana das projeções dos especialistas ouvidos para o PIB (Produto Interno Bruto) deste ano se mantiveram em alta de 0,73%, ao passo que para o ano seguinte subiram de 2,50% para 2,51%. Do lado da inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), as apostas continuaram em 3,09% no acumulado de 2017 e oscilaram de 4,04% para 4,03% no ano seguinte. Já para a taxa básica de juros, a Selic, a mediana das projeções para os dois períodos continuaram apontando para a marca dos 7%, o que indica um corte de 0,5 ponto-percentual na taxa ainda neste ano, encerrando o ciclo de afrouxamento monetário do Banco Central. Para o câmbio, a mediana das projeções dos economistas apontou para uma revisão de R$ 3,20 para R$ 3,25 neste ano e a uma manutenção nos R$ 3,30 anteriormente previstos para o ano seguinte." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7092113/mercado-reve-projecoes-para-pib-inflacao-2018-mostra







JUROS e INFLAÇÃO - (16/11/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) avançou 0,24% em novembro, após o aumento de 0,49% registrado em outubro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado anunciado na manhã desta quinta-feira, 16, ficou no topo das projeções dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam desde um recuo de 0,02% a uma alta 0,24%, com mediana positiva de 0,11%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/igp-10-de-novembro-fica-em-024-ante-alta-de-049-em-outubro-revela-fgv/







JUROS e INFLAÇÃO - (16/11/2017) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou para 0,30% na segunda quadrissemana de novembro, informou nesta quinta-feira, 16, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado ficou 0,06 ponto porcentual abaixo do registrado na leitura imediatamente anterior, quando o indicador apresentou variação de 0,36%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-fica-em-030-na-2a-quadrissemana-de-novembro-diz-fgv-036-na-anterior/







BANCOS e CARTÕES - (16/11/2017) - Comunicando.

"O presidente Michel Temer sancionou a Lei 13.506/2017, que dispõe sobre processo administrativo sancionador no âmbito do Banco Central e da Comissão de Valores Imobiliários (CVM). O texto, que resulta do chamado Projeto de Lei da Leniência, está publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira sem vetos. A norma permite que BC e CVM firmem acordos administrativos com empresas, pessoas físicas e bancos para reduzir punições em troca de colaboração com investigações. A lei prevê a extinção de penalidade ou redução de um a dois terços do valor aplicável. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,temer-sanciona-lei-da-leniencia-do-banco-central-e-da-cvm,70002084046







ALERTA - (14/11/2017) - CUIDADO.

"Criptomoedas avançam com alertas de bolha. O volume de compra e venda de bitcoins no Brasil tem crescido o suficiente para atrair corretoras como XP e Ativa, com foco em pessoas físicas. Segundo o "The Wall Street Journal", quanto mais moedas digitais surgem, mais barulhento fica o debate em torno das bolhas financeiras " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5193045/criptomoedas-avancam-com-alertas-de-bolha







BRASIL - (13/11/2017) - Comunicando.

"A agência de classificação de risco Fitch manteve a nota de crédito soberana do Brasil (em moeda internacional) no patamar "BB", dois níveis abaixo do chamado grau de investimento (selo de bom pagador). A perspectiva do rating foi reafirmada como negativa. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/fitch-reafirma-nota-do-brasil-em-2-niveis-abaixo-do-grau-de-investimento.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (13/11/2017) - Comunicando.

"O aumento nas contas de luz e gás de botijão pressionaram a inflação em outubro, mas o cenário permanece benigno para os preços na economia. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou de 0,16% em setembro para 0,42% no último mês. O resultado é bem próximo das expectativas mais otimistas de analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inflacao-em-outubro-sobe-0-42,70002079277







JUROS e INFLAÇÃO - (10/11/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve queda de 0,02% na primeira medição de novembro. Um mês antes, houve alta, de 0,32%. No ano, o indicador acumula baixa de 1,93%; em 12 meses, registra queda de 1,40%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5189139/igp-m-tem-deflacao-de-002-na-primeira-previa-de-novembro







JUROS e INFLAÇÃO - (10/11/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,31% na primeira quadrissemana de novembro, ficando quase inalterado em relação ao aumento de 0,32% verificado no fechamento de outubro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-031-na-1a-quadrissemana-de-novembro/







BANCOS e CARTÕES - (10/11/2017) - Não vai ser no curto prazo, mas no longo prazo os bancos vão começar a sofrer concorrência das fintech´s e a rentabilidade poderá cair. É bom acompanhar de perto, pois é uma solução que o BACEN pode encontrar para conseguir diminuir a elevada concentração do setor no Brasil.

"O diretor de Regulação do Banco Central, Otavio Ribeiro Damaso, afirmou na semana passada que a instituição tem trabalhado “intensamente” na agenda de inovação em que se inserem as fintechs – empresas que utilizam tecnologia para atuar no setor financeiro.

“Inovação é importante, a entrada de novas empresas é importante, mas é importante também obedecer ao arcabouço legal”, pontuou. “Não vamos regulamentar o blockchain, porque isso é uma tecnologia. E o BC não entra em regulamentação de tecnologia”, acrescentou." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/pme/ideia-e-criar-regulamentacao-para-fintech-crescer-diz-bc/







BRASIL - (10/11/2017) - Os indícios continuam positivos para o setor industrial e de comércio.

"Em outubro, as vendas de papelão ondulado utilizados em embalagens – caixas, acessórios e chapas – cresceram 8,46% na comparação com o mesmo mês de 2016 e 4,27% sobre setembro, para 312,739 mil toneladas. No acumulado de janeiro a outubro, as vendas de papelão ondulado somaram 2,917 milhões de toneladas, alta de 4,71% acima do volume expedido nesse mesmo período de 2016.

A taxa de crescimento da expedição de papelão ondulado em outubro foi a segunda maior do ano. A anterior, de 8,91%, foi registrada em agosto. Já são, portanto, duas taxas superiores a 8%, observadas desde janeiro. Taxas desta magnitude não se verificavam desde o primeiro semestre de 2013. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/venda-de-papelao-ondulado-sobe-846-em-outubro-ante-out16-diz-previa-da-abpo/







BRASIL - (09/11/2017) - Podemos ter problema de fornecimento de energia no ano que vem, além de eleições e muitos outros riscos. Ano que vem parece que será difícil.

"O pavor de Michel Temer deixou de ser fiscal e passou a ser energético. O presidente já não teme mais o impacto político de um eventual racionamento de luz ou de aumento de impostos. O pânico diz respeito a apagões regionais. O nível dos reservatórios está pior do que em 2001, quando houve racionamento. A diferença é que, naquele episódio, o governo FHC, na figura de Pedro Parente, importou e acionou termelétricas que já se encontram desativadas... Castigo dos céus: o Brasil onde não faltava energia limpa depende de energia suja, que ainda pode ser insuficiente para evitar o apagão. " (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/risco-de-apagoes-aterroriza-o-palacio-do-planalto/







BANCOS e CARTÕES - (09/11/2017) - Comunicando.

"O porcentual de famílias endividadas alcançou 61,8% em outubro de 2017, alta de 0,1 ponto porcentual na comparação com setembro, segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira, 8, pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em relação a outubro de 2016, quando o indicador alcançava 59,8% do total de famílias entrevistadas, a alta foi de 2 pontos porcentuais." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/porcentual-de-familias-endividadas-cresce-e-fica-em-618-em-outubro-diz-cnc/







INDÚSTRIA - (09/11/2017) - Comunicando.

"Maior parque fabril do país, o Estado de São Paulo registrou crescimento de 5,4% na produção industrial no terceiro trimestre deste ano, frente ao mesmo período do ano passado. Tratou-se do melhor desempenho da indústria paulista desde o segundo trimestre de 2013 (+9,1%).

Ele acrescentou que, nos últimos três meses, pouco mais da metade dos 534 itens industriais de São Paulo apresentaram aumento de produção. O chamado índice de difusão foi de 52,1% em julho; 56,9% em agosto; e 51,1% em setembro. "É um patamar relativamente baixo. Já vimos índices perto de 70%", avaliou.

O setor industrial nacional avançou 3,1% no terceiro trimestre de 2017, frente a igual período do ano anterior. Dos 15 locais pesquisados, 13 tiveram aumento de produção nessa base de comparação.

Além de São Paulo, outros destaques foram Bahia (+5,6%), Mato Grosso (+ 7,4%), Paraná (+6,8%) e Goiás (+3,5%). Por outro lado, as principais perdas entre os dois períodos foram registradas por Espírito Santo (+ 0,2%) e Rio Grande do Sul (-1,4%)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5186361/producao-industrial-de-sp-cresce-54-no-3-trimestre







JUROS e INFLAÇÃO - (08/11/2017) - Comunicando.

"A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), ficou em 0,10% em outubro, depois de se situar em 0,62% em setembro e marcar 0,13% um ano antes, informou a Fundação Getiulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira. De janeiro a outubro, a taxa foi negativa, em 1,94%. Em 12 meses, o IGP-DI acumula baixa de 1,07%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5186051/igp-di-abranda-alta-para-010-em-outubro







JUROS e INFLAÇÃO - (08/11/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) avançou 0,36 por cento na primeira quadrissemana de novembro, contra alta de 0,33 por cento no fechamento de outubro, de acordo com os dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D814N-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (08/11/2017) - Risco para o país e para os bancos que emprestaram dinheiro para as empresas.

"Concessionárias de infraestrutura controladas por empreiteiras envolvidas na Operação Lava-Jato terão que ser vendidas ou caminharão para a falência. Segundo o diretor jurídico do Banco Nacional Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Marcelo de Siqueira Freitas, com os sócios atuais essas empresas não terão acesso a financiamento de longo prazo e tendem a quebrar.

"Rodovias a serem duplicadas, aeroportos a serem construídos e linhas de metrô inacabadas são os exemplos mais flagrantes que temos hoje no BNDES. E está muito claro: se o controle não for repassado para alguma outra empresa, nós não conseguiremos financiar esse projeto, as instituições privadas também não financiarão e esses projetos vão morrer. Aí é ou recuperação judicial ou falência", disse Freitas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5185769/sem-venda-de-controle-concessionarias-quebram







BRASIL - (08/11/2017) - Com que dinheiro? O governo não está descapitalizando o BNDES pedindo mais de R$ 100 bilhões de volta? Não está retirando dinheiro dos bancos públicos que foram emprestados pelo tesouro nacional de forma ilegal? Como pode anunciar um PAC de R$ 40 bilhões?

"Após meses de espera, o governo decidiu lançar na próxima quinta-feira o programa "Avançar", com foco prioritário em investimentos em infraestrutura. A previsão inicial é injetar pelo menos R$ 42 bilhões na execução e conclusão de obras até 2018. Estão previstos 6.233 projetos na área de infraestrutura, sendo R$ 24 bilhões para este segmento. Ainda estão previstos R$ 9 bilhões na área social e R$ 8,9 bilhões para a área de defesa." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5185431/governo-lancara-novo-pac-com-previsao-de-r-42-bi-em-investimentos







BANCOS e CARTÕES - (08/11/2017) - Comunicando.

"A inadimplência do consumidor caiu 2,5% nos valores acumulados no ano até outubro em comparação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com dados nacionais da Boa Vista SCPC divulgados nesta t erça-feira.

Na análise de 12 meses -- de novembro de 2016 a outubro de 2017 -- frente aos 12 meses antecedentes, houve retração 4%, segundo a pesquisa. Na avaliação mensal com ajuste sazonal, a inadimplência apresentou crescimento de 5,1% em relação a setembro. Já quando comparado o resultado contra o mesmo mês de 2016, houve queda de 9,9%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5185003/inadimplencia-do-consumidor-cai-25-no-ano-ate-outubro-diz-boa-vista







ALERTA - (07/11/2017) - Realmente, quando os EUA fazem política monetária restritiva, em um certo momento uma espécie de gatilho ocorre e há uma fuga de capitais de países emergentes para os países desenvolvidos, principalmente para os Estados Unidos.

Já vemos bolhas formados com os ativos de risco não parando de subir ha anos e até moedas virtuais subindo de forma assustadora. Temos de ficar bastante atentos pois a qualquer momento a bolha pode estourar, seja amanhã ou daqui a dois anos. Difícil de prever.

"Os títulos e ações de mercados emergentes suportaram bem a normalização da política monetária nos EUA até agora. Mas um estudo de economistas do escritório regional do banco central americano (Federal Reserve) em Boston identificou outra fonte de potencial vulnerabilidade para os países em desenvolvimento.

Em sua maioria, os fluxos de capital para mercados emergentes são empréstimos bancários denominados em dólares e portanto sensíveis a mudanças monetárias dos EUA, de acordo com o estudo conduzido por Falk Bräuning e Victoria Ivashina. O relatório não apresentou implicações específicas, mas a análise dos dados “destaca o papel especial que a política monetária dos EUA desempenha na formação dos ciclos de crédito” em mercados emergentes.

Estes foram alguns dos dados citados no estudo:

- O valor que os bancos estrangeiros têm a receber em mercados emergentes mais do que triplicou, de aproximadamente US$ 2 trilhões em 2005 para US$ 7 trilhões em 2016.

- Em 2015, os empréstimos representavam metade do passivo externo dos mercados emergentes; já investimentos em carteiras de ações e títulos de dívida externa somavam cerca de 20 por cento.

- No terceiro trimestre de 2016, aproximadamente 70 por cento dos empréstimos transnacionais para países emergentes da Ásia eram denominados em dólares; essas parcelas eram de 56 por cento para os emergentes da Europa, 91 por cento no continente americano e 89 por cento na África.
" (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/politica-monetaria-dos-eua-ameaca-credito-aos-emergentesdiz-fed/







BRASIL - (07/11/2017) - Se nem o Temer acredita que a reforma da previdência, mesmo mínima será aprovada, então não irá... PÉSSIMO..

"O presidente Michel Temer admitiu nesta segunda-feira (6) que a reforma previdenciária pode não ser votada, mas defendeu que isso não inviabilizará o governo federal.

Na abertura de reunião com líderes da Câmara dos Deputados, ele disse que continuará a defender a aprovação da iniciativa, mesmo que a população, a imprensa e o Congresso Nacional sejam contra ela. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/11/1933304-temer-reconhece-que-reforma-previdenciaria-pode-ser-derrotada.shtml







BRASIL - (07/11/2017) - Comunicando.

"O volume de pedidos de recuperação judicial registrou queda de 9,9% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2016 no País, porém, subiu 7,9% em relação a setembro deste ano. Com relação a falências, o indicador mostra que houve aumento de 5,4% nos requerimentos em outubro na comparação com o mesmo mês de 2016. Contudo, no confronto com setembro de 2017, houve retração de 12,4%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pedidos-de-recuperacao-judicial-sobem-79-em-outubro-ante-setembro-diz-serasa/







BRASIL - (07/11/2017) - Comunicando.

"O PMI do setor de serviços brasileiro apurado pelo IHS Markit caiu a 48,8 em outubro contra 50,7 em setembro, quando foi acima da marca de 50 --que indica crescimento-- pela primeira vez em cinco meses. Enquanto a atividade de serviços apresentou piora em outubro, a da indústria teve crescimento pelo terceiro mês seguido, mas ainda assim o PMI Composto do Brasil voltou a apresentar contração, indo a 49,5, de 51,1 em outubro. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D61EA-OBRBS







BRASIL - (07/11/2017) - Consumo segue forte, mas a capacidade da indústria segue sub utilizada, logo dificilmente veremos aumento de investimentos significativos no curto prazo.

"As vendas no varejo brasileiro (excluídas as de automóveis e materiais de construção) aumentaram 3,3% em setembro na comparação com igual mês de 2016, segundo o indicador SpendingPulse, da Mastercard. Esse foi o quinto crescimento consecutivo nesta base de comparação, destaca a empresa. No terceiro trimestre, a média de expansão foi de 3,2%, que, por sua vez, é superior à alta de 1,1% verificada de abril a junho." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/indicador-de-vendas-da-mastercard-registra-alta-de-33-no-varejo-em-setembro/







FOCUS - (07/11/2017) - Comunicando.

"Para o Top-5, a autoridade monetária deve promover uma redução na taxa básica logo na primeira reunião do ano de 0,5 ponto percentual, levando a Selic a 6,5 por cento, patamar em que ficaria até o final do ano. Para 2017, a projeção segue sendo de 7 por cento. Entretanto, a expectativa geral do mercado no levantamento feito com mais de uma centena de especialistas continua sendo de 7 por cento para ambos os anos.

A alta do IPCA continua sendo calculada em 3,08 por cento em 2017 e em 4,02 por cento em 2018, enquanto que a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano é de 0,73 por cento e, no próximo, de 2,5 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D618W-OBRBS







FUNDOS DE INVESTIMENTO - (06/11/2017) - Realmente NÃO vale a pena investir em fundos, é melhor investir diretamente nos títulos do tesouro direto ou comprar ações diretamente na bolsa.

"A queda da taxa básica de juros, que de 2015 para cá despencou de 14,25% para 7,50% ao ano, corroeu o retorno de boa parte dos fundos de investimento em renda fixa, como já era de se esperar. Essa desvantagem não foi, porém, suficiente para reduzir as taxas de administração cobradas pelas instituições financeiras por essas aplicações.

Segundo levantamento do jornal O Estado de S. Paulo com base no banco de dados da Anbima, associação que representa o mercado de capitais, o efeito foi contrário ao esperado: houve uma alta nas taxas dos fundos que mais perderam rentabilidade.

No confronto de janeiro de 2016 com setembro deste ano, a taxa média de retorno de um fundo de renda fixa simples caiu de 12,5% para 7,06% ao ano. Já a taxa de administração cobrada pela empresa que faz a gestão do investimento subiu de 0,71% para 0,83% no período.

Os fundos de renda fixa simples são os que têm, no mínimo, 95% de seu patrimônio líquido em títulos da dívida pública federal, títulos de renda fixa ou operações compromissadas lastreadas em títulos do tesouro." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/lucro-de-fundo-de-renda-fixa-cai-mas-taxa-de-administracao-fica-mais-cara-2/







JUROS e INFLAÇÃO - (06/11/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo acelerou a alta a 0,32 por cento em outubro depois de terminar setembro com variação positiva de 0,02 por cento, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta segunda-feira. O principal peso no mês foi exercido pelos preços de Alimentação, representando 0,2173 ponto percentual no índice depois de avançarem 0,89 por cento. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D60WE-OBRBS







BRASIL - (06/11/2017) - Política monetária restritiva, visto que os bancos públicos terão de devolver esse dinheiro para o governo e vai ser difícil esse tipo de medida no futuro.

Ruim para os bancos públicos que provavelmente terão de devolver esses recursos e dificilmente receberão ajuda no futuro.

O setor de imóveis tenderá a ter menos recursos no futuro devido a empréstimos da Caixa.

"Depois de considerar ilegais os empréstimos do Tesouro Nacional ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) considerou igualmente irregulares repasses, no total de R$ 39 bilhões, realizados à Caixa Econômica, Banco do Brasil (BB), Banco do Nordeste (BNB) e Banco da Amazônia (Basa) nos governos Lula e Dilma." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5182809/tcu-quer-exigir-de-bancos-da-uniao-devolucao-de-r-39-bi







BRASIL - (06/11/2017) - Será que a crise política se agravará novamente?

"Pelo menos dois ministros do governo de Michel Temer são mencionados em um grande vazamento de informações do escritório de advocacia Appleby, especializado em empresas offshores, segundo noticiou neste domingo a BBC Brasil. Além de Henrique Meirelles (Fazenda), há também informações sobre uma empresa ligada ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi. O vazamento está sendo chamado de "Paradise Papers", e envolve figuras do governo do presidente americano, Donald Trump." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5182811/vazamento-global-revela-empresas-offshore-de-meirelles-e-maggi







INDÚSTRIA - (03/11/2017) - Bom.

"A produção industrial brasileira cresceu 0,9% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre do ano. Na comparação com o terceiro trimestre de 2016, o indicador mostrou avanço de 3,1%. A alta de 2,6% na indústria em setembro ante setembro do ano passado foi o melhor desempenho para o mês desde 2013, quando a produção cresceu 3,7%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-sobe-09-no-3o-trimestre-ante-2o-trimestre-diz-ibge/







BRASIL - (03/11/2017) - Indícios de que a economia segue se recuperando lentamente.

"Segundo o boletim estatístico, as vendas desse tipo de embalagem cresceram 6,21% em setembro, na comparação anual, para 299,931 mil toneladas. A expedição por dia útil também subiu 6,21% nessa base, uma vez que o mês teve o mesmo número de dias úteis que setembro do ano passado.

Se comparado com agosto, porém, as vendas registraram queda nominal de 6,45% e alta de 1,03%, levando-se em conta a expedição por dia útil. Considerando o ajuste sazonal, as vendas de setembro foram 0,9% menores que as de agosto.

Com esse desempenho, no acumulado do ano até setembro, houve alta de 4,28% nas expedições de papelão ondulado, para 2,605 milhões de toneladas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5179366/vendas-de-papelao-ondulado-crescem-62-em-setembro-informa-abpo







INDÚSTRIA - (03/11/2017) - Comunicando.

"Os dados divulgados pelo IHS Markit mostram que o PMI do setor chegou a 51,2 em outubro, sobre 50,9 em setembro, na terceira melhora seguida das condições operacionais. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D14MR-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (01/11/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou outubro com alta de 0,33 por cento, após recuo de 0,02 por cento em setembro, informou nesta quarta-feira a Fundação Getulio Vargas (FGV). Na terceira quadrissemana do mês, o indicador havia registrado alta de 0,29 por cento. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1D14AZ-OBRBS







FUNDOS DE INVESTIMENTO - (01/11/2017) - Maiores taxações em fundos de renda fixa e queda dos juros, incentiva resgates e aplicações em mercado de ações e investimentos imobiliários por exemplo.

"A Medida Provisória 806, publicada na noite de segunda-feira, atinge em cheio os investidores donos de grandes fortunas ao instituir o "come-cotas" - o imposto cobrado semestralmente - para os fundos fechados de renda fixa e multimercados. Estes fundos são aqueles com regra restrita para resgate do dinheiro." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5179068/mp-que-muda-taxacao-de-fundos-atinge-alta-renda







BANCOS e CARTÕES - (01/11/2017) - Será que o BACEN conseguirá diminuir a concentração bancária? É muito difícil.

"Goldfajn argumentou que o importante não é a existência de quatro ou cinco bancos, mas sim que haja competição no mercado bancário. Ele voltou a citar que o BC tem trabalhado pelo empoderamento dos pequenos bancos e das empresas de tecnologia. “Se queremos mais bancos menores, temos que pensar na democratização das informações. Por isso os deputados têm que olhar com cuidado o projeto do Cadastro Positivo”, afirmou." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/compulsorio-devera-convergir-para-padroes-internacionais-diz-goldfajn/







BRASIL - (01/11/2017) - O Brasil ainda tem muito caminho a percorrer. Mas se o real se desvalorizar, resolve o problema e subimos fortemente nesse ranking.

"O Brasil caiu da 123ª para a 125ª posição no ranking do Banco Mundial que compara o ambiente de negócios em 190 países do mundo, apesar de ter registrado uma pequena melhora na sua pontuação.

Segundo o relatório Doing Business 2018, todos os demais parceiros no Brics (Rússia, Índia, China e África do Sul) estão à frente do Brasil no ranking. O país também está atrás dos vizinhos Argentina (117º), Peru (58º) e Chile (55º).
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/brasil-cai-da-123-para-a-125-posicao-em-ranking-de-ambiente-de-negocios.ghtml







BRASIL - (31/10/2017) - Comunicando.

"A taxa de desemprego apurada pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) encerrou o período de julho a setembro de 2017 em 12,4% segundo o Instituto Nacional de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado mostra recuou de 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre abril-maio-junho (13,0%). Na comparação com o mesmo trimestre móvel do ano anterior, julho a setembro de 2016, quando a taxa foi estimada em 11,8%, o quadro foi de elevação (0,6 ponto percentual). " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,desemprego-fica-em-12-4-no-trimestre-encerrado-em-setembro,70002067187







BRASIL - (31/10/2017) - Concordo.

"O consumo das famílias tirou o país da recessão, mas a retomada vai ser lenta porque o investimento das empresas dificilmente voltará antes da próxima eleição. Essa é a conclusão obtida a partir de entrevistas com economistas do Codace, o Comitê de Datação de Ciclo Econômicos que define picos e vales de crescimento. O grupo, independente, está hospedado na Fundação Getulio Vargas. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1931712-consumo-tirou-pais-da-crise-diz-economista.shtml







BRASIL - (31/10/2017) - Comunicando.

"O governo federal anunciou nesta segunda-feira (30) que elevou em R$ 44,5 bilhões sua estimativa de gastos para 2018. A alteração está em mensagem modificativa do orçamento de 2018, que será enviada ao Congresso. A alteração elevou o teto para o rombo das contas públicas, de R$ 129 bilhões para R$ 159 bilhões. Ou seja: o governo terá R$ 30 bilhões a mais no orçamento no ano que vem. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.projecao.com.br/cgi-bin/analise.pl?nick=Ricardo_Borges&senha=goud50&prog=relatorios&tipo2=manchetes&submit=Ok&indice=manchetes







BRASIL - (31/10/2017) - Comunicando.

"A dívida bruta do setor público não financeiro avançou de R$ 4,768 trilhões em agosto para R$ 4,789 trilhões em setembro, segundo dados do Banco Central (BC). Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), a dívida subiu de 73,7% para 73,9%, maior patamar da série histórica da autoridade monetária, iniciada em dezembro de 2006. A dívida bruta fechou 2016 em 66,2% do PIB." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5176162/divida-bruta-do-setor-publico-vai-739-do-pib-em-setembro







FOCUS - (30/10/2017) - Comunicando.

"Conforme aponta a mais recente edição do relatório Focus, divulgada na manhã desta segunda-feira (30), a mediana das projeções para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) agora aponta para variação positiva de 3,06% em 2017, ante 3% estimados uma semana antes. Para o ano seguinte, as expectativas continuam em alta de 4,02% nos preços.

Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), houve uma leve melhora de 0,72% de crescimento para 0,73% neste ano, enquanto as expectativas para 2018 se mantiveram em 2,50%. Já para a taxa básica de juros -- a Selic --, não houve alteração: 7% ao ano ao final dos dois períodos. Observando-se as projeções para a inflação oficial apontadas, a taxa de juros real ex post ficaria em 3,94% neste ano e 2,98% no ano seguinte.

No câmbio, a mediana das expectativas para a cotação do dólar ao final deste ano passou a apontar para um pequeno crescimento, indo de R$ 3,15 para 3,16. Para 2018, os economistas do mercado continuam esperando que o dólar feche a R$ 3,30, mesma projeção das últimas quatro semanas." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7041852/economistas-reveem-para-cima-projecoes-para-pib-inflacao-2017-mostra







JUROS e INFLAÇÃO - (30/10/2017) - Comunicando.

"A desaceleração da alta dos preços no atacado levou o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) a terminar outubro com alta de 0,20%, contra avanço de 0,47% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1931413-inflacao-do-aluguel-desacelera-em-outubro-e-sobe-020-diz-fgv.shtml







BANCOS e CARTÕES - (30/10/2017) - Será que teremos "investimentos de não residentes" fugindo visto que a receita descobriu que na verdade esses investimentos são de residentes? Será que os bancos vão ser investigados e pagarão multas elevadas por serem cúmplices desses "investimentos de não residentes" ?

"A Receita Federal fez na última quinta-feira uma reunião com as maiores instituições financeiras do país para comunicar que identificou "fortes indícios" de fraude tributária envolvendo alguns investimentos de não residentes no Brasil. Conforme antecipou o Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor, na sexta-feira, as investigações indicam que vários investidores podem ser - na verdade - brasileiros em busca dos benefícios fiscais concedidos a estrangeiros que aplicam no país." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5175404/receita-aponta-indicios-de-fraude-em-investimento-de-nao-residentes







BRASIL - (30/10/2017) - Com esse quadro político, ano que vem será bem difícil para a economia brasileira.

"O ex-presidente Lula e o deputado federal Jair Bolsonaro iriam para o segundo turno se as eleições presidenciais fossem hoje, segundo pesquisa do Ibope publicada na coluna do jornalista Lauro Jardim no jornal O Globo deste domingo. A primeira pesquisa do instituto sobre as eleições de 2018 trouxe Lula com mínimo de 35% e máximo de 36% nas intenções de voto em todos os cenários, enquanto Bolsonaro teria 15% se disputasse contra Lula." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/brasil/fim-do-incendio-na-chapada-quem-governa-a-catalunha/







BANCOS e CARTÕES - (30/10/2017) - Comunicando.

"Apesar da queda da inflação, do recuo dos juros e da melhora da confiança dos empresários e dos consumidores, o quadro para as micro e pequenas empresas segue difícil. Em agosto, 4,8 milhões de micro e pequenas empresas estavam inadimplentes no País. É uma marca recorde. Em um ano, o número de companhias desse porte que não conseguiram pagar em dia as suas dívidas aumentou 14%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,micros-e-pequenas-tem-inadimplencia-recorde,70002063678







BRASIL - (30/10/2017) - Comunicando.

"O endividamento das famílias brasileiras com o sistema financeiro passou de 41,5% em julho para 41,6% em agosto, informou nesta sexta-feira, 27, o Banco Central (BC), no dia da divulgação da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito. Se forem descontadas as dívidas imobiliárias, o endividamento seguiu em 23,1% no período." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/endividamento-das-familias-sobe-a-416-em-agosto-revela-bc/







BANCOS e CARTÕES - (30/10/2017) - Boa notícia.

"A inadimplência no Brasil recuou a 5,4 por cento em setembro, menor nível desde dezembro de 2015 (5,3 por cento), refletindo os primeiros sinais de gradual recuperação econômica no país. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CW1U4-OBRBS







BRASIL - (27/10/2017) - Voltando a piorar.

"O índice de evolução da produção industrial, medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ficou em 48,1 pontos em setembro, de acordo com a pesquisa mensal "Sondagem Industrial" divulgada nesta quinta-feira (26). Em agosto, o resultado foi de 54,8 pontos. Já em setembro de 2016, ele foi de 45,8 pontos.

Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 49 pontos no último mês, ante 49,1 pontos em agosto.

O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) caiu para 66% no mês passado ante resultado de 67% em agosto. Em setembro do ano passado, ela era de 66%.O indicador relativo à utilização de capacidade efetiva-usual, que considera o UCI comum para o mês, fechou setembro em 41,8 pontos, frente a 43,4 pontos em agosto. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5171074/producao-industrial-volta-cair-em-setembro-aponta-sondagem-da-cni







INDÚSTRIA - (27/10/2017) - Voltando a piorar.

"O índice de evolução da produção industrial, medido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), ficou em 48,1 pontos em setembro, de acordo com a pesquisa mensal "Sondagem Industrial" divulgada nesta quinta-feira (26). Em agosto, o resultado foi de 54,8 pontos. Já em setembro de 2016, ele foi de 45,8 pontos.

Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 49 pontos no último mês, ante 49,1 pontos em agosto.

O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) caiu para 66% no mês passado ante resultado de 67% em agosto. Em setembro do ano passado, ela era de 66%.O indicador relativo à utilização de capacidade efetiva-usual, que considera o UCI comum para o mês, fechou setembro em 41,8 pontos, frente a 43,4 pontos em agosto. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5171074/producao-industrial-volta-cair-em-setembro-aponta-sondagem-da-cni







BRASIL - (27/10/2017) - Comunicando.

"O governo central registrou um déficit primário de R$ 22,725 bilhões em setembro, um desempenho melhor que o registrado no mesmo mês do ano passado, quando o saldo negativo foi de R$ 25,239 bilhões. Entre janeiro e setembro deste ano, o resultado primário foi de déficit de R$ 108,533 bilhões, o pior resultado da série histórica, que iniciou em 1997. Em igual período do ano passado, esse mesmo resultado era negativo em R$ 101,234 bilhões." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/governo-central-tem-deficit-primario-de-r-22725-bi-em-setembro/







BRASIL - (26/10/2017) - Comunicando.

"O risco Brasil medido pelo contrato de swap de default de crédito (CDS, na sigla em inglês) de cinco anos subia 1,18%, aos 173,667 pontos na manhã desta quarta-feira, 25. Na terça, esse contrato encerrou em 171,642 pontos, segundo a Corretora Mirae. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/risco-brasil-por-cds-de-cinco-anos-sobe-118-aos-173667-pontos/







BRASIL - (26/10/2017) - Investimentos em queda?

"A receita líquida das fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos totalizou R$ 5,83 bilhões em setembro, informou nesta quarta-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Em relação ao mesmo mês do ano passado, a queda foi de 5,7%, e sobre agosto, de 4,3%.

A Abimaq também revelou que as exportações do setor geraram R$ 813 milhões no mês passado. O valor representa forte aumento de 32,8% ante igual período do ano passado, mas recuo de 2,7% em relação a agosto. As importações chegaram a R$ 1,17 bilhão, altas de 16,8% e 7%, respectivamente." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5169470/receita-da-industria-de-maquinas-recua-57-em-setembro-aponta-abimaq







INDÚSTRIA - (26/10/2017) - Investimentos em queda?

"A receita líquida das fabricantes brasileiras de máquinas e equipamentos totalizou R$ 5,83 bilhões em setembro, informou nesta quarta-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). Em relação ao mesmo mês do ano passado, a queda foi de 5,7%, e sobre agosto, de 4,3%.

A Abimaq também revelou que as exportações do setor geraram R$ 813 milhões no mês passado. O valor representa forte aumento de 32,8% ante igual período do ano passado, mas recuo de 2,7% em relação a agosto. As importações chegaram a R$ 1,17 bilhão, altas de 16,8% e 7%, respectivamente." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5169470/receita-da-industria-de-maquinas-recua-57-em-setembro-aponta-abimaq







BANCOS e CARTÕES - (26/10/2017) - Ótima notícia para o setor bancário que não ficará mais a mercê do MPF e sim de amigos da CVM e do BACEN. Observe que as multas são irrisórias perto da lucratividade dos bancos e dos montantes que eles movimentam.

"A votação no Senado foi feita de maneira expressa. O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (25) o projeto de lei que aumenta o poder de Banco Central e CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em investigações de bancos e empresas por infrações administrativas e em irregularidades em operações no mercado financeiro.

O projeto de lei aumenta as multas a instituições e empresas que cometerem irregularidades. No caso da CVM, a multa máxima poderá chegar a R$ 50 milhões (hoje é R$ 500 mil) e, no Banco Central, a R$ 2 bilhões.

Além das multas, o projeto de lei autoriza as duas entidades a negociar acordos em que empresas e bancos podem reduzir a punição em troca de informações e colaborações para a investigação. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1930216-senado-aprova-projeto-que-da-mais-poder-a-bc-para-investigar-bancos.shtml







INDÚSTRIA - (26/10/2017) - Comunicando.

"A produção industrial brasileira aumentou 0,8% na passagem de agosto para setembro, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Com a estimativa de setembro, a taxa acumulada em 12 meses pela indústria teria um avanço de 0,5%, a primeira alta após 39 meses seguidos de perdas. " (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/producao-industrial-cresce-08-em-setembro-ante-agosto-diz-ipea/







BRASIL - (26/10/2017) - Comunicando.

"Com queda no apoio ao governo, que ficou abaixo da simbólica maioria dos parlamentares, a Câmara dos Deputados rejeitou ontem a autorização para que o Supremo Tribuna Federal (STF) julgasse a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) de que o presidente Michel Temer cometeu os crimes de organização criminosa e obstrução de justiça. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5170162/temer-prevalece-e-julgamento-fica-para-2019







BANCOS e CARTÕES - (26/10/2017) - Comunicando.

"Sete usinas sucroalcooleiras de Alagoas vinculadas à Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool de Alagoas (CRPAAA) conseguiram ontem proteção judicial contra credores. Além dessas unidades, também entraram em recuperação judicial a Copertrading e outra empresa da cooperativa. No total, as dívidas vencidas do grupo somam R$ 530 milhões. A decisão foi proferida pelo juiz Ayrton de Luna Tenório, da 4ª Vara Cível de Maceió." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/agro/5169882/sete-usinas-de-alagoas-obtem-na-justica-protecao-contra-credores







JUROS e INFLAÇÃO - (25/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, registrou alta de 0,22% na terceira quadrissemana de outubro, acima do avanço de 0,16% verificado na segunda quadrissemana, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-ganha-forca-e-sobe-022-na-3a-quadrissemana-de-outubro/







BANCOS e CARTÕES - (25/10/2017) - Comunicando.

"Com alívio em provisões, lucro de grandes bancos deve crescer 11%. Os grandes bancos brasileiros devem registrar mais um trimestre de lucros em alta na temporada de divulgação de resultados que começa nesta quarta-feira, consolidando a volta de uma rotina interrompida no ano passado com a crise econômica. A melhora, mais uma vez, deve vir da redução nas despesas de provisão contra calotes." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5168284/com-alivio-em-provisoes-lucro-de-grandes-bancos-deve-crescer-11







BANCOS e CARTÕES - (25/10/2017) - Comunicando.

"Conforme aponta o jornal Valor Econômico, a Receita está apertando a fiscalização sobre bancos, após operações "fora da normalidade" na área de câmbio e em provisões de crédito feitas pelos bancos impactarem negativamente o recolhimento por estimativa do Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).

O aperto nos grandes contribuintes do setor financeiro, na visão do Fisco, já gerou impactos positivos no desempenho da tributação sobre o lucro nos últimos dois meses, aponta o jornal. Em setembro, por exemplo, o recolhimento de IRPJ e CSLL por estimativa mensal cresceu 10,7% ante igual período do ano passado (para R$ 7,3 bilhões), com o aumento sendo puxados pelas instituições financeiras, cuja expansão foi de 18,1% (para R$ 2,4 bilhões). O recolhimento das demais empresas cresceu a um ritmo menor - de 7,4% (para R$ 4,9 bilhões)." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7035272/aceno-temer-mercado-com-eletrobras-balanco-surpreendente-renner-mais-destaques







JUROS e INFLAÇÃO - (24/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou alta de 0,29 por cento na terceira quadrissemana de outubro, contra avanço de 0,28 por cento na segunda leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CS15W-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (23/10/2017) - Comunicando.

"Os preços do gás de botijão e dos combustíveis pressionaram e a prévia da inflação oficial acelerou em outubro dentro do esperado.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,34 por cento em outubro, após alta de 0,11 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. No acumulado em 12 meses, o indicador avançou 2,71 por cento e voltou a acelerar após dois meses de fraqueza contínua. Em setembro, a alta acumulada foi de 2,56 por cento, a mais fraca em 18 anos. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CP1KJ-OBRBS







FOCUS - (23/10/2017) - Comunicando.

"Segundo o relatório conhecido como "focus", divulgado nesta segunda-feira (23) pelo Banco Central, a inflação deste ano deve ficar em 3,06%, na mediana. No relatório anterior, os economistas estimavam que ela ficaria em 3%. No caso da inflação para 2018, a previsão do mercado ficou estável em 4,02% na última semana.

Para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2017, o mercado financeiro elevou sua estimativa de crescimento de 0,72% para 0,73%. Já para 2018, os economistas das instituições financeiras mantiveram a estimativa de expansão do PIB em 2,50%.

O mercado financeiro também manteve sua previsão para a taxa básica de juros da economia, a Selic, que deve encerrar 2017 em 7% ao ano. Atualmente, a taxa está em 8,25% ao ano.Para o fechamento de 2018, a estimativa dos economistas dos bancos para a taxa Selic também ficou estável em 7% ao ano." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/mercado-financeiro-preve-mais-inflacao-e-alta-maior-do-pib-em-2017.ghtml







BRASIL - (20/10/2017) - Comunicando.

"O Brasil criou 34,4 mil vagas de empregos formais em setembro, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o sexto aumento consecutivo neste ano, segundo o governo, e o melhor resultado para o mês desde 2014, quando as contratações superaram as demissões em 123,8 mil vagas.

A indústria de transformação foi a principal responsável pela geração de empregos em setembro: foram 25,7 mil novos postos de trabalho. Em seguida, a parece o comércio, com 15 mil novas contratações. O setor de serviços abriu 3,7 mil novos empregos e a construção civil, 380." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1928429-pais-cria-344-mil-vagas-com-carteira-assinada-em-setembro.shtml







INDÚSTRIA - (20/10/2017) - Comunicando.

"O Brasil criou 34,4 mil vagas de empregos formais em setembro, de acordo com dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira (19) pelo Ministério do Trabalho. O resultado é o sexto aumento consecutivo neste ano, segundo o governo, e o melhor resultado para o mês desde 2014, quando as contratações superaram as demissões em 123,8 mil vagas.

A indústria de transformação foi a principal responsável pela geração de empregos em setembro: foram 25,7 mil novos postos de trabalho. Em seguida, a parece o comércio, com 15 mil novas contratações. O setor de serviços abriu 3,7 mil novos empregos e a construção civil, 380." (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1928429-pais-cria-344-mil-vagas-com-carteira-assinada-em-setembro.shtml







INDÚSTRIA - (19/10/2017) - Comunicando.

"A Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerou as tarifas de importação de três bens de informática e telecomunicações e de vários bens de capital. Trata-se de máquinas e equipamentos industriais sem fabricação nacional, todos na condição de ex-tarifários, originalmente tributados com taxas como 14% e 16%. A decisão consta de duas resoluções publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira e terá vigência até 30 de junho de 2019. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/camex-zera-tarifas-de-importacao-de-tres-bens-de-informatica-e-telecomunicacoes/







BANCOS e CARTÕES - (19/10/2017) - Comunicando.

"O Ministério das Cidades anunciou que a partir desta quarta-feira (18), as multas de trânsito poderão ser pagas com cartão de débito e parceladas no crédito. Anteriormente, somente as multas aplicadas em veículos registrados no exterior poderiam utilizar deste benefício. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/minhas-financas/consumo/noticia/7023922/multas-transito-poderao-ser-pagas-com-cartao-debito-credito







BANCOS e CARTÕES - (19/10/2017) - Comunicando.

"O plenário da Câmara aprovou há pouco, por 197 a 60 pontos, com 6 abstenções, o texto-base do projeto de lei nº 8.843, o PL da Leniência. A proposta trata do novo marco punitivo para instituições financeiras e do mercado de capitais, reguladas pelo Banco Central e pela CVM.

Uma mudança substancial trazida pelo PL foi a redução da multa a ser aplicada pela CVM. A MP previa penalidade de até R$ 500 milhões, que foi reduzida a um décimo disso no projeto de lei: R$ 50 milhões. Já os parâmetros das multas a serem aplicadas pelo BC foram mantidos no PL: a punição não poderá exceder R$ 2 bilhões ou 0,5% da receita de serviços e de produtos financeiros apurada no ano anterior da infração. Vale o maior valor. Atualmente, a multa máxima é de apenas R$ 250 mil." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/plenario-da-camara-aprova-texto-base-de-projeto-de-lei-da-leniencia-para-bancos/







BRASIL - (18/10/2017) - Bem ruim...

"O volume de serviços prestados teve redução de 1,0% em agosto ante julho, após a queda de 0,8% registrada no mês anterior, na série com ajuste sazonal. A queda de 1,0% foi o pior desempenho para o mês dentro da série histórica, iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado foi ainda o mais negativo desde março deste ano, quando o volume de serviços prestados tinha diminuído 2,4% em relação a fevereiro.

Em relação com agosto do ano anterior, houve redução de 2,4% em agosto deste ano, já descontado o efeito da inflação, mantendo a sequência de taxas negativas iniciada em abril de 2015. A taxa acumulada pelo volume de serviços prestados no ano ficou negativa em 3,8%, enquanto o volume acumulado em 12 meses registrou perda de 4,5%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,volume-de-servicos-cai-1-em-agosto-e-tem-pior-resultado-para-o-mes-desde-2012,70002049145







BRASIL - (18/10/2017) - Comunicando.

"O indicador de atividade econômica da Serasa Experian ficou estável em agosto ante julho, em cálculo que considera ajustes sazonais. Já em relação a agosto do ano passado, houve crescimento de 1,5%. No acumulado do ano até agosto, a Serasa verificou expansão de 0,3% na comparação com igual período de 2016.

Pelo lado da oferta, a agropecuária e a indústria tiveram quedas de 2,1% e de 0,7%, respectivamente, em agosto ante julho. O setor de serviços, por sua vez, avançou 0,1% na mesma base de comparação.

Pelo lado da demanda, o consumo cresceu 0,1%, enquanto os investimentos ficaram estáveis. O consumo do governo caiu 0,3% e as exportações recuaram 4,1%. Já as importações avançaram 1%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/aividade-economica-fica-estavel-em-agosto-ante-julho-revela-serasa/







BANCOS e CARTÕES - (18/10/2017) - As empresas como J&F, Odebrecht e outras estão fazendo acordos de 5 a 10 BILHÕES, aposto que os bancos farão de 1 a 2 bilhões e ninguém será preso. Positivo para os bancos e seus sócios.

"O deputado federal Pauderney Avelino (DEM-AM) protocolou nesta terça-feira (17) projeto de lei para instituir os acordos de leniência de instituições financeiras com o Banco Central (BC) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM), fruto de acordo entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do BC, Ilan Goldfajn, e o governo." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5158784/novo-projeto-de-leniencia-dos-bancos-propoe-multa-mais-suave







BRASIL - (18/10/2017) - Comunicando.

"Um terço das cerca de 17 milhões de companhias em atividade no Brasil passam por problemas financeiros. O dado faz parte de estudo da Serasa que analisou 150 variáveis de todas as companhias ativas no Brasil. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1927554-um-terco-das-empresas-brasileiras-tem-dificuldades-financeiras-diz-serasa.shtml







BRASIL - (18/10/2017) - Um indício de que a "recuperação" é frágil.

"O fôlego que o desempenho do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tomou nos quatro meses anteriores não foi renovado em setembro. Os dados divulgados ontem pelo banco de fomento mostraram um forte recuo das consultas, que tiveram o pior setembro desde 2002, e a inexistência de uma "corrida" de empresários à instituição com o objetivo de garantir crédito ancorado na Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), que será substituída em janeiro pela Taxa de Longo Prazo (TLP)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5159738/demanda-por-credito-do-bndes-perde-folego







JUROS e INFLAÇÃO - (18/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, teve alta de 0,16% na segunda quadrissemana de outubro, maior do que o avanço de 0,10% observado na primeira quadrissemana, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-avanca-016-na-2a-quadrissemana-de-outubro/







BRASIL - (18/10/2017) - Pelo visto o "crescimento" está difícil.

"...como destaque o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central) de agosto, que ficou abaixo do esperado. O índice, que é considerado uma prévia do PIB (Produto Interno Bruto) oficial, registrou desaceleração de 0,38% na passagem de julho para agosto, enquanto o mercado esperava queda de 0,25% no período. Em relação ao mesmo período do ano passado, foi registrado avanço de 1,64%, ao passo que a projeção dos economistas apontavam para +1,97%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/7023514/ibovespa-futuro-sobe-com-tregua-politica-olho-agenda-economica-ibc







FOCUS - (17/10/2017) - Comunicando.

"A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), desta vez, passou de 2,98% para 3%, este ano. Para 2018, a estimativa para o IPCA permanece em 4,02%.

A expectativa do mercado financeiro para a Selic permanece em 7% ao ano, tanto para o final de 2017 quanto para o fim de 2018.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, subiu de 0,70% para 0,72%, este ano. Para 2018, a estimativa de expansão passou de 2,43% para 2,50%." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/7017548/boletim-focus-preve-inflacao-para-este-ano-segundo-banco-central







JUROS e INFLAÇÃO - (17/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acelerou a alta a 0,28 por cento na segunda quadrissemana de outubro, de 0,14 por cento na primeira leitura do mês, segundo dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV). " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CL163-OBRBS







CUIDADO - (17/10/2017) - Comunicando.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, alertou nesta segunda-feira, 16, durante evento em São Paulo, sobre o risco de bolha e formação de pirâmide nas operações de Bitcoin, a moeda virtual mais usada atualmente. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,ilan-alerta-para-risco-de-bolha-e-formacao-de-piramide-em-operacoes-de-biticoin,70002047610







BANCOS e CARTÕES - (17/10/2017) - Comunicando.

"A capacidade de absorção de perda dos bancos privados no Brasil segue adequada apesar do prolongado ambiente operacional desafiador, afirmou nesta segunda-feira a agência de classificação de risco Fitch. A instituição afirma que aplicou um teste de estresse sobre esses bancos e o resultado foi que eles podem absorver uma perda significativa na carteira de crédito sem violar os requisitos mínimos de capital de Nível 1 de 2017. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CL2NG-OBRBS







CUIDADO - (17/10/2017) - Alta dos juros nos EUA é um risco para o Brasil pois pode aumentar a fuga de capitais do país. Se o saldo da balança comercial começar a cair (importação subir ou exportação cair), a situação pode ficar ruim.

"A alta foi resultado de declarações da presidente do Fed, Janet Yellen, feitas no domingo. Em seminário bancário internacional em Washington, ela afirmou que a economia americana continua forte e que a solidez do mercado de trabalho do país reforça a necessidade de aumentos graduais nas taxas de juros, mesmo que a inflação permaneça moderada. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/10/1927476-dolar-sobe-apos-presidente-do-fed-sinalizar-3-alta-de-juros-bolsa-cai.shtml







BRASIL - (16/10/2017) - Crise política se agrava.

"Vídeos de Funaro abrem nova crise Temer-Maia. Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, imagens sigilosas da delação foram divulgadas no site da Câmara, presidida por aliado do presidente, com outros documentos relacionados à segunda denúncia contra o presidente." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/climao-entre-temer-e-maia-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BRASIL - (13/10/2017) - Agora é mais política fiscal restritiva, mas essa ao invés de diminuir gastos do governo, irá aumentar custo do setor produtivo, reduzindo ainda mais a competitividade da indústria nacional.

"O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo não pretende aumentar a carga tributária, mas admitiu que há estudos preliminares sobre mudanças no PIS e Cofins. As afirmações foram feitas nesta quarta-feira (11) em entrevista a jornalistas em Washington, nos Estados Unidos. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/nao-ha-nenhuma-intencao-ou-projeto-de-aumento-de-carga-tributaria-diz-meirelles.ghtml







ALERTA - (13/10/2017) - CUIDADO pois esse administráveis é sinônimo de vai piorar muito, logo se preparem...

"A normalização da política monetária nos Estados Unidos e em outras economias avançadas pode ser administrada pelos mercados emergentes, disse nesta quinta-feira o diretor do Fed Jerome Powell, mas com um alerta sobre o alto nível de endividamento das empresas.

“O resultado mais provável é que os desafios que a normalização das condições financeiras globais representem (aos mercados emergentes) sejam administráveis”, disse o diretor do banco central norte-americano em um evento do Instituto de Finanças Internacionais, em Washington, durante reunião do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CH2E2-OBRBS







BRASIL - (13/10/2017) - RUIM.

"Em meio às negociações de parlamentares governistas para aprovar ao menos uma versão mais “enxuta” da reforma da Previdência, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s emitiu um alerta de que a nota soberana do Brasil pode ser rebaixada, caso a mudança nas regras de aposentadoria e pensão não aconteçam em tempo hábil de “dar algum respiro” ao próximo governo." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/sp-ameaca-rebaixar-brasil-se-reforma-da-previdencia-for-adiada/







ALERTA - (13/10/2017) - Comunicando.

""CVM avisa que pode punir ofertas de moedas virtuais no Brasil. Essas captações, que têm tido como contrapartida a emissão de ativos virtuais como as bitcoins, podem representar emissão de valores mobiliários, o que ainda não é regulamentado."" (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/renuncia-de-ceo-da-samsung-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BRASIL - (11/10/2017) - Boa notícia.

"O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) atingiu em setembro o maior nível da série, apontando otimismo dos empresários e indicando que o emprego continuará a melhorar nos próximos meses, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Os dados divulgados nesta terça-feira mostram que o IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, subiu 2,4 pontos no mês passado e foi a 100,6 pontos, o maior nível da série iniciada em junho de 2008, após recuo em agosto." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/indicador-antecedente-de-emprego-atinge-maior-nivel-da-serie/







INDÚSTRIA - (11/10/2017) - Comunicando.

"O estado de São Paulo, maior parque industrial do País, registrou recuo de 1,4% na indústria local na passagem de julho para agosto, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional, divulgados nesta terça-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média da indústria nacional recuou 0,8% em agosto ante julho, com perdas em seis dos 14 locais pesquisados. Além de São Paulo, os demais resultados negativos ocorreram no Rio Grande do Sul (-1,4%), Minas Gerais (-0,7%), Pará (-0,7%), Paraná (-0,4%) e Ceará (-0,1%). " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,producao-industrial-em-sao-paulo-cai-1-4-de-julho-para-agosto,70002036691







BANCOS e CARTÕES - (11/10/2017) - Bom para os bancos.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta terça (10) que será encaminhado ao Senado um projeto de resolução que prevê o uso de recursos públicos para socorrer bancos em dificuldade, algo que atualmente é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/projeto-preve-que-tesouro-podera-ajudar-banco-em-dificuldade-diz-presidente-do-bc.ghtml







INDÚSTRIA - (11/10/2017) - Comunicando.

"Em setembro as vendas de papelão ondulado utilizado em embalagens – caixas, acessórios e chapas – cresceram 6,21% na comparação com o mesmo mês de 2016. Na comparação com agosto deste ano, porém, caiu 6,45%, para 299,.927 mil toneladas. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 10, pela Associação Brasileira de Papelão Ondulado (ABPO) e são prévios referentes ao mês, ou seja, a associação divulgará uma atualização.

No acumulado de janeiro a setembro de 2017, as vendas de papelão ondulado tiveram alta de 4,28%, para 2,605 milhões de toneladas em relação ao mesmo período do ano anterior." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/abpo-venda-de-papelao-ondulado-cresce-621-em-setembro-ante-setembro-de-2016/







INDÚSTRIA - (11/10/2017) - Comunicando.

" O setor industrial do Estado de São Paulo gerou 2 mil vagas de emprego em setembro, variação positiva de 0,08% frente a agosto, na série sem ajuste sazonal, segundo dados da pesquisa de Nível de Emprego do Estado de São Paulo divulgados nesta terça-feira pelo Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e do Ciesp (Depecon). Esse é o primeiro setembro positivo desde 2013, quando a taxa foi de 0,03% e o saldo de profissionais contratados chegou a 1 mil." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5151996/industria-de-sp-tem-1-setembro-de-criacao-de-emprego-desde-2013







JUROS e INFLAÇÃO - (11/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,10% na primeira quadrissemana de outubro, após registrar avanço marginal de 0,02% em setembro, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-avanca-010-na-1a-quadrissemana-de-outubro/







FOCUS - (10/10/2017) - Comunicando.

"...a mediana das apostas para a inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) apresentou leve alta de 2,95% para 2,98% neste ano, ao passo que para o ano seguinte apresentou queda de 4,06% para 4,02%.

A mediana das projeções para o Produto Interno Bruto se manteve em 0,70% neste ano, enquanto para 2018 subiu de 2,38% para 2,43%. Do lado do câmbio, as projeções para o dólar continuaram em R$ 3,17 ao final de 2017 e R$ 3,24 ao final do ano seguinte. Já para a taxa básica de juros -- a Selic --, não houve alteração nos 7% projetados para o fim dos dois períodos." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6997057/economistas-elevam-projecoes-para-pib-derrubam-inflacao-para-2018-mostra







JUROS e INFLAÇÃO - (10/10/2017) - Comunicando.

"Puxada pelos custos mais altos ao produtor, a inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) acelerou para 0,62% em setembro, após ficar em 0,24% um mês antes. Ainda assim, o indicador acumula queda no ano, de 2,03%, e em 12 meses, de 1,04%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5149654/igp-di-acelera-alta-para-062-em-setembro-aponta-fgv







FOCUS - (10/10/2017) - Comunicando.

"Os economistas do mercado financeiro projetam um corte de 0,75 ponto porcentual da Selic em outubro, de 8,25% para 7,50% ao ano, indicou nesta segunda-feira, 9, a abertura dos dados do Relatório de Mercado Focus. Nas últimas semanas, eles já projetavam um corte nesta magnitude. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/mercado-preve-corte-de-075-ponto-porcentual-da-selic-em-outubro-mostra-focus/







BANCOS e CARTÕES - (10/10/2017) - Comunicando.

"O número de pessoas que tiveram o nome retirado dos registros de inadimplência em setembro recuou 5,5% na comparação dessazonalizada com o levantamento de agosto, aponta o indicador de recuperação de crédito da Boa Vista SCPC. Nos 12 meses encerrados em setembro, foi verificada uma queda de 3,0% em relação ao período anterior equivalente. Já na comparação com setembro do ano passado, houve recuo de 7,7%, aponta a entidade. No acumulado de 12 meses, apenas a região Sul do País registra alta na recuperação de crédito (5,8%). No Sudeste, houve recuo de 1,8%; seguido por Centro-Oeste, com 7,7%; Nordeste, 7,8%; e Norte, com 11,0% de queda. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/recuperacao-de-credito-cai-55-em-setembro-e-3-em-12-meses-diz-boa-vista-scpc/







BANCOS e CARTÕES - (10/10/2017) - Me pegou de surpresa, eu não esperava.

"A agência de classificação de risco Moody’s alterou a perspectiva do sistema bancário brasileiro de estável para negativa e afirmou que o movimento reflete o risco de que as incertezas políticas possam causar deterioração adicional dos fundamentos financeiros dos bancos, em especial os riscos de ativos e a rentabilidade." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/moodys-rebaixa-perspectiva-do-sistema-bancario-para-negativa/







JUROS e INFLAÇÃO - (09/10/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) registrou queda 0,02% em setembro, após já ter recuado 0,03% em agosto, segundo dados divulgados na manhã desta sexta-feira, dia 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Com o resultado agora apresentado, o índice acumulou uma elevação de 1,24% no ano. A taxa acumulada em 12 meses foi de 1,63%. Em setembro do ano passado, o INPC havia sido de 0,08%, de acordo com o IBGE. O INPC mede a variação dos preços para as famílias com renda de um a cinco salários mínimos e chefiadas por assalariados." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/inpc-tem-queda-de-002-em-setembro-e-acumula-alta-de-124-no-ano-afirma-ibge/







BANCOS e CARTÕES - (09/10/2017) - Boa notícia para os bancos.

"As consultas por financiamentos para compra da casa própria vêm crescendo a reboque dos sinais de melhora da economia, mas a Caixa Econômica Federal já não é um endereço óbvio para buscar empréstimos.

Com a instituição adotando sucessivos apertos nos critérios para enquadramento e se recusando por enquanto a repassar cortes da Selic, a procura por crédito imobiliário tem se espraiado para rivais, movimento que deve ganhar força nos próximos trimestres. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1CB2JC-OBRBS







BRASIL - (09/10/2017) - Comunicando.

"O risco-país do Brasil medido pelo CDS (credit default swap, espécie de seguro contra calote da dívida soberana do país) caiu de 283 pontos-base para 187 pontos este ano, um recuo de 34%. No CDS, quanto menor o valor, mais seguro o país é considerado para investir.

Essa queda percentual, porém, foi apenas a 19ª maior em um grupo de 44 países, segundo levantamento do GLOBO na base de dados da Bloomberg. Nesse conjunto de países, o Brasil é considerado agora o 12º mais arriscado, apenas uma posição abaixo da que ocupava no começo do ano. O país ainda é considerado menos seguro para investir do que economias como Turquia (177 pontos), África do Sul (177) Indonésia (101), Peru (81) e Índia (76)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5148592/risco-brasil-cai-34-este-ano-seguindo-movimento-global







BANCOS e CARTÕES - (09/10/2017) - Mais um presentão para o setor.

"O sistema bancário brasileiro - reconhecidamente saudável e forte apesar da elevada concentração de operações ou talvez por isso mesmo - ganhará do governo um presentão se o Congresso aprovar o projeto que altera as regras que devem ser aplicadas para resolver eventuais problemas nas instituições. Se algum banco ficar mal das pernas, os credores - outros bancos - participarão de discussões de propostas para socorrer o parceiro, não sofrerão o ônus da sucessão porque vão receber a "parte boa" do devedor encrencado e ainda poderão ter a ajuda do Tesouro." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5149224/proer-disfarcado-sera-um-presentao-para-bancos







BRASIL - (06/10/2017) - Boa notícia, mas há divergência com um indicador apresentado ontem que mostrou aumento da inadimplência e endividamento das famílias.

"A inadimplência do consumidor caiu 7,1% em setembro na comparação com agosto na série com ajuste sazonal, informou a Boa Vista SCPC nesta quinta-feira (5). Em relação a igual mês de 2016, a retração foi de 12,1%. O indicador também apresenta recuo no acumulado do ano (-2%) e em 12 meses (-2,6%)." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inadimplencia-do-consumidor-cai-7-1-em-setembro-ante-agosto,70002028564







BANCOS e CARTÕES - (06/10/2017) - Boa notícia, mas há divergência com um indicador apresentado ontem que mostrou aumento da inadimplência e endividamento das famílias.

"A inadimplência do consumidor caiu 7,1% em setembro na comparação com agosto na série com ajuste sazonal, informou a Boa Vista SCPC nesta quinta-feira (5). Em relação a igual mês de 2016, a retração foi de 12,1%. O indicador também apresenta recuo no acumulado do ano (-2%) e em 12 meses (-2,6%)." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inadimplencia-do-consumidor-cai-7-1-em-setembro-ante-agosto,70002028564







JUROS e INFLAÇÃO - (06/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1) teve redução de 0,25% em setembro, após a deflação de 0,13% registrada em agosto, informou nesta sexta-feira, 6, a Fundação Getulio Vargas (FGV). O indicador é usado para mensurar o impacto da movimentação de preços entre famílias com renda mensal entre um e 2,5 salários mínimos. Com o resultado, o índice acumulou alta de 1,46% no ano. Em 12 meses, a taxa do IPC-C1 ficou em 1,89%.

Em setembro, o IPC-C1 ficou abaixo da variação da inflação média apurada entre as famílias com renda mensal entre um e 33 salários mínimos, obtida pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que teve queda de 0,02% no mês. No acumulado em 12 meses, a taxa do IPC-BR também foi superior, aos 3,17%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/ipc-c1-baixa-renda-cai-025-em-setembro-ante-013-em-agosto-revela-fgv/







BRASIL - (05/10/2017) - Boa notícia.

"O setor de serviços do Brasil voltou a apresentar crescimento em setembro após quatro meses de quedas uma vez que o aumento da demanda gerou novos negócios, de acordo com a pesquisa Índice Gerente de Compras (PMI, na sigla em inglês) divulgada nesta quarta-feira. O PMI do IHS Markit foi a 50,7 em setembro, de 49,0 em agosto, indo pela primeira vez desde abril acima da marca de 50 que indica crescimento. A indústria também mostrou crescimento em setembro, e com isso o PMI Composto do Brasil também ficou em território de crescimento pela primeira vez em quatro meses ao atingir 51,1, de 49,6 em agosto. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1C91TX-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (05/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo encerrou setembro com variação positiva de 0,02 por cento, desacelerando após alta de 0,10 por cento no mês anterior, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O destaque no mês ficou com a queda de 0,81 por cento nos preços de Alimentos, exercendo um peso de -0,1995 ponto percentual no índice em setembro, ainda que a queda tenha perdido força ante a deflação de 1,33 por cento vista em agosto " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1C919X-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (05/10/2017) - Crescimento por consumo e famílias se endividando e ficando inadimplentes, isso não é bom.

"A parcela de famílias que se declararam endividadas subiu de 58% para 58,4% entre agosto e setembro, informou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) em sua Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic). Em setembro de 2016, esta fatia era de 58,2% do total de famílias. O levantamento trouxe ainda que a proporção das famílias com dívidas ou contas em atraso também cresceu no nono mês deste ano. Na comparação mensal, passou de 24,6% para 25% das famílias, o maior patamar desde maio de 2010. Ante setembro de 2016, também houve alta de 0,4 ponto percentual. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/parcela-de-familias-endividadas-sobe-e-alcanca-584-em-setembro-aponta-cnc.ghtml







INDÚSTRIA - (04/10/2017) - Comunicando.

"A produção industrial caiu 0,8% em agosto na comparação com julho, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta terça-feira, 3, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado interrompe uma sequência de quatro meses consecutivos de crescimento, quando o indicador acumulou alta de 3,3%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,producao-industrial-cai-0-8-em-agosto-e-interrompe-sequencia-de-4-meses-de-crescimento,70002025303







BRASIL - (04/10/2017) - Essa é a notícia que fez a bolsa disparar hoje, mais política monetária expansionista para ajudar na recuperação da economia. Eu acredito que os juros deveriam cair mais, entretanto é uma boa notícia.

"...O Globo. De acordo com o jornal, o Banco Central estuda diminuir compulsórios sobre depósitos a prazo para adequar o mercado brasileiro a padrões internacionais e, por consequência, impulsionar o crescimento." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6986943/ibovespa-dispara-engole-sequencia-quedas-renova-maxima-historica







JUROS e INFLAÇÃO - (04/10/2017) - Essa é a notícia que fez a bolsa disparar hoje, mais política monetária expansionista para ajudar na recuperação da economia. Eu acredito que os juros deveriam cair mais, entretanto é uma boa notícia.

"...O Globo. De acordo com o jornal, o Banco Central estuda diminuir compulsórios sobre depósitos a prazo para adequar o mercado brasileiro a padrões internacionais e, por consequência, impulsionar o crescimento." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6986943/ibovespa-dispara-engole-sequencia-quedas-renova-maxima-historica







BRASIL - (04/10/2017) - Boa notícia.

"Os pedidos de falência caíram 15,6% em setembro ante o mesmo mês do ano anterior, segundo dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). As falências decretadas subiram 5,5% na mesma base de comparação, enquanto os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas registraram quedas de 59,9% e 47,7%, respectivamente." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://www.istoedinheiro.com.br/pedidos-de-falencia-caem-156-em-setembro-diz-boa-vista-scpc/







BANCOS e CARTÕES - (04/10/2017) - Muito boa notícia para os bancos se ela se realizar.

"Em destaque para o setor, além do ânimo do mercado, está a notícia do jornal O Globo de que o Banco Central estuda reduzir compulsório de depósitos a prazo para adequar o mercado brasileiro a padrões internacionais de economias maduras. Segundo a notícia, nada deve ser feito "na correria", muito menos, por motivos conjunturais. O jornal acrescenta, citando uma alta fonte a par dos estudos, que está sendo feita uma revisão, e que não deve haver nenhum grande anúncio. Na avaliação da fonte, níveis são altos e é natural pensar em convergência de médio e longo prazos, que será devagar e de forma bem previsível." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/acoes-e-indices/noticia/6989244/euforia-bolsa-siderurgicas-disparam-eletrobras-sobe-bancos-saltam-b2w-sobe







JUROS e INFLAÇÃO - (04/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo encerrou setembro com variação positiva de 0,02 por cento, desacelerando após alta de 0,10 por cento no mês anterior, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/economia/ipc-fipe-tem-variacao-positiva-de-002-em-setembro/







JUROS e INFLAÇÃO - (03/10/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) caiu 0,02% em setembro após subir 0,13% em agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira, dia 2 de outubro. Esse é o segundo resultado mensal negativo do indicador no ano. Em junho, o IPC-S cedeu 0,32%. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-cai-002-em-setembro-apos-subir-013-em-agosto/







INDÚSTRIA - (03/10/2017) - Comunicando.

"Indústria do Brasil encerra 3º tri com manutenção do ritmo de crescimento, mostra PMI. O IHS Markit informou que seu PMI para o setor repetiu em setembro a marca de 50,9 vista em agosto. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1C71K0-OBRBS







BRASIL - (03/10/2017) - Consumo se mantém em alta.

"As vendas totais no varejo brasileiro (excluídas as vendas de automóveis e materiais de construção) cresceram 3,3% em agosto na comparação com igual mês de 2016, o quarto avanço consecutivo, segundo o indicador SpendingPulse, da Mastercard. Na média, houve expansão de 3% nos últimos três meses ante o mesmo período do ano passado, expansão maior do que a observada no segundo trimestre, de 1,1%. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/indicador-de-vendas-da-mastercard-capta-alta-de-33-no-varejo-em-agosto/







BRASIL - (02/10/2017) - Comunicando.

"O desemprego no país foi de 12,6%, em média, no trimestre de junho a agosto, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A taxa caiu em relação ao trimestre anterior (13,3%), mas subiu na comparação com o mesmo trimestre do ano passado (11,8%)." (Fonte: UOL)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://economia.uol.com.br/empregos-e-carreiras/noticias/redacao/2017/09/29/desemprego-pnad-ibge-julho-a-agosto.htm







BRASIL - (02/10/2017) - Comunicando.

"As vendas de papelão ondulado subiram 0,87% entre julho e agosto, considerando-se o ajuste sazonal, e totalizaram 320,61 mil toneladas, de acordo com boletim estatístico divulgado nesta sexta-feira pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). Na comparação com agosto de 2016, o crescimento das vendas foi de 8,91%. Frente a julho, sem o ajuste sazonal, houve alta de 8,08%. Diante desse desempenho, no acumulado de janeiro a agosto, as vendas de papelão ondulado exibiram alta de 4,03%, para 2,305 milhões de toneladas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5139020/venda-de-papelao-ondulado-tem-alta-de-087-em-agosto-nota-abpo







INDÚSTRIA - (02/10/2017) - Comunicando.

"As vendas de papelão ondulado subiram 0,87% entre julho e agosto, considerando-se o ajuste sazonal, e totalizaram 320,61 mil toneladas, de acordo com boletim estatístico divulgado nesta sexta-feira pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). Na comparação com agosto de 2016, o crescimento das vendas foi de 8,91%. Frente a julho, sem o ajuste sazonal, houve alta de 8,08%. Diante desse desempenho, no acumulado de janeiro a agosto, as vendas de papelão ondulado exibiram alta de 4,03%, para 2,305 milhões de toneladas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5139020/venda-de-papelao-ondulado-tem-alta-de-087-em-agosto-nota-abpo







BRASIL - (02/10/2017) - Benefícios da redução dos juros.

"Após os resultados positivos registrados pelo PIB no primeiro e segundo trimestres, as sondagens de confiança elaboradas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) apontam para um novo resultado favorável no período entre julho e setembro. Os quatro levantamentos setoriais - indústria, serviços, construção e comércio - indicaram melhora no humor dos empresários no período, mesmo com o conturbado cenário político visto a partir de maio." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5140828/sondagens-indicam-atividade-aquecida-no-terceiro-trimestre







JUROS e INFLAÇÃO - (29/09/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) continuou a acelerar o ritmo de alta em setembro ao subir 0,47%, após 0,10% em agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. O resultado ficou dentro do intervalo de expectativas da pesquisa do Projeções Broadcast, que variava de 0,33% a 0,60%, mas superou a mediana, que era positiva em 0,47%. Em 12 meses, o indicador seguiu em queda, acumulando retração de 1,45%, assim como no ano, em que a deflação é de 2,10%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inflacao-do-aluguel-acelera-ritmo-de-alta-e-sobe-0-47-em-setembro,70002019450







INDÚSTRIA - (29/09/2017) - Comunicando.

"Interrompendo uma sequência de quatro altas consecutivas, o Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista recuou 0,6% na passagem de julho para agosto, feito o ajuste sazonal. Na comparação com agosto de 2016, o desempenho ainda é positivo, com alta de 1,5%. No acumulado em 12 meses, houve queda, de 1,6%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5137296/atividade-industrial-paulista-recua-06-em-agosto-diz-fiesp







BRASIL - (29/09/2017) - Mais crescimento via consumo?.

"Temer anuncia liberação antecipada de R$15,9 bi do PIS/Pasep. Aproximadamente 9 milhões de pessoas devem ser beneficiadas; correntistas do Banco do Brasil e da Caixa terão os recursos creditados automaticamente." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://exame.abril.com.br/mercados/futuro-do-carrefour-e-tudo-para-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BANCOS e CARTÕES - (28/09/2017) - Juros ainda estão exorbitantemente elevados.

"A taxa de juro média cobrada pelo sistema financeiro nas suas operações de crédito registrou queda de 0,5 ponto percentual, saindo de 29% em julho para 28,5% em agosto. No oitavo mês de 2017, a queda dos juros aconteceu para jurídicas, com baixa marginal de 18,9% para 18,8%. Para as famílias, a taxa ficou em 35,6%, vindo de 36,5%.

Olhando o juro com recursos livres, a taxa para as pessoas físicas saiu de 63,8% ao ano em julho para 62,3% ao ano no mês seguinte. O custo do dinheiro para as empresas recuou de 25,3% para 24,4%. O juro total com recursos livre fechou agosto em 45,6%, vindo de 46,6% um mês antes." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5135506/juro-medio-das-operacoes-de-credito-cai-e-inadimplencia-fica-estavel







INDÚSTRIA - (28/09/2017) - Ainda com elevada ociosidade e demitindo pessoas.

"A produção industrial avançou em agosto, de acordo com a Sondagem feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O índice que sintetiza a evolução do setor subiu para 54,8 pontos em agosto, de 50,5 pontos em julho. Em agosto de 2016, ele foi de 50,8 pontos.Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria foi de 49,1 pontos no último mês, ante 48,2 pontos em julho.

O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) subiu para 67% no mês passado ante resultado de 65% em julho. Em agosto do ano passado, ela era de 66%. O indicador relativo à utilização de capacidade efetiva-usual, que considera o UCI comum para o mês, fechou maio em 43,4 pontos, frente a 40,9 pontos em julho." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5135588/producao-industrial-avanca-em-agosto-segundo-sondagem-cni







JUROS e INFLAÇÃO - (27/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,02% na terceira quadrissemana de setembro, após recuar 0,04% na segunda quadrissemana do mês, segundo dados publicados há pouco pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-002-na-3a-quadrissemana-de-setembro/







BANCOS e CARTÕES - (26/09/2017) - Comunicando.

"O setor de cartões totalizou R$ 580 bilhões no primeiro semestre, montante 6,3% maior que o visto no mesmo período do ano passado, de acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). O número de transações, considerando tanto os plásticos de débito quanto de crédito, alcançou 6,4 bilhões, alta de 7,1%, na mesma base de comparação. Do total movimentado por cartões na primeira metade do ano, os cartões de crédito somaram R$ 354 bilhões, aumento de 5,1% ante idêntico intervalo do ano passado. Já os plásticos de débito registraram R$ 226 bilhões, aumento de 8,4%, na mesma base de comparação." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/cartoes-movimentam-r-580-bi-no-1o-semestre-alta-de-63-em-um-ano-diz-abecs/







BANCOS e CARTÕES - (25/09/2017) - Comunicando.

"O volume de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundo no País diminuiu no oitavo mês deste ano. De acordo com a Sereasa Experian, o porcentual foi de 1,82% em agosto em relação ao mesmo mês de 2016, quando fora de 2,18%. O resultado é o menor já registrado neste ano e também o mais baixo para o mês desde 2010 (1,62%).De janeiro a agosto, a porcentagem de cheques devolvidos em relação aos documentos compensados foi de 2,06%, menor que a devolução de 2,36% apurada no mesmo período de 2016. Também neste caso, é o resultado mais baixo para o período desde 2013, quando foi de 2,05%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/serasa-inadimplencia-com-cheque-atinge-182-menor-nivel-para-agosto-em-7-anos/







JUROS e INFLAÇÃO - (25/09/2017) - Acho que a inflação chegou a um piso.

"O preço médio da gasolina subiu pela 6ª semana consecutiva e atingiu R$ 3,879 por litro, o maior valor registrado no ano. Os dados são de levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP) divulgado nesta sexta-feira (22) e consideram a média de preços praticados nesta semana em 3.166 postos de combustível no país. " (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/preco-da-gasolina-sobe-pela-6-semana-seguida-e-atinge-maior-valor-no-ano-diz-anp.ghtml







BRASIL - (25/09/2017) - Preparem-se. Além da falta de água, é possível que tenhamos falta de energia

"Maiores represas do país enfrentam seca histórica. A pior seca dos últimos 100 anos tem testado os limites de alguns dos maiores reservatórios do País. Na Bahia, o lago de Sobradinho, terceiro maior do Brasil em volume de água, enfrenta a estiagem com apenas 5% de sua capacidade total de armazenamento, menos da metade do que tinha há exatamente um ano, quando já estava em crise. Em Goiás, a represa de Serra da Mesa, a maior do País em capacidade de armazenamento, está com somente 8% do volume que é capaz de guardar. E essa situação vai piorar." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/maiores-represas-do-pais-enfrentam-seca-historica/







RISCO - (25/09/2017) - O mundo está cada vez mais próximo de uma guerra.

"O Irã testou com sucesso um novo míssil balístico com alcance de 2 mil quilômetros que, segundo o governo, é capaz de levar diversas ogivas. O lançamento foi exibido pela TV estatal, mas não há informação de quando o experimento com a arma teria acontecido." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/internacional/5130788/ira-desafia-eua-em-novo-teste-de-missil







CUIDADO - (25/09/2017) - Comunicando.

"Os órgãos reguladores, notadamente Banco Central e CVM, estão atentos ao crescimento do mercado de bitcoins e outras moedas digitais no país. Ambos criaram grupos de trabalho para acompanhamento e estudo destes novos ativos monetários. A CVM, inclusive, tem promovido encontros com agentes financeiros para debater o tema. O RR não conseguiu apurar se a Polícia Federal também está debruçada sobre o assunto.

Nos Estados Unidos, as questões criminais que assolam esse mercado são tratadas pelo FBI. Os riscos vêm dos mais diversos lados: ausência de regulação, falta de lastro físico, esquemas de pirâmides, bolsas falsas, ataques cibernéticos, roubo de dados. Procurada pelo RR, a CVM fez questão de deixar claro que não é de sua competência “a regulamentação de moedas”. Mas que é da sua alçada “atuar sempre que houver ofertas públicas de valores mobiliários ligados ou relacionados, de alguma forma, à aplicação em moedas”.

Consultada se já existe algum processo em tramitação ou análise referente a aplicações em bitcoins, a autarquia não se pronunciou. Estima-se que o total de moedas digitais em circulação no país passe de R$ 1 bilhão. A “olho nu”, trata-se de uma fatia pequena do bolo global: mais de US$ 140 bilhões. No entanto, o Brasil já é o quarto maior mercado do mundo em volume negociado, segundo dados do Bitcoin Average. A FoxBit, a maior bolsa local, tem mais de 50 mil registros de investidores – em seu site, é possível acompanhar em tempo real o frenético ritmo de compra e venda de moedas, com a “identificação” dos negociantes.

As autoridades reguladoras têm monitorado as empresas de investimento, corretoras e consultorias que estão invadindo a internet com propostas de intermediação ou “aconselhamento” para aplicações em bitcoins e congêneres. A mais conhecida é a Empiricus, pertencente à norte-americana Agora. A empresa diz possuir, “entre outros conteúdos, um estudo sobre cripto-moedas em que apresenta aos seus assinantes o potencial e os riscos deste novo mercado”.

E os órgãos reguladores, perguntou o RR? A Empiricus garante “ainda não ter recebido qualquer consulta sobre o tema”. O bitcoin é apresentado como se fosse o mercado mais seguro do mundo, embora seja uma terra de ninguém. Volta e meia surgem casos de assaltantes dos ativos digitais. Um dos episódios mais famosos foi o roubo de 96 mil bitcoins, avaliadas em US$ 56 milhões, realizado por hackers no site Sheep Marketplace. Mais recentemente, uma casa de câmbio de Hong Kong, a Bitfinex, foi furtada em moedas digitais no valor equivalente a US$ 72 milhões." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/banco-central-e-cvm-estao-de-olho-no-mercado-de-bitcoins







FOCUS - (25/09/2017) - Comunicando.

"De acordo com o documento, a mediana das projeções para a inflação oficial recuou de 3,08% para 2,97% neste ano e de 4,12% para 4,08% em 2018. Do lado do PIB (Produto Interno Bruto) também houve melhora, com as expectativas crescendo de 0,60% para 0,68% em 2017 e de 2,20% para 2,30% no ano seguinte.As apostas para a taxa básica de juros, por sua vez, se mantiveram em 7% para o final dos dois anos. " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6972905/economistas-elevam-projecoes-para-pib-derrubam-inflacao-revela-banco-central







JUROS e INFLAÇÃO - (22/09/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) teve alta de 0,11 por cento em setembro, após avanço de 0,35 por cento em agosto, de acordo os dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Nos 12 meses até setembro, a alta acumulada chegou a 2,56 por cento, menor nível desde março de 1999, (+2,64 por cento), quando o Brasil adotou o regime de metas de inflação, e também mais fraca que o avanço de 2,60 por cento esperado. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BW1NW-OBRBS







BRASIL - (22/09/2017) - Boa notícia.

"A economia brasileira abriu 35.457 vagas de trabalho com carteira assinada em agosto deste ano, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quinta-feira (21).
" (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/emprego-formal-sobe-pelo-5-mes-seguido-em-agosto-com-35-mil-vagas-abertas.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (22/09/2017) - Comunicando.

"A Receita Federal apura se os principais bancos privados do país usam de maneira abusiva, com o objetivo de sonegar impostos, o chamado planejamento tributário. Diante disso, segundo a Folha apurou, foi montado um grupo de trabalho com 24 auditores de Brasília e São Paulo, onde há uma delegacia especializada em crimes financeiros, para monitorar essas instituições. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/09/1920706-receita-investiga-se-grandes-bancos-do-pais-estao-sonegando-tributos.shtml







JUROS e INFLAÇÃO - (22/09/2017) - Comunicando.

"Ao divulgar ontem o Relatório de Inflação, o Banco Central (BC) deixou claro que vai continuar reduzindo a taxa básica dos juros (Selic) e que a economia conviverá com juros historicamente baixos por um bom tempo. No documento, o BC indica que, mesmo que a Selic caia dos atuais 8,25% para 7% ao ano e seja mantida nesse patamar até o fim de 2018, o IPCA ficará dentro das metas fixadas até 2020." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5129438/juro-deve-cair-patamares-recordes-e-por-longo-prazo







BRASIL - (22/09/2017) - Comunicando.

"Segunda denúncia contra Temer chega à Câmara dos Deputados. Cabe aos deputados autorizar ou não a continuidade do processo no STF, que pode levar ao afastamento do peemedebista do cargo. O presidente da Casa, Rodrigo Maia, disse que não vai misturar problemas partidários com denúncia." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/ofensiva-dos-batistas-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (21/09/2017) - Eu acredito que a inflação chegou ao piso no Brasil: A alta dos combustíveis e do preço da energia, a volta do consumo e em breve, reajustes nas mensalidades escolares e o dólar em um patamar que considero um piso, podendo subir a qualquer momento se tiver alguma crise externa, aumento de juros no exterior, ou mesmo redução do saldo positivo da balança comercial....

Nesse quadro, acredito que a queda dos juros está próxima do fim, mas ainda pode ocorrer. Para aqueles que desejam aplicar em títulos do tesouro direto, recomendo os Títulos que reajustam com a inflação e oferecem uma taxa de +- 5% de juros real.

"O Tesouro IPCA+ com vencimento em 2045 (antiga NTN-B Principal), por exemplo, remunera o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) mais 5,05% ao ano, contra 5,06% a.a. na última terça-feira (19). O investidor pode aplicar um valor mínimo de R$ 30,96, ou adquirir o título integralmente por R$ 774." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/onde-investir/tesouro-direto/noticia/6966237/titulo-inflacao-paga-ano-nesta-quarta-feira-confira-taxas-tesouro







BRASIL - (21/09/2017) - Realmente o futuro do Brasil é incerto.

"FT aponta Bolsonaro como o mais provável sucessor de Temer e alerta: "esperanças não passarão de um sonho"" (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/6962286/aponta-bolsonaro-como-mais-provavel-sucessor-temer-alerta-esperancas-nao







BRASIL - (21/09/2017) - Comunicando.

"A maioria do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu enviar a segunda denúncia apresentada pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o presidente Michel Temer à Câmara dos Deputados, conforme determina a Constituição. O placar da votação está em 6 votos a 1 pelo envio, contrariando pedido feito pela defesa do presidente. O julgamento continua para a tomada de mais quatro votos dos ministros." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/6968528/maioria-stf-vota-pelo-envio-denuncia-sobre-temer-camara







BRASIL - (21/09/2017) - Observem de onde vem grande parte do crescimento econômico do Brasil... CONSUMO... Será que é um crescimento sustentável?

"Amanhã, anuncia o cronograma para o saque antecipado dos beneficiários do PIS/Pasep com idade a partir de 62 anos – antes o mínimo era 70 anos. A boa nova é que a liberação de recursos pode ser maior do que a estimada, da ordem de R$ 16 bilhões. Calcula-se que poderão ser lançados R$ 20 bilhões na economia." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/ja-e-natal-no-palacio-do-planalto/







BANCOS e CARTÕES - (21/09/2017) - Comunicando.

"O sistema bancário mundial está passando por transformações sustentadas pelas novas tecnologias. Os movimentos recentes mostram que a tendência mais forte é que empresas fora do setor financeiro passem a oferecer serviços e soluções bancárias. A avaliação é do especialista em inovação Guga Stocco." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5127574/empresas-disputam-servico-bancario







BRASIL - (21/09/2017) - Comunicando.

"STF decide mandar denúncia para Câmara e imprime derrota a Temer. Para maioria da corte, STF precisa de autorização da Câmara para discutir validade das provas contra Temer. Apenas Gilmar Mendes votou para devolver denúncia contra Temer à PGR." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/maia-critica-temer-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BRASIL - (20/09/2017) - Boa notícia.

"O segundo semestre começou com melhora na oferta de emprego para o segmentos do comércio e serviços de São Paulo. Levantamento da FecomercioSP baseado nas pesquisas de emprego dos três segmentos mostra que em julho o varejo, o atacado e o setor de serviços formalizaram a contratação de 15.149 pessoas no Estado de São Paulo. Em julho do ano passado, os três segmentos haviam cortado 6.926 postos de trabalho formais." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5125968/emprego-comeca-semestre-em-alta-no-comercio-e-servicos-aponta-pesquisa







JUROS e INFLAÇÃO - (20/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, caiu 0,04% na segunda quadrissemana de setembro, revertendo a alta de 0,05% que exibiu na primeira quadrissemana do mês, segundo dados publicados há pouco pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-cai-004-na-2a-quadrissemana-de-setembro/







BANCOS e CARTÕES - (19/09/2017) - Comunicando.

"Houve queda de 2,3% no número de pessoas que honrou dívidas em atraso e saiu dos registros de inadimplência, na variação acumulada em 12 meses encerrados em agosto (setembro de 2016 a agosto de 2017) ante período equivalente do ano anterior, aponta o indicador de recuperação de crédito da Boa Vista SCPC. Já no acumulado do ano, de janeiro a agosto, houve queda de 1,9% na recuperação de crédito. Em relação ao mês anterior, julho, a Boa Vista verificou alta de 4,5% em agosto na série dessazonalizada. Já na comparação com agosto de 2016, foi apurada queda de 5,2%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/recuperacao-de-credito-cai-23-em-agosto-em-12-meses/







BRASIL - (19/09/2017) - BNDES descapitalizado não poderá ajudar muito em políticas expansionistas governamentais.

"O pedido da área econômica do governo encaminhado à direção do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para que antecipe o pagamento de parte do que deve ao Tesouro Nacional foi aprovado previamente pelo presidente Michel Temer. O banco terá que antecipar R$ 50 bilhões neste ano e R$ 130 bilhões em 2018." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5124250/temer-encerra-polemica-e-bndes-tera-que-pagar-divida







BANCOS e CARTÕES - (19/09/2017) - Comunicando.

"O indicador de recuperação de crédito medido pela Boa Vista SCPC, aponta alta de 4,5% na comparação de agosto contra julho. Já no acumulado em 12 meses encerrados em agosto há uma queda de 2,3%. No acumulado de janeiro a agosto, a queda é de 1,9%. Em agosto de 2017 sobre agosto do ano passado, a recuperação de crédito no país tem baixa de 5,2%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5124084/curta







BRASIL - (18/09/2017) - Agora o risco Brasil aumentou. Golpe militar é MUITO mais sério do que impeachment do Temer.

"Um general da ativa no Exército, Antonio Hamilton Mourão, secretário de economia e finanças da Força, afirmou, em palestra promovida pela maçonaria em Brasília na última sexta-feira (15), que seus "companheiros do Alto Comando do Exército" entendem que uma "intervenção militar" poderá ser adotada se o Judiciário "não solucionar o problema político", em referência à corrupção de políticos.

Mourão disse que poderá chegar um momento em que os militares terão que "impor isso" [ação militar] e que essa "imposição não será fácil". Segundo ele, seus "companheiros" do Alto Comando do Exército avaliam que ainda não é o momento para a ação, mas ela poderá ocorrer após "aproximações sucessivas"." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5122268/general-ameaca-impor-solucao-para-crise-politica-brasileira







BANCOS e CARTÕES - (18/09/2017) - Comunicando.

"Os bancos começam a devolver ao INSS valores que haviam sido pagos após a morte de beneficiários. Mais de R$ 1 bilhão estão pendentes, conforme a análise de 73.556 processos feita em 2016 pelo Ministério da Transparência e a CGU (Controladoria-Geral da União). Cerca de 12% (R$ 119 milhões) foram devolvidos. As instituições financeiras atendem à determinação da Medida Provisória nº 788, de 24 de julho deste ano, de que os bancos devem bloquear de imediato os valores creditados em favor de falecidos. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2017/09/1919082-cgu-quer-que-banco-devolva-ao-inss-beneficio-a-falecido.shtml







FOCUS - (18/09/2017) - Comunicando.

"Conforme mostra a mais recente edição do relatório Focus, divulgada na manhã desta segunda-feira (18) pelo Banco Central, os economistas consultados semanalmente pela autoridade monetária agora esperam que a Selic já prevista para encerrar este ano a 7% permaneça neste patamar no ano seguinte.

Do lado da inflação oficial, medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), a mediana das projeções apontou para um recuo de 3,14% para 3,08% em 2017 e de 4,15% para 4,12% em 2018. Caso tais avaliações se confirmem, a taxa real de juros 'ex-post' ficaria em 3,92% e 2,88%, respectivamente." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6961351/economistas-veem-inflacao-ainda-menor-juros-2017-2018-mostra







BRASIL - (15/09/2017) - Risco político aumente, mas acredito que pouco afetará a bolsa no médio prazo.

"A denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República contra o presidente Michel Temer e peemedebistas de seu grupo político por participação em organização criminosa no “Quadrilhão do PMDB da Câmara” não será encaminhada imediatamente pelo Supremo Tribunal Federal para análise da Câmara dos Deputados, por decisão do ministro Edson Fachin.

Relator do inquérito na Corte, Fachin resolveu na noite desta quinta-feira 14, aguardar a análise no plenário do Supremo de uma questão de ordem que discute se o andamento da denúncia deve ser “sustado” enquanto não forem esclarecidos problemas descobertos na delação do dono do grupo J&F, Joesley Batista, e do ex-executivo Ricardo Saud." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/brasil/explosao-no-metro-de-londres-palocci-entreguei-dinheiro-a-lula/







ALERTA - (15/09/2017) - Se começar uma guerra, os preços das ações podem desmoronar abruptamente cuidando grandes prejuízos aos investidores. CUIDADO. NÃO esteja fortemente posicionado no mercado de ações, DIVERSIFIQUE e NÃO especule COMPRADO em mercados DERIVATIVOS ligados a ações, a não ser que em uma queda abrupta sua perda possa ser LIMITADA .

"A Coreia do Norte disparou um míssil não identificado nesta quinta-feira (sexta-feira no horário local), do distrito de Sunan, na capital Pyongyang, em direção ao leste, informaram as Forças Armadas da Coreia do Sul." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/brasil/explosao-no-metro-de-londres-palocci-entreguei-dinheiro-a-lula/







BRASIL - (14/09/2017) - Risco.

"O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresenta hoje nova denúncia contra o presidente Michel Temer. Duas decisões do STF lhe garantiram legitimidade para a ação." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5118708/com-o-aval-do-stf-janot-volta-denunciar-temer







BRASIL - (14/09/2017) - As chances de aprovação de leis que favoreçam economicamente o atual governo, como a reforma da previdência, acabou se de reduzir consideravelmente. Nenhum partido que almeja ganhar as eleições deseja ajudar a concorrência e como sabemos, os políticos brasileiros normalmente não pensam no que seria melhor para o país.

"Meirelles nega, mas PSD anuncia sua pré candidatura à presidência. O ministro da Fazenda, segundo o jornal Valor Econômico, ficou mais próximo de uma possível candidatura à Presidência depois que seu partido, o PSD, começou a mencioná-lo publicamente como um nome forte para disputar as eleições do ano que vem." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/denuncia-contra-temer-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir-2/







BRASIL - (14/09/2017) - Poucos recursos para emprestar.

"Os grandes bancos brasileiros estão com níveis adequados de capital, mesmo após terem reduzido fortemente a oferta de crédito nos últimos anos para se protegerem dos efeitos da recessão no país, disse nesta quarta-feira o chefe de análise de instituições financeiras da agência Fitch para América Latina, Alejandro Garcia.

“Os bancos brasileiros não estão excessivamente capitalizados, seus níveis de capital são apropriados”, disse o executivo durante entrevista nos escritórios da Reuters." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/negocios/bancos-no-brasil-nao-tem-excesso-de-capital-diz-diretor-da-fitch/







JUROS e INFLAÇÃO - (13/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,05% na primeira quadrissemana de setembro, perdendo força em relação ao aumento de 0,10% verificado no fechamento de agosto, segundo dados publicados há pouco pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-005-na-1a-quadrissemana-de-setembro/







BANCOS e CARTÕES - (13/09/2017) - Começa a ficar PREOCUPANTE novamente o crescimento do endividamento e da inadimplência das famílias. Acho que este alento para o setor de consumo pode acabar se continuar assim.

"A proporção de famílias endividadas na cidade de São Paulo cresceu 2,8 pontos percentuais em agosto e chegou a 53,4%, de acordo com pesquisa da Federação do Comércio de Bens e Serviços do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em relação a agosto do ano passado, quando a taxa era de 51,5%, a alta foi de 1,9 ponto Houve crescimento também na parcela de famílias com dívidas em atraso." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5117006/cresce-total-de-familias-endividadas-em-sp







BRASIL - (13/09/2017) - Começa a ficar PREOCUPANTE novamente o crescimento do endividamento e da inadimplência das famílias. Acho que este alento para o setor de consumo pode acabar se continuar assim.

"A proporção de famílias endividadas na cidade de São Paulo cresceu 2,8 pontos percentuais em agosto e chegou a 53,4%, de acordo com pesquisa da Federação do Comércio de Bens e Serviços do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em relação a agosto do ano passado, quando a taxa era de 51,5%, a alta foi de 1,9 ponto Houve crescimento também na parcela de famílias com dívidas em atraso." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5117006/cresce-total-de-familias-endividadas-em-sp







BRASIL - (13/09/2017) - Número ruim, acende o sinal de alerta.

"O volume do setor de serviços do país caiu 0,8% em julho frente a junho na série com ajuste sazonal, informou nesta quarta-feira (13) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a primeira queda desde março, quando o recuo foi de 2,3%. A queda vem após crescimento de 1,3% em junho e de 0,3% em maio." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
https://g1.globo.com/economia/noticia/setor-de-servicos-cai-08-em-julho.ghtml







INDÚSTRIA - (12/09/2017) - Indústria nacional está perdendo competitividade devido a valorização artificial do real.

"A valorização do real em relação ao dólar, que eleva o preço do calçado brasileiro no exterior, tem prejudicado os embarques do setor, na avaliação da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). Em agosto, as vendas externas do setor registraram queda de 4,4% em comparação ao mesmo mês do ano passado, chegando a 9,5 milhões de pares. Em valor, as exportações brasileiras de calçados somaram US$ 91,3 milhões no mês de agosto, com alta de 4,2% na mesma base de comparação. No acumulado de janeiro a agosto, as vendas externas de calçados cresceram 0,5% em volume, totalizando 77 milhões de pares. Em valor, houve aumento de 13,2%, para US$ 699,5 milhões. De acordo com a Abicalçados, o preço médio do calçado exportado aumentou em torno de 10% nos últimos 12 meses. Esse aumento, segundo a entidade, tem inibido as vendas externas do produto." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5114844/abicalcados-valorizacao-do-real-afetou-exportacoes-de-calcados







JUROS e INFLAÇÃO - (12/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou em três das sete capitais pesquisadas na primeira quadrissemana de setembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira, 12. O índice teve alívio de 0,13% para 0,10% no período." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-desacelera-em-3-das-7-capitais-analisadas-na-1a-quadrissemana-de-setembro/







FOCUS - (11/09/2017) - Comunicando.

"No documento divulgado nesta segunda-feira (11), a mediana das expectativas apontou uma elevação no PIB (Produto Interno Bruto) de 0,50% para 0,60% neste ano e de 2% para 2,10% no ano seguinte, ao passo que as apostas para a inflação oficial caíram de 3,38% para 3,14% em 2017 e de 4,18% para 4,15% em 2018. Do lado da Selic, as expectativas foram de 7,25% para 7% neste ano e de 7,50% para 7,25% no ano seguinte.Pelo câmbio, não houve alteração nas projeções: R$ 3,18 e R$ 3,30 para o dólar em 2017 e 2018." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6940050/mercado-eleva-projecoes-para-pib-volta-derrubar-juros-inflacao-mostra







JUROS e INFLAÇÃO - (08/09/2017) - Comunicando.

"O IGP-DI registrou alta de 0,24 por cento no mês passado, contra deflação de 0,30 por cento em julho. O resultado ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,17 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BH1HQ-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (08/09/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que mede a variação dos preços da cesta de compras de famílias com renda de até cinco salários mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,03% em agosto deste ano." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/inpc-registra-queda-de-003-em-agosto/







INDÚSTRIA - (08/09/2017) - Comunicando.

"O Estado de São Paulo, maior parque industrial do Brasil, registrou expansão de 1,7% na indústria local na passagem de junho para julho, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados nesta quarta-feira, 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-em-sp-sobe-17-em-julho-ante-junho-aponta-ibge/







BRASIL - (08/09/2017) - Finalmente o país pode voltar a crescer, as empresas podem voltar a crescer e assim as ações podem subir.

"Com novo corte de um ponto percentual, Selic vai de 9,25% a 8,25%. Decisão já era esperada. Comunicado fala em “redução moderada na magnitude de flexibilização monetária” e “encerramento gradual do ciclo”." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/recorde-na-bolsa-as-principais-noticias-antes-de-o-pregao-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (08/09/2017) - Finalmente o país pode voltar a crescer, as empresas podem voltar a crescer e assim as ações podem subir.

"Com novo corte de um ponto percentual, Selic vai de 9,25% a 8,25%. Decisão já era esperada. Comunicado fala em “redução moderada na magnitude de flexibilização monetária” e “encerramento gradual do ciclo”." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/recorde-na-bolsa-as-principais-noticias-antes-de-o-pregao-abrir/







BRASIL - (06/09/2017) - Está menos pior. Só fica melhor com número acima de 50.

"Contração de serviços do Brasil perde força em agosto com aumento de novos trabalhos, mostra PMI. O PMI apurado pelo IHS Markit alcançou 49,0 em agosto, de 48,8 em julho, chegando ao nível mais alto em três meses. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BG1S6-OBRBS







INDÚSTRIA - (06/09/2017) - Comunicando.

"A produção industrial subiu 0,8% em julho ante junho, na série com ajuste sazonal, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a julho de 2016, a produção subiu 2,5%. Nessa comparação, sem ajuste, as estimativas variavam de um aumento de 0,7% a 2,83%, com mediana positiva de 1,80%. No ano, a indústria teve alta de 0,8%. No acumulado em 12 meses, a produção da indústria acumulou recuo de 1,1%. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,producao-industrial-sobe-0-8-em-julho-ante-junho,70001969093







BANCOS e CARTÕES - (06/09/2017) - Dívida das famílias segue alta.

"As famílias com dívidas ou contas em atraso registraram em agosto o maior porcentual do ano na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), atingindo 24,6% dos 18 mil consumidores pesquisados. Divulgada nesta terça-feira, 5, a pesquisa mostrou que o porcentual de famílias que permaneceram inadimplentes (10,1%) também foi o maior do ano, e que o número total de endividados cresceu para 58%, contra 57,1% em julho. Se comparado ao mesmo período do ano passado, no entanto, o índice permanece estável." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/dividas-em-atraso-das-familias-batem-recorde-do-ano-em-agosto-diz-cnc/







BRASIL - (06/09/2017) - Acredito que o BNDES NÃO deve no ano que vem, continuar a emprestar muitos recursos ao setor privado por falta de dinheiro e dívida elevada com a união, que necessita dos recursos emprestados de volta. Nos próximos anos, para o Brasil crescer, dependerá do setor privado que tem pouca vontade de investir sem estímulos.

"BNDES não tem condições de devolver R$130 bi ao governo, diz fonte. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou mais cedo que o governo negocia com o BNDES a antecipação do pagamento de empréstimos de 130 bilhões de reais do banco de fomento à União no ano que vem." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/delacao-cancelada-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







JUROS e INFLAÇÃO - (06/09/2017) - Comunicando.

"O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) avançou 0,19% em agosto e acumulou 2,46% em 12 meses, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na manhã desta quarta-feira (6). " (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6932303/ipca-sobe-agosto-volta-surpreender-mercado







JUROS e INFLAÇÃO - (05/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S) desacelerou em todas as sete capitais pesquisadas na quarta quadrissemana de agosto na comparação com a terceira leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) na manhã desta segunda-feira, dia 4. O índice geral arrefeceu para 0,13%, de 0,33% anteriormente. Em julho, o IPC-S havia marcado 0,38%. " (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-desacelera-nas-7-capitais-avaliadas-pela-fgv-na-4a-quadrissemana-de-agosto/







BANCOS e CARTÕES - (05/09/2017) - Números ruins.

"Os pedidos de recuperação judicial no Brasil em agosto subiram 25,5 por cento em relação ao mesmo período de 2016 e 33,3 por cento ante julho, mostraram dados da Serasa Experian nesta segunda-feira. Entre 172 solicitações feitas no mês passado, 100 foram por micro e pequenas empresas, 50 por companhias de médio porte e 22 por grandes corporações, de acordo com o levantamento.

O levantamento ainda apontou 165 pedidos de falência no país em agosto, aumento de 2,5 por cento sobre o mesmo período do ano passado e de 5,1 por cento na comparação com julho. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BF216-OBRBS







BRASIL - (05/09/2017) - Comunicando.

"Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados e presidente em exercício do Brasil, disse, durante o EXAME Fórum, que o governo já não tem mais a quantidade suficiente de votos para aprovar a reforma da Previdência.

“Hoje temos menos votos do que já tivemos.” Segundo ele, “ou vai aprovar em outubro, em novembro, ou não vai aprovar”. Maia confirmou que o maior risco de a reforma naufragar é a possibilidade de o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentar uma segunda denúncia contra o presidente Michel Temer." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/brasil/lava-jato-mira-olimpiadas-mercado-eleva-projecao-do-pib/







BRASIL - (04/09/2017) - O país cresceu, mas foi devido ao consumo, o resto está parado.

"A taxa de investimento da economia brasileira caiu para 15,5% no segundo trimestre deste ano. É a pior taxa para o período desde pelo menos o ano 2000, segundo os dados do IBGE. O melhor momento nesse período de 17 anos ocorreu em 2013, quando a taxa foi de 21,1%. No mesmo período do ano passado, era de 16,7%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5103778/taxa-de-investimento-cai-155-no-2-trimestre-ante-2016







INDÚSTRIA - (04/09/2017) - Parando de piorar.

"Segundo a CNI, as horas trabalhadas na produção aumentaram 0,7% em julho, considerando a série livre de efeitos sazonais. "O aumento de julho, insuficiente para reverter a queda do mês anterior, mantém o índice em patamar baixo", avaliou. Na parcial do ano, o indicador recuou 3,3%.

Já o faturamento industrial teve alta de 1,7% em julho deste ano, contra junho.

O emprego industrial, por sua vez, registrou um aumento de 0,1% em julho. Esse foi o terceiro mês sem queda, algo que não acontecia desde o início de 2015. Na comparação do acumulado no ano até julho, entretanto, foi registrado um tombo de 3,7%.

Ao mesmo tempo, a chamada "Utilização da Capacidade Instalada", ou seja, o nível de uso do parque fabril, somou 77,4% em julho, com aumento de 0,3 ponto percentual na comparação com junho.

Por outro lado, a Confederação Nacional da Indústria informou que a massa salarial dos trabalhadores do setor recuou 1,2% de junho para julho, enquanto que o rendimento real recuou 1,4% em julho (série dessazonalizada), após aumento idêntico no mês anterior." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/noticia/producao-faturamento-e-emprego-industrial-avancam-em-julho-diz-cni.ghtml







BRASIL - (04/09/2017) - O pior setor foi o de construção com recuo de 7%.

"Ainda assim o PIB da indústria encolheu 2,1% no período. Houve pressão negativa de um recuo de 7,0% registrado pela construção, além de redução de 1,0% na indústria de transformação." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/construcao-interferiu-no-mau-desempenho-do-pib-industrial/







ALERTA - (04/09/2017) - Situação ficando mais grave a cada dia que passa.

"Um teste com uma bomba de hidrogênio teria sido realizado pelo governo da Coreia do Norte na madrugada deste domingo. Segundo agências internacionais, o país asiático anunciou o teste por meio de sua imprensa oficial e afirmou que obteve êxito na operação. Esse seria o sexto teste nuclear realizado pelo governo do ditador Kim Jong-un." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/internacional/5105284/coreia-do-norte-diz-ter-realizado-teste-com-bomba-de-hidrogenio







JUROS e INFLAÇÃO - (04/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,10% em agosto, revertendo a baixa marginal de 0,01% verificada em julho, segundo dados publicados há pouco pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-010-em-agosto-e-fica-abaixo-das-expectativas/







BRASIL - (01/09/2017) - Melhorando.

"A taxa de desemprego no país ficou em 12,8% no trimestre encerrado em julho, divulgou nesta quinta-feira (30) o IBGE. O resultado representa queda em relação ao verificado no trimestre encerrado em abril, quando a taxa esteve em 13,6%. No trimestre encerrado em julho de 2016, a taxa de desemprego era de 11,6%, percentual que é 1,2 ponto percentual menor que o verificado em período equivalente deste ano.

O trimestre fechou com 13,3 milhões de desocupadas no país– pessoas sem emprego que estão em busca de oportunidade. Houve queda de 5,1% no volume de indivíduos na fila —721 mil pessoas deixaram a condição no período.

O contingente de ocupados —pessoas de fato em algum trabalho— atingiu 90,677 milhões, alta de 1,6% em relação ao verificado no trimestre imediatamente anterior. No período, 1,439 milhão pessoas conseguiram vagas no mercado de trabalho. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/08/1914575-desemprego-recua-para-128-no-trimestre-encerrado-em-julho-aponta-ibge.shtml







BRASIL - (01/09/2017) - Indústria contratando para produção para festas de fim de ano.

"A indústria criou 425 mil postos de trabalho em um trimestre, o equivalente a um aumento de 3,7% no total de ocupados no setor. No trimestre encerrado em julho, o total de ocupados no País cresceu 1,6% em relação ao trimestre terminado em abril, com a criação de 1,439 milhão de vagas. Outros setores que contrataram no período foram comércio, com 226 mil funcionários a mais; transporte, armazenagem e correio, com mais 82 mil; alojamento e alimentação, mais 97 mil; administração pública, defesa, seguridade social, educação e saúde, mais 592 mil novas contratações; e outros serviços, com a geração de 175 mil novos postos.

As atividades que demitiram no trimestre encerrado em julho foram a construção (-45 mil), agricultura (-75 mil), serviços domésticos (-6 mil) e informação, comunicação e atividades financeiras (-33 mil)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ibge-industria-criou-425-mil-vagas-em-um-trimestre-comercio-criou-mais-226-mil/







INDÚSTRIA - (01/09/2017) - Comunicando.

"O Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria paulista, calculado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), subiu 1% em julho, no comparativo com junho da série com ajuste sazonal. Sem ajuste sazonal, o indicador mostrou crescimento de 3,2% na comparação mensal e de 0,4% em relação a julho do ano passado. No acumulado em 12 meses, o INA ainda mostra queda, de 3,1%, mas o indicador vem crescendo numa média de 1% desde abril, o que levou a Fiesp a subir sua projeção sobre o avanço da atividade industrial paulista no fechamento do ano de 1,7% para a faixa de 2,5% a 3%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/atividade-da-industria-paulista-cresce-1-em-julho-diz-fiesp/







CUIDADO - (01/09/2017) - Comunicando.

"O Wells Fargo informou nesta quinta-feira que cerca de 3,5 milhões de contas eram “potencialmente não autorizadas”, em seu escândalo de práticas de venda. A revisão mostrou que o número afetado é superior ao anteriormente anunciado. O banco, que continua a lidar com problemas em diferentes braços da companhia, disse que o número cresceu de 2,1 milhões de contas inicialmente anunciado, quando o escândalo emergiu há cerca de um ano. O banco destinará mais US$ 3,7 milhões para ressarcir clientes, baseado na análise expandida." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/escandalo-do-wells-fargo-cresce-e-afeta-cerca-de-35-milhoes-de-contas/







JUROS e INFLAÇÃO - (01/09/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) terminou agosto com alta de 0,13 por cento, desacelerando ante 0,38 por cento em julho, diante do recuo mais forte dos preços dos alimentos, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/ipc-s-desacelera-alta-a-013-em-agosto-diz-fgv/







BRASIL - (01/09/2017) - Consumo puxa alta do PIB.

"O PIB (Produto Interno Bruto) registrou alta de 0,2% no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre de 2017, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ). Quando comparado a igual período do ano anterior, o PIB apresentou variação positiva de 0,3% no segundo trimestre de 2017, após 12 trimestres consecutivos com resultados negativos. No acumulado em quatro trimestres, o PIB caiu 1,4% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores. Já no primeiro semestre de 2017, o PIB apresentou variação nula em relação ao primeiro semestre de 2016.

Na Indústria, houve queda de 2,0% na construção e de 1,3% na atividade de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana. A extrativa mineral variou 0,4% e a indústria de transformação manteve-se praticamente estável (0,1%). Nos Serviços, tiveram resultado positivo: comércio (1,9%), atividades imobiliárias e outros serviços (0,8%) e atividade de transporte, armazenagem e correio (0,6%). Pela ótica da despesa, o consumo das Famílias voltou a crescer após nove trimestres, com expansão de 1,4%. Já o Consumo do Governo (-0,9%) e a Formação Bruta de Capital Fixo (-0,7%) registraram queda." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6923593/com-consumo-destaque-pib-brasil-cresce-tri-2017-fica-acima







JUROS e INFLAÇÃO - (31/08/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) interrompeu uma sequência de quatro quedas ao subir 0,10% em agosto após ter queda de 0,72% em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 30." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,inflacao-do-aluguel-interrompe-quedas-e-volta-a-subir-em-agosto,70001956284







BRASIL - (31/08/2017) - Caminhando a passos acelerados para o buraco.

"A dívida bruta do governo geral encerrou o mês passado em R$ 4,722 trilhões, o que representou 73,8% do Produto Interno Bruto (PIB), informou nesta quarta-feira, 30, o Banco Central, por meio da Nota de Política Fiscal. É o maior porcentual da série iniciada em dezembro de 2006. Em junho, essa relação estava em 73,1% e a previsão do BC para o resultado do mês passado era de uma taxa de 73,9%. No melhor momento da série histórica, em dezembro de 2013, a dívida bruta chegou a 51,54% do PIB." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/bc-divida-bruta-sobe-a-738-do-pib-em-julho-e-atinge-maior-porcentual-da-serie/







INDÚSTRIA - (31/08/2017) - Alguns setores serão fortemente afetados pela resolução da OMC, como os setores de autopeças, informática e exportadores.

"A Organização Mundial do Comércio deu um prazo de 90 dias para o Brasil suspender sete programas de apoio à indústria questionados pelo Japão e pela União Europeia e considerados como subsídios ilegais na decisão do Painel que analisou os casos, de acordo com o relatório final obtido pela agência Reuters.

... áreas de telecomunicações, automóveis, informática, além de ajuda a exportadores em geral. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/08/1914265-omc-da-90-dias-para-brasil-suspender-7-programas-de-incentivo-a-industria.shtml







INDÚSTRIA - (31/08/2017) - Qual efeito teremos com a condenação da OMC?

"O faturamento do setor de máquinas e equipamentos do Brasil avançou 1,7 por cento em julho ante mesmo mês no ano anterior, para 5,86 bilhões de reais, informou nesta quarta-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). De acordo com a entidade, o índice de ocupação da capacidade instalada do setor atingiu 73,2 por cento no período ante 67,1 por cento em julho de 2016. Já a carteira de pedidos não acompanhou a tendência e apresentou queda de 8 por cento em julho sobre um ano antes, para o equivalente a 2,5 meses de atividade." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BA2BO-OBRBS







BRASIL - (31/08/2017) - A crise parece não ter fim.

"O número de empresas negativadas em julho cresceu 3,31% quando comparado ao mesmo período de 2016. Em relação a junho, a alta foi de 0,08%. As informações foram divulgadas hoje pela SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (SPC/CNDL). Isso porque em julho de 2016, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o número de pessoas jurídicas inadimplentes havia subido 8,65%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5101202/inadimplencia-das-empresas-cresce-em-julho







BANCOS e CARTÕES - (31/08/2017) - A crise parece não ter fim.

"O número de empresas negativadas em julho cresceu 3,31% quando comparado ao mesmo período de 2016. Em relação a junho, a alta foi de 0,08%. As informações foram divulgadas hoje pela SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (SPC/CNDL). Isso porque em julho de 2016, quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o número de pessoas jurídicas inadimplentes havia subido 8,65%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5101202/inadimplencia-das-empresas-cresce-em-julho







BRASIL - (31/08/2017) - Finalmente.

"A Câmara dos Deputados concluiu na tarde desta quarta-feira, 30, a votação da Medida Provisória 777 de 2017 que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP), a nova referência para os empréstimos de longo prazo. A aprovação da redação final foi feita em votação simbólica após a derrubada de três destaques apresentados pela oposição." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/plenario-da-camara-aprova-criacao-da-tlp-texto-segue-agora-para-o-senado/







INDÚSTRIA - (31/08/2017) - Comunicando.

"As vendas de máquinas e implementos agrícolas do Brasil devem crescer entre 10 a 15 por cento este ano, um desempenho menor que o ano passado, mas ainda expressivo em comparação aos demais setores da indústria de máquinas, estimou nesta quarta-feira a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1BA2QS-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (31/08/2017) - Comunicando.

"Todos os poupadores devem ser ressarcidos por perdas nos planos econômicos. Do lado dos poupadores, o valor total a ser pago é estimado entre R$ 18 bilhões e R$ 26 bilhões. O montante final dependerá de eventuais descontos a serem concedidos. O valor da Febraban pode estar mais próximo de R$ 50 bilhões, mas o número definitivo ainda está sendo trabalhado. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,poupadores-devem-ser-ressarcidos-por-perdas-nos-planos-economicos,70001957503







INDÚSTRIA - (31/08/2017) - Comunicando.

"Entre os programas de incentivo à indústria brasileira condenados pela Organização Mundial de Comércio (OMC) está um que vigora desde 1991: a Lei de Informática. O programa reduz impostos para empresas que desenvolvam ou produzam bens e serviços de informática e automação, e é o programa mais custoso para os cofres públicos, com renúncias de R$ 5,975 bilhões neste ano." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/programas-que-ja-acabaram-tambem-sao-condenados/







BRASIL - (30/08/2017) - Positivo, mostra a economia melhorando, principalmente no setor industrial.

"As vendas de papelão ondulado utilizados em embalagens – caixas, acessórios e chapas – cresceram 2,60% em julho na comparação com julho de 2016 e 2,23% ante junho de 2017, para 288,255 mil toneladas.No acumulado de janeiro a julho de 2017, as vendas de papelão ondulado sobem 3,07%, para 1,932 milhão de toneladas. A ABPO também divulga dados com ajuste sazonal, no qual a expedição de julho de 2017 foi 1,44% superior à de junho.

Esta recuperação é fruto de avanços como o observado no nível de utilização da capacidade instalada do setor industrial, que alcançou 74,7%, ligeiramente acima da média do primeiro semestre, de 74,5%”, avaliou a associação, em nota." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/venda-de-papelao-ondulado-cresce-260-em-julho-diz-abpo/







BRASIL - (30/08/2017) - Longe do paraízo.

"O governo central registrou um déficit primário de R$ 20,152 bilhões em julho, o pior desempenho para o mês da série histórica, que tem início em 1997. O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede o déficit de R$ 19,227 bilhões de junho. O resultado de julho ficou acima das expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um déficit de R$ 18,2 bilhões, de acordo com levantamento do Projeções Broadcast junto a 24 instituições financeiras." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,governo-central-tem-deficit-primario-de-r-20-15-bi-em-julho,70001955046







ALERTA - (30/08/2017) - Comunicando.

"A Procuradoria-Geral da República (PGR) decidiu reunir em uma só denúncia as acusações de obstrução de justiça e organização criminosa contra o presidente Michel Temer. A peça deverá ser encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) após o feriado da Independência, ou seja, na última semana de Rodrigo Janot à frente do órgão. " (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5100304/temer-sera-acusado-de-dois-crimes-na-segunda-denuncia







FOCUS - (29/08/2017) - Comunicando.

"...a mediana das expectativas dos analistas de mercado é que a taxa básica de juros encerre 2017 a 7,25% ao ano, o que inclui uma queda de 25 pontos-base a mais em comparação às projeções anteriores. Para o ano seguinte, as expectativas se mantiveram em 7,50% para a Selic, o que significaria uma elevação de 25 pontos caso as apostas para 2017 se confirmem.

Da mesma forma, houve ajuste nas expectativas para a inflação oficial medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), de 3,51% para 3,45% neste ano, ao passo que para o período seguinte o cenário segue em 4,20%. Com isso, caso as novas apostas se confirmem, a taxa de juros real ex post -- obtida pela dedução da inflação oficial na taxa básica de juros -- ficaria em 3,8% neste ano e em 3,3% no ano seguinte.

Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), as notícias também são melhores: houve uma leve alta nas expectativas para o resultado da atividade econômica de 0,34% para 0,39% em 2017. Para 2018, as expectativas continuam em crescimento de 2%. Para o câmbio, as projeções do dólar continuaram em R$ 3,19 neste ano, e apontaram para leve recuo de R$ 3,33 para R$ 3,31 no ano seguinte." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6914409/economistas-cortam-projecoes-para-juros-elevam-pib-para-2017-mostra







ALERTA - (29/08/2017) - Cuidado com aplicações em renda variável, o Stop Loss tem de estar sempre a vista.

"No início da manhã da Ásia, noite no Brasil, a Coreia do Norte lançou um míssil que sobrevoou 2.700 quilômetros, passou por cima da província japonesa de Hokkaido, e caiu no mar, a 1.180 quilômetros da costa." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/novo-missil-coreano-derruba-mercados-mundo-afora/







BRASIL - (29/08/2017) - Seria ruim no curto prazo se realmente acontecesse.

"O presidente Michel Temer poderá decretar o estado de calamidade pública em âmbito financeiro. A medida está. sendo discutida com seus principais assessores e lideranças da base aliada e deve ser a carta na manga para o cenário de não aprovação da reforma da Previdência. Há um risco nada desprezível de que, mesmo com uma melhora da economia, a arrecadação não reaja conforme o esperado." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/estado-de-calamidade-e-a-bala-de-prata-de-temer-na-economia/







BRASIL - (28/08/2017) - Crise.

"Gestoras tomam calotes e viram donas de imóveis. Por causa da crise, gestoras de recursos estão executando garantias dadas por empresas que emitiram papéis de dívida e não honraram o pagamento. São ativos como imóveis, shoppings e fazendas, que exigem atuação não prevista na administração de suas carteiras, publica o Valor Econômico." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/calotes-em-gestoras-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BRASIL - (25/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,22% na terceira quadrissemana de agosto, repetindo a variação observada na segunda quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-022-na-3a-quadrissemana-de-agosto/







BRASIL - (25/08/2017) - Será ruim para as grandes empresas que pegavam sucessivamente juros subsidiados ao extremo. Custo de empréstimos dessas empresas deve subir ao longo do tempo

"O governo conseguiu, em parte, vencer a resistência existente, inclusive em sua base de apoio, à criação da nova taxa de juros para os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) - a TLP. Depois de a sessão na Câmara dos Deputados entrar a madrugada de quarta-feira e ser retomada ontem, foi aprovado o texto-base da proposta." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/politica/5094446/governo-consegue-aprovar-tlp-na-camara







BRASIL - (25/08/2017) - MUITO ruim principalmente para exportadores de MANUFATURADOS e para empresas que precisão de proteção contra importações, como a do setor automobilístico e de informática. Para os consumidores desses bens é uma boa notícia visto que a importação poderá ser feita a um custo mais baixo no futuro.

O setor siderúrgico que desejava ser incentivado por redução de impostos para exportação, dificilmente conseguirá após o Brasil ser condenado.

"A Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgará oficialmente no dia 30 o relatório com a maior condenação sofrida pelo Brasil na história do sistema multilateral de comércio, conforme o Valor apurou. Além de acusar programas de política industrial do Brasil, que foram adotados pelo então governo Dilma Rousseff, de violarem as regras internacionais, os juízes chegam em certos momentos a admitir medidas alternativas consistentes com os acordos, para alcançar os objetivos de desenvolvimento industrial usados como argumento por Brasília.

Os programas condenados são Inovar-Auto - o Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores -; os programas sobre tecnologia da informação (Lei de Informática, Programa de Incentivos ao Setor de Semicondutores), o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Equipamentos para TV Digital e o programa de inclusão digital.

Além deles, também foram acusados de violar regras programas que isentam empresas exportadoras de recolhimento de impostos - PEC (insumos para exportação) e Recap (bens de capital para exportação)." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5094382/omc-vai-condenar-politica-industrial-do-pais







BANCOS e CARTÕES - (25/08/2017) - Comunicando.

"A bandeira de cartões Elo, do Bradesco e do Banco do Brasil, atingiu uma participação de mercado de 12 por cento desde sua implementação, acumulando 118 milhões de cartões emitidos, afirmou nesta quinta-feira o director vice-presidente do Bradesco, Marcelo Noronha. " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1B42GZ-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (25/08/2017) - Comunicando.

"O endividamento das famílias brasileiras com o sistema financeiro passou de 41,5% em maio para 41,6% em junho, conforme dados divulgados nesta quinta-feira, 24, pelo Banco Central, por meio da Nota de Política Monetária e Operações de Crédito de julho. Se forem descontadas as dívidas imobiliárias, o endividamento foi de 23,1% para 23,2% no mesmo período." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/endividamento-das-familias-sobe-a-416-em-junho-revela-bc/







BRASIL - (25/08/2017) - A indústria está morrendo no Brasil porque a opção do Lula (PT) e do FHC (PSDB) foi de VALORIZAR artificialmente o REAL mantendo juros ASTRONOMICAMENTE elevados com intuito puramente políticos eleitoreiros e possivelmente as decisões podem ter sido corruptas também...

A pergunta é: Será que o Brasil assim que sair da crise vai continuar subindo juros para beneficiar bancos e especuladores? Será que os brasileiros vão SEMPRE ser o país do futuro?

"Há previsões no Ipea de que até 2020 a indústria participará só com 8,5% do PIB. O setor despencou 10 pontos percentuais em 30 anos. Já está no mesmo patamar de 1947 e vai ficar abaixo de tudo que já se viu na série histórica. E ainda querem dinamitar o BNDES." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/economia-retro/







INDÚSTRIA - (25/08/2017) - A indústria está morrendo no Brasil porque a opção do Lula (PT) e do FHC (PSDB) foi de VALORIZAR artificialmente o REAL mantendo juros ASTRONOMICAMENTE elevados com intuito puramente políticos eleitoreiros e possivelmente as decisões podem ter sido corruptas também...

A pergunta é: Será que o Brasil assim que sair da crise vai continuar subindo juros para beneficiar bancos e especuladores? Será que os brasileiros vão SEMPRE ser o país do futuro?

"Há previsões no Ipea de que até 2020 a indústria participará só com 8,5% do PIB. O setor despencou 10 pontos percentuais em 30 anos. Já está no mesmo patamar de 1947 e vai ficar abaixo de tudo que já se viu na série histórica. E ainda querem dinamitar o BNDES." (Fonte: Relatório Reservado)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://relatorioreservado.com.br/economia-retro/







JUROS e INFLAÇÃO - (24/08/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) registrou alta de 0,35 por cento em agosto, depois de ter recuado 0,18 por cento no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira. Em 12 meses, o indicador acumulou alta de 2,68 por cento, menor patamar desde março de 1999 (+2,64 por cento). " (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1B31F6-OBRBS







BRASIL - (24/08/2017) - Vai ser ruim para as empresas que irão reduzir as facilidades que tinham em empréstimos junto ao BNDES.

"Depois de uma sessão tumultuada na véspera, a comissão especial do Congresso aprovou nesta quarta-feira (23) a medida provisória 777, que institui a nova taxa de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O texto agora precisa ser aprovado nos plenários da Câmara e do Senado.

De acordo com a equipe econômica do governo, o objetivo da substituição da TJLP é fazer com que a nova taxa aproxime as condições de empréstimos do BNDES às praticadas pelo mercado.

Enquanto a TJLP está próxima a 7% ao ano, estima-se que a nova taxa, a TLP, ficaria, no prazo de cinco anos, entre 9% e 9,5%. Ou seja, mais alta, e próxima da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 9,25%." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/politica/noticia/comissao-especial-do-congresso-aprova-nova-taxa-de-juros-do-bndes.ghtml







JUROS e INFLAÇÃO - (24/08/2017) - Vai ser ruim para as empresas que irão reduzir as facilidades que tinham em empréstimos junto ao BNDES.

"Depois de uma sessão tumultuada na véspera, a comissão especial do Congresso aprovou nesta quarta-feira (23) a medida provisória 777, que institui a nova taxa de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O texto agora precisa ser aprovado nos plenários da Câmara e do Senado.

De acordo com a equipe econômica do governo, o objetivo da substituição da TJLP é fazer com que a nova taxa aproxime as condições de empréstimos do BNDES às praticadas pelo mercado.

Enquanto a TJLP está próxima a 7% ao ano, estima-se que a nova taxa, a TLP, ficaria, no prazo de cinco anos, entre 9% e 9,5%. Ou seja, mais alta, e próxima da taxa básica de juros (Selic), atualmente em 9,25%." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/politica/noticia/comissao-especial-do-congresso-aprova-nova-taxa-de-juros-do-bndes.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (24/08/2017) - Mais concorrência, menor lucratividade.

"O Banco Central (BC) fixou, nesta quarta-feira (23), o prazo final em 30 de outubro para a conclusão da primeira fase da liquidação centralizada dos arranjos de pagamentos, como cartões de crédito e débito. A data inicialmente prevista era 4 de setembro." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5092316/bc-da-mais-prazo-para-cartoes-terem-liquidacao-centralizada







BRASIL - (24/08/2017) - Segue o processo de fechamentos e quebradeiras.

"A fabricante de produtos de beleza L'Oréal vai fechar a fábrica instalada no bairro da Pavuna, na zona norte do Rio, no fim de 2018. A crise econômica no Brasil acelerou a decisão do grupo francês." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5092560/loreal-vai-fechar-fabrica-no-rio-em-2018







BRASIL - (24/08/2017) - Cuidado.

"Historicamente com risco muito baixo, o crédito às grandes empresas virou uma dor de cabeça para os bancos desde o agravamento da crise. O índice de inadimplência no segmento, que era de apenas 0,38% no fim de 2014, quase triplicou e encerrou o ano passado em 1,09%, de acordo com dados do Banco Central. Incluindo as dívidas que tiveram de passar por algum tipo de reestruturação, o índice sobe para 1,53%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5092440/inadimplencia-em-alta-no-segmento-virou-preocupacao







BANCOS e CARTÕES - (24/08/2017) - Cuidado.

"Historicamente com risco muito baixo, o crédito às grandes empresas virou uma dor de cabeça para os bancos desde o agravamento da crise. O índice de inadimplência no segmento, que era de apenas 0,38% no fim de 2014, quase triplicou e encerrou o ano passado em 1,09%, de acordo com dados do Banco Central. Incluindo as dívidas que tiveram de passar por algum tipo de reestruturação, o índice sobe para 1,53%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5092440/inadimplencia-em-alta-no-segmento-virou-preocupacao







BRASIL - (23/08/2017) - Não tem nada para comemorar realmente. Demissões continuam, capacidade ainda sub utilizada.

"A Sondagem Industrial, divulgada nesta terça-feira (22) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sinalizou que o setor voltou a apresentar expansão em julho. O índice de evolução da produção avançou de 47,7 pontos para 50,5 pontos no período. Ficou, desta forma, acima da linha divisória dos 50 pontos que indica aumento na produção quando comparada com o mês anterior. Em junho de 2016, a produção registrou 46,6 pontos. Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria ficou em 48,2 pontos em julho, ante 47,6 pontos em junho. O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) permaneceu em 65% no mês passado. Em julho do ano passado, ela também era de 65%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5089904/sondagem-da-industria-indica-expansao-da-producao-em-julho-aponta-cni







INDÚSTRIA - (23/08/2017) - Não tem nada para comemorar realmente. Demissões continuam, capacidade ainda sub utilizada.

"A Sondagem Industrial, divulgada nesta terça-feira (22) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) sinalizou que o setor voltou a apresentar expansão em julho. O índice de evolução da produção avançou de 47,7 pontos para 50,5 pontos no período. Ficou, desta forma, acima da linha divisória dos 50 pontos que indica aumento na produção quando comparada com o mês anterior. Em junho de 2016, a produção registrou 46,6 pontos. Já o indicador da evolução do número de empregados na indústria ficou em 48,2 pontos em julho, ante 47,6 pontos em junho. O percentual médio de Utilização da Capacidade Instalada (UCI) permaneceu em 65% no mês passado. Em julho do ano passado, ela também era de 65%." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/brasil/5089904/sondagem-da-industria-indica-expansao-da-producao-em-julho-aponta-cni







BRASIL - (23/08/2017) - Obviamente é sempre ruim a perspectiva de piora da nota de crédito do país.

"O diretor-geral de ratings soberanos da S&P Global Ratings, Roberto Sifon Arevalo, afirmou a jornalistas nesta terça-feira, 22, que a agência de classificação de risco pode não esperar os resultados da eleição de 2018 para alterar a nota do Brasil, que, com perspectiva negativa, tem chance maior de ser rebaixada do que melhorada. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,rating-do-brasil-pode-ser-rebaixado-mesmo-antes-das-eleicoes-de-2018,70001946286







JUROS e INFLAÇÃO - (23/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou a alta a 0,33 por cento na terceira quadrissemana de agosto, contra 0,40 por cento na segunda leitura do mês, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV)." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1B316N-OBRBS







FOCUS - (22/08/2017) - Comunicando.

"...a mediana dos economistas consultados pelo Banco Central para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) registrou leve alta de 3,50% para 3,51% em 2017, mas se manteve em 4,20% no ano seguinte... Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), no entanto, não houve alteração nas estimativas: crescimento de 0,34% neste ano e de 2% no ano seguinte. Da mesma forma, as projeções para a Selic -- a taxa básica de juros -- seguiram apontando para 7,5% nos dois períodos. Com relação ao dólar, a mediana dos economistas consultados pelo BC recuou de R$ 3,25 para R$ 3,23 ao final de 2017, enquanto para o ano que vem passou de R$ 3,40 para R$ 3,39." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6900423/economistas-elevam-projecao-para-inflacao-reduzem-expectativa-para-dolar-neste







BRASIL - (22/08/2017) - Demanda por crédito empresarial subindo aos poucos e isso é bom.

"A demanda por crédito empresarial no Brasil subiu 1,2 por cento em julho ante mesmo mês do ano passado, revertendo a tendência de queda registrada no primeiro semestre, informou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1B127I-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (22/08/2017) - Demanda por crédito empresarial subindo aos poucos e isso é bom.

"A demanda por crédito empresarial no Brasil subiu 1,2 por cento em julho ante mesmo mês do ano passado, revertendo a tendência de queda registrada no primeiro semestre, informou o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1B127I-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (21/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo registrou alta de 0,22 por cento na segunda quadrissemana de agosto, acelerando após subir 0,04 por cento na primeira quadrissemana do mês, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1AY0Z2-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (21/08/2017) - Não para de ter anúncios de empresas pedindo recuperação judicial com dívidas bilionárias.

"A Justiça aceitou na quinta-feira (17) o pedido de recuperação judicial da UTC, uma das acionistas do aeroporto de Viracopos (SP). Ao recorrer à Justiça em meados de julho, a UTC Participações listou 14 empresas, incluindo a holding e suas subsidiárias, no pedido de recuperação judicial para reestruturar R$ 3,4 bilhões em dívidas." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/justica-aceita-pedido-de-recuperacao-de-11-empresas-do-grupo-utc.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (21/08/2017) - É por isso que a inadimplência dos bancos crescem pouco, a pergunta é, como eles se livram desse crédito sem perdas na lucratividade de seus negócios? Quem está comprando esse crédito podre praticamente pelo preço que valeria se fosse crédito bom? Não vejo o lucro dos bancos cair...

"A piora da inadimplência por causa da recessão gerou um volume bilionário de créditos em atraso no País. O movimento obrigou os bancos a intensificar a venda dessas operações para empresas especializadas em cobrança, em um mercado conhecido como o de “créditos podres” – dívidas que já estão há bastante tempo vencidas e, portanto, de difícil recuperação. A estimativa é que as instituições financeiras movimentem entre R$ 30 bilhões e R$ 40 bilhões em créditos podres este ano, ante uma média de R$ 20 bilhões a R$ 25 bilhões negociada nos últimos anos, segundo fontes ouvidas pelo ‘Estadão/Broadcast’." (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,nos-ultimos-3-anos-bancos-negociaram-quase-r-200-bi-em-creditos-podres,70001943941







INDÚSTRIA - (18/08/2017) - Comunicando.

"A Câmara de Comércio Exterior (Camex) zerou a alíquota do imposto de importação de uma série de bens de capital e de informática e telecomunicações, segundo decisão publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União. A medida altera as alíquotas vigentes em 30 resoluções da Camex publicadas entre janeiro do ano passado e 5 de julho deste ano e vale para produtos sem similares nacionais (ex-tarifários). " (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/camex-zera-imposto-de-importacao-de-bens-de-capital-e-informatica/







BRASIL - (18/08/2017) - Melhora ligeira, mas melhora.

"O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), registrou expansão de 0,25 por cento no segundo trimestre de 2017 ante os três primeiros meses do ano, informou o BC nesta quinta-feira. Em junho, o índice apresentou ganho de 0,50 por cento em relação a maio." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1AX1AV-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (18/08/2017) - O pior é que deve continuar esses contínuos pedidos de recuperação judicial.

"A Justiça do Rio informou ter recebido pedido de recuperação judicial das empresas que formam o grupo responsável pela publicação do jornal esportivo carioca 'Lance!'." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5084012/jornal-esportivo-lance-entra-com-pedido-de-recuperacao-judicial







BRASIL - (18/08/2017) - Melhorando.

"A taxa de desocupação no Estado de São Paulo recuou de 14,2% no primeiro trimestre para 13,5% no segundo trimestre deste ano, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta quinta-feira, 17, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em igual período do ano anterior, entretanto, a taxa de desemprego em São Paulo estava mais baixa, aos 12,2%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/taxa-de-desemprego-no-estado-de-sp-cai-a-135-no-2o-trimestre-diz-ibge/







JUROS e INFLAÇÃO - (18/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,22% na segunda quadrissemana de agosto, depois de registrar avanço marginal de 0,04% na primeira quadrissemana deste mês, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-avanca-022-na-2a-quadrissemana-de-agosto/







JUROS e INFLAÇÃO - (17/08/2017) - Comunicando.

"O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) recuou 0,17% em agosto, após a queda de 84% em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira, 16. O resultado agora anunciado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam desde uma queda de 0,26% a um avanço de 0,17%, com mediana negativa de 0,05%." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/igp-10-de-agosto-fica-em-017-ante-queda-de-084-em-julho-aponta-fgv/







BRASIL - (17/08/2017) - Voltando a demitir.

"A indústria paulista fechou 2 mil postos de trabalho no mês passado, conforme balanço divulgado nesta quarta-feira, 16, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Em relação a junho, o desempenho significou uma queda de 0,1% no nível de emprego da indústria de transformação do Estado na série com ajuste sazonal." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/industria-de-sao-paulo-fecha-2-mil-vagas-de-trabalho-em-julho-revela-fiesp/







INDÚSTRIA - (17/08/2017) - Voltando a demitir.

"A indústria paulista fechou 2 mil postos de trabalho no mês passado, conforme balanço divulgado nesta quarta-feira, 16, pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Em relação a junho, o desempenho significou uma queda de 0,1% no nível de emprego da indústria de transformação do Estado na série com ajuste sazonal." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/industria-de-sao-paulo-fecha-2-mil-vagas-de-trabalho-em-julho-revela-fiesp/







BANCOS e CARTÕES - (17/08/2017) - Acho difícil a inadimplência estar realmente caindo. Ainda tem muita empresa com problemas e que deve entrar com pedido de recuperação judicial.

"O grupo Bertin entrou na madrugada desta quarta-feira na Justiça com pedido de recuperação judicial para reestruturar dívidas de R$ 7,86 bilhões de dez de suas empresas, principalmente de concessionárias. Com origem no setor frigorífico, o grupo expandiu a atuação para outras áreas, como concessões de infraestrutura." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/empresas/5082198/dez-empresas-do-grupo-bertin-pedem-recuperacao-judicial







BRASIL - (17/08/2017) - Acredito que o risco Brasil vai aumentar bastante.

"A agência Moody's considerou que a mudança da meta fiscal para 2017 não afeta materialmente seu cenário-base, mas as alterações para os próximos anos não estavam nas contas.

Sem reformas, cresce risco de corte do rating, diz S&P. A diretora-gerente para ratings soberanos da agência, Lisa Schineller, disse em entrevista ao Valor que se o Congresso não avançar nos próximos meses com medidas para reduzir a rigidez dos gastos, em especial a reforma da Previdência, um "downgrade" pode acontecer." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5083174/mudanca-em-meta-de-2018-surpreende-moodys







BRASIL - (16/08/2017) - Positivo.

"As vendas no varejo brasileiro avançaram 1,2 por cento em junho na comparação com o mês anterior e subiram 3,0 por cento sobre um ano antes, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKCN1AV17P-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (16/08/2017) - Boa notícia.

"O número de consumidores inadimplentes no país chegou a 60,6 milhões em junho, queda de 0,7% em relação a maio, quando eram 61 milhões, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Foi o primeiro registro de queda em sete meses. Ainda sim, ao se verificar os números no ano de 2017, a quantidade de inadimplentes em junho é maior que todos os meses do ano, com exceção de maio." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/numero-de-inadimplentes-tem-primeira-queda-em-7-meses-diz-serasa.ghtml







BRASIL - (16/08/2017) - Número ruim.

"O número de novas empresas caiu 3,8% no segundo trimestre de 2017 em relação ao trimestre anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Trata-se da primeira queda para esse período desde o início da série histórica (2003). Ainda assim, os valores acumulados no semestre continuaram números positivos, com alta de 6,3%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/numero-de-novas-empresas-cai-38-no-2o-tri-diz-boa-vista-scpc/







BRASIL - (16/08/2017) - Comunicando.

"O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anunciou nesta terça-feira (15) que o governo vai propor ao Congresso aumentar a meta fiscal de 2017 e 2018 para déficit de R$ 159 bilhões.

Meirelles e o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, também anunciaram uma série de medidas de redução de gastos, entre elas o adiamento do reajuste de servidores e mudanças em tributos e no teto salarial do serviço público." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/noticia/governo-propoe-subir-para-r-159-bilhoes-teto-para-rombo-fiscal-em-2017-e-2018.ghtml







BRASIL - (16/08/2017) - Segue ruim.

"S&P reafirma rating do Brasil em BB e retira nota de observação para possível rebaixamento... e colocou a perspectiva em negativa. A empresa de classificação de risco diz ainda que a perspectiva negativa reflete o risco de rebaixamento dentro dos próximos seis a nove meses. " (Fonte: Estadão)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,sep-reafirma-rating-do-brasil-em-bb-e-retira-nota-de-observacao-para-possivel-rebaixamento,70001937820







BRASIL - (16/08/2017) - Se ele achasse que a percepção de risco iria melhorar, ele pediria para rever rapidamente. Se ele acreditasse que a situação não se alterou, nem pensaria no assunto, mas se ele pediu para rever é porque é a perspectiva da economia está mostrando sinais de piora.

"Meirelles pediu a agências de classificação de risco prazo de três meses para revisão de notas do Brasil. Temendo que a nova revisão de metas causasse mais um rebaixamento e abalasse o mercado brasileiro, o ministro teria entrado em contato com as agências internacionais para solicitar que elas esperassem um trimestre para rever as notas do Brasil, diz a Folha de S. Paulo." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/meta-fiscal-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BANCOS e CARTÕES - (16/08/2017) - Pelo que eu estou entendendo do texto, os bancos vão poder adiar ainda mais o reconhecimento nos resultados, do prejuízo no empréstimo imobiliário, é isso? Se for isso, como vamos saber o REAL resultado de um banco? Ativos que podem não valer nada estarão nas mãos dos bancos reconhecidos em seus balanços a preços elevados.

"Os bancos tinham até um ano para se desfazer desses bens após a retomada, com a possibilidade de prorrogação por mais dois (somam 3 anos), desde que com autorização do Banco Central. A medida Provisória (MP) nº 784, que trata dos acordos de leniência entre instituições financeiras e o Banco Central (BC), pode alongar esse prazo (prazo indefinido), que passará a ser determinado por uma resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN). Passado o prazo para a venda dos imóveis em balanço, os bancos são obrigados a fazer uma nova avaliação dos bens e fazer a provisão para perda de imóveis não vendidos no leilão, pela diferença do valor da avaliação do bem no momento da execução da dívida e o valor de mercado. Com a crise econômica, houve uma desvalorização no preço dos imóveis, o que teve como reflexo um aumento da provisão para perdas com esses ativos nos balanços dos bancos, além de tornar mais demorada a venda." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5081430/contexto







JUROS e INFLAÇÃO - (16/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou marginalmente de 0,41% na primeira quadrissemana de agosto para 0,40% na segunda leitura do mês, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira (16)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-s-fica-em-040-na-2a-quadrissemana-de-agosto-ante-041-na-anterior-diz-fgv/







BRASIL - (15/08/2017) - Comunicando.

"A piora na meta de déficit fiscal do Brasil para 2017 e 2018 isoladamente não deve ser suficiente para que a Fitch faça mudanças no rating soberano do país, disse à Reuters o diretor da agência de classificação de risco no Brasil, Rafael Guedes, baseado nas informações que têm circulado pela imprensa." (Fonte: O Globo G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/noticia/piora-da-meta-fiscal-nao-muda-avaliacao-da-fitch-sobre-brasil-diz-diretor.ghtml







BRASIL - (15/08/2017) - Tem de rebaixar, pois o Brasil está mostrando que está bem mais arriscado.

"O esperado aumento dos deficit orçamentários neste ano e em 2018 deve ter como efeito colateral um novo corte da nota de crédito do Brasil, afirmam economistas. O Brasil é considerado grau especulativo pelas três maiores agências de rating: S&P, Moody's e Fitch. A perspectiva é negativa, ou seja, há riscos de novos rebaixamentos. " (Fonte: Folha)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/08/1909935-novo-corte-da-nota-de-credito-do-brasil-e-provavel-dizem-economistas.shtml







JUROS e INFLAÇÃO - (14/08/2017) - Pelo visto os juros irão cair mais do que o mercado espera.

"O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, afirmou nesta sexta-feira que há expectativas de quedas adicionais da Selic diante do cenário benigno de inflação, e voltou a defender a necessidade de aprovação das reformas para que o processo de desinflação continue." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1AR1EA-OBRBS







FOCUS - (14/08/2017) - Comunicando.

"Conforme mostra a mais recente edição do relatório Focus, divulgada na manhã desta segunda-feira, a mediana dos economistas consultados pelo Banco Central para o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) saltou de 3,45% para 3,50% em 2017, mas se manteve em 4,20% no ano seguinte.

Do lado do PIB (Produto Interno Bruto), no entanto, não houve alteração nas estimativas: crescimento de 0,34% neste ano e de 2% no ano seguinte. Da mesma forma, as projeções para a Selic -- a taxa básica de juros -- seguiram apontando para 7,5% nos dois períodos. Manutenção das apostas também foi vista no câmbio, com a mediana dos economistas consultados pelo BC esperando o dólar a R$ 3,25 ao final de 2017 e a R$ 3,40 ao final do ano seguinte." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6882548/economistas-elevam-projecao-para-inflacao-mas-mantem-apostas-crescimento-pib







JUROS e INFLAÇÃO - (11/08/2017) - Comunicando.

"O IGP-M recuou 0,03 por cento na primeira prévia de agosto, após queda de 0,95 por cento no mesmo período de julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30 por cento no índice geral, subiu a 0,31 por cento, ante queda de 0,12 por cento no mesmo período de julho." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1AQ1E4-OBRBS







BANCOS e CARTÕES - (11/08/2017) - Comunicando.

"Menos brasileiros endividados estão conseguindo "limpar o nome", aponta a Boa Vista SPC. De acordo com o órgão, o indicador de recuperação de crédito apresentou queda de 1,7% nos últimos 12 meses encerrados em julho e de 1,8% no acumulado deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Já na variação mensal, o índice recuou 6,4% ante junho, segundo dados dessazonalizados." (Fonte: G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/noticia/cai-o-numero-de-brasileiros-endividados-que-conseguem-limpar-o-nome-diz-spc.ghtml







BRASIL - (11/08/2017) - A situação fiscal do governo federal está aos poucos ficando desesperadora..

"Governo Temer cogita cortar gasto para conter rombo. De acordo com a Folha de S. Paulo, além de aumentar as metas de déficit fiscal, o governo estaria calculando como gerar novas receitas e cortar ao menos R$ 10 bilhões em despesas com servidores e obras do PAC para conseguir conter o rombo nas contas." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/mercados/jf-capitaliza-banco-e-tudo-para-voce-ler-antes-de-a-bolsa-abrir/







BANCOS e CARTÕES - (11/08/2017) - Acho que o BNDES vai retirar mais rentabilidade dos bancos invadindo um novo espaço.

"O novo diretor financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Thadeu de Freitas, considera acertada a decisão do Banco Central de convidar a instituição de fomento para atuar como "dealer" do BC intermediando transações com títulos públicos em operações compromissadas." (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5075948/diretor-defende-papel-do-bndes-como-dealer-do-bc







BANCOS e CARTÕES - (11/08/2017) - Comunicando.

"m dos principais esqueletos deixados pelas décadas de 1980 e 1990, a disputa bilionária entre poupadores e bancos sobre as perdas das cadernetas de poupança nos planos econômicos – Cruzado, Bresser, Verão, Collor I e Collor II – caminha para uma solução. A expectativa é de que, nas próximas semanas, seja marcada uma reunião entre as partes envolvidas para sacramentar um acordo, com aval do Supremo Tribunal Federal (STF). O valor total do acordo, no entanto, ainda está em aberto.

Há alguns anos, consultoria contratada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) chegou a citar R$ 341 bilhões como o passivo das instituições financeiras, caso elas perdessem o julgamento no STF. Autoridades da área econômica já falaram em R$ 150 bilhões.

As associações de poupadores calculam valores bem menores. Tanto o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) quanto a Frente Brasileira pelos Poupadores (Febrapo) falam em montantes próximos de R$ 10 bilhões ou R$ 11 bilhões." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/acordo-no-stf-pode-por-fim-a-disputa-entre-poupadores-e-bancos/







JUROS e INFLAÇÃO - (10/08/2017) - Comunicando.

"A inflação de 0,24% medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em julho fez a taxa acumulada em 12 meses recuar para o menor patamar desde fevereiro de 1999, quando estava em 2,24%.

Em julho de 2016, o IPCA tinha sido de 0,52%. Como resultado, a taxa acumulada em 12 meses diminuiu de 3,00% em junho para 2,71% em julho, abaixo da meta estipulada pelo governo federal.

A taxa acumulada no ano de 2017, de 1,43%, é a mais baixa para o período de janeiro a julho da série histórica do IPCA." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipca-em-12-meses-e-o-menor-desde-fevereiro-de-1999-afirma-ibge/







JUROS e INFLAÇÃO - (10/08/2017) - Comunicando.

"O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) registrou alta de 0,17% em julho, ante um recuo de 0,30% em junho, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, 9, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com o resultado agora apresentado, o índice acumulou uma elevação de 1,30% no ano, de acordo com o IBGE. A taxa acumulada em 12 meses foi de 2,08%. Em julho do ano passado, o INPC havia sido de 0,64%." (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/inpc-de-julho-sobe-017-diz-ibge/







INDÚSTRIA - (10/08/2017) - Como referência de crescimento da indústria, é uma boa notícia.

"Em julho de 2017, as vendas de papelão ondulado utilizados em embalagens – caixas, acessórios e chapas – cresceram 2,60% na comparação com julho de 2016 e 2,23% ante junho de 2017, para 288,258 mil toneladas. No acumulado de janeiro a julho de 2017, as vendas de papelão ondulado sobem 3,07%, para 1,932 milhão de toneladas." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/vendas-de-papelao-ondulado-crescem-260-em-julho-ante-julho-de-2016-diz-abpo/







JUROS e INFLAÇÃO - (10/08/2017) - Gráfico interessante para se ver e acompanhar.

"
Fonte: Exame" (Fonte: Exame)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://exame.abril.com.br/economia/veja-no-infografico-a-queda-livre-da-inflacao-no-brasil/







BRASIL - (10/08/2017) - Boa notícia.

"O movimento nas estradas, ferrovias e portos brasileiros aumentou no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado. O movimento dos portos subiu 4,4 por cento no primeiro semestre, enquanto nas ferrovias o aumento foi de 4,6 por cento, disse o ministro durante evento do setor exportador no Rio de Janeiro. Já o movimento nas rodovias cresceu 2,1 por cento." (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1AP1TA-OBRBS







BRASIL - (10/08/2017) - Ótima notícia, pelo visto a economia começa a se recuperar aos poucos.

"O Brasil gerou 35.900 vagas formais de emprego em julho deste ano, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados pelo Ministério do Trabalho nesta quarta-feira (9).Foi o melhor mês de julho em quatro anos." (Fonte: G1)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://g1.globo.com/economia/noticia/com-359-mil-vagas-abertas-em-julho-emprego-formal-sobe-pelo-4-mes-seguido.ghtml







BANCOS e CARTÕES - (10/08/2017) - Mais concorrência, menor lucratividade normalmente.

"O avanço das 'maquininhas' . Novas concorrentes no mercado de credenciamento de cartões vêm ganhando espaço. Na Bin, o número de maquininhas dobrou no ano passado, diz Henrique Capdeville, principal executivo da FirstData no Brasil" (Fonte: Valor Econômico)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.valor.com.br/financas/5074654/o-avanco-das-maquininhas







JUROS e INFLAÇÃO - (09/08/2017) - Comunicando.

"No mês passado, o IGP-DI recuou 0,30 por cento, após queda de 0,96 por cento em junho. O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI) terminou o mês com queda de 0,67 por cento, sobre recuo de 1,53 por cento em junho. Os Produtos Agropecuários tiveram desaceleração da queda a 1,42 por cento, sobre recuo de 2,88 por cento antes. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) mostrou alta de 0,38 por cento no período, sobre queda de 0,32 por cento antes" (Fonte: Reuters)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRKBN1AO195-OBRBS







JUROS e INFLAÇÃO - (09/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) subiu 0,41% na primeira quadrissemana de agosto após ter alta de 0,38% na última leitura de julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira, dia 8." (Fonte: IstoÉ)







INDÚSTRIA - (09/08/2017) - Comunicando.

"O Estado de São Paulo, maior parque industrial do País, registrou expansão de 0,8% na indústria local na passagem de maio para junho, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, divulgados nesta terça-feira, 8, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/producao-industrial-em-sp-sobe-08-em-junho-ante-maio-revela-ibge/







ALERTA - (09/08/2017) - Crise se agravando.

"A Coreia do Norte ameaçou nesta terça-feira (8) que está "examinando cuidadosamente" um plano para atacar o território americano de Guam, localizado no Oceano Pacífico, com mísseis. A declaração ocorre após o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmar que qualquer ameaça aos país seria respondida com "fogo e fúria"." (Fonte: Infomoney)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.infomoney.com.br/mercados/noticia/6867963/tensao-aumenta-coreia-norte-diz-que-considera-atacar-territorio-americano







JUROS e INFLAÇÃO - (09/08/2017) - Comunicando.

"O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 0,04% na primeira quadrissemana de agosto, revertendo a ligeira queda de 0,01% observada em julho, segundo dados publicados hoje pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)." (Fonte: IstoÉ)

Link para a matéria completa do jornal para ser lida:
http://www.istoedinheiro.com.br/ipc-fipe-sobe-004-na-1a-quadrissemana-de-agosto-apos-cair-001-em-julho/







INDÚSTRIA - (09/08/2017) - Para aumentar a utilização da capacidade da indústria, o Brasil tem de exportar, o que só ocorrerá se o BACEN permitir que o dólar suba e/ou o consumo int